Autor Tópico: Liberdade de expressão x Direito autoral  (Lida 10159 vezes)

zecanh2010

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.026
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 10 de Novembro de 2010, 17:29:59
Na minha opinião de leigo, deve sim registar um Boletin de Ocorrencia, pois se não pode tem que estar nenciondo no ingresso em cartazes e ate mesmo ser publicado.
 


joelsonf

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 388
  • Carpe Diem and Noctum
Resposta #16 Online: 10 de Novembro de 2010, 18:59:08
O problema que aconteceu contigo foi Bullying puro, os seguranças são porcamente treinados, e informados, e além de tudo falta o principal para juntar A + B, capacidade de raciocinio, pois cada vez querem contratar serviços mais baratos e temos cada vez mais funcionarios despreparados e descerebrados.

Você realmente tinha duas opções naquele momento, comprar ou não uma briga jurídica, pois eles estavam errados e não tinham o direito de fazer isso...e infelizmente seria muito difícil tentar explicar que se pode fotografar o evento, a a camara que voce usa é detalhe....o qual pra ele é algo completamente diferente..camara grande  = fotografo sem credencial...

ou seja...vc usou a primeira opção, não comprou a briga e arruinou o seu dia..
vc poderia jogar as cartas e ver aonde iria dar...vc poderia ter seu equipamento confiscado, danificado e ainda ser agredida no processo... pra alguns seria até legal..processo, dinheiro (bemmm tardio....) e as vezes alguma notoriedade...aparecer no datena, na luciana gimenez..ehehe

ah..tinha o jeitinho brasileiro...falar que concorda e continuar tirando foto...testando a paciencia deles...ehehe....mas ai iria cair na segunda opção também...só que por um caminho mais longo..

Eu sou o que compra a briga...pra isso tenho alguns amigos advogados, que adoram minhas brigas.ehhe..principalmente que normalmente estou com a razão...mas é demorado e as vezes arriscado...

Enfim...foi uma pena que aconteceu...estragaram seu dia.

Eu ja fui em stock car fotografar e nao tive problemas, mas a F1 é muito chata com relação a direitos
[]s<br />Joelson


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #17 Online: 10 de Novembro de 2010, 18:59:31
Se serve de consolo a todos, aqui nos Estados Unidos acontece o mesmo tipo de coisa.
Geralmente há instrução por escrito, mais precisa do que esta acima , que deixa dúvidas. Mas quando não há, de vez em quando sai fotógrafo sem câmera e até preso por falta de instrução aos seguranças do local em questão.
As regras tem de ser claras, nem sempre são.
Este é um mundo imperfeito , não há leis claras, e cabe `a nós, fotógrafos, lidar com questões como esta com respeito e civilidade se quisermos ser bem tratados. Ninguém vai fazer isso por nós.


joelsonf

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 388
  • Carpe Diem and Noctum
Resposta #18 Online: 10 de Novembro de 2010, 19:47:40
Sim, o mais importante é nunca perder a razão, pois qualquer ato que você praticar será usado contra você no futuro...

Mesmo que os seguranças provoquem, tem que manter a calma e nunca perde-la
[]s<br />Joelson


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #19 Online: 10 de Novembro de 2010, 21:02:31
Ichi, ja perdi a conta de quanto apanhei de segurancas nessa vida. Em muitos caso era erro meu (nada que justificasse a violencia claro). Em outros sem nenhum motivo que justificasse qualquer tipo de repreensão.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Paulo Arruda

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.963
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 10 de Novembro de 2010, 21:46:18
Bom pessoal, tenho um relato:
Fui à F1 em 2009 - no camarote de um cliente da agência que eu trabalhava.
No ingresso estava escrito que não poderia fotografar e blá blá blá... pq a FOA detém os direitos de imagem.
A questão é a seguinte:
Estava definido: "fotografar"... então, tecnicamente nem com celular poderia.
Os seguranças vieram e pediram p/ guardar o equipamento - estava usando uma 300mm.
Questionei os mesmos, lembrei do direito de igualdade pela constituição - se eu não pudesse fotografar, ninguém poderia; e que se tomassem a câmera somente com busca policial, a qual procederia com a realização de um B.O.
O resultado foi o seguinte... fiquei muito puto, mas os "coitados" dos seguranças não tinham culpa - estavam seguindo ordens. Como o camarote que eu estava era patrocinado pelo nosso cliente... não iria armar um barraco né.... então fiquei na miúda.
O segurança entendeu meus direitos... mas tava cumprindo ordens... continuei fotografando e com a cam na miudinha... qdo ele percebia olhava pra mim e tentava ficar na minha frente p/ que eu não fizesse as imagens.

Maaaaaasssssss.... tecnicamente a solução é a seguinte (se vc quiser perder o dia e a paciência): invoque a Constituição, chame a polícia, faça um BO e esperneie... com certeza terá seus 15min de fama (ou por conseguir autorização ou por apanhar dos seguranças...rss).
Se um cel. pode... qualquer cam pode.
Se um mané pode... qualquer Zé Mané pode.

Tive outros 2 problemas.. um no templo Budista pralá do Grajaú... deixaram fotografar desde que assinasse um docto dizendo que seriam fotos para arquivo pessoal... acho isso válido - é uma área PRIVADA.
Outro foi num Parque em Sto André... a Guarda Municipal apareceu... eu argumentei... mas vi que não teria jeito... só se chamasse a Polícia... e passasse o dia inteiro fazendo o B.O.... optei por guardar o equipamento e voltar na segunda-feira para falar com o ADM do Parque... adivinhem se o encontrei...



Pyroviskiss

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
    • Fotografia sem mistérios
Resposta #21 Online: 11 de Novembro de 2010, 01:10:32
Estava no setor E (arquibancadas cobertas, camarote).

Muito simples, local fechado é necessário autorização. Uma amiga minha foi impedida de fotografar num terminal de ônibus, pra se ter ideia.
Um PF já mandou eu apagar imagens da minha câmera numa zona eleitoral da minha cidade, e eu estava como reporter fotográfico.

É uma questão polêmica, mas o segurança estava amparado legalmente. Se você estivesse numa arquibancada normal - como as de estádios de futebol - certamente poderia fotografar a corrida, desde que fosse sem fins lucrativos. Era só alegar que estava fotografando com fim informacional e que não ia lucrar com as imagens. A imagem das escuderias ou dos pilotos é tida como "interesse público" por serem famosos, e qualquer tema que seja relacionada a como eles atingiram a fama pode ser fotografado sem problemas.
Everson Tavares
__________________________
http://fotografiafacil.blogspot.com/
@Pyroviskiss


Ricardo Lou

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 198
  • Sexo: Masculino
Resposta #22 Online: 15 de Novembro de 2010, 16:28:56
Bem, sou advogado e fotógrafo profissional.

O que tenho a dizer é que, no regulamento aqui publicado, está implícito a proibição de se fazer imagens e divulga-las, com ou sem fins lucrativos.

Mas foto é foto, digital ou de pin hole, como disseram, é foto do mesmo jeito.

Quanto ao fato de "confisco" do equipamento que não seja produto de crime, este só se pode dar com um mandado judicial, caso contrário pode configurar, no entendimento da autoridade policial de plantão, um exercício arbitrário das próprias razões ou apropriação indébita.

O certo, seria colocar o fotógrafo para fora do autódromo, junto com seu equipamento e outras tralhas.

No caso deveria haver proibição de entrada de pessoas portanto equipamentos que gerem imagens (câmeras, celulares e assemelhados), procedendo-se uma revista pessoal na portaria.

Agora, se há outras pessoas fazendo imagens e não são profissionais credenciados, poderia, no caso dos colegas, estar discriminando-os pelo ato de permitir uns e proibir outros.

Lembrem-se de que, nem mesmo a polícia pode reter qualquer pertence, sem ordem judicial, mas havendo uma norma, como há no regulamento, estes e os organizadores, podem obrigar que as imagens sejam apagadas.

Para que seus direitos sejam respeitados, devemos sempre ter em mente que passar algumas horas em uma delegacia de polícia e depois ir à justiça, não é perca de tempo, aliás muitos estabelecimentos e organizadores de eventos, sabem desta péssima cultura do brasileiro e contam muito com este péssimo hábito.

« Última modificação: 15 de Novembro de 2010, 16:32:13 por Ricardo Lou »
Que a arte (me) aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Oswaldo Montenegro (adaptação nossa)


Pyroviskiss

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
    • Fotografia sem mistérios
Resposta #23 Online: 15 de Novembro de 2010, 16:55:25
Ricardo,

a ideia das credenciais é justamente excluir tantos quanto puderem. Deve-se lembrar dos resultados que a cobertura fotográfica da guerra do Vietnã trouxe para a liberdade de expressão -- até as estratégias militares são criadas pensando a cobertura midiática, segundo Jorge Pedro Sousa.


Everson Tavares
__________________________
http://fotografiafacil.blogspot.com/
@Pyroviskiss


Ricardo Lou

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 198
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 15 de Novembro de 2010, 17:40:19
Sim, sei bem disto, Pyroviskiss mas, não se pode, com base em credenciamento, cometer crimes ou tentá-los, foi o que eu disse, haveria de ser proibido desde a entrada o ingresso de equipamentos que gerem imagens e não como foi descrito pelos colegas, causando uma situação de constrangimento, pois é óbvio que se se permite a entrada destes equipamentos, seus portadores irão fazer imagens e muitos postar em redes sociais e flickrs da vida.

Quanto à liberdade de expressão, ela não ampla e irrestrita, mormente num evento particular como a F1 e outros assemelhados, justamente por isto é que a organização pode proibir como dito no site deles e também impedir a entrada de pessoas portanto tais equipamentos; já, no caso de uma guerra, a liberdade de expressão não um evento particular, mas mesmo assim, fotógrafos e cinegrafistas não publicam tudo que produzem, há um controle, muito pior, que o de eventos, pode-se pagar com a vida. A própria mídia não publica tudo que seus profissionais produzem, sob diversos interesses governamentais e econômicos.

Mas entendi o que você quis dizer.
« Última modificação: 15 de Novembro de 2010, 17:42:43 por Ricardo Lou »
Que a arte (me) aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Oswaldo Montenegro (adaptação nossa)


Leandro Rodrigues

  • Trade Count: (35)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #25 Online: 15 de Novembro de 2010, 18:36:05
Para que seus direitos sejam respeitados, devemos sempre ter em mente que passar algumas horas em uma delegacia de polícia e depois ir à justiça, não é perca de tempo, aliás muitos estabelecimentos e organizadores de eventos, sabem desta péssima cultura do brasileiro e contam muito com este péssimo hábito.

:D


saudujas

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 4
  • Sexo: Feminino
Resposta #26 Online: 15 de Novembro de 2010, 21:06:19
Olá pessoal, muito obrigada por tantas opiniões...

Deixa ver se eu consigo responder a todas...

Realmente não me recordo de ter algo escrito nos ingressos... E ainda que tivesse, na entrada, tinha revista e todos viram meu equipamento e ninguém falou nada... Nem me perguntaram nada...

O que mais chateia nestes fatos é que a gente só paga... A gente paga os equipamentos, para impostos, paga seguros, paga cursos para aprender a usá-los decentemente, paga os ingressos para entrar em uma área onde você acredita que poderá usar seu equipamento com "alguma" segurança, afim de exercitar tudo que está aprendendo... e depois acontece isso...

Sabe, como alguns disseram... No meu primeiro curso de fotografia, fomos fazer um ensaio fotográfico no Jardim Botânico de São Paulo... Chegando lá, tive que preencher um formulário e assiná-lo, comprometendo-me a não divulgar as imagens com fins lucrativos... Achei correto esta atitude, pois me responsabilizei pelos meus atos... E sempre fui muito responsável pelos meus atos...

A idéia de fotografar o evento para meu marido que adora F1, exercitando tudo que estou aprendendo e que, ainda tenho muita vergonha de publicar... Talvez as melhores fotos, eu faria uma álbum para ele, nada além disso... Mas concordo que, eles não têm como saber o que cada um fará com suas imagens...

Mas enfim, o que chateia muito é isso, fazer tudo certinho, pagar tudo que temos que pagar e, no fim, pagar o maior mico na frente de muitas pessoas... que estavam lá fotografando e assim continuaram... só porque era uma câmera que eles consideraram... não profissional...

Quanto a armar barraco, chamar a constituição... Eu até tenho vontade, fico chateada, irritada, nervosa na hora... Mas sempre me dou conta que sou uma goiabinha de 1,50m... E acabo sempre, por achar que este não é o caminho... Afinal, eu também não havia me informado adequadamente para ir a este tipo de evento, e acho que isso é que foi o mais importante para mim, aprender mais esta lição... É importante nos informarmos a respeito dos lugares que vamos, antes de ir, para que saibamos nos comportar adequadamente...

De qualquer forma, agradeço muito a todos que comentaram e deram-me suas visões, de forma a eu aprender mais um pouquinho... Obrigada por tudo!


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #27 Online: 15 de Novembro de 2010, 22:02:37
Aprendizado... Para você e para todos os outros que leram e lerão este tópico. Informa-se antes, defender a posição durante e cobrar os direitos violados depois.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Sanchesbmx

  • Trade Count: (38)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 438
  • Sexo: Masculino
  • Luz, Câmera e ação.......
    • http://www.flickr.com/photos/sanchesbmx/
Resposta #28 Online: 15 de Novembro de 2010, 22:46:50
OLá amiga! seja bem vindo esse mundo de loco....!
Eu tbm na F-1 fui questionado por sergurança. está tbm no camarote e os segurança viu eu entrando e não falo nada  me sentei e fiquei de boa fotografando quando percebi um fotografo que não sei o nome me apontando para os segurança , os segurança veio até mim e perguntarão de onde eu erá se eu erá credenciado pra fazer fts , simples disse que eu erá um convidado e tinha como robe o mesmo disse que meu equipamento erá profissional e eu não podia fotografa ali. ok perguntei pros mesmo onde estava escrito pq eu não podia fotografa ali e outro não tenho cupa de gosta de fotografia e ter comprado minha camera e oque ele intendia de camera fotografica profissional mais tudo de boa... os mesmo chamo o fotografo que tinha me apontado pra ele ver meu equipo.. simples disse que éra a area dele que eu não podia fotografa ali e ponto.. os segurança foi até a organização  junto comigo e pedi pra eles me mostra onde estava escrito que eu não podia fotografa afinal sou amador.. não tinha nada pra prova eu simplesmente voltei pro meu lugar fiz minhas fts.. depois fui atras do Uzão do fotografo e conversamos no particular.. se ele entendeu minha ideia não sei mais que eu tava loquinho pra dar um pau nele tava...
Sanchesbmx
http://www.flickr.com/photos/sanchesbmx
Canon  5D-MKIII /Canon 1DMK-IV /flashes 580exII-I 
Canon 24-70mmF2.8 L USM / canon 17-40MM f4 L USM
Canon.70-200mmF2.8-L-USM  /Sigma15mmf/2.8


gamaral

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 292
  • Sexo: Masculino
Resposta #29 Online: 15 de Novembro de 2010, 22:59:55
Caramba,
Agora fiquei preocupado.  :ponder:
Eu estava preparado para ir na Stock Car em Brasília, levar as crianças prá se divertirem e a câmera pra tirar umas fotos também.  Pretendia até comprar aquele ingresso que dá direito a visita aos boxes, mas que valeria a pena pela alegria dos meninos e pela possibilidade de fotografar.
Mas agora fiquei sem saber se levo ou não a camera. Vai que aparece um daqueles seguranças com trocentos quilos de músculo e meio bruto, sem informação (ou cérebro cabeça de alfinete...) e resolve complicar.
Eu não imaginava que tinha tanto celeuma assim com câmeras SLR...

Pensando bem, se deixarem entrar, talvez seja melhor eu levar a T2i e Sx110. Se der zebra na hora de fotografar, pelo menos eu registro alguns momentos com a compacta.
Canon EOS 550D/T2i | EF-S 18-55 IS - EF-S 55-250 IS | Canon SX110 IS
http://500px.com/gamaral
http://www.flickr.com/photos/gilmardoamaral/