Autor Tópico: Uma loja que já foi boa...  (Lida 2824 vezes)

Leandro Rodrigues

  • Trade Count: (35)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.185
  • Sexo: Masculino
Resposta #15 Online: 16 de Agosto de 2011, 17:39:27
Não sei em BH, mas em São Paulo existe o fórum de pequenas causas.
Nesse caso, antes de levar embora as fotos, seu irmão poderia ter ido até o fórum, explicado a situação e solicitado ao juiz uma liminar obrigando a loja a devolver o "troco", com pena de multa. Parece mentira, mas esse fórum serve pra isso, não precisa de advogado e leva pouco tempo.

Depois é marcada uma audiência de conciliação (Não precisa de advogado), só pra verificar com as partes se tudo foi resolvido ou não.

Pra mim é a melhor forma de acaber com arbitrariedades como essas.

Agora que o caso já "passou" só resta ao procon mesmo.


GutoBaptista

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 34
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 16 de Agosto de 2011, 18:34:42
Em BH existe também. Mas como eram as fotos do batizado do neto, e o Juizado de Pequenas Causas não é perto de onde ele estava, acho que não quis gastar tempo indo lá antes de retirar as fotos.


thiago.cecilio

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 108
  • Sexo: Masculino
    • Flickr Thiago
Resposta #17 Online: 17 de Agosto de 2011, 11:16:19
Nossa, que absurdo, sou de São Paulo, amo o Direito do Consumidor, leio muito a respeito disso e já "causei" em momentos parecidos como esse em que pessoas jurídicas tentam se impor frente aos consumidores, nesse caso, eu pagaria antecipado, pegaria as fotos e já com as fotos em mãos, no mesmo instante, ligaria para o 190 solicitando uma viatura e exigindo a devolução do dinheiro, caso eles se negassem, eu iria até uma delegacia com o testemunho dos policiais e faria um BO, com o mesmo em mãos, nem iria no PROCOM, já abriria direto uma ação no Juizado Especial Cívil indenizatória + restituição do valor, além também de nunca mais pisar lá e ainda espalhar para todos os cantos a má conduta da loja.
É assim que praticamos cidadania, não importa o valor, e sim a demonstração que cliente e consumidor não é idiota.


irado

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 936
  • Sexo: Masculino
  • (re)aprendendo a fotografar.. olhando.
Resposta #18 Online: 17 de Agosto de 2011, 11:31:17
Nossa, que absurdo, sou de São Paulo, amo o Direito do Consumidor, leio muito a respeito disso e já "causei" em momentos parecidos como esse em que pessoas jurídicas tentam se impor frente aos consumidores, nesse caso, eu pagaria antecipado, pegaria as fotos e já com as fotos em mãos, no mesmo instante, ligaria para o 190 solicitando uma viatura e exigindo a devolução do dinheiro, caso eles se negassem, eu iria até uma delegacia com o testemunho dos policiais e faria um BO, com o mesmo em mãos, nem iria no PROCOM, já abriria direto uma ação no Juizado Especial Cívil indenizatória + restituição do valor, além também de nunca mais pisar lá e ainda espalhar para todos os cantos a má conduta da loja.
É assim que praticamos cidadania, não importa o valor, e sim a demonstração que cliente e consumidor não é idiota.

pois é, pois é.. se vc NÃO defende um direito seu, com certeza virá a ser espezinhado cada vez mais, devido à filosofia da facilidade: "no momento em que cedo meu espaço, alguém o ocupa. Um dia estarei sem espaço algum".


continuo achando a atitude de nosso colega (o prejudicado) INCORRETA na preservação de direitos.
saudações,
irado furioso com tudo
Linux User 179402/FreeBSD BSD50853/FUG-BR 154
Não uso drogas - 100% Miko$hit-free
"Antigamento o homossexualismo era coibido, depois passou a ser tolerado, agora já está sendo completamente aceito e eu vou me embora antes que se torne obrigatório." [Arnaldo Jabor]
"infelizmente no brasil quem decide não é quem le jornal, mas sim quem limpa a bunda com ele." [encontrado no Orkut]


Clayton Igarashi

  • Trade Count: (17)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
  • Sexo: Masculino
Resposta #19 Online: 17 de Agosto de 2011, 12:22:10
Gostei disso!  :clap:

Vou memorizar isso para o caso de precisar!   :doh: :hysterical:

Nossa, que absurdo, sou de São Paulo, amo o Direito do Consumidor, leio muito a respeito disso e já "causei" em momentos parecidos como esse em que pessoas jurídicas tentam se impor frente aos consumidores, nesse caso, eu pagaria antecipado, pegaria as fotos e já com as fotos em mãos, no mesmo instante, ligaria para o 190 solicitando uma viatura e exigindo a devolução do dinheiro, caso eles se negassem, eu iria até uma delegacia com o testemunho dos policiais e faria um BO, com o mesmo em mãos, nem iria no PROCOM, já abriria direto uma ação no Juizado Especial Cívil indenizatória + restituição do valor, além também de nunca mais pisar lá e ainda espalhar para todos os cantos a má conduta da loja.
É assim que praticamos cidadania, não importa o valor, e sim a demonstração que cliente e consumidor não é idiota.


Rafaelpg

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
  • Em fase de aprendizado...
    • Registro Fotografia
Resposta #20 Online: 17 de Agosto de 2011, 12:53:22
Gostei disso!  :clap:

Vou memorizar isso para o caso de precisar!   :doh: :hysterical:

Foi uma boa dica mesmo. Não sabia que os policias poderiam ser considerados como testemunha num caso assim.


Portela 2011

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.542
  • Sexo: Masculino
Resposta #21 Online: 17 de Agosto de 2011, 13:58:09
Meu irmão não quer levar o caso adiante mexendo com procon, polícia etc. Segundo ele, vai "votar com os pés": não entra mais na loja e conta o caso em todas as oportunidades. fazendo propaganda negativa da loja. E isso se espalha muito, principalmente nessa época de redes sociais.

Guto morei em Bh por muitos anos, conheço a Retes e fui cliente lá também. Pena o aconteciemnto.
Respeito a decisão de seu irmão, mas concordo com o Irado. Não é uma questão devalores, embora uma ação deste tipo pode render dor de cabeça e um valor até considerável à loja. Minha cunhada ganhou uma idenização de 2000,00 em uma briguinha destas. Além disso causa mal estar ao estabelecimento. Isso na questão prática da coisa.

Na filosófica. Já tive problemas com banco (Bradesco), reclamei junto ao Banco Central (sugestão de meu irmão que trabalha lá), sem nenhuma influência, simplesmente liguei e o caso foi resolvido em menos de 2 horas - (duas ligações, uma minha e uma do gerente da agência). Tenho conhecidos que trabalham na infraero e pedem que sempre que tivermos problemas, reclamar junto a INFRAERO. Normalmente as multas tem bom peso para as cia aéreas. Já utilizei o PROCON e o caso foi resolvido satisfatóriamente (Brasiltelecom).

O que digo é, se todos reclamarem e passar a ser uma hábito do consumidor brasileiro, o somatório de multas e idenizações passam a pesar na conta das empresas. Se não, continuaremos a ter os produtos e serviços que temos hoje, seja ele público ou privado.


Rafaelpg

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
  • Em fase de aprendizado...
    • Registro Fotografia
Resposta #22 Online: 17 de Agosto de 2011, 14:35:28
Guto morei em Bh por muitos anos, conheço a Retes e fui cliente lá também. Pena o aconteciemnto.
Respeito a decisão de seu irmão, mas concordo com o Irado. Não é uma questão devalores, embora uma ação deste tipo pode render dor de cabeça e um valor até considerável à loja. Minha cunhada ganhou uma idenização de 2000,00 em uma briguinha destas. Além disso causa mal estar ao estabelecimento. Isso na questão prática da coisa.

Na filosófica. Já tive problemas com banco (Bradesco), reclamei junto ao Banco Central (sugestão de meu irmão que trabalha lá), sem nenhuma influência, simplesmente liguei e o caso foi resolvido em menos de 2 horas - (duas ligações, uma minha e uma do gerente da agência). Tenho conhecidos que trabalham na infraero e pedem que sempre que tivermos problemas, reclamar junto a INFRAERO. Normalmente as multas tem bom peso para as cia aéreas. Já utilizei o PROCON e o caso foi resolvido satisfatóriamente (Brasiltelecom).

O que digo é, se todos reclamarem e passar a ser uma hábito do consumidor brasileiro, o somatório de multas e idenizações passam a pesar na conta das empresas. Se não, continuaremos a ter os produtos e serviços que temos hoje, seja ele público ou privado.

mandou bem Portela! Gostei de ter exemplos! Um só não consegue muita diferença mas o impacto de todos juntos pode mudar alguma coisa!


GutoBaptista

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 34
  • Sexo: Masculino
Resposta #23 Online: 17 de Agosto de 2011, 15:36:23
Irado,
existem várias formas de defender os seus direitos, desde o ataque direto até a resistência passiva, passando por todas as nuances  intermediárias. Se ele escolheu essa, deve ter achado que era o melhor a se fazer, e, na verdade, pode ser mais contundente do que acionar a Justiça. O próprio fato desse assunto estar sendo discutido aqui neste fórum (e sei que em muitos outros também) pode levar a empresa a repensar algumas atitudes. Isso, se ela quiser manter um mínimo da tradição de honestidade dos tempos do Sr. Hervê Retes.


pois é, pois é.. se vc NÃO defende um direito seu, com certeza virá a ser espezinhado cada vez mais, devido à filosofia da facilidade: "no momento em que cedo meu espaço, alguém o ocupa. Um dia estarei sem espaço algum".


continuo achando a atitude de nosso colega (o prejudicado) INCORRETA na preservação de direitos.


GutoBaptista

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 34
  • Sexo: Masculino
Resposta #24 Online: 17 de Agosto de 2011, 15:54:42
Portela,
eu trabalho na Anatel e sei bem o poder de uma reclamação através do órgão competente. Concordo que o cidadão deve sempre ser ouvido e os seus questionamentos resolvidos, independentemente de qualquer influência ou de quem seja o cidadão.
Mas como respondi ao Irado há pouco, cada um escolhe a melhor forma de defender seus direitos.
E vamos continuar a prestigiar as boas lojas e, quanto às ruins, se não quiserem melhorar, vamos boicotá-las....
Obrigado a todos pelas opiniões.

Guto morei em Bh por muitos anos, conheço a Retes e fui cliente lá também. Pena o aconteciemnto.
Respeito a decisão de seu irmão, mas concordo com o Irado. Não é uma questão devalores, embora uma ação deste tipo pode render dor de cabeça e um valor até considerável à loja. Minha cunhada ganhou uma idenização de 2000,00 em uma briguinha destas. Além disso causa mal estar ao estabelecimento. Isso na questão prática da coisa.

Na filosófica. Já tive problemas com banco (Bradesco), reclamei junto ao Banco Central (sugestão de meu irmão que trabalha lá), sem nenhuma influência, simplesmente liguei e o caso foi resolvido em menos de 2 horas - (duas ligações, uma minha e uma do gerente da agência). Tenho conhecidos que trabalham na infraero e pedem que sempre que tivermos problemas, reclamar junto a INFRAERO. Normalmente as multas tem bom peso para as cia aéreas. Já utilizei o PROCON e o caso foi resolvido satisfatóriamente (Brasiltelecom).

O que digo é, se todos reclamarem e passar a ser uma hábito do consumidor brasileiro, o somatório de multas e idenizações passam a pesar na conta das empresas. Se não, continuaremos a ter os produtos e serviços que temos hoje, seja ele público ou privado.


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.583
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #25 Online: 17 de Agosto de 2011, 21:53:12
Gente, nós estamos discutindo a posição pessoal do irmão do forista, quando deveríamos discutir/agir a posição comercial ilegal/irregular/ilegítima da loja!!!!!!!!

Vamos focar! Que tal todo mundo mandar um e-mail para a loja reclamando da política de devoluções deles??????????

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


GutoBaptista

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 34
  • Sexo: Masculino
Resposta #26 Online: 17 de Agosto de 2011, 22:03:51
Hyde, concordo inteiramente com você!
Vamos fazer com que uma postura dessas não passe em brancas nuvens...
O site lá é www.retes.com.br.


Gente, nós estamos discutindo a posição pessoal do irmão do forista, quando deveríamos discutir/agir a posição comercial ilegal/irregular/ilegítima da loja!!!!!!!!

Vamos focar! Que tal todo mundo mandar um e-mail para a loja reclamando da política de devoluções deles??????????


Rafaelpg

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 767
  • Sexo: Masculino
  • Em fase de aprendizado...
    • Registro Fotografia
Resposta #27 Online: 18 de Agosto de 2011, 08:14:58
Hyde, concordo inteiramente com você!
Vamos fazer com que uma postura dessas não passe em brancas nuvens...
O site lá é www.retes.com.br.

 :ok: :ok: :ok:


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.583
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #28 Online: 18 de Agosto de 2011, 19:05:26
Enviado. Desanquei a política de devolução deles. Só não xinquei mas foi quase...rs

Mandei e-mail e a mesma mensagem para o Fale Conosco.

Enviem tb pessoal.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova