Autor Tópico: negativo ou ampliação?  (Lida 2709 vezes)

Bantunes

  • Trade Count: (10)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
    • bsimba
Resposta #15 Online: 10 de Fevereiro de 2006, 03:06:31

Pior que eu acho que essa loja trabalha com um frontier, não é nada muito sofisticado. Então acho que a melhor opção então é  digitalizar a partir de um ampliação, o que muito vai aumentar o custo.  Acho dificil achar um desses 'Cilíndrico da Villimpress' perto de minha casa e o preço imagino que não deve ser nada em conta.

 


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #16 Online: 10 de Fevereiro de 2006, 03:58:27
Olá!
Realmente digitalizar com "perfeição" é complicado.
Eu tenho umas 500 fotos antigas, de filme e os negativos...
Aí eu resolvi digitalizar tudo, colocar um CD, etc... resolvi organizar, colocar em ordem, etc...
Porém, eu percebi que algumas fotos, se forem scaneadas em 1200 dpi's reais do scanner, a foto ficava muito boa, e em contra-partida, algumas fotos da frontier, ficaram melhores, e outras piores... não dá para explicar! heheh - os grãos da foto scaneada é diferente da digitalizada direto do negativo. A foto já foi modificada, melhorada ou piorada na hora de revelar heheh - já o negativo é aquilo e pronto. Se ele estiver bom, sem a necessidade do uso do ice, mas usando este recurso (hahah) por exemplo, etc... fica bom...satisfatório. Mas perfeito mesmo acho que é só essas máquinas cilindricas..
Bom, todo o caso, eu vou terminar o scaneamento dos meus arquivos e montar uma pasta escaneada e outra digitalizada... aí quando precisar de uma foto eu vejo qual delas ficou melhor - digo isto porque para digitalizar tem um lance de foco e as vezes é quase impossível achar o foco perfeito no negativo... não sei pq...

Abraços,

Renato
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.744
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Resposta #17 Online: 10 de Fevereiro de 2006, 12:45:44
É como o Renato disse, vale a pena mesmo sendo do frontier, na média sempre será melhor do que ampliar e fazer do papel, mesmo porque os minilabs digitais (como os frontier) imprimem as ampliações em resoluções que variam entre 200 e 400 DPI, então mesmo que seu Scanner de mesa seja fantástico e tenha mais do que isso você não conseguirá nada muito melhor.
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


Bantunes

  • Trade Count: (10)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
    • bsimba
Resposta #18 Online: 10 de Fevereiro de 2006, 20:10:26
Bom, acabo de mandar digitalizar do negativo algumas pra ver como fica, mesmo pq é  mais prático e mais em conta.  O Lab não é frontier, é da  Kodak, não sei que scanner eles usam: :blue:   Agora só resta eu esperar pra ver como  fica. De repente eu posto até uma aqui pra vcs verem. Obrigado pela ajuda de vcs

abs
« Última modificação: 10 de Fevereiro de 2006, 20:11:06 por Bantunes »


RuySalaverry

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 368
  • Sexo: Masculino
    • Meu Multiply
Resposta #19 Online: 10 de Fevereiro de 2006, 22:32:19
Citar
Citar
A ampliação do negativo sempre será melhor. Procure fazer em um laboratório legal que ficará muito melhor que escaniar do papel. No negativo a densidade da imagem é muito maior que no papel.
Carlo essa informação não procede, existe perda significativa na ampliação, mídias grandes por exemplo só aceitam digitalização a partir da película e feitas em bons scanners de negativos (normalmente modelos cilíndricos de altíssima resolução).
Já vi imagens geradas não interpoladas com 105MP em scanners cilíndricos. :)
Na média um scanner cilíndrico médio obtém imagens de 44MP e um desses caseiros da Nikon de cerca de 9 a 12MP. :)
Concordo! Há pouco tempo fui no melhor laboratório do Rio, a Fotosfera, que faz serviços até para a Rede Globo para fazer uma ampliação 40 x 60 cm de uma foto minha gerada por uma câmera de 8 MP e conversei com um técnico de lá e me falaram que no escaneamento de fotografia convencional eles primeiro passam a foto para o papel e depois escaneiam e nunca fazem diretamente do negativo.
Abraço.

PS.: O preço deles é "ótimo". 2 X mais caro que outros laboratórios do Rio.
 
Ruy Salaverry
Rio de Janeiro-RJ


neocosmo

  • Trade Count: (10)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.055
    • http://neocosmo.deviantart.com/
Resposta #20 Online: 11 de Fevereiro de 2006, 01:02:47
Citar
Concordo! Há pouco tempo fui no melhor laboratório do Rio, a Fotosfera, que faz serviços até para a Rede Globo para fazer uma ampliação 40 x 60 cm de uma foto minha gerada por uma câmera de 8 MP e conversei com um técnico de lá e me falaram que no escaneamento de fotografia convencional eles primeiro passam a foto para o papel e depois escaneiam e nunca fazem diretamente do negativo.
Abraço.

PS.: O preço deles é "ótimo". 2 X mais caro que outros laboratórios do Rio.

Olá!
Tudo jóia?
Bem, pode ser que o técnico tenha até razão, mas não é pq o laboratório faz revelações para a globo que ele é o melhor!? :thmbup:
E não posso garantir, mas é meio "impossível" conseguir um melhor resultado do que um scanner cilindrico... hehehe
Talvez o resultado seja bem melhor do que um scaneamento do frontier, já que quando se revela uma foto por ex. de 72 dpi para o tamanho 10x15cm, a foto ficará com 300dpi (haverá uma interpolação feita pela tinta, folha e equipamento) que não condiz com a realidade, mas tb não será os 72dpi's nativos - vamos dizer que irá fazer uma média para 150, ou seja, na foto irá ter os 300 dpi's, mas não irá ficar tão perfeita como se tivesse os 300 dpi's, mas tb não ficará tão ruim quanto os 72 dpi's que seriam... ((não sei se fui claro nessa explicação hehehe))
Bom, é isso aí.
Vamos ver o que o Bantunes nos fala com o teste dele...

Abraços,

Renato
Renato Ventura - Mococa e Ribeirão Preto/SP[/size]
email: renatoventura@uol.com.br



Bantunes

  • Trade Count: (10)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 158
    • bsimba
Resposta #21 Online: 11 de Fevereiro de 2006, 18:37:29

     Bom acabo de pegar as fotos digitalizadas. Foi usado um equipamento chamado NORITSU KOKI. Eu achei o resultado satisfatório. Agora eu achei muito  granulada as fotos. Se não chega a me incomodar nas fotos p&B, o mesmo não posso dizzer em relação as coloridas, principalmente se levar em conta que era um filme asa 100.  Mas acho que é isso mesmo, a olho nu você não enxerga os grãos como no computador.

O lado positivo é que as texturas foram bem preservadas. Infelizmente mostrar o resultado aqui ficaria meio inconveniente já que cada foto está em torno de 5mb a 7mb. Eu fiz um resize da foto para vocês terem um noção, mas não sei se vai adiantar muito para uma análise já que durante esse processo, há um lamentável e grosseiro redutor "anti-graõs" que empobreceu as texturas. Mas de todo modo fica aqui como registro.



Filme Kodak Tmax400




Filme Kodak Proimage 100