Autor Tópico: Quase desistindo...ou já desistindo...  (Lida 29815 vezes)

C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #165 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 14:35:08
QUERER,somente nao siginifica nada!!!

Entendido.  :ok:


O fato eh que nao ha mercado/espaco para todo mundo que queira ser fotografo. Existem inumeros outros fatores alem do "preparo", "estudo", "inovacao", "querer".

A maioria dos profissionais, principalmente fazendo fotos de familia, recem nascidos, esportes e cobrindo eventos, entrando no mercado em muitosmpaise hoje em dia, nunca se "profissionalizaram" ou estudaram nada alem do que leem em blogs na internet. Sao maes e pais de familias fazendo fotos de seus filhos nos jogos escolares, fotos dos amigos em cerimonias, distribuindo suas fotos e sendo recomendado pela rede de amigos que faz em seus clubes, vizinhancas, escolas e cursos dos filhos, colegas de trabalho, etc. Somende depois wue ja pisaram na atividade e veem as portas que estao se abrindo, eh que procuram entao estudar o que encontram ser preciso para se estabelecerem.

E muitos do que estudam para tentar entrar nunca vao conseguir se estabilizar no mercado.

Logo, estudos e preparos ajudam e muito na gerencia/administracao/direcao do negocio. Mas existem demais fatores para o sucesso e estabilidade de um negocio.



Esses papos meritocraticos (quem quer faz) misturados com mistificacao (tem que estudar muito) sao propagacao ou venda do auto respeito do que informativo.
« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2015, 15:06:13 por C R O I X »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #166 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 15:31:50
Entendido.  :ok:


O fato eh que nao ha mercado/espaco para todo mundo que queira ser fotografo. Existem inumeros outros fatores alem do "preparo", "estudo", "inovacao", "querer".

A maioria dos profissionais, principalmente fazendo fotos de familia, recem nascidos, esportes e cobrindo eventos, entrando no mercado em muitosmpaise hoje em dia, nunca se "profissionalizaram" ou estudaram nada alem do que leem em blogs na internet. Sao maes e pais de familias fazendo fotos de seus filhos nos jogos escolares, fotos dos amigos em cerimonias, distribuindo suas fotos e sendo recomendado pela rede de amigos que faz em seus clubes, vizinhancas, escolas e cursos dos filhos, colegas de trabalho, etc. Somende depois wue ja pisaram na atividade e veem as portas que estao se abrindo, eh que procuram entao estudar o que encontram ser preciso para se estabelecerem.

E muitos do que estudam para tentar entrar nunca vao conseguir se estabilizar no mercado.

Logo, estudos e preparos ajudam e muito na gerencia/administracao/direcao do negocio. Mas existem demais fatores para o sucesso e estabilidade de um negocio.



Esses papos meritocraticos (quem quer faz) misturados com mistificacao (tem que estudar muito) sao propagacao ou venda do auto respeito do que informativo.

Em todas areas e isso, estudar nao significa nada, senao todos os universitarios seriam bem sucedidos.
A vida nao e receita de bolo, e a filosofia pouco tem a ver com a vida da rua!!!!.
Eu sempre trabalhei, estudei tudo o possivel, me reciclei totalmente de filme para digital,
no ano 2000 nao sabia ligar um micro, e nao por isso, deixe de desenvolver minha vida.
abs.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #167 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 15:33:24
Em todas areas e isso, estudar nao significa nada, senao todos os universitarios seriam bem sucedidos.
A vida nao e receita de bolo, e a filosofia pouco tem a ver com a vida da rua!!!!.
Eu sempre trabalhei, estudei tudo o possivel, me reciclei totalmente de filme para digital,
no ano 2000 nao sabia ligar um micro, e nao por isso, deixe de desenvolver minha vida.
abs.

Entendido.

Mas nao use vc como parametro universal, apenas como experiencia pessoal a sua realidade. Vc eh um entre bilhoes :)

Boa parte teve que deixar o mundo da fotografia para nao deixarem de desenvolverem suas vidas. Outros poucos nunca tiveram que fazer tal tranzicao para continuar com sucesso no mercado.

Em resumo, querer, estudar, entre outras coisas ajudam muito, mas nao sao fatores determinantes em si so.
« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2015, 15:45:26 por C R O I X »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #168 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 16:32:56
Entendido.

Mas nao use vc como parametro universal, apenas como experiencia pessoal a sua realidade. Vc eh um entre bilhoes :)

Boa parte teve que deixar o mundo da fotografia para nao deixarem de desenvolverem suas vidas. Outros poucos nunca tiveram que fazer tal tranzicao para continuar com sucesso no mercado.

Em resumo, querer, estudar, entre outras coisas ajudam muito, mas nao sao fatores determinantes em si so.

Obviamente NINGUEM e parametro de NADA,
somente podemos contar nossa UNICA historia
entre 7200.000.000 de habitantes , :hysterical: :hysterical:
Conservo meu otimismo,
para mim o copo sempre esta MEIO CHEIO!!!!!!!, :hysterical: :hysterical:
« Última modificação: 18 de Fevereiro de 2015, 16:33:40 por agalons »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #169 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 16:45:32
Obviamente NINGUEM e parametro de NADA,
somente podemos contar nossa UNICA historia
entre 7200.000.000 de habitantes , :hysterical: :hysterical:
Conservo meu otimismo,
para mim o copo sempre esta MEIO CHEIO!!!!!!!, :hysterical: :hysterical:

Concordamos.  :ok:


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.668
Resposta #170 Online: 18 de Fevereiro de 2015, 19:08:32
Entao basta qualquer servico/produto ser inovador que eh vendido e tem sucesso naturalmente?

E quanto ao "querer trabalhar"? Significa que basta a pessoa querer ser inovadora que ela se torna inovadora, consequentemente obtendo sucesso/trabalho naturalmente?

Nao eh precisa mais nada?

Sempre precisa de mais, ser um ilustre desconhecido não adianta de nada. Na fotografia e afins acho pouco provável que apareça, bem se soubesse estaria trabalhando nisso

PS: 3M?
Nao da para comparar uma empresa, que tem por tras um time dedicado a criacao, altamente treinados, com seguranca socialne finanfeira, muito bem pagos, trocando experiencias e informacoes, comprando e desenvolvendo estudos, podendo fazer testes e exprimentos, tudo envolvendo muito dinheiro sem que desestruture a empresa mesmo que nao funcionando, com um cidadao, recebendo salario de classe trabalhadora, extremamente muito mais limitado em todos os aspctos.

Todas as multinacionais sao campeans em inivacao em algum aspecto. Eh obrigacao de qualquer grande empresa que queira se manter no mercado.

Mas ate onde eu sei, inovacao nao eh sinonimo de "sucesso", melhoria, ou aceitacao. Inivacao significa apenas mudanca. Eh praciso saber o que mudar, como mudar, pq mudar, para quem mudar, como vender a mudanca, se a mudanca eh economicamente viavel, ter condicoes para experimentar tais mudancas e observar os efeitos no produto, workflow e publico antes de se apoiar completamente a tal/tais mudancas. E tal inivacao estudada, programada, psquisada e testada so eh possivel em condicoes de muita experiencia na area. E estabilidade financeira, da xonciencia da marca no publico entre outros aspectos ajudam tremendamente. A Hasselblad que o diga.

Mesmo com tudo isso as grandes corporacoes tambem falham em suas novas empreitadas. A diferenca eh que, diferente do cidadao com um emprego qualquer que quer ser fotografo, tais empresas tem margem de dinheiro, equipe e tempo para poderem errarem quantas vezes for preciso, e muitas vezes ate mesmo antes de ser lancado para onpublico em geral, ate encontrarem uma formula para o sucesso em alguma nova empreitada, ou inovacao.

Os demais, sao altamente dependentes do acaso em inumeros aspectos. Nao eh atoa que chamada de atividade de risco.

Não dá pra comparar a 3M porém ela vendia lixa, nada mais. Obviamente que a história não pode ser repetida e encontrar o mesmo resultado

Uma grande que faliu seguindo a sua afirmação é a Kodak.

Diferença entre "inovação" e "mudança" levando em conta a criatividade  é o ganho, deu $$=inovação, não deu $$=mudança criativa

Enquanto trabalhava estava ouvindo rádio (coisa de velho) e foi relatado a história  startup de um nerd que gostava de game estrelar (sei lá se é  essa a palavra certa).
Ele sentiu falta disto, fez um plano de negócio para o lançamento do jogo  e já tinha levantado quase 1,000,000.00 de Obamas vendendo desde crédito no jogo até personagem digitalizado com a cara do doador.

Na fotografia ou outras artes acho que não existe este ovo de Colombo, com exceção de alguns vintages que por ventura apareçam.

Se for levar em conta janeiro e fevereiro  :eek: :eek: este post vai ser movimentado....

Abração Marcio é sempre um prazer poder ler seus posts


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #171 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 09:29:47
Quem sabe isto ajuda em alguma coisa!!!!!!!!!
 :clap: :clap: :ok:

Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:
1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.
2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.
3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.
4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.
5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.
6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.
7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.
8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!
9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.
11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."


fernandomaues

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.439
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Maués
    • Fernando Maués
Resposta #172 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 09:46:18
Quem sabe isto ajuda em alguma coisa!!!!!!!!!
 :clap: :clap: :ok:

Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:
1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.
2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.
3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.
4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.
5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.
6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.
7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.
8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!
9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.
11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."

Não sei se ele disse mesmo isso, mas o 8 é de uma imbecilidade gritante. Quem já começa com medo de errar nunca vai fazer nada inovador de verdade e, quem, sabe, o mundo seja assim competitivo e escroto porque o fazemos assim com ajuda da escola. É possível que as novas escolas diminuam nosso medo de errar, nossa crença estúpida de que só há uma alternativa correta, nos façam menos competitivos e mais colaborativos.


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.391
Resposta #173 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 13:44:15
Não sei se ele disse mesmo isso, mas o 8 é de uma imbecilidade gritante. Quem já começa com medo de errar nunca vai fazer nada inovador de verdade e, quem, sabe, o mundo seja assim competitivo e escroto porque o fazemos assim com ajuda da escola. É possível que as novas escolas diminuam nosso medo de errar, nossa crença estúpida de que só há uma alternativa correta, nos façam menos competitivos e mais colaborativos.
Essa palestra deve ter sido pros funcionários dele andarem na linha. E os idiotas ainda aplaudem tanta besteira.  :no:
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #174 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 14:08:58
Essa palestra deve ter sido pros funcionários dele andarem na linha. E os idiotas ainda aplaudem tanta besteira.  :no:
Por isso eu sempre teve medo de ser funcionario de alguem,
sempre fui independente, com tudo o que isso implica,
sempre me deu mais segurança, "me virar sozinho",
mesmo assim coloquei esse discurso,vai que serve para alguem... :clap:


i9forex

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.925
  • Sexo: Masculino
    • AFernandes
Resposta #175 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 16:17:08
Por isso eu sempre teve medo de ser funcionario de alguem,
sempre fui independente, com tudo o que isso implica,
sempre me deu mais segurança, "me virar sozinho",
mesmo assim coloquei esse discurso,vai que serve para alguem... :clap:

Agalons, você sempre se está referindo à sua trajectoria de sucesso.
Você tem que entender que para cada sucesso, pode haver 1000 insucessos.

Como alguêm, bem falava aqui, eles podem ser 1000 em um sitio e apenas 100 em outro.
Isso é relativo... 1000 na velha europa em crise. E 100 no brasil, ainda com muito espaço económico...

Repare no termo... AINDA...
você terá a oportunidade de ver o que nos passa aqui na Europa no mercado de trabalho que terão seus filhos...

A razão do seu sucesso, certo que pode estar no seu caracter.
Pode...
O seu caracter, provavelmente agressivo, como o do Bil Gates....
(E repare que isto não é insulto de forma nenhuma. Tenho bons amigos... bastante agressivos do que respeita a oportunidades na vida... )

Agora o que deve pensar é como você conseguiu essa 'agressividade' que lhe dá umas armas que muitos outros não tem.
Pode ser que o seu pai, mae etc ... já as tivessem.
Pode ser que a sua escola primasse a excelencia, o mérito, a competitividade...
Ou até você teve a sorte, de menino, ter um determinado professor...
As variantes são infinitas...
Mas é SEU MÉRITO ISSO?  NÃOOOOOOOOOOOOOOO. É a sorte Agilons. Aquilo do berço.
Para sua felicidade não nasceu na Somália por exemplo...

Em geral, hoje em dia, as escolas públicas são meros estábulos para aparvalhar as crianças...
O que interessa é fazer gente inutil... Sim já sei que isto é chocante. Como gostava de estar alucinando...

Você sabe que quem é rico e pode... não leva os seus filhos às escolas públicas...
E no entanto, o discurso politico mete na cabeça da maioria dos pais as vantagens da escola publica...
Mas vá la ver quantos politicos levam seus filhos ao publico...
Nem os socialistas pode crer.

A partir daí, só se safa quem por alguma sorte encontrou algum meio de despertar a combatividade.
Porque isto é isso... uma guerra no dia a dia...
Se alguem pensa duas vezes.. se é ético ou não algum passo que tem que dar... já tá apanhado...

E volto a repetir... Mais aqui que aí... Mas a coisa é geral... Só não entende quem nao quer..

É simples demais... O trabalho acaba, porque AS MAQUINAS O FAZEM... Simples demais...
Antes, ainda as tínhamos que dirigir...
Mas isso tb está terminando...

É claro que isto tem muito mais substancia... Mas a ela tb não chego...
« Última modificação: 19 de Fevereiro de 2015, 16:19:19 por i9forex »
A. Fernandes


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.668
Resposta #176 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 16:24:12
Não sei se ele disse mesmo isso, mas o 8 é de uma imbecilidade gritante. Quem já começa com medo de errar nunca vai fazer nada inovador de verdade e, quem, sabe, o mundo seja assim competitivo e escroto porque o fazemos assim com ajuda da escola. É possível que as novas escolas diminuam nosso medo de errar, nossa crença estúpida de que só há uma alternativa correta, nos façam menos competitivos e mais colaborativos.

Mesmo sendo empreendedor e inovador, alguém na fanfarra precisa carregar a zabumba

Imagine numa equipe de fotógrafo e cinegrafista este último resolva soltar a criatividade fazendo uma "câmera nervosa" totalmente diferente pelo que foi contratado. Ficou ótimo porém odiado pelo cliente.
Ter um tratamento "solto" da criatividade dentro de empresas, sociedades  podem gerar um grande numero  de natimorto impedindo que boas idéias desenvolvam e pior,  frustando o idealizador e quem as patrocina.

A "8" é "mal necessário" pra administrar a bagaça, talvez uma ou outra palavra modificada mas é isso mesmo, eficiência é margem de lucro salva e parte desta grana pode ser gasta com desenvolvimento

Mesmo sendo totalmente autônomo suas idéias dependem de aceitação do mercado e não podemos dedicar 100% de nosso tempo em desenvolvimento, é necessário o arroz e feijão do dia a dia e claro que a não aceitação significa a não entrada de $$.

A vida é complicada mesmo.... :)


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.428
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #177 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 18:16:50
Existem diferentes perfis.

Os que estao atras do dinheiro e do status da atividade lhe dao melhor em atender a necessidade do mercado. No sentido de fazer o que for preciso para ganhar dinheiro e mantar a atividade pela atividade.

Os que estao atras de algo alem do dinheiro, auto espressao astistica por exemplo, ou desenvolver suas proprias ideias por exemplo, vao buscar tais interesses independente se da lucro ou gastos. No sentido de fazer o que for preciso para fazer o que os inspiram e que nao eh dinheiro e nem titulo.

Fotografos que ganham a vida fazendo exatamente o que querem de forma totalmente independente sao muito poucos. E a maioria desses poucos ganham muito mal, tendo que de vez em quando fazer algo mais comercial para poder pagar as contas, ou ter outra atividade paralela fora da fotografia

Como quase todo mundo que ainda nao tem uma estabilidade em uma carreira que estivesse muito satisfeito, para pode usufluir da fotografia livremente como hobby, eu fui procurei ser "profissional". Diferente de muitos que dizem estudar mas apenas ficam lendo conteudos e cursinhos aleatorios pela internet, e frequantando workshops, eu entrei em uma escola de negocios, apesar de ja tetido experiencia em administracao de empresa antes. Isso somado ao que eu aprendi no meu curso de jornalismo, historia e estetica da arte, pintura em tela, entre outras coisas, eu acreditava que eu atingiria o sucesso comercial. Ate eu cair na realidade de que eu nao tinha interesse nenhum pelo comercial, pelo mercado ou pelo dinheiro.

Eu uma vez estava fotografando as pecas de uma designer, e entre nossas conversas ele me disse que abandonou o trabalho dela na Italia pq o "mundo da mora era muito artificial". Isso tocou algo em mim. Algo que eu tambem sentia na fotografia mas nao sabia como colocar em palavras. E eu passei muito tempo pensando nisso.


O que significa ser profissional? Significa fazer o que gosta e o que quer?
Sim, se o que vc queira e talvez goste eh fazer o que mercado demanda/espera de vc. (oferecer experiencias que atendam as expectativas dos clientes).

Ser profissional significa ser seu proprio patrao e nao ter que seguir ordens de ninguem?
Nao. O mercado/cliente eh seu patrao e vc segue as ordens do mercado para poder ganhar seu pagamnto dele.

Se esse esta longe de ser seu interesse, ser um profissional independente vai ser tao ruim quanto ter que trabalhar para alguem em outra atividade, ou ate pior, pq a frustracao sera imensa. O mundo profissional da moda eh mais sobre mercado e menos sobre a arte da moda propriamente dito. A fotografia profissional eh a mesma coisa, tem muito pouco a ver com a arte fotografica em si e mais a ver com o mercado. Apesar que a alta moda dita seu proprio mercado. Na fotografia eh o inverso.

Eh ai que vem a acusacao de que o mundo da moda/footrafia eh artificial, pq tais mundos se vendem por dinheiro, no sentido de fazerem o que da retorno financeiro e nao o que da retorno artistico, expressivo, criativo.

O mundo pofissional eh mais sobre oferecer experiencias aos clientes, e menos sobre a sua experiencia artistica, expressiva, etc. Poucos sao pagos para ir atras da propria experiencia expressiva. E a grande maioria desses muito mal pagos.

O que de fato significa ser profissional?

O termo profissional tem dois significados: tecnicamente significa pagar imposto com a atividade que esta exercendo. Somente isso e mais nada.

Alem disso tem o significado emocional que mais iludem a todos, que eh o status do titulo "profissional". O paraiso da meritocracia, onde quem atinge tem dinheiro, liberdade, felicidade, admiracao de todos e eh desejado por todos (e aqueles que nao os desejam sao invejosos fracassados, para os meritocratas). Mas apenas alguns sao merecedores que conquistam tal paraiso pelo fruto do imenso esforco individual.


Sendo assim, eu concluo que aqueles que desistem, ou estao quase desistindo, parem para pensar se a atividade como fotografo profissional eh o que realmente querem. A melhor coisa que eu fiz foi me despreocupar em ser profissional e toda a burocracia que a profissao acarreta, e me focar completamente em meus experimentos e experiencias individuais.

Quem sabe um dia o seu trabalho eh reconhecido mesmo vc nao dando atencao ao mercado. As vezes eh a carreira que te escolhe e nao vc que escolhe a carreira.
« Última modificação: 19 de Fevereiro de 2015, 18:30:50 por C R O I X »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #178 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 19:21:32
Agalons, você sempre se está referindo à sua trajectoria de sucesso.
Você tem que entender que para cada sucesso, pode haver 1000 insucessos.

Como alguêm, bem falava aqui, eles podem ser 1000 em um sitio e apenas 100 em outro.
Isso é relativo... 1000 na velha europa em crise. E 100 no brasil, ainda com muito espaço económico...

Repare no termo... AINDA...
você terá a oportunidade de ver o que nos passa aqui na Europa no mercado de trabalho que terão seus filhos...

A razão do seu sucesso, certo que pode estar no seu caracter.
Pode...
O seu caracter, provavelmente agressivo, como o do Bil Gates....
(E repare que isto não é insulto de forma nenhuma. Tenho bons amigos... bastante agressivos do que respeita a oportunidades na vida... )

Agora o que deve pensar é como você conseguiu essa 'agressividade' que lhe dá umas armas que muitos outros não tem.
Pode ser que o seu pai, mae etc ... já as tivessem.
Pode ser que a sua escola primasse a excelencia, o mérito, a competitividade...
Ou até você teve a sorte, de menino, ter um determinado professor...
As variantes são infinitas...
Mas é SEU MÉRITO ISSO?  NÃOOOOOOOOOOOOOOO. É a sorte Agilons. Aquilo do berço.
Para sua felicidade não nasceu na Somália por exemplo...

Em geral, hoje em dia, as escolas públicas são meros estábulos para aparvalhar as crianças...
O que interessa é fazer gente inutil... Sim já sei que isto é chocante. Como gostava de estar alucinando...

Você sabe que quem é rico e pode... não leva os seus filhos às escolas públicas...
E no entanto, o discurso politico mete na cabeça da maioria dos pais as vantagens da escola publica...
Mas vá la ver quantos politicos levam seus filhos ao publico...
Nem os socialistas pode crer.

A partir daí, só se safa quem por alguma sorte encontrou algum meio de despertar a combatividade.
Porque isto é isso... uma guerra no dia a dia...
Se alguem pensa duas vezes.. se é ético ou não algum passo que tem que dar... já tá apanhado...

E volto a repetir... Mais aqui que aí... Mas a coisa é geral... Só não entende quem nao quer..

É simples demais... O trabalho acaba, porque AS MAQUINAS O FAZEM... Simples demais...
Antes, ainda as tínhamos que dirigir...
Mas isso tb está terminando...

É claro que isto tem muito mais substancia... Mas a ela tb não chego...


Meu caro amigo,
minha trajetoria de sucesso e meu berço privilegiado,
sao um pai mecanico, que me ensinou a ser trabalhador,honesto, e caprichoso no serviço.
uma mae dona de casa, e uma escola publica dos 5 anos ate o e anos da faculdade publica
que nao terminei por nao ter $$$,para pagar o custo.
A tal da agresividade, e compromisso com a vida, pagar contas, fazer uma familia,
precisar chegar a fim do mes,se virar sozinho,porque ninguem te da nada
viver da melhor forma possivel.
E o medo, panico de ser funcionario de alguem, que mesmo voce fazendo tudo certo,
se durmiu mal, te joga no lixo, esse e o motivo da "agressividade", prezar a dignidade.
simplicidade, dignidade,compromisso com os clientes,etc,etc,etc
Tua colocaçao e bem inteligente e ampla, mas eu nao sou responsavel
do sentido ou falta de sentido que a vida tenha,
Sim sou responsavel do que faça com minha unica e propria vida.
Sorte pode ser nacer na Somalia ou Montecarlo,
mas o que e e realizado trabalhando 24 hs sem parar nao e sorte!!!,
com todos os imensos altos e baixos que isso tem. :ok:
abs.









« Última modificação: 19 de Fevereiro de 2015, 19:22:59 por agalons »


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.872
Resposta #179 Online: 19 de Fevereiro de 2015, 19:59:30
Não sei se ele disse mesmo isso, mas o 8 é de uma imbecilidade gritante. Quem já começa com medo de errar nunca vai fazer nada inovador de verdade e, quem, sabe, o mundo seja assim competitivo e escroto porque o fazemos assim com ajuda da escola. É possível que as novas escolas diminuam nosso medo de errar, nossa crença estúpida de que só há uma alternativa correta, nos façam menos competitivos e mais colaborativos.
parece que a escola publica aqui no brasil esta assim ninguem repete,
passa direto para o outro ano sem importar nenhum resultado.
sera????????