Autor Tópico: Esqueçam as compactas e "prosumers"!! Apresentado o "Micro Four Thirds"!!!!  (Lida 24123 vezes)

Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #30 Online: 06 de Agosto de 2008, 00:27:54
Sim Leandro, ambas possuem a mesma DF, o que está mudando ai é o ponto de colimação dessa lente (para ela conseguir foco com essa DF). Se você colocar a lente 4/3 direto no bocal de micro 4/3 o que vai ocorrer é que a lente ficará hipermetrope (na verdade dependendo da lente não vai nem conseguir fazer foco). Caso você coloque uma lente para micro em uma 4/3 ela ficará miope, só conseguirá fazer foco de perto (na verdade fará até mais perto do que o normal), mas não conseguirá focar no infinito, porém em ambos os casos a DF será a mesma. ;)
Se você tiver ai impresso o capítulo de foco e de DF do curso avançado de uma olhadinha que ele fala como funciona. ;)
« Última modificação: 06 de Agosto de 2008, 00:30:56 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #31 Online: 06 de Agosto de 2008, 01:51:57
Quem começou este negocio de “DSRL” sem espelho foi a Canon com a 5D  :assobi:

BTW, agora só falta juntar com um sensor Fuji!  :wub:


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #32 Online: 06 de Agosto de 2008, 04:14:28
Leo,

Com relação a ficar miope e hipermetrope está claro que iria ocorrer, uma vez que o mount está mudando em 20mm axialmente de posição.

O que fiquei intrigado é com a definição de DF....Porque se a DF é definida pela distância real em mm entre o centro óptico até o ponto de foco, então esta distancia em mm será exatamente a mesma no micro 4/3 como também no 4/3, APS, FF, etc. certo? Porém pela imagem mostrada o que vejo é um cone (ângulo de visao) igual para DF diferentes.

Isso é possível? A distância entre o centro óptico até a mídia serem diferentes em mm para um mesmo angulo de cobertura, sendo que ambos usam o mesmo tamanho de sensor...

Valeu
« Última modificação: 06 de Agosto de 2008, 04:18:59 por Leandro Federsoni »


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 06 de Agosto de 2008, 04:21:25
BTW, agora só falta juntar com um sensor Fuji!  :wub:

 :ok: :ok: :ok: Perfeito...


F.Kruschewsky

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 323
Resposta #34 Online: 06 de Agosto de 2008, 08:51:38
Transcrevo aquí os comentários do fotógrafo canadense Edwin Leong, editor do "site" www.camerahobby.com e um dos responsáveis pelo "site" www.nikonlinks.com, sobre o anúncio do novo padrão "Micro Four Thirds":

"August 6, 2008 - There's a big buzz going around the big photography sites about Olympus/Panasonic's Micro 4/3 announcement. Biggest news of the year, say a couple of sites...er...it's August and we still have the big Photokina show coming up next month. Mite bit premature sez I...

The original promise of the 4/3 system was supposed to be smaller sized SLRs and lenses. Didn't really happen with the E-3 as big as any other capable SLR and the lenses didn't shed too many pounds either. The only real difference in size was due to the 2x crop factor that allowed you to substitute a much smaller and lighter 300mm lens in the place of a big, honkin' 600mm lens.

While the size difference between 4/3 and APS sensors is not dramatic, they are there and while APS sensors have taken significant strides in quality, especially at high ISO settings, 4/3 has not kept up. There are many that suggest that the advances in APS can be similarly realized in the 4/3's sensor, but if so, why are we still waiting for D300 or 40D-like quality at ISO 1600?

However, let's not be the wet blanket to spoil the debutante's entrance at the ball. With the need for a mirror box and prism gone, I (and a few others) can immediately see that the Micro 4/3 could really do well with digicams and bridge type cameras.

While Micro 4/3 holds the real promise of smaller SLRs and lenses, how small can we go and still maintain ergonomic functionality. Look at the Nikon D40, it's tiny and lightweight, far more so than I would want for my hands. Olympus itself already makes a very small 4/3 SLR in the E-420, so how much smaller do we go before it becomes too small?

Thus, I'm not certain this is where Micro 4/3's potential is. With digicams and bridge cameras, this is where Micro 4/3 could offer much larger sensors with superior high ISO quality. Whereas regular 4/3's high ISO quality is not keeping up with the Joneses in the SLR world, that same quality would be significant in the digicam and bridge camera world.

Who wouldn't love to see a Canon G9 or the coming Coolpix P6000 come with a 4/3 sensor? The flies in the ointment, the other big brands that would take notice and produce their own digicams using APS sized sensors. However, while APS' advantage is its size for SLRs, the size could be a disadvantage, because a camera can only be made so small with such a large sensor (or, so I think).

The other fly in the ointment, decreasing sales of digicams while SLRs are still going strong. Everybody and their grandmother has a digicam. If sales are now declining, we've already reached market saturation and maturity."


Boa Leitura!!!
 


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #35 Online: 06 de Agosto de 2008, 09:26:35
Leandro primeiro é importante perceber que á imagem só se forma sobre o ponto de foco quando esta estiver no infinito, caso contrário ela irá se formar em distâncias determinadas segundo a lei de Gauss.
O centro ótico de uma objetiva também varia de acordo com a construção da mesma, esta sua afirmação de que seria a mesma seria válida para uma única lente delgada, para você ter uma idéia se a lente não for delgada nem para uma única lente serviria. Dependendo de como a objetiva é construída o centro ótico pode até ficar fora da objetiva, como acontece nas 10mm e nas 11mm para APS (apesar de isso normalmente aumentar o número de elementos necessários e por conseqüência piorar a qualidade). :)
A questão da distância entre a objetiva e o corpo é simplesmente conseguir ou não conseguir fazer o foco (chegar perto ou afastar o centro ótico e o ponto de foco da midia). Isso vai variar de acordo com o curso possível para o movimento da lente (capacidade que ela tem de aproximar ou afastar o centro ótico (e portanto o ponto de foco) da midia. As lentes para 4/3 só precisam ser afastada nas câmeras micro para que o curso da lente fique corretamente colimado e permita que a lente faça foco no intervalo de distâncias previstos. Já a micro eu acredito que não poderá ser usada sem um adaptador ótico. Isso porque o infinito dela estaria projetado para um curso X, se a distância fosse aumentada ela não conseguiria a aproximação necessária entre a mídia e o ponto de foco para que ela conseguisse focar no infinito, então seria necessária uma adaptação ótica para possibilitar isso. Diferente da operação inversa, que só exige um tubo de extenção. :)
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 06 de Agosto de 2008, 10:12:33
O centro ótico de uma objetiva também varia de acordo com a construção da mesma, esta sua afirmação de que seria a mesma seria válida para uma única lente delgada, para você ter uma idéia se a lente não for delgada nem para uma única lente serviria. Dependendo de como a objetiva é construída o centro ótico pode até ficar fora da objetiva, como acontece nas 10mm e nas 11mm para APS (apesar de isso normalmente aumentar o número de elementos necessários e por conseqüência piorar a qualidade).

Perfeito Leo, então independente da construção da lente, o valor DF é um valor real em mm e que deve ser de uma forma ou de outra limitadora para o processo de compactar a lente.

Por exemplo a Canon A720is tem um sensor de 1/2.5" e uma DF tele de 34.8mm real (210mm equivalente para 35mm), um micro 4/3 para cobrir o mesmo angulo de visão deverá ter uma lente com DF de 105mm, ou seja, dificilmente ela terá uma lente tão compacta como de uma Canon A720is, mesmo fazendo um desenho de lente para jogar o centro da óptica pra frente da câmera.....Uma solução que eles poderão fazer seria uma lente retrátil e dividida com zoom eletrônico.....pode ser que seja por isso que eles colocaram 11 contatos na lente.

Obrigado


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #37 Online: 06 de Agosto de 2008, 10:18:42
F.Kruschewsky,

A última geração deste sensor melhorou bastante a latitude, o que pra mim era a maior diferença entre o 4/3 e o APS, mas de ruído eu acho que por ser menor que o APS ele tem um desempenho bom, ainda mais numa compacta.

Da uma olhada nestes RAW (ISO800) do 4/3 versus o APS de 10Mp da Sony.
4/3                                                                                                   APS







Como ele comentou a Nikon D40 realmente é bem pequena, mas está longe de conseguir-mos colocá-la no bolso......ela ainda é um trambolho.

Agora uma coisa que parece ser interessante é o aumento na quantidade de contato, eu acho que isso é um indício que eles vão colocar uma opção de lente totalmente retrátil com zoom eletrônico, com isso ela poderá ficar do tamanho de uma Canon G9 e com uma lente 28mm-135mm equivalente por exemplo.

Quanto a filmagem, se eles fizerem uma câmera que entrega FHD, stéreo e 16:9 e ainda fazer zoom durante a filmagem.....ela será matadora.

Valeu


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #38 Online: 06 de Agosto de 2008, 10:47:39
E o obturador e o viewfinder galera? Como resolver sem o espelho?

Seria o caso de usar um obturador totalmente eletrônico para permitir o foco, enquadramento pelo próprio sensor?

Ou teríamos um esquema tipo Live-View onde o obturador fecha um pouco antes do disparo real?

Não vale falar de visor tipo RF... Acho bem bacana a idéia mas além de ficar caro, pouco prático para lentes zoom, não seria um sucesso de mercado.

[]'s
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #39 Online: 06 de Agosto de 2008, 11:07:27
Aqui neste poswta há uma questão, que vem confirmar minhas teses de muitos anos -quem acompanha lembrará.

Minha tese principal é não ser a REFLEX uma verdadeira arquitetura digital, mas meramente uma adaptação de um sistema muito consagrado (SLR) ao sensor digital, e assim essa adaptação pôde/pode servir para dar ao fotógrafo acostumado ao padrão SLR como sin^nimo de "profissional" ou "avançado", uma transição psicologicamente confortável.

Essa adaptação, contudo, devido ao fato de usar sensores grandes relativamente e de ser a única com objetivas intercambiáveis pôde prosperar e atualmente ser o padrão de mais alta qualidade para o fotógrafo médio (o médio formato digital ainda -pelo preço- está distante do fotógrafo médio, masi que o antigo mf de filme estava). Incluo entre fotógrafos médios tanto amadores quanto profissionais, não sendo medica de competência, mas de necessidade de equipamento.

Contudo, sendo a imagem digital facilmente obtenível em live view, o espelho não é realmente necessário, e é uma contradição até, visto não serem as câmeras hoje em dia feitas para foco manual. Focar manualmente uma câmera de entrada só pelo olho é uma tarefa hercúlea. Temina sendo necessário o auxílo de software/hardware. O benefíco de se olhar pelo espelho é inútil para as câmeras de entrada DSLRs, ainda mais porque usam lentes escuras e pouco nítidas. Em troca, o uso do EVF oferece um real prognóstico da Exposição, fator muito mais crítico e menos intuitivo que o foco. O foco, bem ou mal, será automático para 99% dos usuários, já a Exposição é coisa menos óbvia e exige ou o live view ou grande experiência em interpretar as zonas tonais.

Sempre entendi que a verdadeira câmera digital é uma arquitetura mais semelhante à das Superzooms que das DSLRs (é claro que continuarão a existir as DSLRs e continuarão a oferecer a melhor qualidade). O único obstáculo era o sensor, mas para quem lembra e o teste do Rodrigo mostra isso, já com sensor 2/3 elas ofereciam imagens muito boas mesmo. Erros de análise acontecem devido ao fato delas serem julgadas a partir do desempenho dos sensores pequenos, e não de sua arquitetura.

Essa fórmula do micro 4:3 é excelente, porque aproxima a qualidade das DSLRs da arquitetura verdadeiramente digital, acabando com o espelho. Essa idéia desenvolvida pode criar uma fotografia digital de alta qualidade em câmeras muito pequenas, realizando multiplicado o sonho Leica. Foi preciso um longo caminho até que isso fosse possível. Caminho longo não devido aos obstáculos tecnológicos, pois o sensor 4:3 já existe há vários anos, e mesmo o APS-C também poderia ser usado assim. Os obstáculos são sobretudo psicológicos, e continuam quando a expressão "compacta", pejorativa, é usada para tudo o que não é DSLR, mesmo quando tais compactas são maiores que as DSLRs pequenas.

O maior obstáculo ao progresso é o preconceito.


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.069
  • Sexo: Masculino
Resposta #40 Online: 06 de Agosto de 2008, 11:30:28
E o obturador e o viewfinder galera? Como resolver sem o espelho?

Seria o caso de usar um obturador totalmente eletrônico para permitir o foco, enquadramento pelo próprio sensor?

Ou teríamos um esquema tipo Live-View onde o obturador fecha um pouco antes do disparo real?

Não vale falar de visor tipo RF... Acho bem bacana a idéia mas além de ficar caro, pouco prático para lentes zoom, não seria um sucesso de mercado.

[]'s
Deve ser live view em tempo integral, sem RF e sem obturador. O problema de não ter obturador físico é que aparecem umas distorções estranhas na imagem quando há um foco de luz intensa.


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #41 Online: 06 de Agosto de 2008, 11:44:48

Deve ser live view em tempo integral, sem RF e sem obturador. O problema de não ter obturador físico é que aparecem umas distorções estranhas na imagem quando há um foco de luz intensa.
[/quote]

Pelo que li o obturador 100% eletrônico precisa de um "pixel" extra opaco apenas para acumular a carga. Isso diminui o pixel real pela metade aumentando ruído e diminuindo o DR...
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


F.Kruschewsky

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 323
Resposta #42 Online: 06 de Agosto de 2008, 13:07:00
F.Kruschewsky,

A última geração deste sensor melhorou bastante a latitude, o que pra mim era a maior diferença entre o 4/3 e o APS, mas de ruído eu acho que por ser menor que o APS ele tem um desempenho bom, ainda mais numa compacta.


Como ele comentou a Nikon D40 realmente é bem pequena, mas está longe de conseguir-mos colocá-la no bolso......ela ainda é um trambolho.

Agora uma coisa que parece ser interessante é o aumento na quantidade de contato, eu acho que isso é um indício que eles vão colocar uma opção de lente totalmente retrátil com zoom eletrônico, com isso ela poderá ficar do tamanho de uma Canon G9 e com uma lente 28mm-135mm equivalente por exemplo.

Quanto a filmagem, se eles fizerem uma câmera que entrega FHD, stéreo e 16:9 e ainda fazer zoom durante a filmagem.....ela será matadora.

Valeu


Olá, Leandro!

Sim; concordo com a melhoria na latitude dos atuais sensores 4/3 mas, como Mr. Leong se referiu ao ruído em alto ISO (1600), convenhamos que a Oly E-3 está atrás da Nikon D300 e da Canon 40D (incluo aquí a Sony A700 neste grupo). Lembrando que o sensor da E-3 também é CMOS, não é tão menor que o "APS-C"  e que a E-3, pelas suas características construtivas e de desempenho, além do preço, concorre diretamente com as câmeras que acabei de citar.  Suponho que as fotos que vc. mostrou tenham saído de uma Oly E-3.

Analisei muito todas essas câmeras, visando comprar um segundo corpo no próximo ano para fazer companhia a minha atual D70s.  Tinha optado pela D300 e começado a fazer a provisão financeira para comprá-la. Ai a Nikon lança a D700 com o sensor/pipeline/processador e a capacidade de alto ISO da D3!!!!!! Bem, as lentes que estou comprando este ano (já encomendei duas) são para "Full-Frame".... Mas isso é outra história!

Continuo gostando do conceito por trás do 4/3 e, talvez, venha a ter uma dessas no futuro, complementando meu outro sistema.  Concordo com o Ivan sobre os motivos que levaram à atual primazia do sistema reflex, embora não tenha sido o único a ser adaptado para digital. Também acho o espelho desnecessário!  Na verdade, acredito que tanto a Canon quanto a Nikon irão lançar em algum momento sistemas sem espelho, inclusive para os sensores "Full-Frame".  Na verdade, as duas empresas tem capacidade técnica e recursos para tal e a própria Sony tinha dado o primeiro passo nesse sentido, há cerca de 3 anos, com o lançamento da "polêmica" R1 (lembra-se dela?!).  Pena que eles também tenham optado pelo sistema reflex ao comprar a Minolta e lançar as Alpha!!! Eu esperava, na época, uma atitude mais ousada da Sony em desenvolver a sucessora da R1 (com lentes intercambiáveis), até mesmo pelo fato de, nos primórdios da era digital, eles terem apresentado um protótipo da "Mavica" que possuia lentes intercambiáveis...

É possível que surja, sim, uma compacta 4/3 com "zoom" embutido. Na verdade, também espero uma "APS-C" com configuração semelhante.

"Live View" é uma característica interessante mas, sem um monitor móvel e de alta resolução, não vejo grande vantagem nisso. Até hoje não existe câmera no mercado cujo monitor tenha essas duas características "juntas"! Em câmeras como as Canon 1D/Ds; 5D e nas Nikon D3 e D700, que normalmente são usadas com lentes "claras", tais como as f/2.8; f/1.8; f1.4 etc, fazer foco manual usando o visor delas nunca foi problema. Eu acredito que as DSLR de entrada, com visores realmente deficientes, serão substituidas por câmeras usando "EVF" ou algo similar...

Em relação a uma possível capacidade de filmar, para mim não tem muita importância, uma vez que nunca me interessei realmente em fazer filmes; sequer tenho filmadora! (rsrs) Mas, reconheço que deve ser uma característica interessante para quem, de fato, precisa disso!

Boas Fotos!!!



Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #43 Online: 06 de Agosto de 2008, 14:57:09
Pensando neste preconceito do mercado, a Olympus para quebrar esta barreira deverá ser bastante agressiva nos preços iniciais e esta câmera teoricamente não deveria vir acima dos U$400,00 uma vez que a Nikon D40 (Reflex mais barata)já está na casa dos U$399,00.



Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #44 Online: 06 de Agosto de 2008, 15:02:00
Leandro o problema ai é o tamanho do sensor, a DF de 105mm teria que continuar com 105mm, ai pela lei de gauss as distâncias de foco seriam exatamente as mesmas. Então fica realmente difícil conseguir que uma lente de 105mm fique do mesmo tamanho que uma 38mm. Mesmo sendo uma objetiva com foco virtual (fora da objetiva) ela acabaria ficando grande, ou muito ruim, ou muito cara.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.