Autor Tópico: Fotografando pessoas  (Lida 2980 vezes)

Pictus

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 9.119
  • Sexo: Masculino
    • http://www.flickr.com/photos/10986424@N02/sets/
Resposta #30 Online: 13 de Dezembro de 2005, 02:40:10
Citar
Mas não discordo totalmente, infelizmente o povo é influenciável e às vezes precisa da mídia para formar opinião, o que é um erro, pq um povo que não pensa sozinho não tem futuro.

E existe povo "pensante" ?  :denken:  


GRM

  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.746
Resposta #31 Online: 13 de Dezembro de 2005, 02:50:42
Hehe. Segundo o Gaspari, "o povo, a massa, a choldra, a patuléia" não pensa, risos - mas isso é um perigo, pq esse conceito de povo e uma manada de búfalos n tem muita diferença.
« Última modificação: 13 de Dezembro de 2005, 02:51:02 por Gustavo RM »
Nikon/Panasonic Gear


Marcelo Almeida

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.344
Resposta #32 Online: 13 de Dezembro de 2005, 09:23:42
Citar

Trazendo de volta o tema inicial, o ponto é que eu concordo quando o Ivan fala que às vezes somos covardes pq se fossemos fotografar um empresário de renome pensariamos duas vezes antes de utilizar a foto, já um mendigo em nossos Flickr's da vida não pensariamos muito pq mendigo não tem acesso à Internet. Acho que o ponto é esse, usar ou não usar uma imagem a revelia e a que pretexto é justificável ou não?
Gustavo,

Vou ser sincero, eu não teria medo em publicar uma foto do Abílio Diniz em meu Flick, não o faria pq gosto de fotos belas.

A chance do Abílio Diniz me processar é quase nula, primeiro pq ele dificilmente irá entrar em meu Flick, e mesmo que o faça ele não perderia o tempo dele em me processar, lógico que estou falando em uma foto comum, ele passeando na praia ou coisas desse tipo e não invadindo a intimidade dele ou retratando algo constrangedor.


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #33 Online: 14 de Dezembro de 2005, 11:51:03
Citar
Bom, Renato, mas aí é mais uma questão de educar e politizar o povo (em geral), pq vc acredita em tudo que vê na televisão/jornal/mídia? Eu não. Não é pq está no jornal que é necessariamente verdade, como vc mesmo sugere indiretamente, é possível até manipular a notícia. Me incomoda particularmente muito mais ver a pessoa ali perto de mim sofrendo aquela realidade - como é o caso de um sujeito realmente doente que fica numa cadeira de rodas pedindo esmolas numa rua em Porto Alegre logo depois do aeroporto (esqueci o nome da rua, mas talvez quem é de Porto já saber de quem falo), enfim, me incomoda muito mais passar por ali há anos e há anos ele estar ali, do que se eu visse ele no jornal.

Olá!
Tb não discordo que devemos educar o povo... mas o governo e até escolas particulares (com raras exceções) só querem saber do $ e te dão o diplominha e a educação mesmo não existe. Sem contar que não temos aulas básicas e o brasileiro não sabe nada sobre ética, arte e coisas do tipo.
Bem, mas como eu mesmo disse, não acredito em tudo o que a mídia divulga.. hehehe - aliás, eu não acredito, eu fico disconfiado até o último... mas o que acontece é que notícia de jornal vira prova, vira polêmica e queira ou não acaba "virando verdade".
É a mesma coisa da Veja colocar que uma cybershot da Sony é super boa e tal (hehhe- calma galera é só um exemplo hein?) e esquecer de colocar concorrentes que possuem qualidade infinitamente melhor por um mesmo proço ou até por um preço menor.... Aí, uma gama de 80% dos leitores certamente irá cair no conto da revista (hehehe - agora num universo de 2.000 pessoas aqui do fórum não irá nem dar bola para folha da revista).

Eu acho que não podemos ignorar a situação. Temos que ter em nós um certo tipo de "denuncismo" que de certa forma, é uma maneira de não ficarmos parado.
É diferente de ser covarde. Eu não fotografo "Abílio's Dinize's" porque eles não precisam de mim. E não que o mendigo precise de mim, mas eu os fotografo (só as vezes tb) porque se tiver um cunho jornalístico, nada mais justo dele ser o protagonista (felizmente ou não) de nossa realidade.
Veja que o objetivo de quem tira fotos assim não é $ (exclusivamente) e sim o "mérito", a intenção e a vontade de mostrar para o resto do pessoal que não passa em frente daquela rua, que naquela rua existe miséria -que por ironia, pode ser a sua rua e vc nem estar sabendo (pode acreditar que isto existe!).

Abraços,

Renato

 
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



muxxx

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 115
  • Sexo: Masculino
    • MURILO SANTOS PHOTODESIGN
Resposta #34 Online: 14 de Dezembro de 2005, 21:09:01
Esse é o tipo de tema que faz a gente ficar girando lampada, sem sair do lugar, eu acho que se vc está fazendo algo, planejado pra ser publicado em um trabalho...tem q ter autorização da pessoa...
Eu costumo tirar a foto sem a pessoa ver, pela questão da naturalidade, depois se ficar legal e eu achar q vai entrar na seleção, eu peço autorização pra pessoa...mostro a foto na cam mesmo pra ele ver q não é humilhante ou coisa assim e boa... nunca deu problema... mas se for uma situação que imperdível, de uma cena q acho que não deve deixar de ser registrada... como bom jornalista saio clicando e depois seguro a onda, nem q seja pra mostrar só pra minha mãe..hehehe

abraços amigos...
Murilo Santos :: murilosantos.com

Nikon D7000 | 8mm fisheye 3.5 | 50mm 1.8 | 28mm 2.8 | 28-75mm 2.8 | 70-200mm 2.8


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #35 Online: 29 de Dezembro de 2005, 12:31:07
Bem, dando um Up no tópico eu aproveito para publicar a foto que tinha falado anteriormente que DUVIDO que o fotógrafo falou com a criança, com a família dela, etc...



E numa reportagem há um tempo atrás ((2001?) (acho que no fantástico heheh) - essa "criança" agora já velha, veio numa entrevista e disse que AGRADECE até hoje pela foto, etc...

Abraços a todos,

Renato


obs: não reparem na foto meio "tosca", porque eu tirei bem rápido de uma revista veja que tinha aqui em casa...  
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



pelhon

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 163
    • http://
Resposta #36 Online: 30 de Dezembro de 2005, 13:23:33
Neocosmos,

Essa foto foi feita logo após um bombardeio de napalm no Vietnam, se não me engano.
Provávelmente o fotografo era um reporter de guerra (que graças a Deus são pessoas que ajudaram e MUITO a coibir abusos ainda maiores durante esses períodos negros da nossa história).

Ou seja: foto com cunho jornalístico.

Para fugir um pouco da pessoa Sebastião Salgado, vamos falar das fotos de Henri Cartier-Bresson.

Irei citar o momento da foto, não sei o nome que ele deu a elas:
Fotos como a do homem de barba e cartola parado em uma rua ou a foto de outro homem segurando o guarda-chuva e pulando uma poça de água tiveram a autorização prévia?

Li um pouco sobre ele e segundo o que li, se ele percebesse que tal pessoa estava posando para ele, descartava a foto. Sendo assim, todas as fotos dele foram tiradas SEM a permissão e depois o fotografo foi e se apresentou os retratados, correto?

E nesse caso? Não é porque ele é Henri Cartier-Bresson que não deixou de respeitar o direito de terceiros. Sei que os tempos eram outros, não haviam tantos advogados e paparazzis no mundo, mas ainda sim houve um desrespeito, certo?

O que me incomoda como fotografo é essa questão. Achei o momento perfeito, aquela velha senhora sentada sobre o banco da árvore lendo um livro, ou o trabalhador com as roupas sujas acendendo um cigarro. Faço a foto sem ele me notar (logo sem a permissão dele). Ficou bom, para ser sincero ótima a foto.
Como proceder? Eu não sei se mais tarde terei interesse de fazer uma amostra com minhas fotos (hoje sou um merda, mas Bresson um dia tb foi, certo?). E ai? Vou pegando autorização de todos que eu for retratando?

É muito delicada essa situação, feliz era ele que viveu em um tempo onde ser fotografado era um elogio :)
Lucas Pelhon
Guarulhos - SP
Panasonic FZ 20
Olympus Pen-D 35mm
Agfa Billy Record 120mm

DeviantART Profile