Autor Tópico: Passo a passo da fotografia manual  (Lida 15389 vezes)

Marcelo.S.

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.279
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/msafioti/sets/72157618134645270/detail/
Resposta #30 Online: 31 de Outubro de 2008, 06:20:48
Cada um tira foto no manual de um jeito, vou falar o meu:

- Defino inicialmente o que quero controlar: "velocidade" ou "abertura"
Por ex. para esportes, vc precisa controlar a velocidade para congelar o movimento. Para retratos, a abertura é mais importante para controlar o dof.

- após ajustar um dos dois parâmetros acima, com o menor ISO possível vou ajustando o outro parâmetro até encontrar a melhor posicao do fotômetro da sua câmera.
Lembre-se que nem sempre é no meio. O melhor é usar medicao pontual e o que eu sempre faco é me basear pelas altas luzes. Deixo o fotômetro no +2 e faco a foto.
Nem sempre é possível usar o menor ISO. Conforme necessidade, vá aumento o ISO lembrando que quanto maior, menor será a nitidez da foto.

Isso é teoria pura, na prática tem que ser tudo mais rápido e dinâmico. Com o tempo e prática, vc faz tudo automaticamente.
E lembrar da frase do Leo Terra que a fotografia é uma arte de fazer sacrifícios, nem sempre, ou quase nunca vc vai ter uma situacao em que vc tenha tudo sobre controle.
Ou o céu vai sair estourado, ou o assunto vai sair mais borrado do que vc queria.
Deutschland

Flickr


Marcelo.S.

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.279
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/msafioti/sets/72157618134645270/detail/
Resposta #31 Online: 31 de Outubro de 2008, 06:29:07
Para ilustrar...

Imagine que você é o "The Flash" e está fotografando a final do campeonato brasileiro com uma tele 400 2.8 na lateral do campo.
Fim de tarde, iluminacão precária e as luzes do estádio ainda nao estão acesas.

Último lance do jogo aos 45min do segundo tempo: Você quer congelar o jogador cabeceando a bola para o gol na pequena área.

Você escolhe uma velocidade alta (min. 1/400) para congelar o movimento. Se usar uma velocidade baixa (1/30), vai sair tudo borrado.
Você faz uma foto com f6.3, olha no LCD da câmera e percebe que a foto está muito escura.  :o
Caceta, o diretor do jornal vai te mandar embora, mideuz!! Faca alguma coisa!

Não se apavore, lembre-se que você é o "The Flash".  ;)

Você pensa: se eu preciso de mais luz, entao vou aumentar a abertura para 2.8, afinal eu tenho uma p*ta lente.
Aí você faz a foto e vê no LCD da câmera que o jogador saiu em foco porém tudo antes e depois saiu desfocado, nem o goleiro dá para ver direito.  :o
Você se lembra que quanto maior a abertura (menor número de f) menor é a profundidade de campo.
Você quase se desespera, mideuz, o diretor vai me mandar embora.  :o

Mas você é o "The Flash".  ;)

Então em um lapso de segundo, você se recorda daquele primeiro livro de fotografia que você comprou em 1991. Lá na pag. 89 do livro fala alguma coisa sobre o ISO.

Você é o "The Flash".  ;)

Fica pensando e finalmente se lembra que se aumentar o ISO, aumento a sensibilidade do sensor e posso usar velocidades mais altas e aberturas menores (maior número de f).

Bingo! Mantenho a abertura f6.3, velocidade 1/400 e mudo o ISO que estava em 400 para 1600!

Faz mais uma foto com essa configuracão, olha no LCD da câmera e a foto está perfeita!! Viva viva, o diretor não vai te mandar embora!  8-)

Resultado: Sua foto é machete no Estadão, você é promovido e o Corínthians foi campeão!!!  :ok: :ok:

Timão eh oh....Timão eh oh....  :clap: :clap: :clap: :clap:
Deutschland

Flickr


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #32 Online: 31 de Outubro de 2008, 10:01:19
Rapaz, se eu te emprestar a velha D30 que comprei usada pra vc fotografar em JPEG vc chora...

É um dos JPEGs mais sutis que já vi na vida. Como ele saía pouco tratado ainda dava pra aplicar um pouco de sharp, saturação, contraste etc e até ficava melhor. Saiu até nos reviews da época que as fotos da D30 precisavam sempre de pós produção...

Mas só depois que comecei a fotografar em RAW e usar o lightroom tudo mudou  :D.

Hoje em dia eu gosto do processo de tratar as fotos uma a uma. O pós clique faz parte do meu divertimento.  :ok:

Quer foto nítidas e com boas cores? Aprenda pelo menos os conceitos:

* Conceito de exposição medida em EV
* Fotometria e latitude
* Aberturas, DOF (profundidade de campo)
* Distância Hiperfocal - O conceito de hiperfocal é muito útil pra ter fotos nítidas e com grande DOF sem ter que fechar muito a lente e com isso perder nitidez e contraste local.

Eu ainda tô aprendendo esses conceitos e conhecendo mais minha câmera. A coisa tá mudando da água pro vinho.

Quando estiver pensando em desistir, compre uma compacta de 300 reais pra quando tiver sem paciência.
Depois que dominar a DSLR vai encher da compacta, aí vc dá pra um parente hehe.

Abraços e continue.
« Última modificação: 31 de Outubro de 2008, 10:02:29 por rogerio_prazeres »
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


sumido

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 17
    • http://
Resposta #33 Online: 31 de Outubro de 2008, 11:22:07
Maninho,

Seu tópico comoveu a galera!
Só dicas de ouro! Aproveite!
Vamos lá ao meu pitaco!

Daniel, num tem milagre e pronto! Vc num vai ler essas dicas e virar o Sebastão Salgado amanhã.
Caminho da boa fotografia: encantamento, máquina na mão, leitura, conversa, clicar sempre com intenção e objetivo (sabendo o que deseja no quadrado imagético chamado de fotografia) , dominar a máquina (pois a máquina num erra quem erra é o fotógrafo ;-) ), errar muito, aí começar a entender os erros, corrigi-los, aprimorar. Depois dessa fase, que pode demorar uma semana ou um ano, depois de tudo isso aí sim vc vai falar "nossa ainda num sei nada"! hahahahaah

Cara, leia de cabo a rabo esse site http://www.kenrockwell.com/ e dê destaque para esse artigo do cara http://www.kenrockwell.com/tech/howto.htm , aliás comece por ele (tem no site uma versão em portugues!).

Esse cara vai desmitificar a fotografia pra vc. Olha um trecho do texto:

"Pessoal da antiga gosta de se fazer de importante fazendo você pensar que precisa deles para lhe ensinar como dedilhar sua câmera. Eles tentarão fazer com que você acredite que toda essa bobagem é necessária para fazer fotografias. Eles insistirão para que você perca tempo com exposição manual, e se você for bobo o suficiente para acreditar, breve você estará perdendo tempo se preocupando com qual lente é mais precisa, ao invés de ter seu show solo no Whitney.

Há 150 anos de tecnologia fotográfica programados em sua câmera. Use-os!"


Não leve isso a ferro e fogo, pq eu recortei um pedaço é claro. Mas o manual é pra que vc aprenda o que a máquina faz automaticamente e entenda como se controla seus recursos, use quando for possível pois demanda tempo o que pode comprometer uma boa fotografia.

E eu num sou de Jundiaí, mas estou em Campinas!
Estamos aí mano!

Até cara


rogerio_prazeres

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.171
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 31 de Outubro de 2008, 13:21:01
Citar
"Pessoal da antiga gosta de se fazer de importante fazendo você pensar que precisa deles para lhe ensinar como dedilhar sua câmera. Eles tentarão fazer com que você acredite que toda essa bobagem é necessária para fazer fotografias. Eles insistirão para que você perca tempo com exposição manual, e se você for bobo o suficiente para acreditar, breve você estará perdendo tempo se preocupando com qual lente é mais precisa, ao invés de ter seu show solo no Whitney.

Há 150 anos de tecnologia fotográfica programados em sua câmera. Use-os!"

Sei que só um trecho e não deve representar o todo... Mas isso aí dos 150 anos de experiência foi uma frase tão infeliz que sinceramente me desencorajou a ler o resto do site.

Me lembra uma coisa que eu vi outro dia na PoliShop:



"O Liquidificador Intelliblend tem um chip integrado com mais de 400 receitas armazenadas na memória. Elas são exibidas no display de cristal líquido (LCD) de simples navegação, onde você pode buscar suas receitas pelo tipo de alimento, nome da receita ou até pelo ingrediente principal. Em segundos, o seu Liquidificador Intelliblend oferece todas as instruções de preparo, com informações detalhadas."

 :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical:


Nenhum algoritimo atual é capaz de dizer o melhor ponto pra focar, a melhor abertura pra conseguir o DOF desejado e qual as luzes que que vc deseja priorizar numa determinada cena.
Os automáticos existem para serem usados, é claro. Mas sempre o conhecimento em primeiro lugar.
Agora dirigindo um fusquinha das DLSR... Canon D30  :wub:

rogerio_prazeres@yahoo.com.br


Arnaldo Tomazetti

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 138
    • http://www.fotto.com.br
Resposta #35 Online: 01 de Novembro de 2008, 09:16:35
Kika,
Eu queria me permitir voltar um pouco na sua dúvida em um post seu lá atrás, neste mesmo tópico sobre até que ponto se pode segurar na mão.
Se a objetiva tem 70/200 e vc vai usar uma distância focal intermediária, 100 por exemplo, e vc tem certeza que vai ser 100, então tudo bem, pois nesse caso a foto já estava "pronta" na cabeça antes mesmo do clic. Mas nem sempre é assim, pois depende do assunto e mais ainda do estilo do fotógrafo.
Eu por exemplo, acho que não viveria sem uma zoom acoplada na máquina (rsrsrs) Geralmente gosto de fotografar assuntos em movimento, é um tal de puxa e estica que nunca dá pra garantir qual distância será de fato usada.
Tem situações em que o tripé não entra, quando o assunto está em movimento e a velocidade é muito baixa pra segurar...então o monopé vai servir muito mais.
Acho que o fotógrafo, ao optar por seguir essa regra, é mais prudente considerar a distância máxima da objetiva.
 


daniel ferreira

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 160
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 01 de Novembro de 2008, 12:16:38
Valeu pelas dicas Marcelo, Rogério e sumido. Tô elaborando um resumão de tudo que achei importante pro meu aprendizado de início. Acho que vcs vão ajudar muito iniciante que passa por aqui e os que virão tb.
Esse tópico ficou rico em informações. :ok: :ok: :ok:
DANIEL FERREIRA

JUNDIAÍ - SP
VENDO SONY T700 na garantia nacional de 3 anos!!! Só R$750,00

ACEITO PROPOSTAS POR DSLR...


Chello

  • Trade Count: (15)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.638
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Chello Photo Professional
Resposta #37 Online: 01 de Novembro de 2008, 12:23:06
Citar
"Pessoal da antiga gosta de se fazer de importante fazendo você pensar que precisa deles para lhe ensinar como dedilhar sua câmera. Eles tentarão fazer com que você acredite que toda essa bobagem é necessária para fazer fotografias. Eles insistirão para que você perca tempo com exposição manual, e se você for bobo o suficiente para acreditar, breve você estará perdendo tempo se preocupando com qual lente é mais precisa, ao invés de ter seu show solo no Whitney.

Há 150 anos de tecnologia fotográfica programados em sua câmera. Use-os!"

Sei que só um trecho e não deve representar o todo... Mas isso aí dos 150 anos de experiência foi uma frase tão infeliz que sinceramente me desencorajou a ler o resto do site.

Me lembra uma coisa que eu vi outro dia na PoliShop:



"O Liquidificador Intelliblend tem um chip integrado com mais de 400 receitas armazenadas na memória. Elas são exibidas no display de cristal líquido (LCD) de simples navegação, onde você pode buscar suas receitas pelo tipo de alimento, nome da receita ou até pelo ingrediente principal. Em segundos, o seu Liquidificador Intelliblend oferece todas as instruções de preparo, com informações detalhadas."

 :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical:


Nenhum algoritimo atual é capaz de dizer o melhor ponto pra focar, a melhor abertura pra conseguir o DOF desejado e qual as luzes que que vc deseja priorizar numa determinada cena.
Os automáticos existem para serem usados, é claro. Mas sempre o conhecimento em primeiro lugar.

Rogério,

Falou tudo! O automático tem suas facilidades sim, e quem faz uso abusivo desses modos se torna um preguiçoso e ai não só exposição e DOF ficam à mercê da tecnologia, mas composição, enquadramento, criatividade!!!
Como sempre digo, a peça mais importante de uma cam está bem atrás dela!  ;)

Abs
« Última modificação: 01 de Novembro de 2008, 12:23:39 por Chello »
Chello
Fotojornalista
Canon Professional

Instagram: @chellofotografo


murilophoto

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 335
  • Sexo: Masculino
Resposta #38 Online: 01 de Novembro de 2008, 14:23:48
 :)Muito Legal Daniel !!!
Suas Duvidas sao de Muitos ,Aproveitei Bastante os Toks.
Acho que vc tb ne !!! Precisa praticar que os resultados vao aparecer .
Abraco e Obrigado !!! :ok:


Ramon Serna

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 142
  • Sexo: Masculino
Resposta #39 Online: 02 de Novembro de 2008, 20:16:20
http://digiforum.com.br/viewtopic.php?t=33358a ...veja isso se voce não aprender desista, este curso é muito bom, da pra aproveitar e aprender muita coisa...boa sorte..
NIKON !!


Alessandro D.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
    • AD-PHOTOS
Resposta #40 Online: 04 de Novembro de 2008, 17:05:07
Bem...
Já que este tópico acabou virando um apanhado bem legal de dicas e sites sobre primeiros passos na fotografia, resolvi colocar minha contribuição também  :D :D
Já faz um tempo que achei este site em inglês que tem dicas em forma de aulas (são 10) bem simples e bacanas. Foi bastante útil para mim:  :ok: :ok:
http://www.morguefile.com/archive/classroom.php

Abraços a todos,
Alessandro D.
São Paulo-SP
Canon Elan 7N (EOS30) + Canon EF 28-105mm f/3.5-4.5 II USM + Canon EF 70-300mm f/4-5.6 IS USM
http://www.flickr.com/photos/AD-PHOTOS


Kika Salem

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Feminino
Resposta #41 Online: 04 de Novembro de 2008, 18:10:23
* Conceito de exposição medida em EV
* Fotometria e latitude
* Aberturas, DOF (profundidade de campo)
* Distância Hiperfocal - O conceito de hiperfocal é muito útil pra ter fotos nítidas e com grande DOF sem ter que fechar muito a lente e com isso perder nitidez e contraste local.

Citei para não esquecer que devo aprofundar alguns desses termos, sobretudo latitude que sempre ouço falar mas não imagino o que seja e o conceito de distância hiperfocal que imagino o que seja mas não tenho certeza.

Já que o tópico tornou-se um apanhado geral de dicas para iniciantes, vai mais uma sugestão: o site Cambridge in Color.
http://www.cambridgeincolour.com/
« Última modificação: 04 de Novembro de 2008, 18:13:01 por Kika Salem »


Marcelo.S.

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.279
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/msafioti/sets/72157618134645270/detail/
Resposta #42 Online: 05 de Novembro de 2008, 07:01:48
...Citei para não esquecer que devo aprofundar alguns desses termos, sobretudo latitude que sempre ouço falar mas não imagino o que seja...

Kika,
Vou tentar explicar o que é latitude de forma simples, só para vc entender o conceito. Depois vc pode se aprofundar mais nos termos técnicos.

PPPPPPPPPPPPP -4EV -3EV -2EV -1EV  0  +1EV +2EV +3EV +4EV BBBBBBBBBBBBB

Do lado esquerdo antes do -4EV está tudo preto, sem informacao (ex. sombra bem escura).
Do lado direito, depois do +4EV está tudo branco, também sem informacao (ex. céu estourado).

Uma Canon modelo XYZ tem uma latitude que vai de -3,5EV até +3,5EV. Ou seja, ela tem uma faixa de latitude de 7EV´s.
Uma Nikon modelo ABC tem uma latitude que vai de -4EV até +4EV. Ou seja, ela tem uma faixa de latitude de 8EV´s.
Esse modelo da Nikon é melhor!  Pois consegue captar mais detalhes nas luzes baixas e também nas altas. E esse 1EV a mais faz uma graaaaande diferenca.

Pois bem, latitude de uma câmera é o quanto seu sensor é capaz de captar informacoes na faixa entre tudo preto e tudo branco. Quanto mais, melhor.

Exemplo prático.
Imagine que vc sai para fotografar com seu celular e com sua DSLR.

Vc encontra uma cena "normal" com uma luz bem equilibrada. Nao tem muitas sombras nem luzes estouradas. Essa cena encontra-se por ex. entre -2EV e +2EV.
Vc pega o seu celular, faz a foto e consegue capturar bem os detalhes (textura) de todas as luzes dessa cena.

Agora imagine vc na floresta, um ambiente cheio de sombras e aquele céu nublado branco. Pois bem, essa cena encontra-se por ex. entre -4EV e +4EV.
Vc faz a foto com o celular, a floresta fica bem exposta porém o céu fica estourado (2,5EV).
O que vc faz?? Pega sua DSLR que tem uma latitude muuuuuito maior, faz a foto e mostra feliz para todos os amigos do fórum e ainda fala: Ó, nem estourou o céu.  :D :D


Compliquei demais?
Deutschland

Flickr


Marcelo.S.

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.279
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/msafioti/sets/72157618134645270/detail/
Resposta #43 Online: 05 de Novembro de 2008, 07:04:09
Por isso que é muito importante saber a faixa de latitude da sua câmera. Por exemplo em cenas com o céu branco, vc tem que saber até quanto pode ir com o fotômetro até que o céu nao estoure.
+2EV?? +2,5EV??

Nesse caso use medicao pontual e faca a medicao apontando para o céu. Tire uma foto e veja qual o limite da câmera até nao estourar o céu.  :ok:
Deutschland

Flickr


Alessandro D.

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
    • AD-PHOTOS
Resposta #44 Online: 05 de Novembro de 2008, 17:21:24
Por isso que é muito importante saber a faixa de latitude da sua câmera. Por exemplo em cenas com o céu branco, vc tem que saber até quanto pode ir com o fotômetro até que o céu nao estoure.
+2EV?? +2,5EV??

Marcelo e Kika,

Segue abaixo post "tutorial" do Ivan sobre como não perder detalhes nas altas luzes (na mesma linha de raciocínio comentada aqui pelo Marcelo), relacionado ao conceito de latitude da câmera:

Como limitar a exposição para não estourar e expor para a direita...

1) Coloque sua cãmra no tripé voltada para uma almofada branca ou creme. Porque a almofada? Porque tem textura e tons (melhor se for creme)

2) Foque na almofada e trave o foco e prenda bem a câmera.

3) Usando de prefer~encia trava de espelho e disparo por cabo (mas pode ser na mão mesmo-risos) meça a luz com medição pontual no centro da lente ou com a menor área que a câmera permite.

4) Fixe o diafragma e centralize o fotômetro suando só a velocidade.

5) Faça uma foto.

6) Divida a velocidade por 2 e faça nova foto.

7) agora vá mudando de 1/3 em 1/3 a velocidade, diminuindo cada vez mais e faça cerca de 4 fotos (cada uma ficará mais clara que a outra).

8) abra as fotos no conversor de RAW.

9) Leve o slider Recovery até o fim (100)

10) Vá diminuindo o slider exposure até verificar em que ponto você deixa de ter o estourado e começa a ter cor e textura.

11) Verifique qual a foto que chegou mais longe da primeira mantendo ainda textura e cor (podem ser dois pontos, um para a atextura, outro para a cor).

12 Veja quantos pontos a mais de exposição esta foto teve a partir da primeira. Geralmente é entre 2 pontos, 2 2/3 ou 2 1/2.

Fim da experimentação.

Como usar isso?

Agora, fotografando um assunto comum, verifique qual a parte dele mais iluminada. No modo Manual, meça essa parte e coloque o ponteirinho do fotômetro lá em +2 (fotometria central)

Fotografe.

No conversor de RAW, baixe Exposure e aumente Recovery para recuperar essa área.

Para completar, eu acrescentaria fazer o mesmo só que para as baixas luzes, para ter a total latitude do equipo.

Tentei fazer isso uma vez com um Filme Provalue 200 da Fuji, mas o laboratório "corrigiu" as ampliações e perdi o teste (fiquei tão p... que nem mandei ampliar de novo sem correção!). Porém, os negativos mostraram bem as variações. Foi uma experiência bem bacana!

Abs,
Alessandro D.
São Paulo-SP
Canon Elan 7N (EOS30) + Canon EF 28-105mm f/3.5-4.5 II USM + Canon EF 70-300mm f/4-5.6 IS USM
http://www.flickr.com/photos/AD-PHOTOS