Autor Tópico: Quase desistindo...ou já desistindo...  (Lida 29817 vezes)

claudiomendes

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 37
Resposta #150 Online: 31 de Janeiro de 2015, 17:50:04
O nome deste outro fotojornalista: Sebastião Salgado, alguém já ouviu falar ??? rsrsrsrs

É sério mesmo esta história??
não conhecia... aliás, ganhei o livro Exodo do Sebastião Salgado, belo trabalho...


fernandofhr

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 8
  • Sexo: Masculino
Resposta #151 Online: 03 de Fevereiro de 2015, 11:09:17
Esse tópico foi aberto em 2013 e eu creio que o criador desse tópico nem venha mais pra ca. Ou venha tmb, sei la.

Mas vamos lá.

Eu li praticamente do tópico inteiro e vi verdades e inverdades aqui e gostaria de dar a minha opinião sobre o assunto que gera nesse tópico "Ganhar dinheiro/sobreviver de fotografia".

A fotografia como qualquer outra profissão não é só um computador com um photoshop e um lightroom instalado, uma câmera mediana, algumas lentes e um estudio. O negócio fotografia gera muito conhecimento também em saber gerenciar um negócio, marketing, vendas, negociação, + negociação, conhecimento fotografico, conhecimento empresarial, conhecimento da área em que atual, + negociação e criatividade.

Não adianta você (como o criador do tópico na época fez), fazer milhões de propagandas em supermercados, cardapios e etc...sendo que ali não está seu público alvo. Na minha opinião isso foi jogar dinheiro fora, e muito dinheiro ainda.

Aqui na minha cidade tem um cara que faz as propagandas nele no Facebook, publicando algumas fotos de todos os eventos que ele faz para as pessoas pegarem para por em seus facebooks. Digo mais ou menos assim, ele tira as fotos e no decorrer do evento ele já publica no Facebook dizendo o evento que está acontecendo. Nisso o cara acaba ganhando uma grande quantidade de seguidores e muitos contratos com isso, por saber negociar e elevar suas fotos lá pra cima.

Outros comentários que eu vi em relação para "pular fora desse barco" pois a fotografia não dá dinheiro. Na realidade não da dinheiro para quem não quer ganhar dinheiro, pois tudo nessa vida da dinheiro. Tanto que um exemplo que descrevo aqui é em relação a um milionário que mora aqui na minha cidade (ele tem um avião na casa dele, o que acham?), simplesmente a uns 20 anos atrás esse cara chegou na cidade de São Paulo com 2 caminhões velhos catando lixo para montar sua própria recicla, hoje em dia ele é multi milionário catando lixo com centenas de caminhões.

Ou seja, independente do que você trabalhe, faça com orgulho e profissionalismo que um dia o retorno vem.
Camera: Canon 600D
Lentes: 18-55 | 50 mm 1.8 II


i9forex

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.925
  • Sexo: Masculino
    • AFernandes
Resposta #152 Online: 11 de Fevereiro de 2015, 18:52:07
Eu não estou em absoluto de acordo que seja questão de QUERER de VIRAR-SE...
Houve um tempo onde isso era uma formula com sucesso... Não é mais.
Por cada sucesso, há 1000 insucessos que não levam o foco das luzes.
E nao me parece que o individuo sortudo seja muito diferente dos outros mil.
Há mil nuances que nã ose contam... e muitas vezes nem se sabem. Já aqui faladas.
O Self made man... passou à historia.

Não ver que hoje os noivos ja dizem ...tragam todos os celulares e depois escolhemos...
Que temos um autentica orgia de imagem à nossa volta...
Não ver isto... não me parece aconselhável.
Ainda há pouco tempo conversando com o reporter fotografico no desemprego em Lisboa... ele me contava... Os chefes de redacção agora dao uma camera automatica ao da escrita para que faça o boneco...
No meu tempo, se respeitava muito a parte da imagem na reportagem... Fazer tal coisa seria um sacrilegio.

Eu pessoalmente acho que há novas possibilidades... e não muitas... Mas não as que funcionaram em outras épocas...

Entramos em uma época em que os homens ( e mulheres claro) começam a ser prescindiveis. Desnecessários.
Por agora servimos muito bem ... para consumir...
A famosa crise serviu para reduzir o numero de gente trabalhando... Nunca mais vai ahaver trabalho como antes por esta Europa envelhecida... E ou me engano muito ou isso vai ser realidade uma realidade já já por esses paros.
Oxala me engane claro... Que a coisa doi de verdade...  Familias e familia aonde se vive da reforma do avo...
Mas pronto... claro que convem lutar, procurar e inventar... Mas nao fechando os olhos... porque se não pode ser inglorio o esforço... acho eu.

A. Fernandes


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #153 Online: 11 de Fevereiro de 2015, 22:03:35
Eu não estou em absoluto de acordo que seja questão de QUERER de VIRAR-SE...
Houve um tempo onde isso era uma formula com sucesso... Não é mais.
Por cada sucesso, há 1000 insucessos que não levam o foco das luzes.
E nao me parece que o individuo sortudo seja muito diferente dos outros mil.
Há mil nuances que nã ose contam... e muitas vezes nem se sabem. Já aqui faladas.
O Self made man... passou à historia.

Não ver que hoje os noivos ja dizem ...tragam todos os celulares e depois escolhemos...
Que temos um autentica orgia de imagem à nossa volta...
Não ver isto... não me parece aconselhável.
Ainda há pouco tempo conversando com o reporter fotografico no desemprego em Lisboa... ele me contava... Os chefes de redacção agora dao uma camera automatica ao da escrita para que faça o boneco...
No meu tempo, se respeitava muito a parte da imagem na reportagem... Fazer tal coisa seria um sacrilegio.

Eu pessoalmente acho que há novas possibilidades... e não muitas... Mas não as que funcionaram em outras épocas...

Entramos em uma época em que os homens ( e mulheres claro) começam a ser prescindiveis. Desnecessários.
Por agora servimos muito bem ... para consumir...
A famosa crise serviu para reduzir o numero de gente trabalhando... Nunca mais vai ahaver trabalho como antes por esta Europa envelhecida... E ou me engano muito ou isso vai ser realidade uma realidade já já por esses paros.
Oxala me engane claro... Que a coisa doi de verdade...  Familias e familia aonde se vive da reforma do avo...
Mas pronto... claro que convem lutar, procurar e inventar... Mas nao fechando os olhos... porque se não pode ser inglorio o esforço... acho eu.

o self made man, existe, ha muita gente que luta e consegue resultados,
menos depresao, menos choramingaçao e mais saco para encarar a vida!!!!!!!!!
seja a area que for, quem quer trabalhar trabalha!!!!!
a vida nao e receita de bolo, se elabora cada dia, com carater forte!!!
bola pra frente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :hysterical:
« Última modificação: 11 de Fevereiro de 2015, 22:05:45 por agalons »


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.062
  • Sexo: Masculino
Resposta #154 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 16:22:25
Ahhh mas a ideia é essa mesmo, usar o tópico para choramingar um pouco :)

E tem gente que tem jeito para coisa de divulgar de um jeito que chame mais atenção, encontra as pessoas certas pra isso.

Eu pelo menos até agora o facebook não me serviu para nada :)


sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.730
  • Sexo: Masculino
Resposta #155 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 21:45:53
o self made man, existe, ha muita gente que luta e consegue resultados,
menos depresao, menos choramingaçao e mais saco para encarar a vida!!!!!!!!!
seja a area que for, quem quer trabalhar trabalha!!!!!
a vida nao e receita de bolo, se elabora cada dia, com carater forte!!!
bola pra frente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :hysterical:

Se você não percebeu o i9forex é portugues. Com isso em mente, você tem noção do que eles estão passando?desemprego de mais de 13% entre adultos e de mais de 35% entre os jovens.
Infelizmente a a elite portuguesa enfiou a comunidade européia goela abaixo do restante da população e hoje todo mundo está pagando o preço. Portugal não é um país como o Brasil onde apesar do mimimi dos que querem ir para Miami estamos com pleno emprego e oportunidades enormes pois nosso mercado interno ainda é enorme.
Portanto esse teu "quem quer trabalhar, trabalha"  foi  uma insensibilidade tremenda (ou ignorância do que está acontecendo no mundo)


Silvio Takahata

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.124
Resposta #156 Online: 16 de Fevereiro de 2015, 22:03:16
Eu entendo o ponto de vista, mas discordo respeitosamente...

A polularização do digital não trouxe consigo mais respeito/reconhecimento pelo grande público às boas fotografias e bons fotógrafos.
Tb não diminuiu.
O grande público, que hj já toma contato com a fotografia digital atraves de saboneteiras ou celulares ainda acham que a foto "profissional" é obtida pela máquina do fotógrafo.
É muito, muito comum entre esse público aquele pensamento: "com uma máquina dessas até eu".
topico velho,mas o pensamento continua igual....aqui no japao,onde todo mundo pode comprar os melhores equipamentos com certa facilidade,ouvimos muito coisas do tipo;Camera cara,a imagem eh melhor.Ou,pelo tamanho da camera,ela eh fudida..ou simplesmente;camera profissional eh outra coisa!Nunca o merito eh do operador kkkk
5D MK3
Canon 24-70 2.8L II
Canon 600ex-rt
YN568ex II


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #157 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 09:00:40
topico velho,mas o pensamento continua igual....aqui no japao,onde todo mundo pode comprar os melhores equipamentos com certa facilidade,ouvimos muito coisas do tipo;Camera cara,a imagem eh melhor.Ou,pelo tamanho da camera,ela eh fudida..ou simplesmente;camera profissional eh outra coisa!Nunca o merito eh do operador kkkk
Isso faz parte do folklore, faz muito tempo, :hysterical: :hysterical:


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #158 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 09:06:47
Se você não percebeu o i9forex é portugues. Com isso em mente, você tem noção do que eles estão passando?desemprego de mais de 13% entre adultos e de mais de 35% entre os jovens.
Infelizmente a a elite portuguesa enfiou a comunidade européia goela abaixo do restante da população e hoje todo mundo está pagando o preço. Portugal não é um país como o Brasil onde apesar do mimimi dos que querem ir para Miami estamos com pleno emprego e oportunidades enormes pois nosso mercado interno ainda é enorme.
Portanto esse teu "quem quer trabalhar, trabalha"  foi  uma insensibilidade tremenda (ou ignorância do que está acontecendo no mundo)

Caro amigo
Eu ja morei em varios paises , em diversas circunstancias,
e sempre consegui trabalhar dignamente com a fotografia que e um otimo oficio.
Sempre levei a comida pra casa,nunca pedi esmolas na rua.
Em vez de cair na depresao das estatisticas da TV, corri atras de aprender idioma,
conseguir moradia e arrumar clientes, sem ligar na discriminaçao e humilhaçao permanente
de ser SUDACA na Europa, ou LATINO sem documentos (green card) nos "estates".
Repito:QUEM QUER TRABALHAR, TRABALHA!!!!, e so querer, claro tudo tem um preço!!!
Ninguem vai bater tua porta para te oferecer trabalho, :no:
abs.

« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2015, 09:15:15 por agalons »


fernandomaues

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.439
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Maués
    • Fernando Maués
Resposta #159 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 09:16:56

Repito:QUEM QUER TRABALHAR, TRABALHA!!!!!!!!!!!, e so querer, claro tudo tem um preço!!!
abs.

Eu também já morei em vários países e discordo de ti.

Minha cunhada, que foi comigo para a Espanha há 8 anos, voltou de lá há seis meses... e trouxe o marido espanhol. Ela já estava há dois anos desempregada. Formada em Comunicação por Federal, doutorado em Cinema. Foi para entrevista de emprego para UMA vaga de garçonete disputada por 1300 meninas. O marido dela, de TI, estava há 8 meses desempregado. Por lá 50% dos jovens estão desempregados, voltando para as casas dos pais, emigrando. Difícil encaixar nesse contexto o seu raciocínio. Metada da população NÃO QUER trabalhar?

Estou no Canadá e, com a baixa natalidade, há muitas escolas elementares fechando. Convivo com muitos professores recém formados que QUEREM muito trabalhar e não acham vaga. Antes ainda se conseguia indo para o norte do país, para cidadezinhas geladas, agora nem isso.

Então, além de querer há muitos, muitos fatores, de talento para a coisa a sorte de não estar no lugar errado, no tempo errado.
« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2015, 09:18:00 por fernandomaues »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #160 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 14:16:57
Eu também já morei em vários países e discordo de ti.

Minha cunhada, que foi comigo para a Espanha há 8 anos, voltou de lá há seis meses... e trouxe o marido espanhol. Ela já estava há dois anos desempregada. Formada em Comunicação por Federal, doutorado em Cinema. Foi para entrevista de emprego para UMA vaga de garçonete disputada por 1300 meninas. O marido dela, de TI, estava há 8 meses desempregado. Por lá 50% dos jovens estão desempregados, voltando para as casas dos pais, emigrando. Difícil encaixar nesse contexto o seu raciocínio. Metada da população NÃO QUER trabalhar?

Estou no Canadá e, com a baixa natalidade, há muitas escolas elementares fechando. Convivo com muitos professores recém formados que QUEREM muito trabalhar e não acham vaga. Antes ainda se conseguia indo para o norte do país, para cidadezinhas geladas, agora nem isso.

Então, além de querer há muitos, muitos fatores, de talento para a coisa a sorte de não estar no lugar errado, no tempo errado.

Eu ja sofri tambem, essa questao de ser "funcionario",
depender da vida da firma, o das ideias do dono.
Por isso depois de me profissionalizar na fotografia,
so trabalho para meus clientes, e para mim,
entendo muito bem tua colocaçao,
as pessoas querem , claro trabalhar, mas dependem muito dos outros, de "ser empregados",
sempre me deu muito medo ser funcionario,sempre se depende,ate do capricho dos outros, isto e muito ruim.
Como este post começou falando de uma pessoa querendo abandonar a fotografia, eu considerei este aspecto.
abs.
« Última modificação: 17 de Fevereiro de 2015, 14:17:50 por agalons »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #161 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 21:16:52
Eu ja sofri tambem, essa questao de ser "funcionario",
depender da vida da firma, o das ideias do dono.
Por isso depois de me profissionalizar na fotografia,
so trabalho para meus clientes, e para mim,
entendo muito bem tua colocaçao,
as pessoas querem , claro trabalhar, mas dependem muito dos outros, de "ser empregados",
sempre me deu muito medo ser funcionario,sempre se depende,ate do capricho dos outros, isto e muito ruim.
Como este post começou falando de uma pessoa querendo abandonar a fotografia, eu considerei este aspecto.
abs.

Quer dizer que tem metcado para todo mundo que queira ser fotografo. Nao precisa de nada, basta querer trabalhar?


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.668
Resposta #162 Online: 17 de Fevereiro de 2015, 21:45:33
Quer dizer que tem metcado para todo mundo que queira ser fotografo. Nao precisa de nada, basta querer trabalhar?

Pode, receber uma remuneração descente, "it's another five hundred".

Agora falando sério, existe uma grande diferença entre uma pessoa criativa e uma pessoa inovadora. A criativa tem sempre idéias, algumas,  se não muitas inúteis e a inovadora, entende uma necessidade de "mercado" e desenvolve. A 3M é campeã nesse quesito

Se qualquer dependente de mercado se coloca no "mediano" ou seja, sem ter algo diferente e perceptível para mostrar vai precisar de muita sorte para estabelecer, mesmo "querendo trabalhar"


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #163 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 03:52:26
Pode, receber uma remuneração descente, "it's another five hundred".

Agora falando sério, existe uma grande diferença entre uma pessoa criativa e uma pessoa inovadora. A criativa tem sempre idéias, algumas,  se não muitas inúteis e a inovadora, entende uma necessidade de "mercado" e desenvolve. A 3M é campeã nesse quesito

Se qualquer dependente de mercado se coloca no "mediano" ou seja, sem ter algo diferente e perceptível para mostrar vai precisar de muita sorte para estabelecer, mesmo "querendo trabalhar"

Entao basta qualquer servico/produto ser inovador que eh vendido e tem sucesso naturalmente?

E quanto ao "querer trabalhar"? Significa que basta a pessoa querer ser inovadora que ela se torna inovadora, consequentemente obtendo sucesso/trabalho naturalmente?

Nao eh precisa mais nada?



PS: 3M?
Nao da para comparar uma empresa, que tem por tras um time dedicado a criacao, altamente treinados, com seguranca socialne finanfeira, muito bem pagos, trocando experiencias e informacoes, comprando e desenvolvendo estudos, podendo fazer testes e exprimentos, tudo envolvendo muito dinheiro sem que desestruture a empresa mesmo que nao funcionando, com um cidadao, recebendo salario de classe trabalhadora, extremamente muito mais limitado em todos os aspctos.

Todas as multinacionais sao campeans em inivacao em algum aspecto. Eh obrigacao de qualquer grande empresa que queira se manter no mercado.

Mas ate onde eu sei, inovacao nao eh sinonimo de "sucesso", melhoria, ou aceitacao. Inivacao significa apenas mudanca. Eh praciso saber o que mudar, como mudar, pq mudar, para quem mudar, como vender a mudanca, se a mudanca eh economicamente viavel, ter condicoes para experimentar tais mudancas e observar os efeitos no produto, workflow e publico antes de se apoiar completamente a tal/tais mudancas. E tal inivacao estudada, programada, psquisada e testada so eh possivel em condicoes de muita experiencia na area. E estabilidade financeira, da xonciencia da marca no publico entre outros aspectos ajudam tremendamente. A Hasselblad que o diga.

Mesmo com tudo isso as grandes corporacoes tambem falham em suas novas empreitadas. A diferenca eh que, diferente do cidadao com um emprego qualquer que quer ser fotografo, tais empresas tem margem de dinheiro, equipe e tempo para poderem errarem quantas vezes for preciso, e muitas vezes ate mesmo antes de ser lancado para onpublico em geral, ate encontrarem uma formula para o sucesso em alguma nova empreitada, ou inovacao.

Os demais, sao altamente dependentes do acaso em inumeros aspectos. Nao eh atoa que chamada de atividade de risco.
« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2015, 04:03:09 por C R O I X »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #164 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 13:06:46
Quer dizer que tem metcado para todo mundo que queira ser fotografo. Nao precisa de nada, basta querer trabalhar?

QUERER,somente nao siginifica nada!!!
primeiro tem que aprender, se profissionalizar, estudar e trabalhar permanentemente
em 21 anos de oficio , sempre estou estudando e aprimorando tudo o que realizo.
O aprendizado e eterno...