Autor Tópico: [ARTIGO] Você já se preocupou com as questões de estilo?  (Lida 9835 vezes)

Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #15 Online: 11 de Julho de 2008, 19:34:35
Acabou, porque eu deixei de frequentar o FotografiaBrasil. Questões de convivênci. E o pior, passando lá recentemente vi que as mensagens, que eram um conjunto bastante interessante de análises sobre linguagem com participação de diversas pessoas, foi deletado ou movido para local onde reposa oculto no meio das outras mensagens. Até devido a esse tipo de coisa comecei a fazer a Fotografia em Palavra, de modo aos textos formarem conjunto e terem permenência. Aliás, faz bom tepo que não posto artigo. Qualquer hora vem um.

Quanto ao assunto:

Citar
Depois escrever em um papel o que nelas é "seu", o que se repete nelas, que tipo de abordagem está sempre presente.

Com isso nós percebemos qual a nossa maneira de olhar.

De posse disso, podemos então voltar à produção é empregar conscientemente os elementos antes reconhecidos. Aí eles não farão mais parte de um fundo incosciente mas terão sido elevados à consciência, à esfera da decisão consciente, e quando empregá-los você poderá julgar sobre seu emprego. Este é o segundo passo. Fazendo isso você ganha fluência de si mesmo.

Depois, já acostumado consigo, já capaz de reconhecer-se na produção, pode ser que ela esteja parca, pouco variada, limitada. Aí será a hora de expandi-la, mas mantendo o fulcro no que em você é verdadeiro. Aí você poderá: 1) incorporar idéias de outros foógrafos, mas traduzidas à sua maneira de ser; 2) realizar projetos e ensaios nos quais se imponha formas diferentes de fazer, e verificar como sua personalidade pega essas formas diferentes e as adapta ao seu modo. Esta é a fase de crescimento do vocabulário.

Mas nunca se faz isso "inventado do nada" um estilo. O seu estilo é você, somente que não é um você inconsciente de si. Como dizia o Hegel, o ser consciente deixa de ser "em si" e passa a ser "para si".

É exatamente o que eu falei acima. Reconhecer o que se é, a sua tipicidade, e depois dela reconhecida procurar sair da Zona de Conforto e ir e voltar, ir e voltar de modo a ganhar ao mesmo tempo aprofundamento em si mesmo e liberdade.


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #16 Online: 14 de Julho de 2008, 11:58:58
Acabou, porque eu deixei de frequentar o FotografiaBrasil. Questões de convivência.
É uma pena que esses pequenos atritos transformem-se em grandes dissidências. Perde todo mundo e em várias instâncias, não só na discussão sobre fotografia, mas também nas relações humanas. Esta sim, é muito complicada e o manual nem dá pra baixar na internet, se é que ele existe. :)

Aliás, faz bom tempo que não posto um artigo. Qualquer hora vem um.
Então eu e outras pessoas vamos aguardar. Aliás, fotografia autoral seria um bom tema. Um relato da sua trajetória articulada a temas mais gerais da fotografia autoral. Bem, se é que esse artigo já não existe.
Desculpe o abuso (não basta pedir artigo, ainda sugere tema), mas é que falo isso porque este artigo está praticamente escrito, mas dividido em vários tópicos. Falta apenas reuni-los num só texto.

Reconhecer o que se é, a sua tipicidade, e depois dela reconhecida procurar sair da Zona de Conforto e ir e voltar, ir e voltar de modo a ganhar ao mesmo tempo aprofundamento em si mesmo e liberdade.
Ontem assisti a uma aula do fotógrafo Emidio Luisi e lembrei de você devido assuntos que aborda nos fóruns (sobretudo, autoria e poética) e do Fábio que está sempre divulgando a cultura nipônica e esse fotógrafo tem um trabalho sobre Kazuo Ohno.
Enfim, foi só uma lembrança.
Até mais.


Leonardo

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 81
  • Sexo: Masculino
    • Agência Uai | BH | MG
Resposta #17 Online: 16 de Outubro de 2008, 14:18:40
Kika, adorei seu artigo, bem como a discussão que ele promoveu.
A definicão de estilo é bem mais ampla do que eu, incialmente, imaginava.
Gostaria de acrescentar que no ato fotográfico, em especial, até o momento da captura com todas as variáveis que a mesma envolve, é apenas parte de um processo. A definição do estilo passa também pelo que será feito com aquela captura, e me atrevo a dizer - até mesmo como ela será exposta ou divulgada.