Autor Tópico: acompanhamento fotográfico - viagem de férias  (Lida 3204 vezes)

clac

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 857
  • Sexo: Masculino
Resposta #30 Online: 15 de Fevereiro de 2013, 18:02:37
Ele disse que não cara! Ele é louco, LOUCO!


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #31 Online: 15 de Fevereiro de 2013, 18:28:13
pra mim não apareceu o vale compras mas sim "1 Truque para uma Barriga Muitao Pequena". Te interessa Bruno?

:P

Spider, sobre o ensaio na água - comprou a caixa estanque?

Abs.
Comprei não. Nem coloquei a camera dentro d água.

Não dessa vez.  :D

Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.394
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #32 Online: 15 de Fevereiro de 2013, 19:29:43
entrei de novo com o notebook e apareceu de novo.. mas agora dizia que eu ganhei um Audi por ser o milionésimo visitante...
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


clac

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 857
  • Sexo: Masculino
Resposta #33 Online: 15 de Fevereiro de 2013, 19:43:56
O cara ganha um Audi e reclama...  :hysterical: :hysterical:


affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #34 Online: 16 de Fevereiro de 2013, 23:11:02
No carnaval aqui no RJ o sujeito cobrava de R$ 10,00 a R$ 15,00 por foto tirada na área do sambódromo.  Acho essa a idéia boa. Você ficar em pontos turísticos e oferecer o serviço de fotografia.
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #35 Online: 16 de Fevereiro de 2013, 23:29:33
Engraçado. Me parece que a ideia do autor do tópico era de oferecer um serviço caro mas com um aprofundamento fotográfico maior. O que estão propondo vai justamente na direção oposta

Vejo essa mercantilização exagerada da fotografia como algo bastante negativo. Tudo se enxerga pelo lado do negócio. A fotografia em si é o que menos importa. Tanto para aquele que compra quanto para o que vende.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


thiagolara123

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 331
Resposta #36 Online: 17 de Fevereiro de 2013, 05:56:48
O pior é que não é mercantilização não, que se fosse esse pessoal que trabalha assim no atacado tava ganhando dinheiro.

É só desconceitualização mesmo.

Mas aí eu falo que o povo que fotografa tem que ver isso de não saber nada do paradigma pós-moderno, que "Fotografia" é a História da Fotografia e não a técnica fotográfica, e sobre "a arte como fotografia e não mais a fotografia como arte"... aí eu sou elitista nojento metido à besta.

Mas é isso aí que acontece: quem não estuda História da Arte não sabe como construir um caminho de autor e só consegue enxergar o "serviço", vira tarefeiro da fotografia. Não é o cara que usa a câmera, mas a câmera que usa o cara pra um resultado já pré-determinado que é mérito da fotografia enquanto meio, não do cara que tá segurando a câmera, é a banana comendo o macaco.

Fotografar é muito mais do que conhecer as variáveis físico-químicas envolvidas no processo. Mais: Pra participar e protagonizar a discussão da fotografia contemporânea conhecer a técnica fotográfica NÃO É MAIS um pré requisito. Isso caiu tem tempo.

É óbvio que têm fotógrafos que dominam a técnica e o cânone, e se utilizam disso até mesmo como fonte de idéias, mas esse não é mais o único caminho. Muito menos o fato definidor da validação ou não de um trabalho.

Fotografar é olhar pra dentro. Quem não tem coragem e disposição pra fazer essa investigação presta serviço fotográfico, apenas. E aí meu amigo, quem presta serviço dança conforme a música e não pode reclamar de nada, porque reclamando vai perder pro cara que não perdeu tempo reclamando e se adaptou. Isso é comércio de serviços, no caso, serviços fotográficos. E se vcs querem ser bons comerciantes, é bom vcs pararem de julgar os seus clientes.

Já Fotografia mesmo, Fotografia propriamente dita... aí já é outra coisa completamente diferente e quem se importar com o que cliente acha ou pensa ou se gostou ou não gostou jamais fará Fotografia, apenas prestará serviço fotográfico. Fotografia é discurso, e os bons discursos são os discursos livres. É assim que se faz um caminho de autor.

Evidentemente que nesse caso vc precisará ter o que dizer. E é aí que a porca torçe o rabo.

Penso que o pessoal tem esse nojo do paradigma pós-moderno tb por conta disso: No fundo nêgo sabe que no final dessa jornada tem um mundo onde saber fotografia simplesmente e mais nada faz a sua fotografia valer nada. Vc vai ter que arrumar alguma coisa pra colocar dentro da sua fotografia, ou se condena e à própria produção a irrelevância, que nesse caso seria uma irrelevância paralizadora porque consciente. Porque se eu não sei ainda que eu não valho nada, eu posso ficar me divertindo clicando pôr do sol, macro de flor e inseto, cachoeira e todas essas coisas... mas a partir do momento que eu descubro a porcaria que eu sou, no sentido humano, e que a minha fotografia só vai deixar de ser uma porcaria a hora que eu deixar de ser uma porcaria também e que pôr do sol nenhum vai me salvar disso...

Ah, meu amigo Aranha! São poucos os que querem saber disso daí...

Aí fotografam assim, sem conceito, como um jogo de sinuca numa mesa sem caçapas. Como que alguém vai ganhar? Fica todo mundo literalmente vendido.

As pessoas falam de tecnologia e democratização da fotografia... mas a verdade é que isso muda alguma coisa só mesmo no âmbito do vernacular, do "espírito do tempo", essas coisas... mas ao democratizar a técnica sem democratizar a discussão que a origina penso que o que se coloca é um desserviço. Seria algo como distribuir varas de pesca no deserto. Chega a ser crueldade.

O Sebastião Salgado (de quem eu tenho um nojo visceral, mas isso não vem ao caso agora, só estou dizendo pra não parecer que eu gosto dele por estar citando-o) que dizia, a época, quando perguntado sobre filme x digital e popularização do ofício: "Pra mim isso daí não faz a menor diferença... isso daí só muda as coisa lá na base."

Ô cara nojento! rs... Mas como ele é um cara cuja legitimação no mundo é pura fetichização da miséria alheia, faz sentido que ele seja uma dessas pessoas que quer mais é que ninguém além dele entenda nada mesmo.

Já eu fico aqui querendo explicar as coisas pras pessoas entrarem em crise existencial e crescerem me dando pedrada e depois se arrependendo, cada louco com a sua mania.

---

Um PS rápido: Eu só queria me juntar ao coro dos que reclamaram aí do site do Spiderman sobre o spam de milhonésimo premiado e tal... não que tenha me incomodado, não! Longe disso!

Mas é que eu procurei, procurei, aí procurei de novo... e não achei mais nada pra falar mal lá no seu site além disso, Spider! Que ódio de vc, cara! Tira logo esse banner maldito! Te odeio!  ;)

« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2013, 06:11:58 por thiagolara123 »
http://www.thiagolara.com <<<Não me odeie, não me inveje, TRABALHE!

O Brasil somos eu e vc, não é só os outros não. Então samba aí: "Se gritar pega ladrão / não fica um meu irmão / se gritar pega ladrão / não fica um..." http://www.youtube.com/watch?v=2WQtQwRHD6k


thiagolara123

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 331
Resposta #37 Online: 17 de Fevereiro de 2013, 06:21:28
Pô Spider tu tem que esvaziar essa caixa mano... como não tem MP vai por aqui mermo, rs...  :D

Tava vendo isso daqui no teu site:

http://panoptesfotografiacriativa.com/2013/02/13/wiktoria-praiana-momentos-na-agua/

E lembrei disso:

http://www.youtube.com/watch?v=c5Kt0afMJp0

E puxa vida cara! Como vc é um cara elegante! Como sua fotografia é elegante! Nós os moderninhos perdemos essa elegância, virou tudo discurso direto, e vc não, vc fala um discurso não verbal, e eu te invejo por isso.  :worship:

Um dia eu chego lá tb que eu tô estudando pra cacete, não é possível que eu não vá conseguir nunca...  :D

EDIT: Ou talvez eu já tenha estudado tanto que agora eu nunca mais vá conseguir, rs...

Desculpa gente, tô meio bêbado.
« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2013, 06:27:31 por thiagolara123 »
http://www.thiagolara.com <<<Não me odeie, não me inveje, TRABALHE!

O Brasil somos eu e vc, não é só os outros não. Então samba aí: "Se gritar pega ladrão / não fica um meu irmão / se gritar pega ladrão / não fica um..." http://www.youtube.com/watch?v=2WQtQwRHD6k


dondon

  • Trade Count: (5)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.287
  • Sexo: Masculino
    • Plínio Dondon
Resposta #38 Online: 17 de Fevereiro de 2013, 12:34:41
Já me passou pela cabeça algumas vezes essa possibilidade de fotógrafos cobrindo viagens de pessoas comuns. Mas cheguei a conclusão que o custo disso inviabilizaria a coisa. Não sei se alguém se dispõe a pagar o que seria justo para o fotógrafo.

Outro problema é o prazo também, isso só seria interessante se essas fotos estivessem nas mãos dos clientes com muita rapidez, para que não percam o encantamento com a viagem, postem nas redes sociais e talz, o que aumentaria mais o custo ainda, talvez envolvendo um terceiro na finalização das imagens.

Quanto à mercantilização, nada mais a declarar. É triste. :(

[]s


CoelhoRJ

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 197
Resposta #39 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 20:17:31
Penso que o grande lance deste negócio é vender a idéia de desonerar o cliente do trabalho de fotograrfar e tb de que ele vai obter muita fotos não posadas, mais vivenciais, saindo do lugar comum.

Tem gente que topacsim. Tem até celebridades com personal fotografista acompanhando viagens e até a intimidade da casa.

Claro que tudo deve ser negociado e todos os limites estabelecidos.

Agregar como guia turistico, táxi pArticular, intérprete,  ser discreto, ter um bom timing, etc. pode fazer disto um bom negócio.


affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #40 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 20:43:45
Também acho a idéia boa, mas ainda não tenho certeza da melhor forma de implementar.  :ponder:
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


RSalles

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.266
  • Sexo: Masculino
    • Don't let the naysayers get to you. If naysayers stopped us from trying, we'd never get anywhere and humanity would still be wearing fig leaves picking berries of wild bushes.
Resposta #41 Online: 21 de Fevereiro de 2013, 22:38:00
Eu concordo e endosso o que o Tiago Lara falou sobre fotografia autoral. Mas não me permito impor essa exigência: aliás, não me é permitido impor nada, o máximo que me permito é apontar caminhos, e quem quisar seguir, que siga.
Tiago, essa grande descoberta que voce fez sobre o caminho pra dentro do fotógrafo é exceção aqui, mas é norma em paises desenvolvidos culturalmente inclusive em meios grandemente comprometidos com a venda de manufaturas, como a moda.
Sobre o Sebastião Salgado: tremendo fotógrafo. Um cara que poderia ter prescindido do discurso da miséria de tão bom que ele é como fotógrafo. Mas ele não o fez, e um dia ainda vou conversar com ele frente a frente e procurar saber porque. às vezes fico imaginando se o SS não vendeu a alma ao diabo pra entrar na agência Magnun, mas essa é outra estória,

[]s,

RSalles
Bodies: Sinar F2 :: Canon EOS 5D  MarkII :: Minolta XG-1 :: Minolta XG-M :: Contax RX
Lentes: Rodenstock S Sinaron f5.6/210mm MC :: Schneider Super Angulon 8/90 :: Staeble Ultragon 135, 150, 180, 210 e 240mm f9 :: Schneider Symmar 5.6/210 :: Leica-R Summicron 2.0/50 :: Carl Zeiss Jena Sonnar 3.5/135 :: Rollei QBM 1.8/50 HFT :: Jupiter 21M 4/200 :: Pentacon 3.5/30 :: Pentacon Prakticar MC 1.8/50 :: Industar 50-2 3.5/50 :: Zeiss Planar 1.4/50 C/Y


CoelhoRJ

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 197
Resposta #42 Online: 22 de Fevereiro de 2013, 11:30:21
Vejo essa mercantilização exagerada da fotografia como algo bastante negativo. Tudo se enxerga pelo lado do negócio. A fotografia em si é o que menos importa. Tanto para aquele que compra quanto para o que vende.


Tem um ditado popular que diz: "Enquanto não acho a mulher certa, vou ficando com as erradas..."

Na vida profissional, em muito ramos passa-se por isso. Vamos nos vendendo por qualquer coisa, seja para ganhar experiência, seja para sobreviver mesmo pois as contas chegam independente do nosso orgulho.

Só depois então, é "permitido" a alguns, sair para fazer o que quiser, quando quiser, quando conquistam seu espaço no seu meio profissional.

Enfrentar este paradigma é até possível, principalmente se vc não depende disto para sobreviver.

Mas a vida é dura mesmo e penso que não dá pra ficar se sentindo culpado por precisar ganhar dinheiro e topar trabalhos menos "nobres".



fkuhne

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.929
    • fkuhne.tumblr.com
Resposta #43 Online: 22 de Fevereiro de 2013, 11:46:38

Tem um ditado popular que diz: "Enquanto não acho a mulher certa, vou ficando com as erradas..."

Na vida profissional, em muito ramos passa-se por isso. Vamos nos vendendo por qualquer coisa, seja para ganhar experiência, seja para sobreviver mesmo pois as contas chegam independente do nosso orgulho.

Só depois então, é "permitido" a alguns, sair para fazer o que quiser, quando quiser, quando conquistam seu espaço no seu meio profissional.

Enfrentar este paradigma é até possível, principalmente se vc não depende disto para sobreviver.

Mas a vida é dura mesmo e penso que não dá pra ficar se sentindo culpado por precisar ganhar dinheiro e topar trabalhos menos "nobres".

bem colocado. as coisas não são tão românticas como se imagina.
fkuhne.tumblr.com


Patagonico

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.979
  • Sexo: Masculino
Resposta #44 Online: 22 de Fevereiro de 2013, 12:54:41
É complicado isso hein, como vai ser? Vai se encontrar com os supostos clientes no local, vai leva-los, acompanha-los. Envolve uma certa responsabilidade além de dividir a intimidade com estas pessoas. Eu acho que não dá certo.  As pessoas são os seres mais complicados possíveis.

Se for um guia turístico com um roteiro e tal e oferecendo esse serviço a parte, tudo bem, ia ser o diferencial, alguém poderia topar. Mas o turista optar por esse atrativo principal acho difícil, bem difícil.

Futuramente estarei definitivamente na ptgna, o meu ramo é eco-turismo e aventura. Tenho uma ideia parecida com a sua, mas como expedição fotográfica com fotógrafos amadores e profissionais. Fecha-se uma turma e leva-se nos lugares certos e cada um por si na brincadeira, pra divertir-se a vontade. Muita gente vai aos lugares com uma vontade louca pra fotografar e não sabe onde ir, não conhece e se torna frustrante, a minha ideia é facilitar esta etapa. Turma de 7 cabeças, com diversos roteiros a escolher, fechando a proposta de 1 diária com ou sem acampamento. Não vai me interessar se a câmera é compacta, automática ou se o boneco esta levando tralhas top do top.