Autor Tópico: Troca de experiência - pista de dança em casamento  (Lida 6675 vezes)

agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #30 Online: 13 de Setembro de 2012, 14:04:04
O grande segredo, em todo o tipo de negócio é: Ter uma técnica apurada e cumprir com o prometido! Faça um workflow com os teus clientes e veja com eles quem são as pessoas a serem fotografadas - aquelas que não podem faltar em hipótese alguma. Cumpra o teu script e depois você fica livre para tirar umas fotos extras - que você acha que vá fazer a diferença. A minha dica é combinar tudo antecipadamente e entregar o combinado!
certa vez um organizador de eventos internacionais, me disse:
no negocio da foto o que menos importa e a foto,
so importa o cliente satisfeito que vai te indicar sempre!!!!!!!!!!
com o paso do tempo vi excelentes fotografos carrascos sem trabalho
fotografos medios muito gentis e organizados, no topo!!!
vivendo e aprendendo.
abs.


jesieltrevisan

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.655
  • Sexo: Masculino
  • Harmonize-se
Resposta #31 Online: 14 de Setembro de 2012, 23:56:45
Não sou profissional da área da fotografia mas presto serviços em TI e acho muito errado pensamentos de descriminação sobre o cliente ser classe "Pobre" ou "Rica".

Os valores estão no caráter da pessoa e não na sua conta bancária... ela pode estar em qualquer classe social, o que manda é a mente dela.

Porém, o Cliente possuindo bom ou mau carater... é o dinheiro dele que paga as suas contas, além disto se você aceitou e combinou a prestação de serviço... logo no mínimo devemos demonstrar respeito e profissionalismo, independente se este sentimento é recíproco.

Eu acho que o combinado não sai caro... se vende-se um serviço, deve-se presta-lo de forma completa... dar o "cano" e sair de cena, deixando o Cliente na mão... é um absurdo... pensamentos de raiva e indignação poluirão a mente das pessoas que contavam com seu serviço... e seguindo a lei universal  de ação e reação... a colheita farta será proporcional a qualidade do grão semeado...

Um cliente feliz vale mais do que 10 que não querem ver a sua cara nunca mais...
« Última modificação: 15 de Setembro de 2012, 00:01:21 por jesieltrevisan »
Canon EOS 5D + BG-E4 + Canon EOS Kiss (300D) 
Canon EF 50mm f/1.8 mk I + Canon EF 100mm f/2 + Canon EF 28-70mm  f/3.5~4.5 II + Sigma 18-50mm f/2.8 DC EX  + 430EX II
--
Dúvida sobre as regras do fórum? --> REGRAS GERAIS
Dúvidas gerais? -->FAQ


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.205
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #32 Online: 15 de Setembro de 2012, 08:09:29
No meu trabalho eu lido com todo o tipo de pessoa (médico SUS, Convenio e particular). O que foi dito é correto - a qualidade do teu trabalho deve ser independente da fonte pagadora! Você tem que ter o teu padrão de qualidade!
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #33 Online: 15 de Setembro de 2012, 10:09:11
No meu trabalho eu lido com todo o tipo de pessoa (médico SUS, Convenio e particular). O que foi dito é correto - a qualidade do teu trabalho deve ser independente da fonte pagadora! Você tem que ter o teu padrão de qualidade!
assim de facil , o verdadeiro diferencial e o padrao de qualidade, o estilo do pro.
abs.


Soprani

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 713
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 15 de Setembro de 2012, 19:57:41
Senhores, as vezes "chutamos a bola" e ela vai para onde nao esperávamos.

Nao estou de forma alguma reclamando das opiniões, ao contrario, acredito importantes, mas a minha preocupação é a de poder fazer as fotos na pista, de forma artística (nao mecânica ou superficial) sem parecer para o cliente contrario aos seus interesses.

O que senti foi que a opinião da cliente era que o simples fato de o fotografo apertar o botao, seja com o que estiver na frente, vai sair uma foto maravilhosa, o que sabemos nao é verdade.

Imagine por exemplo um casal beeeem gordinho, o que nao era o caso, eu acredito que esperando a hora certa se pode fazer fotos que os deixem mais magrinhos, se é que me entendem. Sem forcar a barra, mas tentando valorizar.

Mas, ao contrario, fazer 500 fotos com todo mundo abraçado, embolado na pista, com gente esbarrando, nao me parece ser a melhor forma de o fotografo prover um resultado acima da media.

Em hipótese alguma pretendia desagradar a cliente, ou deixar de trabalhar durante toda a noite, fui pago para isso, e mais, faço por que gosto. Como disse antes, tenho outra profissão mais adoro a fotografia, invisto nela e se eu conseguir chegar a um nivel de qualidade e financeiro pretendo trabalhar com ela em tempo integral, ,por isso invisto muito nela.

Fico muito triste, muito mesmo, quando o resultado do meu trabalho é mediano, ou mediocre, nao por ego, mas porque tenho prazer em fazer boas fotos.

Da para melhorar, claro, mas isso vai acontecendo com o tempo e com a busca por fazer melhor.

Para ser bem franco, desde o inicio desta discussão, tinha uma opinião, a de, na entrevista com o casal, deixar bem claro que fazer boas fotos nao é dar milhares de cliques, mas trabalhar para fazer menos mas melhores fotos, pois para mim mais vale 100 fotos nota 10 do que 1000 fotos nota 1.

Percebam, nao estou querendo economizar clique, mas fazer melhores fotos.

Ai, se o casal compartilhar da opinião fica mais fácil na hora do evento.

O que eu esperava era mesmo ouvir a opinião dos senhores, muito mais experientes do que eu, para ver se eu estava um pouco por fora, ou mesmo uma saida que me permita melhorar meu trabalho.

Abraço.


D810, D4, 35mm 1.4 Art, 85mm 1.8G Nikon.


milton42zl

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 169
Resposta #35 Online: 16 de Setembro de 2012, 09:33:09
Soprani,vc pensa como eu ,como fotógrafo . Com o tempo e experiência vc aprende a se impor e dizer não . Não se torne um mero apertador de botão,como a maioria da molecada de hoje .


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.870
Resposta #36 Online: 16 de Setembro de 2012, 11:55:12
Soprani,vc pensa como eu ,como fotógrafo . Com o tempo e experiência vc aprende a se impor e dizer não . Não se torne um mero apertador de botão,como a maioria da molecada de hoje .


Soprani, Milton,
a experiencia te ensina a dizer nao, pelo fato de nao dizer a tudo que sim, isso faz parte do processo.
Em certo ponto do caminho voce começa a vender seu estilo, a turma te contrata porque voce tem SEU estilo , e quem gosta , compra,
a maioria , obviamente segue o "padrao"(eles nao sabem que isso nao existe).
bola pra frente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
abs.