Autor Tópico: Se você gosta tanto de fotografia, por que não trabalha com isso?  (Lida 1963 vezes)

AFShalders

  • Trade Count: (28)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 10.490
  • Sexo: Masculino
  • слава україна !!!
    • Old Good Light
Resposta #15 Online: 09 de Abril de 2024, 18:01:43
O mesmo é verdade pra qualquer profissão. Eu trabalho com o que eu gosto (engenharia), mas claro que tem aspectos do meu trabalho que eu não gosto. Se trabalhasse com fotografia, não seria diferente. Melhor continuar com meus hobbies como atividades fora do trabalho. Assim continuo gostando deles pra sempre.

Concordo 100%.

Some a isso que literalmente detesto fotografia de eventos, sejam de quais tipos forem.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.867
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 16 de Abril de 2024, 23:55:29

Trabalhar com fotografia não é flores não.

Tem hora que parece tudo uma grande merda. E é mesmo.

Pra mexer com isso, você vai precisar:
- Entender em qual área quer atuar;
- Desenvolver um bom portfólio;
- Fazer um bom trabalho e ficar conhecido nas redes; (é uma droga, mas é o que há hoje)
- Prospectar clientes.
- Organizar finanças, administrar tudo, etc.


Vai ser uma empresa de um homem só por um bom tempo, ou sempre ser, como é meu caso.

Entenda: se você gosta de "fotografia abstrata", vai precisar vender foto normalzinha até sua fotografia abstrata valer alguma coisa e você poder fazer só isso da vida.

Por exemplo, EU: fotógrafo a mais de vinte anos, não gosto de infantil. Acho um porre. Prefiro uma colação de 500 alunos de 4h do que um niver de 4h. MASSS, não dispenso um infantilzinho, e não é por conta dos salgadinhos. Pego os benditos e faço bem feitos, porque preciso dos 400~500 contos daquele dia.
Graças ao bom Deus, os chá de revelação eu tô conseguindo recusar sem peso na consciência, hahaha.

Porém, a PARTE BOA É UMA DELICIA!

Mano, quando toca a marcha nupcial, meus pelos arrepiam, coração acelera, boca seca, hahahaha. Pode estar tendo velório na família, se entro numa igreja pra fotografar um casamento, esqueço tudo.
Família, amigos, filho, lembro mais nada. Fico naquilo, fazer a melhor recordação possível para aquele casal. Sei que vai ser mais um casamento entre tantos, possivelmente muito parecido com outros que fiz, mas para AQUELE Casal, foi especial. E pra mim isso basta.

Mesma coisa para as formaturas.
Maior formatura que eu faço todo ano, é da UFV, em Viçosa, MG.
Quando os 400~500 formandos entram na colação, ao som de "The Nights - Avicii", eu me arrepio junto, e quando algum formando conta sua história de vida, o quanto se fudeu na vida pra conseguir aquele diploma, na moral, eu choro junto, hahaha. Ligo não.


Avalie isso, amigo.

Não romantize a fotografia como sendo um mar de rosas, que não vai ser. Vai ser FODA, especialmente no começo.
Mas, não vai ser ruim.
Se conseguir fazer um dinheiro que te sustente com fotografia, vai firme.
Não sei de onde você é, mas caso precise de algo, tô em Maringá, PR.

Para inspirar, fica com a música dos formandos UFV:

He said, "One day you'll leave this world behind
So live a life you will remember"
My father told me when I was just a child
These are the nights that never die
My father told me


Você vai querer ser um velho que viveu um trampo ruim que não gostava todo o tempo, ou um velho que viveu um trampo que gostava, e que metade do tempo era ruim e metade bom?
A foto a seguir é de minha autoria. A serviço da A1 formaturas, de Pato Branco, PR. Era uma colação de grau de medicina, em Ponta Porã. Universidad Sudamericana.
Veja que não é um menino. Ele não achou tarde pra fazer o que gosta.



Você decide. Abraço.


JohnOlson

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 1
  • Sexo: Masculino
  • Sou fotógrafo
Resposta #17 Online: 11 de Maio de 2024, 16:38:35
A fotografia, em minha opinião, não é apenas uma forma de arte, mas um método profundo de comunicação e auto-expressão.
Sou fotógrafo