Autor Tópico: Uma pergunta "banal", mas que não vejo respostas.  (Lida 1419 vezes)

FeLopes

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 610
Resposta #15 Online: 09 de Abril de 2012, 10:54:38
Tem outro detalhe também. O ponto de foco na verdade é uma área de foco. Quando você marca, por exemplo, um ponto de foco no olho mais próximo, 1/3 da área de foco está a frente do olho e 2/3 atrás, esse também é um dos motivos de focar no olho da frente.

Mas pelo que li aqui, isso não seria problemático pra você por você com uma dx e uma 18-105 o dof é sempre grandinho, e fechando a abertura das 35 e 50 mm pra f: 4 você já tem uma ótima nitidez e se brincar ainda consegue tirar um pouco de bokeh

Isso de distância entre um olho e outro seria importantíssima se você estivesse trabalhando com médio formato. No médio e grande formato é tão delicado isso do DOF que já uma foto de um lírio da paz em que um dos pontinhos do lírio estava em foco e quase todo o resto dos pontinhos estavam desfocados ! O DOF naquela foto foi coisa de 2 ou 3 mm ! Se fosse um retrato você focaria o cílio e desfocaria o olho !



christianpereira

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 38
  • Sexo: Masculino
Resposta #16 Online: 09 de Abril de 2012, 10:56:59
Nesta ocasião, utilizando a fotometria da câmera, o correto seria usar o modo pontual nos olhos?


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #17 Online: 09 de Abril de 2012, 11:08:51
leia sobre profundidade de campo
ha muito material no google
abs.


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #18 Online: 09 de Abril de 2012, 12:14:21
Tem outro detalhe também. O ponto de foco na verdade é uma área de foco. Quando você marca, por exemplo, um ponto de foco no olho mais próximo, 1/3 da área de foco está a frente do olho e 2/3 atrás, esse também é um dos motivos de focar no olho da frente.

(...)


Ajudando o amigo FeLopes (velho cadê vc que nunca mais deu notícias? Vamos marcar qualquer dia desses.)

Na verdade o ponto de foco de fato é um ponto e, portanto, adimensional. Não pode ser inferido em 2 ou 3 dimensões.
O que ocorre é que, de maneira geral*, 1/3 antes e 2/3 após o ponto de foco há uma zona de foco aceitável* em que, aparentemente, há foco em toda sua extensão. Mas na realidade não há. O que há é um limite aceitável de visualização dos CDC (Circulos de Confusão) que tornam a imagem aceitável do ponto de vista de definição, não ocorrendo o desfoque visível.

PS: *Aceitável porque os CDC' s são variáveis de acordo com a acuidade visual de cada indivíduo e portanto pode haver modificação desses 1/3 e 2/3, como tb por característica física da própria lente.
« Última modificação: 09 de Abril de 2012, 12:16:27 por Mr. Hyde »

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


FeLopes

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 610
Resposta #19 Online: 09 de Abril de 2012, 12:52:37
Ajudando o amigo FeLopes (velho cadê vc que nunca mais deu notícias? Vamos marcar qualquer dia desses.)

Na verdade o ponto de foco de fato é um ponto e, portanto, adimensional. Não pode ser inferido em 2 ou 3 dimensões.
O que ocorre é que, de maneira geral*, 1/3 antes e 2/3 após o ponto de foco há uma zona de foco aceitável* em que, aparentemente, há foco em toda sua extensão. Mas na realidade não há. O que há é um limite aceitável de visualização dos CDC (Circulos de Confusão) que tornam a imagem aceitável do ponto de vista de definição, não ocorrendo o desfoque visível.

PS: *Aceitável porque os CDC' s são variáveis de acordo com a acuidade visual de cada indivíduo e portanto pode haver modificação desses 1/3 e 2/3, como tb por característica física da própria lente.

Valeu pela aula, hehehe. Agora consegui "entender" razoavelmente o que é o tal círculo de confusão, hehehe, e confesso que depois disso, fico ainda mais curioso em experimentar o médio formato, heheheh

Dei uma sumida por estar um pouco cansado do fórum e trabalhando demais, tanto que estou até pensando em vender minha câmera, to só aguardando uns contatos profissionais pra ver qual será o destino dela, heheheh


skydivebr

  • Trade Count: (9)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 305
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 10 de Abril de 2012, 09:53:13
Ajudando o amigo FeLopes (velho cadê vc que nunca mais deu notícias? Vamos marcar qualquer dia desses.)

Na verdade o ponto de foco de fato é um ponto e, portanto, adimensional. Não pode ser inferido em 2 ou 3 dimensões.
O que ocorre é que, de maneira geral*, 1/3 antes e 2/3 após o ponto de foco há uma zona de foco aceitável* em que, aparentemente, há foco em toda sua extensão. Mas na realidade não há. O que há é um limite aceitável de visualização dos CDC (Circulos de Confusão) que tornam a imagem aceitável do ponto de vista de definição, não ocorrendo o desfoque visível.

PS: *Aceitável porque os CDC' s são variáveis de acordo com a acuidade visual de cada indivíduo e portanto pode haver modificação desses 1/3 e 2/3, como tb por característica física da própria lente.

 :shock:  :ponder:  :worship:


Razad

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.875
Resposta #21 Online: 10 de Abril de 2012, 12:35:40
Esse artigo do Leo que me fez entender a profundidade de campo, rsrs vale a pena conferir todo o tópico! Por falar nisso ele tbm anda bem sumido por aqui né...

http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=30530.0


vou aproveitar e deixar mais uma pergunta aqui, ok focamos no olho, mas como fazer eles brilharem e como controlar esse brilho, eu ja notei que é bom sempre o modelo estar olhando pra uma fonte primária de luz e segurar um pouco a lágrima, aí o reflexo fica um pouco melhor, mais alguma dica?
Adilson Junior - Joinville-SC
https://www.flickr.com/photos/adilsonpjr