Autor Tópico: Preços que estratégia usar ?  (Lida 4146 vezes)

spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.409
Resposta #15 Online: 03 de Novembro de 2013, 19:32:10
Eu já prefiro simplificar as coisas. Mando meu orçamento, se a pessoa aceitar as minhas condições partimos para um encontro para conversarmos sobre ela e sobre eu e minha fotografia. Acho que esse modelo de ficar discutindo os valores acaba tornando o dinheiro mais importante do que o trabalho a ser realizado. Voces dizem que querem que os clientes pensem somente na qualidade do trabalho de voces mas ficam numa discussão prolongada sobre valores, produtos e pacotes? Eu acho melhor passar esse tempo discutindo sobre algo menos materialista. Se voces tem diversos pacotes/produtos, não é melhor descrever tudo certinho e não precisar ficar nesse toma lá dá cá?
Outra coisa, as pessoas confundem público-alvo com a capacidade financeira dos seus potenciais clientes. Acho que o publico-alvo é muito mais restrito que isso. É mais interessante traçar um perfil psicológico/sociológico do seu público de acordo com as suas características e as de seu trabalho. Eu vejo muita gente querendo saber com atingir o que chamam de cliente "classe A", como se isso fosse o supra-sumo da carreira fotográfica.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.429
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #16 Online: 04 de Novembro de 2013, 00:03:04
Na verdade eh o contrario spiderman. Quando alguem procurava por mim e eu mandava um preco estabelecido, a conversa ficava em torno do preco. O cliente queria saber so sobre o preco. E na maioria das vezes o preco que mandava com as pre condicoes que eu mandava nunca eram usados.

Eu nao tenho pacotes ou precos pre definidos para focar discutindo sobre. E a conversa nao fica em torno do valor mas sim da nescessidade do cliente.

Existem dois tipos de clientes, o que contacta perguntando "quanto custa" logo de cara, e o que contacta falando o que precisa, e no final pegunta quanto vai custar. A minha intencao eh tornar o primeiro tipo de cliente no segundo. Ou seja, esquecer sobre valores e falar qual eh o objetivo das fotos, qual a nescessidade, o que eh esperado, para eu saber o que vao ser preciso para ser realizado, quanto tempo ira tomar de mim e demais custos. E com essas informacoes eu posso saber o quanto custara. E se o limite financeiro do cliene for menor eu tento adaptar.

O objetivo eh justamente fazer o cliente esquecer do preco e se focar no que ele quer das fotografias. E meu objetivo eh oferecer trabalhos e resultados diferenciados de acordo com o que cada cliente quer. Pq se nao, se o cliente fica escolhendo pelo preco e nao souber, ou nao for claro, no que ele queria realmente (pq foi empurrado um valor e um pacote) ele comeca a achar problemas em qualquer coisinha atoa para compensar a frustracao da do resultado que nao era exatamente o que ele queria mas que foi empurrado. E quanto mais forcado e chato o cliente for sobre precos mais problematico ele tende a ser. Eu prefiro nao fotografar para esse tipo de pessoas. Eu quero clientes que saibam o que querem das fotos e nao cliente que escolhe pelo preco e nao se importando tanto com o produto antes do servico ser feito.

Eh muito mais simples, facil e pratico o cliente dizer exatamente o que deseja e quanto pode gastar, e deixar com que eu me preocupe em realizar o que ele quer de acordo com as vontades e limites dele. E o resultado eh maior satisfacao, praticamente sem reclamacoes nenhuma, etc.
« Última modificação: 04 de Novembro de 2013, 00:07:42 por C R O I X »


Leo_Castro

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 41
    • Aumente as suas vendas de Fotografia
Resposta #17 Online: 05 de Novembro de 2013, 18:51:42
Perfeito.

Essa na verdade não é uma estratégia e sim uma política de preços chamada Política de Preços Negociados, escrevi recentemente sobre essa política no artigo Escolha a sua poítica de Preços

Citar
É a política de preços exclusiva para cada cliente. Muito utilizada por fotógrafos fine-art, moda e produtos. Essa política de preços é necessária para serviços customizados e exclusivos para cada cliente. A sua vantagem é a flexibilidade de serviços de fotografia. Tem como desvantagem a exigência de capacidade de negociação por parte do fotógrafo.

Quem quiser pode ver o artigo na íntegra aqui!


Eduardo Furlan

  • Trade Count: (6)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 106
  • Sexo: Masculino
    • Portifolio
Resposta #18 Online: 07 de Novembro de 2013, 11:06:44
Eu já prefiro simplificar as coisas. Mando meu orçamento, se a pessoa aceitar as minhas condições partimos para um encontro para conversarmos sobre ela e sobre eu e minha fotografia. Acho que esse modelo de ficar discutindo os valores acaba tornando o dinheiro mais importante do que o trabalho a ser realizado. Voces dizem que querem que os clientes pensem somente na qualidade do trabalho de voces mas ficam numa discussão prolongada sobre valores, produtos e pacotes? Eu acho melhor passar esse tempo discutindo sobre algo menos materialista. Se voces tem diversos pacotes/produtos, não é melhor descrever tudo certinho e não precisar ficar nesse toma lá dá cá?
Outra coisa, as pessoas confundem público-alvo com a capacidade financeira dos seus potenciais clientes. Acho que o publico-alvo é muito mais restrito que isso. É mais interessante traçar um perfil psicológico/sociológico do seu público de acordo com as suas características e as de seu trabalho. Eu vejo muita gente querendo saber com atingir o que chamam de cliente "classe A", como se isso fosse o supra-sumo da carreira fotográfica.

Concordo com você Spiderman mas vejo que essa opção sua é bem regionalizada, ou seja é um negócio funciona ai na sua região e em muitas outras, mas aqui na minha região lhe digo que é impossível ou quase trabalhar desta forma, os clientes aqui gostam de ver "pacotes" antes de fechar qualquer negócio pode ser classe A, B ou C a grande maioria vê dessa forma e por ser cidade pequena ou você trabalha dessa forma ou não vende. Essa é a triste realidade aqui da região.
Eduardo Furlan
eduardofurlan.com

Whats: 19 98199.3294


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.409
Resposta #19 Online: 07 de Novembro de 2013, 12:11:09
Concordo com você Spiderman mas vejo que essa opção sua é bem regionalizada, ou seja é um negócio funciona ai na sua região e em muitas outras, mas aqui na minha região lhe digo que é impossível ou quase trabalhar desta forma, os clientes aqui gostam de ver "pacotes" antes de fechar qualquer negócio pode ser classe A, B ou C a grande maioria vê dessa forma e por ser cidade pequena ou você trabalha dessa forma ou não vende. Essa é a triste realidade aqui da região.
Eduardo, não tenho nada contra os pacotes. Acho até bom que o cliente encontre uma opção mais adequada para ele. Mas creio que há como limite o trabalho realizado pelo fotógrafo. Por exemplo, eu tenho um limite de numero de fotos pra eventos. Esse limite é o que eu acho que vai render que ofereça um mínimo de qualidade dentro da linguagem que pretendo oferecer. Se o cliente quer ter muito mais foto que isso, eu não tenho como atender à demanda dele pois acho que irá comprometer a qualidade do meu trabalho. Portanto, nem sempre o que o cliente quer é aquilo que voce pode oferecer. Mas de qualquer forma, creio que se esses pacotes conseguem respeitar esse limite, é uma boa opção. O que não sou a favor é a escolha de um preço de acordo com os recursos do cliente. Nesse caso não há pacote algum definido. Trata-se de uma negociação com o cliente de acordo com o perfil financeiro dele.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


FelipeLaureano

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 104
  • Sexo: Masculino
Resposta #20 Online: 12 de Novembro de 2013, 10:04:54
Eu uso a estrategia da analise do budget do cliente e da minha vontade de negociar (adaptando o que for preciso para as pessoas com dinheiro limitado). Desde que seja algo serio e o objetivo seja qualidade eu farei de tudo para entrar em um acordo.

Se alguem me procura pedindo qualtidade e valor baixo eu mando procurar outro fotografo (trabalhar com essas pessoas normalmente eh pedir para ter problemas). Ou pior, pedir qualidade e valor baixo, normalmente essas pessoas procuram problemas onde nao exite e exigem mais do que esta no contrato/combinado.

Mas o ideal mesmo eh trabalhar para aqueles que estao dispostos gastar e que nao por acaso estao sempre satisfeitos. Enquanto o meu objetivo eh sempre oferecer qualidade.

Concordo.
Cada trabalho e trabalho, cabe a vc analisar sus gastos, tempo de trabalho, etc...