Autor Tópico: Ninguem da valor pra fotógrafo!  (Lida 2933 vezes)

mauvanju

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 103
    • http://mauvanju.multiply.com/photos
Resposta #15 Online: 23 de Dezembro de 2004, 11:43:14
Ai pessoal, uma prática que adotei foi para cada serviço solicitado, envio um formulário de solicitação de serviço onde tem o nome do solicitante ou empresa, RG/CPF, dados gerais, data do serviço, briefing do serviço (evento, moda, still,...), quantidade de fotos, resolução, digital/negativo/cromo, impressa/cd/internet... e assinatura.

O solicitante após preencher o formulário me envia por e-mail ou fax.

Envio o orçamento e este DEVE ser aprovado pelo solicitante com assinatura!

Logo após o serviço, envio o(s) contato(s) digital ou impresso e quando envio as fotos oficiais e a cobrança dos serviços, logo abaixo do valor vai o texto:

"As imagens são de uso exclusivo para documentação e registro de eventos, não devem ser utilizadas para outros fins de divulgação ou mídia sem a prévia autorização e concessão formal do uso da imagem pelo fotógrafo autor, artigo 7o Lei 9610/98."

Nós, mesmo trabalhando sozinhos temos que pensar e agir como uma empresa! para garantir/preservar e mostrar nosso trabalho.


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.556
Resposta #16 Online: 23 de Dezembro de 2004, 18:13:38
É interessante estabelecer um contrato, mesmo para serviços pequenos. É a única forma de garantir o cumprimento dos compromissos entre cliente e prestador de serviços. Também no contrato, ficam claros alguns termos quanto à divulgação do material e direitos do cliente quanto ao uso das fotos.

O cliente deseja o contrato menos restritivo em relação ao uso do material e tipo de material entregue (fotos em resolução máxima, por exemplo). No entanto, nada impede que o fotógrafo cobre o quanto quiser por isso e o cliente, no direito dele, vai  fazer a devida pesquisa de preços considerando contratar os fotógrafos dos quais tem boas referências, tem um nome reconhecido, etc, e no final irá avaliar a melhor relação custo x benefício.

Acho que essa é uma boa relação profissional entre cliente e prestador de serviços.


Agora, duas dúvidas que tenho:

1. Quando a fotos de sites como www.bemnafoto.com.br. É ilegal usar fotos pessoais retiradas do site para outros fins, como em um site pessoal, publicidade (meio difícil com a baixa resolução), etc? Afinal, são fotos pessoais e o site também ganha às custas do fotografado (visitas ao site, por exemplo).

2. Um fotógrafo que cubra um show sem que haja uma explícita autorização assinada pela banda, pode ter problemas depois?
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS


mauvanju

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 103
    • http://mauvanju.multiply.com/photos
Resposta #17 Online: 28 de Dezembro de 2004, 19:50:35
Francisco, o uso indevido da imagem, tanto por parte do fotógrafo por utilizar imagem de pessoas sem a autorização e terceiros usarem fotos "nossas" sem a devida autorização para uso estrito, pode ser questionado legalmente. Olhe os documentos do site http://www.europanet.com.br/euro2003/index.php?cat_id=322

 


OlavoPP

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 1
Resposta #18 Online: 06 de Janeiro de 2005, 14:24:27
Estou morando em Miami desde 98.
A tres anos comecei a fotografar e atualmente eu faco "extras", chamo de extra porque trabalho com informatica em tempo integral e fotografia soh nas horas vagas.
Quando alguem quer que eu fotografe algo eu cobro meu servico calculado por hora. Para formalizar o servico eu exijo 50% antes e o resto no dia do evento.
E ainda falo, se nao quiser dar os 50%, nao tem problema, mas nao fecho a data na minha agenda. Isso significa que eu posso fechar a mesma data com outro cliente.

Acho que o Brasil nunca vai pra frente com a mentalidade do povo em relacao a servico.
 
Voce tem obrigacao de cobrar seu tempo. Aqui as pessoas valorizam o tempo das outras pessoas, por isso o povo eh mais pontual, etc. Eh questao de respeito. Nesse aspecto o Brasil esta muito atrasado. O brasileiro nao respeita ninguem. Nao estou falando mal, isso eh cultural e, vendo esse tipo de discussao, me da esperanca de que um dia isso mude.

Outra coisa, se voce quiser se dar bem, calcule o que voce quer ganhar por mes, divida pelo numero de horas uteis (no caso de eventos, umas 12 horas por semana).  Exemplo, se voce quer ganhar $5000 reais por mes, divida 5000 por 48 horas, que dah aproximadamente 100 reais/hora. Isso eh soh seu tempo, adicione aih a depreciacao do seu equipamento e materia prima, no caso de haver entrega de fotos e tal.

Para maioria dos servicos, eu cobro meu servico, sem fotos e depois cobro por foto, isso funciona para  muita gente que nao quer grande quantidade. Mas quando eh um evento onde o numero de fotos eh maior, eu procuro cobrar um pouco mais e dou uma certa quantidade de fotos, e coloco o resto a disposicao para compra posteriormente.

Ah, claro que no comeco eu ficava meio na duvida de cobrar ou nao, do valor e tal, depois de passar um bom tempo quebrando a cabeca, eu dobrei meus precos, hoje o pessoal reclama muito menos. Acho que isso tem a ver com a percepcao da pessoa, se voce cobra pouco, ninguem te valoriza, entao tentam conseguir mais desconto ou de graca.

Esse ano vou subir os precos de novo. Eu trabalhei muito no ano passado, terminei o ano cansado e estressado, esse ano quero trabalhar menos e aproveitar pra fotografar natureza e outras coisas que eu gosto. Espero que aumentando os precos eu tenha menos servico...

Se quiser trocar mais ideias, pode escrever.

Um abraco e boa sorte!