Autor Tópico: A cultura da caça! [se você não gosta de ver animais mortos não abra]  (Lida 252 vezes)

Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 15.128
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
Moro em um país aonde além da arma é uma cultura que começa a ser desenvolvida ainda na infância, existe aqui uma cultura muito forte de caça. O principal alvo dessa caça são os Deers (cervo). Eles vivem livremente entre os parques e subúrbios americanos em boa parte dos EUA. Eu, particularmente, nunca teria coragem de fazer isso por questões de principais e culturais mas, aqui nos EUA, é algo comum e cheio de regras e etiquetas. Agora que vem a fotografia nisso.

Um dos meus colegas de trabalho pediu para que eu tentasse melhorar as fotos que ele e um amigo tiraram no final do ano passado. A princípio iria recusar mas decidi fazer. Vocês não tem ideia de como vários americanos com qual trabalho tiram fotos com suas caças para postar nas redes sociais, fotos de perfil e por aí vai.

Confesso que no começo foi difícil olhar as imagens mas depois de que encarei só como uma "job" ou um favor para um amigo eu resolvi ajudar as fotos e dar as dicas para como melhorar a fotografia nas próximas vezes (ele me pediu dicas para fotografar melhor). Por sorte, ainda não me convidou para ir junto e nem quero.


PS.: Eu ia colocar esse tópico lá na Galeria e colocar as fotos mas decidi não fazer por enquanto. Dependendo do desenrolar da história aqui, posso colocar mais tarde.
Sony A7III + Tamron 28-75 2.8 + Samyang 14 2.8 + Godox + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales


felipemendes

  • Trade Count: (9)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.316
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #1 Online: 26 de Fevereiro de 2021, 01:56:11
Em uma das trilhas onde ando de bicicleta tem muito porco selvagem. Não é como o veado, inofensivo. Eles são grandes e, apesar de normalmente fugirem, quando acham que botamos a família deles em perigo, atacam sem cerimônia. E são enormes:
https://www.facebook.com/groups/157990614387212/permalink/1471510646368529/

Há casos de porcos selvagens que mataram pessoas aqui na região, então, apesar de não curtir caçar pessoalmente esses animais, não vejo com maus olhos quem os caça.


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 15.128
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
Resposta #2 Online: 26 de Fevereiro de 2021, 10:33:14
Em uma das trilhas onde ando de bicicleta tem muito porco selvagem. Não é como o veado, inofensivo. Eles são grandes e, apesar de normalmente fugirem, quando acham que botamos a família deles em perigo, atacam sem cerimônia. E são enormes:
https://www.facebook.com/groups/157990614387212/permalink/1471510646368529/

Há casos de porcos selvagens que mataram pessoas aqui na região, então, apesar de não curtir caçar pessoalmente esses animais, não vejo com maus olhos quem os caça.
Caraca... que porco/javali enorme!!!
Sony A7III + Tamron 28-75 2.8 + Samyang 14 2.8 + Godox + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales


peridapituba

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 304
Resposta #3 Online: 26 de Fevereiro de 2021, 11:12:36
Existem várias faces de problemas parecidos com este.
A parte cultural é algo forte e fincado nas bases estruturais dos países e são situações que, mesmo a gente não entendendo, tem que aceitar.
Falo por mim, e quero deixar claro que as opiniões à seguir são SOMENTE sobre as situações.
Esta coisa de caça é uma delas. Particularmente não vejo nenhum problema em se caçar.
Javalis, que foi citado por exemplo, são caçados com freqüência no Hawaii e a comunidade aceita e inventiva a prática. Acho normal.
Já a caça de elefantes para retirada dos marfins é algo que considero nefasto e cruel.
Veja bem, 2 situações de caça onde as medidas, conseqüências e resultados diferem.
Sobre postar em rede social, abre um precedente complicado por alguns motivos.
Um deles diz respeito às pessoas que acham tudo ruim.
Pessoas chamadas de geração mimimi, por assim dizer, que não toleram e agridem quem faz. Tudo não pode.
Mas muitas destas pessoas vão ao mar e pescam (caçam?) cardumes de peixes-espada/marlins, etc e exibem fotos sem o menor pudor e isto é meio que aceito de forma geral.
Já os caçadores de baleias e tubarões para retirada de barbatanas são condenados.
Quer dizer,  tem muita hipocrisia envolvida.
Agora surge aqui no país um movimento que condena o consumo de carne bovina pois alegam que há maus tratos aos animais no processo de engorda e abate.
Em Paris os gansos são alimentados excessivamente para que seus fígados inchem até explodir e se faça o patê de froagrass.
Então, como eu disse, é muita hipocrisia e algumas pessoas agem e emitem opiniões de acordo com suas conveniências.
É um assunto vasto demais, mas que para mim deve ser debatido usando sempre o bom senso, algo raro hoje em dia.

Moro em um país aonde além da arma é uma cultura que começa a ser desenvolvida ainda na infância, existe aqui uma cultura muito forte de caça. O principal alvo dessa caça são os Deers (cervo). Eles vivem livremente entre os parques e subúrbios americanos em boa parte dos EUA. Eu, particularmente, nunca teria coragem de fazer isso por questões de principais e culturais mas, aqui nos EUA, é algo comum e cheio de regras e etiquetas. Agora que vem a fotografia nisso.

Um dos meus colegas de trabalho pediu para que eu tentasse melhorar as fotos que ele e um amigo tiraram no final do ano passado. A princípio iria recusar mas decidi fazer. Vocês não tem ideia de como vários americanos com qual trabalho tiram fotos com suas caças para postar nas redes sociais, fotos de perfil e por aí vai.

Confesso que no começo foi difícil olhar as imagens mas depois de que encarei só como uma "job" ou um favor para um amigo eu resolvi ajudar as fotos e dar as dicas para como melhorar a fotografia nas próximas vezes (ele me pediu dicas para fotografar melhor). Por sorte, ainda não me convidou para ir junto e nem quero.


PS.: Eu ia colocar esse tópico lá na Galeria e colocar as fotos mas decidi não fazer por enquanto. Dependendo do desenrolar da história aqui, posso colocar mais tarde.