Autor Tópico: Primeiros passos.  (Lida 660 vezes)

lucasbellator

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 28
Online: 10 de Outubro de 2013, 17:25:44
Olá, pessoal.

Então, entrei no fórum há alguns meses e venho criando tópicos para solucionar duvidas assim que possível. Provavelmente não me conhecem, então me apresentarei primeiro.
Meu nome é Lucas Bellator, e sou fotógrafo amador como hobby de Porto Alegre/RS. Trabalho em uma agência de viagens. Não é bem meu ramo, pois eu gostaria mesmo é de me dedicar 100% a fotografia e vídeo. Arte no geral, também toco com bandas da região.

Mas enfim. Crio este tópico pois fico totalmente no escuro sobre como me inserir no mercado. Eu faço fotos de algumas bandas de amigos meus, mas por enquanto é só na amizade, sem cobrar nada. Até porque meu equipamento não é totalmente adequado para tal. Possuo uma Sony a55, com uma 18-55 f3.5-5.6 e uma 70-300 f4.5-3.6.

O que venho perguntar aqui é como que um fotógrafo sem qualquer contato se insere no mercado? Se por exemplo, eu quiser ser fotojornalista em um jornal. Nunca é tão simples como largar o currículo lá. Como buscar esta carreira? Vocês, amigos aqui do fórum, quantos trabalham profissionalmente com fotografia? Alguém é fotojornalista ou temos mais fotógrafos de eventos, casamentos, formaturas e etc? Como chegaram onde estão?


Agradeço desde já.


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #1 Online: 10 de Outubro de 2013, 20:43:39
Não sou fotógrafo profissional, mas acredito que ninguém compra uma câmera e já se joga no mercado. Não é assim. Além de investir pesado em equipamentos, você tem de investir mais pesado ainda em estudo da fotografia. Para mim, o cara vira profissional quando ele tira uma foto FODA hoje, aí amanhã ele vai e faz igualzinho! Isso significa claramente que ele sabe o que faz, entende de luz, entende das limitações ou possibilidades de seu equipamento, tem noção de composição, e, mais do que tudo, tem de ser autocrítico. A pessoa tem de ser muito dura consigo, mas também tem de saber quando fez um bom trabalho.

Mas enfim, parando de viajar na maionese, acredito que se você quer ser fotojornalista, deva fazer como qualquer outra profissão: tire fotos nesse estilo, monte um portfólio, publique e/ou imprima, coloque embaixo do braço e demonstre às pessoas certas que você sabe o que está fazendo. Só há uma forma de ganhar mercado: demonstrando capacidade e divulgando que você é bom no que faz!

Isso vale para qualquer profissão.

Outra dica: Faça workshops. Em todos que fizer, você vai conhecer muitos fotógrafos em fase de treinamento e vai ver que todos eles tem um elo em comum: Alguém que incentivou a seguir. Eu, por exemplo, conheci vários que se casaram com fotógrafas e acabaram entrando no ramo e começaram a estudar por conta própria, etc. Tu começa a conhecer pessoas, combinam eventos, trocam experiências, enfim, é uma escada e nesse ramo, infelizmente, já percebi que não dá para pular nenhum degrau.
« Última modificação: 10 de Outubro de 2013, 20:48:03 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.046
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #2 Online: 11 de Outubro de 2013, 04:57:10
Como jornalista vc vai atras de eventos que possam interessar a imprensa, ou os veiculos de informacao ao qual vc se interessa. Pode ser um evento publico como um discurso de alguem importante, acidentes, festas populares, etc. Pode ser um fenomeno natural como um desastre, etc. Pode ser eventos como Bienais. Ou vc pode ir atras de pessoas em que um determinado publico tenha interesse e tentar fotografar (com permissao ou sem). O importante eh tentar registrar o que outros nao conseguiram registrar, ou buscar uma abordagem que outros nao tem, ou simplesmente ser mais rapido do que os demais, sendo o primeiro ou uns dos primeiros a chegar em um acidente, por exemplo, e mandando as fotos para a imprensa primeiro.

Tendo as fotos em mao, vc adiciona uma descricao breve sobre o evento, o local, quem quam esta na foto, quanto aconteceu, etc.

Fazendo isso vc manda para os veiculos, ou o veiculo de informacao que vc acredita que possa interessar juto com seus dados tambem. Nome, endereco e deixe claro que vc esta oferecendo a foto para a venda.

A publicacao que se interessar vai te contactar de volta mandando vc ir burcar o cheque ou avisando que o cheque esta indo por correio, ou pedindo o numero de sua conta para depositar o valor, etc.

E vc sempre confere se os veiculos que nao te contactaram usaram a sua foto. Se publicaram sem te avisar vc vai la cobrar eles.

-

Para fotografar bandas, vc faz um portfolio kick ass. Chama seus amigos musicos para colaborarem e te ajudarem. Nao mostre as fotos que vc fizer por ai. Tenha certeza que vc tem uma colecao de fuder antes que alguem veja. Selecione asmelhores fotos, organise seu portfolio, nao coloque mais do que 10 ou 15 fotos. E va atras de bandas, agencias de fotografia, produtoras, etc.

Nao tente copiar ninguem, busque inspiracoes com os melhores e tenha seu proprio produto. Nao se deixe enganar por elogios de amigos, familiares e comunidades (eles estao mais preocupados e te fazer feliz com o que for do que te fazer ser o melhor do que vc pode ser). Procure ajuda, visao e opinioes de pessoas que realmente tem experiencia, estudo e conteudo a transmitir e que realmente transmitam. E nunca, mas nunca se esaueca, que vc sempre tem algo a melhorar e a aprender, e que por isso antes de mais nada eh a constante pratica que lhe fara aprender mais.

-

Existe o mito de "O profissional eh o bom fotografo" ou "seja bom que vc sera reconhecido". Mas na verdade para entrar no mercado da fotografia vc precisa de exatamente das mesmas coisas de qualquer outro mercado. Essas coisas sao conhecimento em marketing, administracao, mercado. No fundo eh um negocio como qualquer outro.

E esse eh um dos principais motivos de artistas tenderem a nao terem aptidao em ganhar dinheiro, pq eles estao mais focados em arte do que em negocio, administracao, marketing, etc. Seja bom em marketing e vc consegue vender qualquer coisa. Vc nao precisa ser bom fotografo para ser um "fotografo profissional", vc precisa apenas ser um bom vendedor do seu produto. Por isso, em todo tipo de negocio, existe o profissional que faz o servico meia boca mas eh bem sucedido.

Obviamente, tudo tem seu publico. Vc tem um publico que eh exigente quanto a qualidade ditada pelo mercado (que nao tem nada a ver com a qualidade artistica em si). Tem clientes que ralmente buscam amgo significativo e artistico. Tem aqueles que acreditam que tudo que eh mais caro eh de melhor qualidade. Outros que serao convensidos que seu trabalho eh bom pq seu estudio e equipamento impressionam, etc. Diferentes publicos e consumidores eh o que nao faltam.

Mas o melhor dos melhores eh aquele que sabe vender seu produto, sendo bom de marketing, como tambem bom em marketing pessoal fazendo bons contatos, bom em administrar seu negocio e bom como fotografo tambem. Essa eh a melhor garantida de estabilidade.

Conseguir entrar no mercado sendo apenas bom fotografo ate da, mas eh muito mais dificil de conseguir e de se manter, como tambem eh muito mais dependente da sorte. A sorte de conseguir encontrar alguem disposto a te ajudar naquilo que vc nao sabe. Nao sabe marketing mas alguem te ajuda com indicacoes, etc.

-

Outra dica eh lembrar que vc eh mais importante que suas fotos e eh a sua qualidade que faz as suas fotos serem importantes e nao a qualidade das suas fotos que te fazem importante (pelo menos para o mundo comercial dos negocios).

Por exemplo, quando eu tenho acesso a alguem que eh proximo a um dono de galeria de arte ou de fotografia, ao ser indicado eu consigo na hora exhibir minhas fotos nas galerias deles. Eles vao sempre dizer que eh pq minha fotos sao boas d+ e etc e tal. Mas na verdade foi somente pq alguem proximo deles me indicou. E claro que nao eh intencional mas psicologico. Por outro lado, quando eu vou sozinho apresentar minhas fotos sem indicacao eu nao consigo nada. Pq para esses eu nao sou ninguem, nao importando as minhas fotos. Claro que sempre existem ecessoes e diferentes pessoas que chamamos de sorte.

Por esse e por outros motivos, nao gaste dinheiro com workshops. Tudo que vc pode aprender neles vc consegue aprender em comunidades (apropriadas) na internet, livros, encontros, pratica.

Melhor que workshop e qualquer outra coisa eh ser assistente de um bom profissional estabelecido no mercado. Sen do assistente de um bom profissional vc conhece o mercado, faz bons contatos, conhece melhor as tecnicas e a arte, eno lugar de gastar dinheiro vc ganha.

Vc pode ver que os profissionais mais bem sucedidos entraram no mercado ou por indicacao de alguem com certa influencia, ou sendo assistente de alguem influente e bom (assim vc nao precisa de ninguem para te indicar), ou tendo um trabalho verdadeiramente unico e singular (e nao somente bom pq bom qualquer um pode ser).
O cara bom faz fotos boas, o profissional oferece solucoes, ele vende (a imagem, a mensagem d') aqulo que fotografa.

Se vc realmente se focar em marketing e business vc tem tudo para dar certo. Mas se alem de tudo vc tambem se focar muito em arte em si, ai existe um problema. Pq ambos falam diferentes linguas e uma vai atrapalhar o desenvolvimento da outra. E ai vai caber a vc decidir que rumo tomar.

Duff, por exemplo, foi o melhor fotografo de sua epoca. O cara era o foda da fotografia comercial, da manipulacao antes de existir o photoshop, fotografou os trabalhos mais caros das maiores companias e as maiores celebridades de sua epoca. Ele revolucionou a fotografia de moda e as publicacoes. Mesmo sendo o mais bemsucedido fotografo de sua epoca cehou um dia, no auge da carreira dele, ele decidiu largar tudo, queimar tudo o que ja fez. Pq tudo aquilo estava atrapalhando o que eu mais estava interessado que era arte de verdade.

Sebastiao Salgado passou a ter reconhecimento internacional depois que conseguiu, sem querer, tirar fotos do presidente americano (na epoca) em um angulo totalmente mais favoravel, com melhor composicao e principalmente unico pq ele era ounico naquela posicao. Isso pq ele tinha saido da area onde todos os fotografos estavam (esperando o presidente) e ao voltar ele estava atrasado entao ele teve que fazer a foto dali onde estava mesmo. Isso deu a chance de ele aparecer para o mundo.
Claro que ele eh um bom fotografo, mas a oportunidade de se destacar nao teve nada a ver com a qualidade das fotos dele. A qualidade das fotos serve somente para se manter nos olofortes depois de conseguir chamar a atencao.

Em resumo. Vc precisa ser bom para conseguir manter a sua posicao favoravel entre os mais reconhecidos, mas para ganhar destaque ser somente bom nao eh suficiente.

Boa sorte. :)
« Última modificação: 11 de Outubro de 2013, 05:13:12 por C R O I X »


marciomendonsa

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 22
Resposta #3 Online: 11 de Outubro de 2013, 08:54:06
Como jornalista vc vai atras de eventos que possam interessar a imprensa, ou os veiculos de informacao ao qual vc se interessa. Pode ser um evento publico como um discurso de alguem importante, acidentes, festas populares, etc. Pode ser um fenomeno natural como um desastre, etc. Pode ser eventos como Bienais. Ou vc pode ir atras de pessoas em que um determinado publico tenha interesse e tentar fotografar (com permissao ou sem). O importante eh tentar registrar o que outros nao conseguiram registrar, ou buscar uma abordagem que outros nao tem, ou simplesmente ser mais rapido do que os demais, sendo o primeiro ou uns dos primeiros a chegar em um acidente, por exemplo, e mandando as fotos para a imprensa primeiro.

Tendo as fotos em mao, vc adiciona uma descricao breve sobre o evento, o local, quem quam esta na foto, quanto aconteceu, etc.

Fazendo isso vc manda para os veiculos, ou o veiculo de informacao que vc acredita que possa interessar juto com seus dados tambem. Nome, endereco e deixe claro que vc esta oferecendo a foto para a venda.

A publicacao que se interessar vai te contactar de volta mandando vc ir burcar o cheque ou avisando que o cheque esta indo por correio, ou pedindo o numero de sua conta para depositar o valor, etc.

E vc sempre confere se os veiculos que nao te contactaram usaram a sua foto. Se publicaram sem te avisar vc vai la cobrar eles.

-

Para fotografar bandas, vc faz um portfolio kick ass. Chama seus amigos musicos para colaborarem e te ajudarem. Nao mostre as fotos que vc fizer por ai. Tenha certeza que vc tem uma colecao de fuder antes que alguem veja. Selecione asmelhores fotos, organise seu portfolio, nao coloque mais do que 10 ou 15 fotos. E va atras de bandas, agencias de fotografia, produtoras, etc.

Nao tente copiar ninguem, busque inspiracoes com os melhores e tenha seu proprio produto. Nao se deixe enganar por elogios de amigos, familiares e comunidades (eles estao mais preocupados e te fazer feliz com o que for do que te fazer ser o melhor do que vc pode ser). Procure ajuda, visao e opinioes de pessoas que realmente tem experiencia, estudo e conteudo a transmitir e que realmente transmitam. E nunca, mas nunca se esaueca, que vc sempre tem algo a melhorar e a aprender, e que por isso antes de mais nada eh a constante pratica que lhe fara aprender mais.

-

Existe o mito de "O profissional eh o bom fotografo" ou "seja bom que vc sera reconhecido". Mas na verdade para entrar no mercado da fotografia vc precisa de exatamente das mesmas coisas de qualquer outro mercado. Essas coisas sao conhecimento em marketing, administracao, mercado. No fundo eh um negocio como qualquer outro.

E esse eh um dos principais motivos de artistas tenderem a nao terem aptidao em ganhar dinheiro, pq eles estao mais focados em arte do que em negocio, administracao, marketing, etc. Seja bom em marketing e vc consegue vender qualquer coisa. Vc nao precisa ser bom fotografo para ser um "fotografo profissional", vc precisa apenas ser um bom vendedor do seu produto. Por isso, em todo tipo de negocio, existe o profissional que faz o servico meia boca mas eh bem sucedido.

Obviamente, tudo tem seu publico. Vc tem um publico que eh exigente quanto a qualidade ditada pelo mercado (que nao tem nada a ver com a qualidade artistica em si). Tem clientes que ralmente buscam amgo significativo e artistico. Tem aqueles que acreditam que tudo que eh mais caro eh de melhor qualidade. Outros que serao convensidos que seu trabalho eh bom pq seu estudio e equipamento impressionam, etc. Diferentes publicos e consumidores eh o que nao faltam.

Mas o melhor dos melhores eh aquele que sabe vender seu produto, sendo bom de marketing, como tambem bom em marketing pessoal fazendo bons contatos, bom em administrar seu negocio e bom como fotografo tambem. Essa eh a melhor garantida de estabilidade.

Conseguir entrar no mercado sendo apenas bom fotografo ate da, mas eh muito mais dificil de conseguir e de se manter, como tambem eh muito mais dependente da sorte. A sorte de conseguir encontrar alguem disposto a te ajudar naquilo que vc nao sabe. Nao sabe marketing mas alguem te ajuda com indicacoes, etc.

-

Outra dica eh lembrar que vc eh mais importante que suas fotos e eh a sua qualidade que faz as suas fotos serem importantes e nao a qualidade das suas fotos que te fazem importante (pelo menos para o mundo comercial dos negocios).

Por exemplo, quando eu tenho acesso a alguem que eh proximo a um dono de galeria de arte ou de fotografia, ao ser indicado eu consigo na hora exhibir minhas fotos nas galerias deles. Eles vao sempre dizer que eh pq minha fotos sao boas d+ e etc e tal. Mas na verdade foi somente pq alguem proximo deles me indicou. E claro que nao eh intencional mas psicologico. Por outro lado, quando eu vou sozinho apresentar minhas fotos sem indicacao eu nao consigo nada. Pq para esses eu nao sou ninguem, nao importando as minhas fotos. Claro que sempre existem ecessoes e diferentes pessoas que chamamos de sorte.

Por esse e por outros motivos, nao gaste dinheiro com workshops. Tudo que vc pode aprender neles vc consegue aprender em comunidades (apropriadas) na internet, livros, encontros, pratica.

Melhor que workshop e qualquer outra coisa eh ser assistente de um bom profissional estabelecido no mercado. Sen do assistente de um bom profissional vc conhece o mercado, faz bons contatos, conhece melhor as tecnicas e a arte, eno lugar de gastar dinheiro vc ganha.

Vc pode ver que os profissionais mais bem sucedidos entraram no mercado ou por indicacao de alguem com certa influencia, ou sendo assistente de alguem influente e bom (assim vc nao precisa de ninguem para te indicar), ou tendo um trabalho verdadeiramente unico e singular (e nao somente bom pq bom qualquer um pode ser).
O cara bom faz fotos boas, o profissional oferece solucoes, ele vende (a imagem, a mensagem d') aqulo que fotografa.

Se vc realmente se focar em marketing e business vc tem tudo para dar certo. Mas se alem de tudo vc tambem se focar muito em arte em si, ai existe um problema. Pq ambos falam diferentes linguas e uma vai atrapalhar o desenvolvimento da outra. E ai vai caber a vc decidir que rumo tomar.

Duff, por exemplo, foi o melhor fotografo de sua epoca. O cara era o foda da fotografia comercial, da manipulacao antes de existir o photoshop, fotografou os trabalhos mais caros das maiores companias e as maiores celebridades de sua epoca. Ele revolucionou a fotografia de moda e as publicacoes. Mesmo sendo o mais bemsucedido fotografo de sua epoca cehou um dia, no auge da carreira dele, ele decidiu largar tudo, queimar tudo o que ja fez. Pq tudo aquilo estava atrapalhando o que eu mais estava interessado que era arte de verdade.

Sebastiao Salgado passou a ter reconhecimento internacional depois que conseguiu, sem querer, tirar fotos do presidente americano (na epoca) em um angulo totalmente mais favoravel, com melhor composicao e principalmente unico pq ele era ounico naquela posicao. Isso pq ele tinha saido da area onde todos os fotografos estavam (esperando o presidente) e ao voltar ele estava atrasado entao ele teve que fazer a foto dali onde estava mesmo. Isso deu a chance de ele aparecer para o mundo.
Claro que ele eh um bom fotografo, mas a oportunidade de se destacar nao teve nada a ver com a qualidade das fotos dele. A qualidade das fotos serve somente para se manter nos olofortes depois de conseguir chamar a atencao.

Em resumo. Vc precisa ser bom para conseguir manter a sua posicao favoravel entre os mais reconhecidos, mas para ganhar destaque ser somente bom nao eh suficiente.

Boa sorte. :)

 :clap: :clap:  :worship: :worship:

Excelente.


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.322
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #4 Online: 11 de Outubro de 2013, 09:22:40
Quando resolvi que queria fotografar casamento, procurei alguns fotógrafos aqui de Sorocaba, e a conversa era sempre a mesma Deixa seu telefone ai que quando precisar eu entro em contato, mesmo me oferendo para trabalhar de graça, nunca alguém me ligava. Fui até uma igreja e ofereci meu trabalho a algum casal que não pudesse pagar, assim fiz o meu primeiro casamento, sem compromisso e sem remuneração.

Logo depois fiz amizade com um fotografo aqui que tinha muito trabalho, e este me passou um aniversário no meio da semana, dei o melhor de mim no trabalho e qdo entreguei ele ja me convidou para ser terceiro em um casamento já no sábado. E assim se deu, qdo tinha casamento para três fotógrafos, eu ia como terceiro, quando tinha dois casamentos eu ia como segundo. quando tinha só um casamento que ia ele e o funcionário oficial dele, eu pedia para ir sem remuneração mesmo, pois os casamento eram top, e eu praticava muito. Fiz muitos casamento sem receber NADA, mas nesses de graça, eu tinha liberdade para fazer as fotos que quisesse.

Em jornalismo não sei como funciona, mas na área social, não tenha medo de fazer alguns jobs de graça, com o tempo (muito curto) começam a pintar bons trabalhos e você fica conhecido no meio. Comigo funcionou.


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #5 Online: 11 de Outubro de 2013, 09:55:14
Quando resolvi que queria fotografar casamento, procurei alguns fotógrafos aqui de Sorocaba, e a conversa era sempre a mesma Deixa seu telefone ai que quando precisar eu entro em contato, mesmo me oferendo para trabalhar de graça, nunca alguém me ligava. Fui até uma igreja e ofereci meu trabalho a algum casal que não pudesse pagar, assim fiz o meu primeiro casamento, sem compromisso e sem remuneração.

Logo depois fiz amizade com um fotografo aqui que tinha muito trabalho, e este me passou um aniversário no meio da semana, dei o melhor de mim no trabalho e qdo entreguei ele ja me convidou para ser terceiro em um casamento já no sábado. E assim se deu, qdo tinha casamento para três fotógrafos, eu ia como terceiro, quando tinha dois casamentos eu ia como segundo. quando tinha só um casamento que ia ele e o funcionário oficial dele, eu pedia para ir sem remuneração mesmo, pois os casamento eram top, e eu praticava muito. Fiz muitos casamento sem receber NADA, mas nesses de graça, eu tinha liberdade para fazer as fotos que quisesse.

Em jornalismo não sei como funciona, mas na área social, não tenha medo de fazer alguns jobs de graça, com o tempo (muito curto) começam a pintar bons trabalhos e você fica conhecido no meio. Comigo funcionou.

É o que estou pensando em fazer. Justamente o que você disse! Dar as caras, demonstrar trabalho, e finalmente, arranjar trabalho. Hahahaha. Eu trabalho como Substituto Notarial em um Cartório de Registro Civil e Notas (onde fazem casamentos). Eu poderia facilmente me ajeitar em casamentos de pessoas de baixa renda com celebrações simples, para ir pegando prática. Mas eu no fundo, de alguma forma, acho isso anti ético, por isso nunca o fiz.
« Última modificação: 11 de Outubro de 2013, 09:57:13 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


lucasbellator

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 28
Resposta #6 Online: 11 de Outubro de 2013, 10:23:56
Primeiramente, obrigado a todos que responderam! Acho que estou mais perto de decidir os primeiros passos de minha carreira.

 :D

Como jornalista vc vai atras de eventos que possam interessar a imprensa, ou os veiculos de informacao ao qual vc se interessa. Pode ser um evento publico como um discurso de alguem importante, acidentes, festas populares, etc. Pode ser um fenomeno natural como um desastre, etc. Pode ser eventos como Bienais. Ou vc pode ir atras de pessoas em que um determinado publico tenha interesse e tentar fotografar (com permissao ou sem). O importante eh tentar registrar o que outros nao conseguiram registrar, ou buscar uma abordagem que outros nao tem, ou simplesmente ser mais rapido do que os demais, sendo o primeiro ou uns dos primeiros a chegar em um acidente, por exemplo, e mandando as fotos para a imprensa primeiro.

Tendo as fotos em mao, vc adiciona uma descricao breve sobre o evento, o local, quem quam esta na foto, quanto aconteceu, etc.

Fazendo isso vc manda para os veiculos, ou o veiculo de informacao que vc acredita que possa interessar juto com seus dados tambem. Nome, endereco e deixe claro que vc esta oferecendo a foto para a venda.

A publicacao que se interessar vai te contactar de volta mandando vc ir burcar o cheque ou avisando que o cheque esta indo por correio, ou pedindo o numero de sua conta para depositar o valor, etc.

E vc sempre confere se os veiculos que nao te contactaram usaram a sua foto. Se publicaram sem te avisar vc vai la cobrar eles.

-

Para fotografar bandas, vc faz um portfolio kick ass. Chama seus amigos musicos para colaborarem e te ajudarem. Nao mostre as fotos que vc fizer por ai. Tenha certeza que vc tem uma colecao de fuder antes que alguem veja. Selecione asmelhores fotos, organise seu portfolio, nao coloque mais do que 10 ou 15 fotos. E va atras de bandas, agencias de fotografia, produtoras, etc.

Nao tente copiar ninguem, busque inspiracoes com os melhores e tenha seu proprio produto. Nao se deixe enganar por elogios de amigos, familiares e comunidades (eles estao mais preocupados e te fazer feliz com o que for do que te fazer ser o melhor do que vc pode ser). Procure ajuda, visao e opinioes de pessoas que realmente tem experiencia, estudo e conteudo a transmitir e que realmente transmitam. E nunca, mas nunca se esaueca, que vc sempre tem algo a melhorar e a aprender, e que por isso antes de mais nada eh a constante pratica que lhe fara aprender mais.

-

Existe o mito de "O profissional eh o bom fotografo" ou "seja bom que vc sera reconhecido". Mas na verdade para entrar no mercado da fotografia vc precisa de exatamente das mesmas coisas de qualquer outro mercado. Essas coisas sao conhecimento em marketing, administracao, mercado. No fundo eh um negocio como qualquer outro.

E esse eh um dos principais motivos de artistas tenderem a nao terem aptidao em ganhar dinheiro, pq eles estao mais focados em arte do que em negocio, administracao, marketing, etc. Seja bom em marketing e vc consegue vender qualquer coisa. Vc nao precisa ser bom fotografo para ser um "fotografo profissional", vc precisa apenas ser um bom vendedor do seu produto. Por isso, em todo tipo de negocio, existe o profissional que faz o servico meia boca mas eh bem sucedido.

Obviamente, tudo tem seu publico. Vc tem um publico que eh exigente quanto a qualidade ditada pelo mercado (que nao tem nada a ver com a qualidade artistica em si). Tem clientes que ralmente buscam amgo significativo e artistico. Tem aqueles que acreditam que tudo que eh mais caro eh de melhor qualidade. Outros que serao convensidos que seu trabalho eh bom pq seu estudio e equipamento impressionam, etc. Diferentes publicos e consumidores eh o que nao faltam.

Mas o melhor dos melhores eh aquele que sabe vender seu produto, sendo bom de marketing, como tambem bom em marketing pessoal fazendo bons contatos, bom em administrar seu negocio e bom como fotografo tambem. Essa eh a melhor garantida de estabilidade.

Conseguir entrar no mercado sendo apenas bom fotografo ate da, mas eh muito mais dificil de conseguir e de se manter, como tambem eh muito mais dependente da sorte. A sorte de conseguir encontrar alguem disposto a te ajudar naquilo que vc nao sabe. Nao sabe marketing mas alguem te ajuda com indicacoes, etc.

-

Outra dica eh lembrar que vc eh mais importante que suas fotos e eh a sua qualidade que faz as suas fotos serem importantes e nao a qualidade das suas fotos que te fazem importante (pelo menos para o mundo comercial dos negocios).

Por exemplo, quando eu tenho acesso a alguem que eh proximo a um dono de galeria de arte ou de fotografia, ao ser indicado eu consigo na hora exhibir minhas fotos nas galerias deles. Eles vao sempre dizer que eh pq minha fotos sao boas d+ e etc e tal. Mas na verdade foi somente pq alguem proximo deles me indicou. E claro que nao eh intencional mas psicologico. Por outro lado, quando eu vou sozinho apresentar minhas fotos sem indicacao eu nao consigo nada. Pq para esses eu nao sou ninguem, nao importando as minhas fotos. Claro que sempre existem ecessoes e diferentes pessoas que chamamos de sorte.

Por esse e por outros motivos, nao gaste dinheiro com workshops. Tudo que vc pode aprender neles vc consegue aprender em comunidades (apropriadas) na internet, livros, encontros, pratica.

Melhor que workshop e qualquer outra coisa eh ser assistente de um bom profissional estabelecido no mercado. Sen do assistente de um bom profissional vc conhece o mercado, faz bons contatos, conhece melhor as tecnicas e a arte, eno lugar de gastar dinheiro vc ganha.

Vc pode ver que os profissionais mais bem sucedidos entraram no mercado ou por indicacao de alguem com certa influencia, ou sendo assistente de alguem influente e bom (assim vc nao precisa de ninguem para te indicar), ou tendo um trabalho verdadeiramente unico e singular (e nao somente bom pq bom qualquer um pode ser).
O cara bom faz fotos boas, o profissional oferece solucoes, ele vende (a imagem, a mensagem d') aqulo que fotografa.

Se vc realmente se focar em marketing e business vc tem tudo para dar certo. Mas se alem de tudo vc tambem se focar muito em arte em si, ai existe um problema. Pq ambos falam diferentes linguas e uma vai atrapalhar o desenvolvimento da outra. E ai vai caber a vc decidir que rumo tomar.

Duff, por exemplo, foi o melhor fotografo de sua epoca. O cara era o foda da fotografia comercial, da manipulacao antes de existir o photoshop, fotografou os trabalhos mais caros das maiores companias e as maiores celebridades de sua epoca. Ele revolucionou a fotografia de moda e as publicacoes. Mesmo sendo o mais bemsucedido fotografo de sua epoca cehou um dia, no auge da carreira dele, ele decidiu largar tudo, queimar tudo o que ja fez. Pq tudo aquilo estava atrapalhando o que eu mais estava interessado que era arte de verdade.

Sebastiao Salgado passou a ter reconhecimento internacional depois que conseguiu, sem querer, tirar fotos do presidente americano (na epoca) em um angulo totalmente mais favoravel, com melhor composicao e principalmente unico pq ele era ounico naquela posicao. Isso pq ele tinha saido da area onde todos os fotografos estavam (esperando o presidente) e ao voltar ele estava atrasado entao ele teve que fazer a foto dali onde estava mesmo. Isso deu a chance de ele aparecer para o mundo.
Claro que ele eh um bom fotografo, mas a oportunidade de se destacar nao teve nada a ver com a qualidade das fotos dele. A qualidade das fotos serve somente para se manter nos olofortes depois de conseguir chamar a atencao.

Em resumo. Vc precisa ser bom para conseguir manter a sua posicao favoravel entre os mais reconhecidos, mas para ganhar destaque ser somente bom nao eh suficiente.

Boa sorte. :)

Amigo, que singela resposta hahahah

Então, como seria a forma correta de tentar vender as fotos? Como que se ganha, qual a média de preço? O certo seria ir lá ou tudo por e-mail e web?

Quando resolvi que queria fotografar casamento, procurei alguns fotógrafos aqui de Sorocaba, e a conversa era sempre a mesma Deixa seu telefone ai que quando precisar eu entro em contato, mesmo me oferendo para trabalhar de graça, nunca alguém me ligava. Fui até uma igreja e ofereci meu trabalho a algum casal que não pudesse pagar, assim fiz o meu primeiro casamento, sem compromisso e sem remuneração.

Logo depois fiz amizade com um fotografo aqui que tinha muito trabalho, e este me passou um aniversário no meio da semana, dei o melhor de mim no trabalho e qdo entreguei ele ja me convidou para ser terceiro em um casamento já no sábado. E assim se deu, qdo tinha casamento para três fotógrafos, eu ia como terceiro, quando tinha dois casamentos eu ia como segundo. quando tinha só um casamento que ia ele e o funcionário oficial dele, eu pedia para ir sem remuneração mesmo, pois os casamento eram top, e eu praticava muito. Fiz muitos casamento sem receber NADA, mas nesses de graça, eu tinha liberdade para fazer as fotos que quisesse.

Em jornalismo não sei como funciona, mas na área social, não tenha medo de fazer alguns jobs de graça, com o tempo (muito curto) começam a pintar bons trabalhos e você fica conhecido no meio. Comigo funcionou.

Essa ideia é muito boa! Eu não tinha pensado nisso. Trabalhar de graça em início de carreira não é problema para mim, pois as bandas que fotografo dificilmente pagam algo.

Vou buscar casamentos para fotografar de graça, realmente. Não é bem o que eu gosto, mas a ideia parece interessantíssima.

Mais comentários?


YFab

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 81
Resposta #7 Online: 11 de Outubro de 2013, 10:26:18
A resposta do Márcio Mendonsa foi fantástica.
Estava conversando sobre isso ontem, e o que eu ouvi foi justamente isso: antes de qualidade, o marketing é mais importante.
Eu também estou tentando me inserir no mercado, a passos muitos lentos pois não conheço ninguém. E começar sem contato é realmente difícil.
Estudo jornalismo, então possivelmente unirei as duas coisas futuramente e trabalharei com fotojornalismo, mas o mercado pra isso também está encolhendo. Todo mundo é fotojornalista com um celular com câmera. Por isso estou tentando optar por books no momento.
Vejo fotógrafos cheios de cliente em minha cidade, mas com pouca técnica nas fotos e isso é visível, mas que estão conseguindo crescer à base de contatos e indicações de amigos.


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #8 Online: 11 de Outubro de 2013, 10:33:25
A resposta do Márcio Mendonsa foi fantástica.
Estava conversando sobre isso ontem, e o que eu ouvi foi justamente isso: antes de qualidade, o marketing é mais importante.
Eu também estou tentando me inserir no mercado, a passos muitos lentos pois não conheço ninguém. E começar sem contato é realmente difícil.
Estudo jornalismo, então possivelmente unirei as duas coisas futuramente e trabalharei com fotojornalismo, mas o mercado pra isso também está encolhendo. Todo mundo é fotojornalista com um celular com câmera. Por isso estou tentando optar por books no momento.
Vejo fotógrafos cheios de cliente em minha cidade, mas com pouca técnica nas fotos e isso é visível, mas que estão conseguindo crescer à base de contatos e indicações de amigos.

Aqui também é assim. Sabe o que eu comecei a perceber? Qualquer um com uma câmera grande, um flash maior ainda, e, com uma lente do tamanho de um cano de PVC de 12 polegadas fica rico na minha cidade! Pessoal atribui qualidade à exuberância do equipamento! hahahaha.

E vamos aos fatos: Um equipamento relativamente modesto de fotografia não sai por menos que R$ 5.000,00 (camera, lentes, flashes e acessórios como difusor, rebatedor, tripé etc). As pessoas estão acostumadas a ver fotos de celular ou de câmeras que custam R$ 350,00. Então qualquer foto de uma câmera competente em modo automático as pessoas acham maravilhosas!

Eu mesmo já fui assim. Até começar a aprender, estudar, criticar, etc. Moral da história: Por mais que a pessoa ache uma foto minha linda, eu sempre vou achar uma porcaria! Hahaha

« Última modificação: 11 de Outubro de 2013, 10:39:01 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #9 Online: 11 de Outubro de 2013, 10:49:22
O amigo C R O I X já disse tudo: praticar muito, estudar, valorizar o marketing pessoal (com o suporte de um ótimo portifólio) e ter contatos estratégicos.

Se me permite prolongar só um pouco sobre a questão dos contatos, uma palavra que está na moda e quer dizer exatamente a mesma coisa, é o tal networking. Como ninguém tinha mencionado aqui, é bom ficar registrada, até para direcionar sua pesquisa no Google.
É interessante você procurar se aproximar de pessoas que já trabalham no ramo, mas sempre com um interesse genuíno em aprender e quem sabe ajudar também. Estabelecer um relacionamento apenas pensando nas vantagens para você é fria, a pessoa vai se sentir usada e vai pegar mal para você. E principalmente, não é ético.

Boa sorte aí, depois conte para a gente os próximos passos!

Abraços,
Rafael Z.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


marciomendonsa

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 22
Resposta #10 Online: 11 de Outubro de 2013, 12:37:53
A resposta do Márcio Mendonsa foi fantástica.


???

Foi minha não, brother. Foi do C R O I  X que tb se chama Márcio.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.046
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #11 Online: 11 de Outubro de 2013, 13:03:28
A nao ser que vc esteja bem proximo do predio da publicacao, faz tudo por email. Quanto mais rapido melhor. Se demorar muito eles compram a foto de alguem que mandar primeiro, ou de uma agencia, etc. Vc pode ate fazer seus documentarios independentes e tentar vender.

Vc pode ir ate a publicacao para pedir orientacao caso eles deem. Fala que vc quer ser feelancer, pergunta dos deadlines, valores, etc...

O preco depende de onde vc mora, do numero de impressoes que serao feitas (ou a media de leitores diario da publicacao), da competicao. Se vc tiver uma foto exclusiva vc pode negociar um valor maior. Aquele que pagar mais vc vende.

O melhor eh vc escolher uma area (politica, seguranca/violencia, questoes sociais, cultura, meio ambiente, celebridades, etc) e ficar sempre alerta acompanhando o que esta acontecendo e o que vai acontecer para estar no lugar certo e na hora certa para fazer as fotos e conseguir vender.

Vc tem que pesquisar como esta o mercado por vc mesmo pq hoje eu ja nao sei.
« Última modificação: 11 de Outubro de 2013, 13:04:44 por C R O I X »