Autor Tópico: Flash em modo manual - como calcular??  (Lida 7857 vezes)

nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.211
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #30 Online: 23 de Fevereiro de 2019, 14:02:44


cheferson

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 670
  • Sexo: Masculino
  • Uma Fotografia é o Registro Exato da História!
    • Curso Completo de Fotografias para Retratos, Viagens e Paisagens
Resposta #31 Online: 23 de Fevereiro de 2019, 22:40:21
kkkkkkkkkkkk escavação kkkkk

Sobre o flash em manual; eu o uso apenas como luz de preenchimento. Então eu faço o teste mesmo, um teste rápido com o-a modelo. Começo com potência 1-32 e se ficar muito forte, eu diminuo a potência, se ficar fraco, aumento a potência pra 1-16. Deixo sempre o flash a uma distância entre 1 a 2 metros do modelo. Meus acertos são na faixa de 90%. Mas num evento dai você precisará de mais treino, terá que tirar fotos em RAW e treinar bastante , mas eu penso que vale a pena fazer o mesmo, o assistente no máximo a 2 metros, entre 1 a 2 metros  e vai regulando a potência na mão, conforme vai mudando a iluminação, ou seja, aumenta um pouco a potência se o local escurecer e diminui se o local tiver mais luz.


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.701
Resposta #32 Online: 24 de Fevereiro de 2019, 09:02:46
Na época do filme, os flashes manuais vinham com uma tabela estampada com distância e iso e indicavam a abertura q deveria ser usada. Consultava rapidamente e conseguia bons resultados. Tinha também na cabeça, minha cabeça, a continha mais ou menos decorada q acabei abandonando..kkk Hoje faço como o colega acima e rapidamente vc pega o jeito e já começa ajustar por estimativa no automático. Variações de até um ponto nas cans atuais e fotografando em RAW vc tira de letra no pós. De qualquer forma raramente erro mais q um 1/3. Quando fico muito tempo sem fotografar e começo perder este automatismo cerebral/muscular, basta um curto período de tempo para me acertar, isso em eventos. Se for book , fica mamão com açúcar, pois faz uma foto de teste, avalua via tela ou histograma e faz a correção. Existe um medo cim relação ao uso do flash q julgo exagerado. Percebi q a grande maioria quer uma receita d bolo para decorar e não quer tentar raciocinar para entender o principio, fácil, da coisa. Entendendo a logica, vc faz tudo, desde eventos sociais e Books com tranquilidade. Até os erros podem levar a resultados artísticos interessantes e vc acaba descobrindo coisas legais q vão sendo armazenadas na caixola cerebral... Bem, para mim sempre foi relativamente muito fácil, descobri o basico com leituras também basicas e o resto foi só raciocinar e testar...O resto é criatividade...
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2019, 09:04:35 por Lúzio »
Nova Nikon D300 + Nikon D70. Lentes 18-70 DX  e Tamron 18-50 f/2.8 XRDI.
Flash SB 600, tipés, filtros, mochilas, moto...

Rio de Janeiro


nandoespinosa

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • *
  • Mensagens: 2.211
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #33 Online: 25 de Fevereiro de 2019, 09:55:08
Tem a regra do inverso quadrado.. Alguém aí usa?


Marcelo Sakamoto

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 89
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 25 de Fevereiro de 2019, 23:55:49
O cálculo é feito baseado no número guia do flash e a distância, para conseguir a abertura, em uma tabela que cruzava a distancia e o ISO (ASA...kkkkkkkk).

Lembro-me dos fotografos que usavam aquele flash FRATA, com a tocha na mão e a bateria em uma bolsinha que carregavam do lado, medindo os passos.

Os flashs um pouco mais avançados tinham um modo de exposição automatico: escolhia-se uma abertura e o flash quantificava automaticamente a luz que retornava ao foto-sensor.

Ainda tenho um METZ de punho, com foto-celula, que uso ocasionalmente com minhas cameras de filme e com a Leica, em modo automático.


lopescardoso

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 341
Resposta #35 Online: 26 de Fevereiro de 2019, 08:00:56
Tem a regra do inverso quadrado.. Alguém aí usa?

Explica aí!


lasg

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 314
Resposta #36 Online: 26 de Fevereiro de 2019, 08:45:40
A lei do inverso do quadrado da distância é uma regra usada em iluminação, para determinar a intensidade com que uma fonte de luz ilumina um objeto, dependendo da distância em que se encontra este objeto com relação à fonte de luz.
Basicamente, esta lei diz que "a luz diminui sua intensidade na proporção inversa do quadrado da distância percorrida".
Essa é a teoria. Na prática isso significa que quanto mais perto está um objeto da fonte de luz, mais ele é iluminado.
A lei quantifica esta iluminação.
Por exemplo:
- um objeto que está localizado a 2 m de uma fonte de luz, recebe uma iluminação que corresponde a 1/(2x2) = 1/4 = 0,25 ou seja um quarto da iluminação que receberia se estivesse localizado a  apenas 1 m da fonte de luz
Outro exemplo:
- um objeto que está localizado a 3 m de uma fonte de luz, recebe uma iluminação que corresponde a 1/(3x3) = 1/9 = 0,11 ou seja só um pouco mais de um décimo da iluminação que receberia se estivesse localizado a  apenas 1 m da fonte de luz
E por aí vai...
A lei é utilizada para fazer a compensação da exposição quando variamos a distância entre o objeto e a fonte de luz (um flash, por exemplo).
Se escrevi alguma besteira, por favor, me corrijam...
LASG
Nikon D5300 & Nikon D90 & Sony ILCE-3000


galeno

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 151
  • Sexo: Masculino
Resposta #37 Online: 06 de Março de 2019, 16:23:48
O conceito importante aqui é o Número Guia(NG).
NG =f/distância.
Lembrando que o NG é sempre dado em uso 100.
Exemplo: um flash com NG 40, a 5 metros, daria o diafragma f 8.0, com uso 1
Mamiya 645 AFD, ZD Back, 80mm e 55-110mm, Nikon
D800,18-35mm, 50mm 1.8G, D5100 + 18-55mm


lopescardoso

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 341
Resposta #38 Online: 07 de Março de 2019, 09:10:41
O conceito importante aqui é o Número Guia(NG).
NG =f/distância.
Lembrando que o NG é sempre dado em uso 100.
Exemplo: um flash com NG 40, a 5 metros, daria o diafragma f 8.0, com uso 1

O problema vem qdo a "conta" é o contrário... Tu tem a abertura que quer usar (tu quer aquele fundo desfocadinho por exemplo), sabe qual velocidade quer usar, aí quer saber o ISO e a potência do flash.