Autor Tópico: Olympus lança E-P1 - Primeira Micro 4/3 da Olympus  (Lida 15072 vezes)

leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #30 Online: 18 de Junho de 2009, 22:42:44
Possibilidade de usar lentes manuais Zuiko e Leica (com adaptadores oficiais Olympus).

E muitas outras, tanto com adaptadores de terceiros (Panasonic, Novoflex &c) quanto com a combinação do adaptador Quatro Terços–Micro Quatro Terços com adaptadores de lentes manuais para Quatro Terços.
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


pedro_raythz

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.469
  • Sexo: Masculino
Resposta #31 Online: 19 de Junho de 2009, 00:01:13
Ela de fato é linda!  :wub:
Nossa, muito bem planejado o design... até o dial para trocar o modo de disparo lembra aquele de passar o filme nas câmeras antigas  :ok:


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #32 Online: 19 de Junho de 2009, 07:07:42
Se parar para pensar, verá que as duas marcas sempre tiveram filosofias diferentes… a Olympus privilegia a miniaturização (E-4[0-25]0, E-620, E-P1), enquanto a Panasonic fazia câmeras maiores e mais caras (Lumix DMC-L1, L10, G1).

A exceção foi a E-3, mas não há tôa: o pentaprisma dela é enorme.

É verdade, apesar que dizem que a E-P1 da Panasonic será mostrado ainda esse ano, o que pra mim é interessante, pois a Panasonic é bem mais eficiente do que a Olympus em cobertura no Brasil.

Outro detalhe que uma possível compacta M4/3 da Panasonic pode ser ainda menor que a E-P1, pois eles não colocam IS no corpo e não estão usando como base de estilo uma linha de câmeras de filme da década de 60....que alias achei de muito bom gosto.



Valeu
« Última modificação: 19 de Junho de 2009, 07:10:17 por Leandro Federsoni »


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 19 de Junho de 2009, 07:12:43
E muitas outras, tanto com adaptadores de terceiros (Panasonic, Novoflex &c) quanto com a combinação do adaptador Quatro Terços–Micro Quatro Terços com adaptadores de lentes manuais para Quatro Terços.




« Última modificação: 19 de Junho de 2009, 12:35:33 por Leandro Federsoni »


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 19 de Junho de 2009, 11:48:49
Tem aqui uma entrevista com um executivo da Olympus, e ele diz que a EP-1 é uma câmera intermediária, e que no futuro serão lançadas cameras acima e abaixo dela dentro do formato m4/3. Talvez alguma delas tenha EVF, e aquele formato de pseudo-pentaprisma das SLR, igual a G1.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #35 Online: 19 de Junho de 2009, 11:57:18
Tem aqui uma entrevista com um executivo da Olympus, e ele diz que a EP-1 é uma câmera intermediária, e que no futuro serão lançadas cameras acima e abaixo dela dentro do formato m4/3. Talvez alguma delas tenha EVF, e aquele formato de pseudo-pentaprisma das SLR, igual a G1.

Bucephalus, eu acho q a longo prazo o M4/3 será o carro chefe de vendas da Olympus....inclusive eles próprios estão dizendo surpresos com a quantidade de E-P1 feito pré ordem de compra.

Quem vai querer ter uma câmera pesada e grande feita de plástico tendo uma E-Pxx com exatamente as mesmas características (AF rapido, QI, lentes, flash, etc).


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Resposta #36 Online: 19 de Junho de 2009, 12:16:36
Quem vai querer ter uma câmera pesada e grande feita de plástico tendo uma E-Pxx com exatamente as mesmas características (AF rapido, QI, lentes, flash, etc).
Exatamente. Eu estava vendo o preço da Canon T1i comparado ao da EP-1, e a Olympus está muito bem cotada, e ainda vem com estabilização e corpo compacto. Quem realmente vai comprar a Canon nessas condições? Acho que a única desculpa viável é dizer que a T1i deve ter AF mais rápido que o AF por contraste da Olympus, e ainda assim a diferença nem deve ser tão grande.

http://www.bhphotovideo.com/c/product/613613-REG/Canon_3818B002_EOS_Rebel_T1i_Digital.html
http://www.bhphotovideo.com/c/product/629792-REG/Olympus_262811_E_P1_Pen_Digital_Camera.html


leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #37 Online: 19 de Junho de 2009, 14:31:18
Bucephalus, eu acho q a longo prazo o M4/3 será o carro chefe de vendas da Olympus....inclusive eles próprios estão dizendo surpresos com a quantidade de E-P1 feito pré ordem de compra.

Infelizmente isso demanda de pico, não necessariamente demanda sustentada.


Citar
Quem vai querer ter uma câmera pesada e grande feita de plástico tendo uma E-Pxx com exatamente as mesmas características (AF rapido, QI, lentes, flash, etc).

E se precisar de algo mais, tem a Panasonic Lumix DMC-GH1 e toda a linha Quatro Terços… que hoje não é tão visível mas seria uma melhoria natural para quem começar em Micro Quatro Terços.
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #38 Online: 19 de Junho de 2009, 14:34:32
Tem aqui uma entrevista com um executivo da Olympus, e ele diz que a EP-1 é uma câmera intermediária, e que no futuro serão lançadas cameras acima e abaixo dela dentro do formato m4/3.

Pelo contrário, a E-P1 é a base, devem aparecer intermediárias entre ela e a Panasonic Lumix DMC-GH1:

Citar
It seemed to me that while Panasonic has started at the higher end of what Micro FourThirds can offer, with the DSLR style bodies, Olympus has started at the other end with a compact style model.

Citação de: Bucephalus
Talvez alguma delas tenha EVF

Isso parece já ser um dado:

Citar
Mr Watanabe surprised me by straight away talking about electronic viewfinders, and yes, Olympus is working on one and will incorporate an EVF into a future camera. He explained that this first model does not have a viewfinder as the company wanted to concentrate on its design first.
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.750
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #39 Online: 19 de Junho de 2009, 15:16:45
Leandro estes compartilhamentos tecnológicos que você citou não são frutos de parcerias fixas ou compromissos de longo prazo e sim frutos de vendas de tecnologia, nada, além disso. Esse tipo de venda de tecnologia ocorre o tempo todo nas mais diversas marcas, sem que para isso haja compromissos formais de longo prazo.
A Nikon utiliza muitas tecnologias Sony, assim como a Panasonic utiliza diversas tecnologias Leica, mas a parceria entre Sony e Nikon é volátil, não significa compromisso de compartilhamento, assim como a da Pana com a Oly. Já a parceria Leica e Pana é muito mais sólida do que as relações entre Oly e Pana. Os balanços patrimoniais deixam claro quem se relaciona com quem e como se dá o relacionamento e no caso da Pana e da Leica existem diversos compromissos de longo prazo ajustados.
Hoje no 4:3 a única parceria firme fora do consórcio é entre Leica e Pana, onde existe um contrato de desenvolvimento comum válido até 2016. A Oly é apenas compradora da Pana, não faz desenvolvimentos conjuntos fora do consórcio.
Note que não é especulação da minha parte (como ocorre em 99% das informações a este respeito que circulam pela Internet), estas informações podem ser confirmadas nas notas explicativas do balanço patrimonial das empresas, divulgados na área de relações com os investidores dos próprios sites dos fabricantes e também nos órgãos reguladores dos países onde estas empresas negociam no mercado de capitais.
O consórcio 4:3 é uma relação limitada ao padrão do sistema e não se limita à Oly e Panasonic (hoje são 7 empresas que participam do consórcio). O Micro 4:3 também não é uma iniciativa da Panasonic, é um Standard do consórcio, que novamente deve ser atribuído aos seus 7 participantes que desenvolveram o padrão em conjunto. A Panasonic foi apenas a primeira a anunciar uma câmera com o uso do padrão, mas ele já consta do site do padrão a um bom tempo, antes mesmo da Panasonic fazer qualquer tipo de lançamento neste sentido. Tanto que as primeiras especulações neste sentido foram referentes à Oly, acreditava-se que ela seria a primeira a lançar, o que não ocorreu.
O formato 4/3 original nasceu nos laboratórios da Olympus em 1999 quando eles tentavam achar o formato ideal para o balanço ótico no mundo digital, mas a oly definiu na época que o desenvolvimento do padrão de forma aberta seria mais produtivo para o sistema, foi então que surgiu a proposta do  desenvolvido em conjunto em uma iniciativa inédita na área. Para você ter uma idéia as primeiras marcas a investirem pesado na iniciativa foram a Kodak e a Oly (a Panasonic nem aparecia). Infelizmente a Kodak não tem se empenhado mais no desenvolvimento de novas tecnologias no formato (na verdade não tem se empenhado em praticamente mais nada), sendo que hoje os semicondutores compatíveis com o formato são quase integralmente desenvolvidos pela Pana (ou seja, ela é de fato a principal fornecedora desta parte da tecnologia, mas não significa que haja contratos de longo prazo neste sentido, é apenas uma questão de conjuntura, na qual apenas ela tem o que fornecer para os signatários).
Desta forma pode-se dizer que qualquer proximidade é gerada pelo consórcio e pela compatibilidade dos padrões e não por um acordo formal de desenvolvimento conjunto de tecnologia. Salvo o contrato entre Panasonic e Leica, o desenvolvimento conjunto do 4:3 limita-se ao padrão, os demais são de fornecimento tecnológicos são forjados a partir das similaridades do sistema, que possibilita um intercâmbio paralelo de tecnologia, mas sem nenhum compromisso adicional no sentido de sempre compartilhar tecnologias próprias. São simplesmente negócios paralelos que ocorrem em decorrência desta similaridade, assim como ocorrem entre Nikon e Sony. Relações de longo prazo neste mercado temos hoje apenas Samsung/Pentax e Panasonic/Leica, as demais são todos contratos específicos para determinados compartilhamentos tecnológicos.
Só para se ter uma idéia o consórcio é formado por Sanyo, Fuji, Kodak, Leica, Pana, Oly e até a Sigma. Como você pode ver ele não leva a relacionamentos mais próximos ou de obrigatoriedade. Muitas destas marcas participam do desenvolvimento, mas não compartilham nenhum tipo de recurso tecnológico com as demais. As proximidades vão ocorrendo com maior ou menor intensidade apenas de acordo com o que cada empresa tem e se propõe a oferecer, da mesma forma que poderia se dar com qualquer outra empresa que tivesse interesse por uma dada tecnologia de outra empresa. ;)
« Última modificação: 19 de Junho de 2009, 15:27:47 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #40 Online: 19 de Junho de 2009, 15:19:35
Leandro estes compartilhamentos tecnológicos não são frutos de parceria fixa e sim frutos de vendas de tecnologia, nada além disso.

Não exatamente.  O mecanismo de limpeza de sensor, tudo bem; a interface de luz estroboscópica é claramente uma jogada de sistema.

Fixo não existe nada no mundo.  Não há nada que obrigue a Panasonic, por exemplo, a continuar no padrão Quatro Terços.
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Resposta #41 Online: 19 de Junho de 2009, 15:39:45
O consórcio 4:3 é uma relação limitada ao padrão do sistema e não se limita à Oly e Panasonic (hoje são 7 empresas que participam do consórcio). O Micro 4:3 também não é uma iniciativa da Panasonic, é um Standard do consórcio, que novamente deve ser atribuído aos seus 7 participantes que desenvolveram o padrão em conjunto.
Quando lançaram o m4/3 eu li que somente a Panasonic e a Olympus participariam, porque no caso da 4/3 convencional nenhuma das outras empresas participavam no desenvolvimento, só colocavam o logotipo deles no material publicitário... Sanyo, Fuji, Kodak, Leica e Sigma nunca desenvolveram nada (no máximo a Sigma, que lançou algumas lentes no mount 4/3).

Li isso no Dpreview quando lançaram o m4/3, mas não sei se era especulação deles ou verdade.


leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #42 Online: 19 de Junho de 2009, 15:49:56
Quando lançaram o m4/3 eu li que somente a Panasonic e a Olympus participariam, porque no caso da 4/3 convencional nenhuma das outras empresas participavam no desenvolvimento, só colocavam o logotipo deles no material publicitário... Sanyo, Fuji, Kodak, Leica e Sigma nunca desenvolveram nada (no máximo a Sigma, que lançou algumas lentes no mount 4/3).

Li isso no Dpreview quando lançaram o m4/3, mas não sei se era especulação deles ou verdade.

A maior parte é verdade, as empresas do Quatro Terços confirmaram.

A Leica teria ajudado a Panasonic no Quatro Terços, mas parece que, pela época do planejamento do Micro Quatro Terços, já perdera o interesse.

A Kodak forneceu os sensores das primeiras gerações de câmeras Quatro Terços da Olympus.

Sanyo e Fuji nunca soube se chegaram a fazer algo.

Mas a Olympus diz que está aberta a aceitar novas empresas no consórcio, só precisa que elas mostrem maior compromisso com o padrão.
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.750
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #43 Online: 19 de Junho de 2009, 15:50:22
Bucephalus eles participam sim, a Kodak foi praticamente quem viabilizou o sistema, em uma época em que ninguém tinha tecnologia para fazer um sensor menor com qualidade a Kodak foi quem desenvolvou o primeiro sensor 4:3 capaz de enfrentar os concorrentes. A E-1 só se tornou viável em decorrência da participação da Kodak, na verdade o padrão deve mais à kodak do que a qualquer outro participante, mesmo porque a tecnologia usada ainda hoje pela Pana deriva de algumas patentes adquiridas da Kodak. ;)
A Sigma também tem uma participação importante, eles participaram de grande parte dos padrões de comunicação do motor de AF, principalmente para oferecer motores rápidos nas lentes. É um jogo muito maior do que lançar corpos e produtos com a marca, isso é só a ponta visível do processo. O projeto envolve financiar, desenvolver e coisas do tipo e isso todos os participantes fazem. Até acho que marcas como a Fuji teriam muito a ganhar com o uso da tecnologia, já que eles participam financiando e desenvolvendo, mas até hoje não lançaram produtos com a marca deles. Na verdade classifico as marcas que ainda não usaram o padrão em produtos mais como estúpidas do que como oportunistas rs.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Leandro Federsoni

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.974
  • Sexo: Masculino
Resposta #44 Online: 19 de Junho de 2009, 16:00:43
Uma que poderia ter entrado foi a Samsung com a linha NX, apesar que eles devem estar de olho nos atuais consumidores das reflex da Pentax e da própria Samsung.

Eu gostaria de ver a Samsung nesse consórcio, pois eles são muito eficientes no Brasil, entregando produtos em toda e qualquer lojinha e com preço bom, coisa que é difícil ver com a Olympus.

Valeu