Mundo Fotográfico

EQUIPAMENTOS PARA FOTO E VÍDEO => Médio e Grande Formato => Tópico iniciado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:06:16

Título: Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:06:16
Venho aqui trocar minhas experiências no médio formato digital. A fim de orientar quem se interesse pelo formato.

Sabemos q a Fuji fez muito barulho nos 35mm, usando APS-C e o anuncio da entrada dela no MF, em 2015, teve o mesmo efeito.
A estratégia dela no MF foi a mesma dos 35mm: CROP + mirrorless.

Como ela se encaixa no mundo MF digital ?

Cenário atual, 2017:
- Temos cameras MF excusivamente de estúdio (nos padrões de 2017), definindo estúdio como local com situação controlada de luz que pode, ou não, ser a céu aberto (nessas cameras recomenda-se fotometro externo de mão e flash manual. Elas tem alto sincronismo de flash, é comum usá-las direto na tomada e conectadas, por cabo, a um microcomputador)
e
- cameras MF que servem para campo (nos padrões de 2017), definindo campo como local com situação não controlada de luz que pode, ou não, ser a céu aberto. Como eventos, por exemplo. (nessas cameras espera-se que o fotometro interno seja suficiente e, de preferência, tenha o modo MATRIX (medição de 100% da area) para que o flash TTL possa ser usado com segurança em qualquer situação. Espera-se que elas trabalhem com 100% dos recursos sem estar conectadas a um computador e tenham bateria suficiente para trabalharem fora da tomada)

Hoje temos: (segue abaixo)
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:06:43
Phase One XF (2015): Uso recomendado: Exclusivamente para estúdio (ver primeiro post acima).
-Sensor: Sony CMOS 50Mp e 100Mp ou Leaf CCD 40Mp, 60Mp e 80Mp.
645 (120) ou
Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Para quem não sabe, o modelo deixa trocar o sensor atrás (back digital), sem precisar mudar o resto da camera.
Legal ? Nem tanto.
- Padrão de backs: Mudaram (de novo) a compatibilidade. Só os de 2011 para cá (IQ e os Credo) são aceitos. (Backs antigos, solução ? Ebay...).
- Padrão de lentes: Mudaram o encaixe das lentes. Só afeta as mais antigas (que agora precisam ter seu encaixe serrado para entrar na nova camera). Estratégico ? Só o tempo dirá.
- Foco: O automático continua impreciso (desde que foi criado em 1999) e a maioria dos seus usuários ainda ama o manual.
- Fotômetro: Desde que foi criado é ruim. Os usuários usam fotometros externos de mão (Sekonic, Kenko, ...).
- Flash: Devido ao fotômetro fraco, é melhor ir pro manual... Padrão: Metz. Recomenda-se Profoto (manual)
- Lentes: Mamiya e Schneider
- Sincronismo de Flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) e 1/1600 nas lentes Schenider com Leaf Shutter (central, dentro da lente)

Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:08:16
Hasselblad: Padrão V e H exclusivos para estudio (ver primeiro post acima). Padrão X: Recomendado para estúdio e pode ser usado em campo mas, sem fotometria matrix (o fotômetro não lê 100% da area)
- Sensor: Sony CMOS 50Mp e 100 Mp
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Era para ser modular (trocar só o sensor atrás, diga-se: back digital e, manter a camera) mas, lançam mais versões de cameras do que de backs. Hoje se troca mais de câmera do que de back.
- Padrão de backs: Abandonaram o formato V em 2013, junto com as cameras V... Mantiveram só o H (2003) e as cameras H. Em 2015, anunciaram as X (que não trocam backs) como sendo o futuro da marca.
- Padrão de lentes: Idem: Mataram a mount (tipo de encaixe) V em 2013 e apenas a mount H (2003) continuou mas, a marca anuncia que a mount X será o futuro (que só encaixa nas cameras X).
- Foco: Um ponto só mas, bem eficiente.
- Fotômetro: Modelos H e X: Ponderado central, Spot, não tem matrix o que pode dificulta flash e fotos normais fora do estudio.
- Flash: Indica-se Profoto (manual) nas V e H e Nikon (TTL sem Matrix) ou Profoto (manual) nas X.
- Lentes: Padrão V: Zeiss. Padrão H: Fuji. Padrão X: Nittoh (antiga Vivitar)
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) Padrão V: 1/500. Padrão H: 1/800 e 1/2000. Padrão X: 1/2000

Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:09:01
Leica S: Pode ser usada em campo. Recomenda-se foco manual.
- Sensor: Kodak CCD 37.5Mp
- Levemente menor que Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: S
- Foco: Um ponto só e muito ruim. Após mais de 5 anos, o defeito foi reconhecido pela empresa e novas lentes serão feitas (antigos clientes terão direto a troca mas, a performance ainda é desconhecida)
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix de 5 segmentos
- Flash: Leica TTL
- Lentes: Leica
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) ou lentes Leica Leaf Shutter (central, dentro da lente). A 30mm e a 45mm chegam a 1/1000. As 35mm, 70mm, 120mm e 180mm chegam a 1/500.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 05:21:53
Fuji GFX: Recomenda-se o uso em campo (ver primeiro post acima). Não é recomendada para estúdio porque as normas atuais pedem sincronismo alto e ela tem sincronismo de flash de cortina que vai até 1/125. Na pratica, ela atende estúdio com flashs mais caros, pesados e modernos, que gastam mais bateria (do flash) e usam lâmpadas mais caras. São flashs feitos para estes tipos de câmera.
- Sensor: Sony CMOS 50Mp
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: G
- Foco: Automático de contraste. Ótimo de dia a céu aberto. Complicado em lugar de pouca iluminação.
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix de 256 segmentos
- Flash: Fuji TTL
- Lentes: Fuji
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter)

Tem sido a queridinha da maioria dos sites e youtubers :wub: porque:
1. É um modelo Mirrorless MF (tamanho relativamente pequeno e peso baixo)
e
2. Pode ser usasa em campo com certa tranquilidade (como as mirrorless em geral) por ter boa fotometria interna e bom foco (que no MF é raro, ver outras câmeras acima)
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 06:00:24
Pentax 645Z: É o "patinho feio", por ser pouco comentada (até a entrada da Fuji) pelos youtubers e sites mas, é a única MF digital que atende 100% dos requisitos MF para estúdio (ver primeiro post acima) e 100% dos requisitos de uma câmera profissional de campo (ver primeiro post acima). É uma pena que algumas das lentes deixaram de ser fabricadas nos últimos anos.
- Sensor: Sony CMOS 50Mp
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: Pentax 645
- Foco: Automático, phase de 27 pontos (a única com sistema de foco de nível de uma Reflex (DSLR) 35mm profissional), sendo 25 cross. Ótimo tanto de dia a céu aberto, como em lugares de pouca iluminação.
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix 83.000 pixels RGB (a única com fotômetro interno do nível de uma Reflex (DSLR) 35mm profissional)
- Flash: Pentax TTL
- Lentes: Pentax (que hoje é uma marca da empresa Ricoh)
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) e central, dentro da lente (leaf shutter) 1/500 nas lentes antigas (fora de linha) 75mm e 135mm (apenas nessas duas lentes, é necessário por fita adesiva no contato isolado mais a esquerda do encaixe da lente, para manter a compatibilidade com a linha Z)
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: vangelismm em 02 de Agosto de 2017, 07:40:13
O que é vest pocket? O tamanho do sensor?

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 11:18:03
O que é vest pocket? O tamanho do sensor?

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

Vest Pocket é o nome do filme 127, que tem 44mm x 33mm (existiu até os anos 90).

O tamanho do sensor dessas câmeras é o padrão 127 (44mm x 33mm), por isso, essas não são 645 (56mm x 45mm) . Porém, como elas usam lentes 645, optou-se por chamá-las de CROP 645.

A tradução livre é "filme de bolso" porque ele cabia dentro do bolso (pocket) de um casaco (vest) e era o filme das câmeras portáteis antes dos 35mm surgirem.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: fabianob em 02 de Agosto de 2017, 11:28:16
 :clap: :clap:

 :snack:
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: fernandomalungo em 02 de Agosto de 2017, 11:52:56
 :clap: :clap: :clap:
A decisão da troca de equipamentos desse nivel "M.F." fica mais complicada com tantos entraves.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: cfcsosa em 02 de Agosto de 2017, 12:13:14
kd a Hassel 1XD ?
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 17:37:13
:clap: :clap: :clap:
A decisão da troca de equipamentos desse nivel "M.F." fica mais complicada com tantos entraves.

O médio formato digital parou por uns 10 anos...

As empresas europeias Leica, Phase e Hassel dormiram em um mercado que era só deles.


Coincidência ou não,
Com a chegada da Pentax em 2010,
- A Hasselblad (que era da Fuji desde 2003) é vendida em 2012 e, de novo, em 2017. E a Fuji entra com sua marca 'sozinha' em 2017.
- A Phase é vendida em 2014.

Com a chegada da Fuji em 2017,
- Em 2017, a Leica resolveu atualizar todo o sistema de foco de suas lentes Médio Formato de 2012, de graça... tipo um Recall após 5 anos.
- A Phase também mudou todo o sistema de foco em 2017...
Não existe mais o slogan de que médio formato é profissional e profissional é foco manual com um autofoco meia-boca. O triste é ver que Leica e Phase tinham a solução pronta mas, só lançararam quando foram pressionadas.

As empresas europeias agora estão se atualizando rapidamente porque não tem como competir com Pentax e Fuji.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 02 de Agosto de 2017, 17:49:08
kd a Hassel 1XD ?

Vou arrumar !
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 03 de Agosto de 2017, 06:27:58
Phase One XF (2015): Uso recomendado: Exclusivamente para estúdio (ver primeiro post acima).
-Sensor: Sony CMOS 50Mp e 100Mp ou Leaf CCD 40Mp, 60Mp e 80Mp.
645 (120) ou
Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Para quem não sabe, o modelo deixa trocar o sensor atrás (back digital), sem precisar mudar o resto da camera.
Legal ? Nem tanto.
- Padrão de backs: Mudaram (de novo) a compatibilidade. Só os de 2011 para cá (IQ e os Credo) são aceitos. (Backs antigos, solução ? Ebay...).
- Padrão de lentes: Mudaram o encaixe das lentes. Só afeta as mais antigas (que agora precisam ter seu encaixe serrado para entrar na nova camera). Estratégico ? Só o tempo dirá.
- Foco: O automático continua impreciso (desde que foi criado em 1999) e a maioria dos seus usuários ainda ama o manual.
- Fotômetro: Desde que foi criado é ruim. Os usuários usam fotometros externos de mão (Sekonic, Kenko, ...).
- Flash: Devido ao fotômetro fraco, é melhor ir pro manual... Padrão: Metz. Recomenda-se Profoto (manual)
- Lentes: Mamiya e Schneider
- Sincronismo de Flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) e 1/1600 nas lentes Schenider com Leaf Shutter (central, dentro da lente)

Complementando, esse modelo acima, o modelo de 2009 (Phase One DF) e o de 2012 (Phase One DF+),  não aceitam back de filme.
Não exisrem mais, cameras com a marca Mamiya, a última é a de 2012 (Mamiya 645DF+), idêntica a Phase One DF+, pois a Mamiya foi vendida a Phase One.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 03 de Agosto de 2017, 07:41:52
**Arrumando e organizando melhor a Hasselblad**
Hasselblad: 3 Padrões incompatíveis entre si, todas ótimas para estúdio e pouco recomendadas para campo (nos padrões de 2017) pela falta de um fotômetro matrix interno que cubra 100% da área do sensor (ver primeiro post do tópico sobre os padrões e os conceitos estúdio x campo)

1. Padrão V, descontinuado em 2013. É o das Hassel tradicionais lançadas em 1957.
- Sensor: Troca-se atrás, sem trocar de câmera. Vários modelos (backs) foram lançados (por mais de um fabricante). Existem desde CMOS à CCD, desde 22Mp à 80Mp, Os backs atuais são da Leaf. Aceita back de filme 120, faz fotos 6 x 6.
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: V
- Foco: Manual
- Fotômetro: (comprado à parte) Ponderado central e Spot, não tem matrix o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Hasselblad TTL (se for o modelo que aceita TTL)
- Lentes: Zeiss.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/500

2. Padrão H, lançado em 2002. Camera em linha: H6D
- Sensor: Atualmente são Sony CMOS 50Mp e 100 Mp. É a única camera digital em linha que aceita, também, filme (fotografa no padrão 645).
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Era para ser modular (trocar só o sensor atrás, diga-se: back digital e, manter a camera) mas, lançam mais versões de cameras do que de backs. Hoje se troca mais de câmera do que de back.
- Padrão de backs: H
- Padrão de lentes: H
- Foco: Automático de um ponto só mas, bem eficiente.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual).
- Lentes: Feitas pela Fuji, com o nome Hasselblad.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/800 e 1/2000.

3. Padrão X, lançado em 2016. Camera em linha: X1D
- Sensor: Sony CMOS 50Mp. (única Hasselblad que não troca o sensor)
Tamanho do sensor:
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: X
- Foco: Automático de contraste. Ótimo de dia a céu aberto. Complicado em lugar de pouca iluminação.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual). Padrão Nikon TTL (sem matrix que cubra 100% da área )
- Lentes: Feitas pela Nittoh, antiga Vivitar.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/2000.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 03 de Agosto de 2017, 08:14:16
:clap: :clap: :clap:
A decisão da troca de equipamentos desse nivel "M.F." fica mais complicada com tantos entraves.
A Pentax 645Z ainda é única que atende as expectativas de ISO alto (bem alto, com qualidade) e fotômetria de um fotografo que espere algo do mesmo nível das DSLR 35mm de estúdio/eventos profissionais (padrões de 2017).

Mas, ainda não atende:
- Os padrões de flash sync profissionais (só faz até 1/125 mas, para subir mais, pelo menos, tem HSS). Teria que ser, pelo menos 1/200.
- O foco, tem 27 pontos, 25 cross mas, todos ficam apenas, na area central. Bem central mesmo. (quanto mais longe do centro, mais complexo fica colocar os pontos de foco)
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 03 de Agosto de 2017, 08:17:41
Sobre os ISOs:

Vale lembrar que as únicas cameras que fazem ISO 800 e acima, com qualidade, são as que usam CMOS.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 04 de Agosto de 2017, 14:52:42
A grande dificuldade de por fotômetros matrix  (que cubram 100% da área) nas câmeras que trocam o sensor atrás, está na diferença dos tamanhos dos sensores. Existem vários tamanhos deles.

Alinhar pontos de foco muito ao lado do central, apresentam o mesmo problema.

É por isso que, olhando nos posts acima, percebe-se que:

A solução de fotômetro, só existe na Fuji GFX, na Pentax 645Z e na Leica S (apesar da Leica querer manter só um ponto de foco, pois ela sempre trabalhou com lentes manuais e não tem grande tecnologia de autofoco. O dela apresenta muitas falhas, há mais de 5 anos, e teve recall este ano, mas as Leicas tem bons fotômetros há anos, são simples, como os da Leica S, mas tem.)

A solução do foco só existe na Fuji GFX,  na Pentax 645Z e no modelo X1D da Hasselblad X1D (apesar da Hassel ter tecnologia de foco superior a Leica e a Phase, eles ainda não tem solução do fotômetro, pois eles nunca desenvolveram um matrix)
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: cfcsosa em 04 de Agosto de 2017, 18:21:36
A grande dificuldade de por fotômetros matrix  (que cubram 100% da área) nas câmeras que trocam o sensor atrás, está na diferença dos tamanhos dos sensores. Existem vários tamanhos deles.

Alinhar pontos de foco muito ao lado do central, apresentam o mesmo problema.

É por isso que, olhando nos posts acima, percebe-se que:

A solução de fotômetro, só existe na Fuji GFX, na Pentax 645Z e na Leica S (apesar da Leica querer manter só um ponto de foco, pois ela sempre trabalhou com lentes manuais e não tem grande tecnologia de autofoco. O dela apresenta muitas falhas, há mais de 5 anos, e teve recall este ano, mas as Leicas tem bons fotômetros há anos, são simples, como os da Leica S, mas tem.)

A solução do foco só existe na Fuji GFX,  na Pentax 645Z e no modelo X1D da Hasselblad X1D (apesar da Hassel ter tecnologia de foco superior a Leica e a Phase, eles ainda não tem solução do fotômetro, pois eles nunca desenvolveram um matrix)


A 1XD também tem fotômetro.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 04 de Agosto de 2017, 19:20:54

A 1XD também tem fotômetro.

Tá certo ! Eu deveria ter dito que ela não tem solução de fotômetro matrix que cubra 100% área, pois ela tem um ponderado central.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 20 de Agosto de 2017, 23:43:10
Leica S: Pode ser usada em campo. Recomenda-se foco manual.
- Sensor: Kodak CCD 37.5Mp
- Levemente menor que Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: S
- Foco: Um ponto só e muito ruim. Após mais de 5 anos, o defeito foi reconhecido pela empresa e novas lentes serão feitas (antigos clientes terão direto a troca mas, a performance ainda é desconhecida)
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix de 5 segmentos
- Flash: Leica TTL
- Lentes: Leica
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) ou lentes Leica Leaf Shutter (central, dentro da lente). A 30mm e a 45mm chegam a 1/1000. As 35mm, 70mm, 120mm e 180mm chegam a 1/500.

Atualizando, após os recalls dos CCDs da Kodak, a Leica mudou o fornecedor de sensores (sem mudar de resolução).
Os sensores atuais são todos CMOS da CMOSIS (que era uma empresa belga, mas, atualmente, pertence a AMS que é austríaca).
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: C R O I X em 21 de Agosto de 2017, 14:03:28
Pentax eh a melhor com o melhor preco tambem.

Mas pq nao uma camermanual antiga com back digital?
Llentes antigas com obturadores e back digital sai mais barato, tem alta qualidade, tema durabilidade e resistencia das cameras manuais, etc...
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: cfcsosa em 21 de Agosto de 2017, 15:58:23
Pentax eh a melhor com o melhor preco tambem.

Mas pq nao uma camermanual antiga com back digital?
Llentes antigas com obturadores e back digital sai mais barato, tem alta qualidade, tema durabilidade e resistencia das cameras manuais, etc...


Poxa, tava vendo um back digital pra minha Mamiya 645 e custava R$ 20.000,00. Com essa grana eu compro uma MF digital... É claro que o back digital era superior, mas a câmera já era antiga e tem uma série de desvantagens tecnologicas em relação às atuais.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: C R O I X em 23 de Agosto de 2017, 16:25:50

Poxa, tava vendo um back digital pra minha Mamiya 645 e custava R$ 20.000,00. Com essa grana eu compro uma MF digital... É claro que o back digital era superior, mas a câmera já era antiga e tem uma série de desvantagens tecnologicas em relação às atuais.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro

Se esse back digital puder ser usado em diferentes cameras incluindo suporte de cameras grande formato, ou camera tipo Fuji GX680, eu penso que talvez vala a pena se for de qualidade duravel.

Quanto as desvantagens tecnologicas que vc menciona, se vc se refere a auto focus, fotometro e demais questoes eletronicas, pessoalmente eu considero tais tecnologias desnecessarias para medio formato. Sinceramente, a nao ser para casos mais especificos tambem acho desnecessario para 35mm full frame tambem. Mas menos mecessario ainda par medio formato.

O OP mencionou uma das cameras medio formato que tem sync speed somente ate 1/125 ou algo assim, o que indica que o obturador esta na camera e nao na lente. E se esse for o padrao das cameras medio formato digitais, eu considero isso uma grande desvantagem perante a tecnologia de antigamente.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 23 de Agosto de 2017, 20:05:03

Infelizmente, o grande problema desses backs é a compatibilidade entre modelos.

Vários dos que servem na Mamiya de filme, não funcionam nas novas PhaseOne XF e os que tem tecnologia nova, não funcionam na Mamiya de filme.

E, sobre o Grande Formato, os backs ficam hyper cropados e o problema também ocorre...

Tem uma tabela aqui sobre a compatibilidade de alguns na Mamiya MF
https://www.phaseone.com/Search/Article.aspx?articleid=1451&languageid=1
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: C R O I X em 24 de Agosto de 2017, 07:24:39
Infelizmente, o grande problema desses backs é a compatibilidade entre modelos.

Vários dos que servem na Mamiya de filme, não funcionam nas novas PhaseOne XF e os que tem tecnologia nova, não funcionam na Mamiya de filme.

E, sobre o Grande Formato, os backs ficam hyper cropados e o problema também ocorre...

Tem uma tabela aqui sobre a compatibilidade de alguns na Mamiya MF
https://www.phaseone.com/Search/Article.aspx?articleid=1451&languageid=1

Eh muita mancada...

(https://media.giphy.com/media/bLYd8o62ROaZi/giphy.gif)


Obviamente um back medio fomato tera uma imagem cropada em uma camera grande formato, mas a vantagem esta em poder usar todas as vantagens e qualidades de um sistema grande formato para fazer uma foto digital medio formato. Une o melhor dos 3 mundo.

Mas esses backs digitais sao full frame ou cropados. Eu lembro que no inicio as medios formatos digitais nao eram exatamente 6x4,5 mas sim um pouco menor. Mas eu nao acompanho esse mundo entao nao sei atualmente. Mas 6x4,5 ja eh uma miatura de medio formato...
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 26 de Dezembro de 2018, 18:31:03
Atualizando o tópico, a Leica, a última que ainda mantinha o CCD, finalmente vai ao CMOS: (Aparentemente, todo o resto da câmera se mantém igual a versão anterior, a S Typ 007)

Leica S3: Pode ser usada em campo. Recomenda-se foco manual.
- Sensor: CMOS 64Mp
- Levemente menor que Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: S
- Foco: Um ponto só.
- Fotômetro: Ponderado central, Spot, Matrix de 5 segmentos
- Flash: Leica TTL
- Lentes: Leica
- Sincronismo de flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) ou lentes Leica Leaf Shutter (central, dentro da lente). A 30mm e a 45mm chegam a 1/1000. As 35mm, 70mm, 120mm e 180mm chegam a 1/500.
[/quote]
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 26 de Dezembro de 2018, 18:46:11
Phase One XF (2015): Uso recomendado: Exclusivamente para estúdio (ver primeiro post acima).
-Sensor: Sony CMOS 50Mp e 100Mp ou Leaf CCD 40Mp, 60Mp e 80Mp.
645 (120) ou
Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Para quem não sabe, o modelo deixa trocar o sensor atrás (back digital), sem precisar mudar o resto da camera.
Legal ? Nem tanto.
- Padrão de backs: Mudaram (de novo) a compatibilidade. Só os de 2011 para cá (IQ e os Credo) são aceitos. (Backs antigos, solução ? Ebay...).
- Padrão de lentes: Mudaram o encaixe das lentes. Só afeta as mais antigas (que agora precisam ter seu encaixe serrado para entrar na nova camera). Estratégico ? Só o tempo dirá.
- Foco: O automático continua impreciso (desde que foi criado em 1999) e a maioria dos seus usuários ainda ama o manual.
- Fotômetro: Desde que foi criado é ruim. Os usuários usam fotometros externos de mão (Sekonic, Kenko, ...).
- Flash: Devido ao fotômetro fraco, é melhor ir pro manual... Padrão: Metz. Recomenda-se Profoto (manual)
- Lentes: Mamiya e Schneider
- Sincronismo de Flash: 1/125 cortina (focal plane shutter) e 1/1600 nas lentes Schenider com Leaf Shutter (central, dentro da lente)

Atualizando,

A Phase One agora tem sensores de 150Mp

e um trichromatic de 100Mp (o trichromatic processa as cores R, G e B em intensidade próxima, evitando ajustes no processador RAW).




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 26 de Dezembro de 2018, 18:51:11
**Arrumando e organizando melhor a Hasselblad**
Hasselblad: 3 Padrões incompatíveis entre si, todas ótimas para estúdio e pouco recomendadas para campo (nos padrões de 2017) pela falta de um fotômetro matrix interno que cubra 100% da área do sensor (ver primeiro post do tópico sobre os padrões e os conceitos estúdio x campo)

1. Padrão V, descontinuado em 2013. É o das Hassel tradicionais lançadas em 1957.
- Sensor: Troca-se atrás, sem trocar de câmera. Vários modelos (backs) foram lançados (por mais de um fabricante). Existem desde CMOS à CCD, desde 22Mp à 80Mp, Os backs atuais são da Leaf. Aceita back de filme 120, faz fotos 6 x 6.
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: V
- Foco: Manual
- Fotômetro: (comprado à parte) Ponderado central e Spot, não tem matrix o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Hasselblad TTL (se for o modelo que aceita TTL)
- Lentes: Zeiss.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/500

2. Padrão H, lançado em 2002. Camera em linha: H6D
- Sensor: Atualmente são Sony CMOS 50Mp e 100 Mp. É a única camera digital em linha que aceita, também, filme (fotografa no padrão 645).
Tamanho dos sensores:
- 645 (120) ou
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
Era para ser modular (trocar só o sensor atrás, diga-se: back digital e, manter a camera) mas, lançam mais versões de cameras do que de backs. Hoje se troca mais de câmera do que de back.
- Padrão de backs: H
- Padrão de lentes: H
- Foco: Automático de um ponto só mas, bem eficiente.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual).
- Lentes: Feitas pela Fuji, com o nome Hasselblad.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/800 e 1/2000.

3. Padrão X, lançado em 2016. Camera em linha: X1D
- Sensor: Sony CMOS 50Mp. (única Hasselblad que não troca o sensor)
Tamanho do sensor:
- Vest Pocket (127) (de 2003 pra cá, se chama o vest pocket de 645 crop).
- Padrão de lentes: X
- Foco: Automático de contraste. Ótimo de dia a céu aberto. Complicado em lugar de pouca iluminação.
- Fotômetro: Ponderado central e Spot, não tem matrix que cubra 100% da área, o que pode dificultar flash e fotos normais fora do estúdio (ver primeiro post do tópico).
- Flash: Devido a falta do fotômetro matrix, indica-se Profoto (manual). Padrão Nikon TTL (sem matrix que cubra 100% da área )
- Lentes: Feitas pela Nittoh, antiga Vivitar.
- Sincronismo de flash: Central, dentro da lente (Leaf Shutter) 1/2000.

Atualizando a Hasselblad:
No padrão H, ela lançou a H6D-400c com Multi-Shot de 4 e 6 movimentos, chegando ao que seriam 600Mp e ganhando precisão de cores.

Como todo Multi-Shot, o objeto tem que ser imóvel e, normalmente, não funciona com Flash (não consegui confirmar em nenhum lugar como está a questão do Flash no momento).


Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: fabianob em 26 de Dezembro de 2018, 21:25:58
Atualizando,

A Phase One agora tem sensores de 150Mp

e um trichromatic de 100Mp (o trichromatic processa as cores R, G e B em intensidade próxima, evitando ajustes no processador RAW).




Sent from my Hasselblad using Tapatalk

Essa aí o Kai w testou e disse que tem sérios problemas. Coisa de youtuber ou realmente ela é ruim?
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 27 de Dezembro de 2018, 12:23:13
Essa aí o Kai w testou e disse que tem sérios problemas. Coisa de youtuber ou realmente ela é ruim?

Se é sobre foco, fotômetro e white balance:

- a única médio formato que funciona bem sem fotômetro externo é a Hasselblad X, a Fuji G e a Pentax 645z (versão z)

- as únicas que funcionam bem sem um medidor de white balance externo são a Hasselblad X e a Pentax 645z (versão Z)

- a única que foca bem no automático de dia é a Hasselblad X, a Fuji G e Pentax 645z (versão Z)

- a única que foca bem no automático, à noite, é a Pentax 645z (versão Z)

As outras câmeras Hasselblad H, PhaseOne XF e Leica S3 (versão 3), são até superiores em estúdio mas se aplicam apenas a estúdio.



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 27 de Dezembro de 2018, 12:46:44
Essa aí o Kai w testou e disse que tem sérios problemas. Coisa de youtuber ou realmente ela é ruim?

Respondi acima e fui atrás do vídeo do Kai.

Realmente o vídeo age de má fé.
Ele não testa a câmera PhaseOne XF (única câmera em linha fabricada pela PhaseOne desde 2015)

Ele esta a camera Alpa com o back que a PhaseOne vende mas, não fica claro isso para quem vê o vídeo e desconhece a PhaseOne.

Ele fala que está com uma câmera de 56mil USD mas ele não está com a câmera da PhaseOne, só com a parte de trás (back) e ridiculariza a dificuldade de uso que não seria tanta na PhaseOne XF.

É bem o tipo de vídeo que eu entendo que merecia processo por perdas e danos que ele causa à imagem da empresa PhaseOne



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: fabianob em 27 de Dezembro de 2018, 15:38:17
Respondi acima e fui atrás do vídeo do Kai.

Realmente o vídeo age de má fé.
Ele não testa a câmera PhaseOne XF (única câmera em linha fabricada pela PhaseOne desde 2015)

Ele esta a camera Alpa com o back que a PhaseOne vende mas, não fica claro isso para quem vê o vídeo e desconhece a PhaseOne.

Ele fala que está com uma câmera de 56mil USD mas ele não está com a câmera da PhaseOne, só com a parte de trás (back) e ridiculariza a dificuldade de uso que não seria tanta na PhaseOne XF.

É bem o tipo de vídeo que eu entendo que merecia processo por perdas e danos que ele causa à imagem da empresa PhaseOne

Legal...

Realmente o Kai fazia reviews bem interessantes a alguns anos atrás, tinha um humor na medida certa e era bem didático, porém agora ele força a barra e tá pisando muito na bola, a maioria dos vídeos dele, ele ridiculariza os equipamentos, claro Sony não entra nesta lista...
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 06 de Fevereiro de 2019, 19:28:30
Legal...

Realmente o Kai fazia reviews bem interessantes a alguns anos atrás, tinha um humor na medida certa e era bem didático, porém agora ele força a barra e tá pisando muito na bola, a maioria dos vídeos dele, ele ridiculariza os equipamentos, claro Sony não entra nesta lista...

Eu não sei porque isso acontece maa acontece...

A gente começa a seguir um cara, gosta dos reviews... aí de repente, desanda tudo... fica uma droga... e se recomendamos o cara a alguém, ficamos com vergonha...



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: jeans em 07 de Fevereiro de 2019, 18:10:21
https://www.dpreview.com/reviews/fujifilm-gfx-50r-first-impressions-review/4?utm_source=self-desktop&utm_medium=marquee&utm_campaign=traffic_source

MF pra que / pra quem?
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Fábio Kruschewsky Lemos em 07 de Fevereiro de 2019, 23:06:33
https://www.dpreview.com/reviews/fujifilm-gfx-50r-first-impressions-review/4?utm_source=self-desktop&utm_medium=marquee&utm_campaign=traffic_source

MF pra que / pra quem?


Médio Formato faz diferença quando falamos de câmeras com 100 - 150MP.  A Fujifilm, por exemplo, irá lançar este ano (provavelmente ainda neste semestre) a GFX 100.  As lentes Fujinon GF foram projetadas para apresentar a sua melhor performance nesta faixa de MP.  Hasselblad e Phase One já vendem câmeras de 150MP há algum tempo. O que a "Fuji" vai fazer com a GFX 100 é trazer as câmeras MF de 100MP para um patamar de mercado abaixo de US$ 10.000,00 (corpo).  E, de quebra, oferecendo recursos como In Body Image Stabilization - IBIS e autofoco por detecção de fase, itens ainda inéditos no Médio Formato!

Não teremos câmeras "Full Frame" (35mm) com 100MP por alguns anos ainda (a maioria esmagadora dos modelos atualmente a venda, seja DSLR ou ML, ainda está nos 24MP e isto em pleno 2019!). Quando as "FF" chegarem aos 100MP, as Médio Formato já estarão na faixa dos 200 - 300MP.  A margem de desenvolvimento é diretamente proporcional ao tamanho dos sensores. Sempre foi assim (acompanho a evolução desta tecnologia desde que a Kodak lançou a DCS-100, em 1991).

MF para quê / para quem?  Pergunte aos caras da Phase One, da Hasselblad e da Fuji.  Citando um exemplo da minha área de atuação profissional (Aviação Civil), tente fazer aerolevantamento fotográfico de áreas urbanas com uma "FF" de 45MP.  Depois faça o mesmo com uma MF de 150MP. (MF é o equipamento utilizado nesta atividade desde a era do filme).  Ai, irá entender a razão de existir das MF.

É simples; quanto maior a área do sensor, maior o número de detalhes que podem ser "captados". Já era assim no tempo dos "grãos de haleto de prata" e continua assim com os "fotodiodos / pixels" :ok:
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: jeans em 10 de Fevereiro de 2019, 12:23:29

Médio Formato faz diferença quando falamos de câmeras com 100 - 150MP.  A Fujifilm, por exemplo, irá lançar este ano (provavelmente ainda neste semestre) a GFX 100.  As lentes Fujinon GF foram projetadas para apresentar a sua melhor performance nesta faixa de MP.  Hasselblad e Phase One já vendem câmeras de 150MP há algum tempo. O que a "Fuji" vai fazer com a GFX 100 é trazer as câmeras MF de 100MP para um patamar de mercado abaixo de US$ 10.000,00 (corpo).  E, de quebra, oferecendo recursos como In Body Image Stabilization - IBIS e autofoco por detecção de fase, itens ainda inéditos no Médio Formato!

Não teremos câmeras "Full Frame" (35mm) com 100MP por alguns anos ainda (a maioria esmagadora dos modelos atualmente a venda, seja DSLR ou ML, ainda está nos 24MP e isto em pleno 2019!). Quando as "FF" chegarem aos 100MP, as Médio Formato já estarão na faixa dos 200 - 300MP.  A margem de desenvolvimento é diretamente proporcional ao tamanho dos sensores. Sempre foi assim (acompanho a evolução desta tecnologia desde que a Kodak lançou a DCS-100, em 1991).

MF para quê / para quem?  Pergunte aos caras da Phase One, da Hasselblad e da Fuji.  Citando um exemplo da minha área de atuação profissional (Aviação Civil), tente fazer aerolevantamento fotográfico de áreas urbanas com uma "FF" de 45MP.  Depois faça o mesmo com uma MF de 150MP. (MF é o equipamento utilizado nesta atividade desde a era do filme).  Ai, irá entender a razão de existir das MF.

É simples; quanto maior a área do sensor, maior o número de detalhes que podem ser "captados". Já era assim no tempo dos "grãos de haleto de prata" e continua assim com os "fotodiodos / pixels" :ok:

ou seja, uso específico. aí tá mais q certo, afinal todo profissional usa ferramentas de trabalho
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 10 de Fevereiro de 2019, 21:07:52
ou seja, uso específico. aí tá mais q certo, afinal todo profissional usa ferramentas de trabalho

Médio Formato é muito usado em publicidade.

Na era filme, todas revistas de qualidade eram Medio Formato

O 35mm era o padrão de jornalismo e turismo.

Hoje, o médio formato se mantém em todas as áreas onde a ampliação grande é necessária.

Entre em um Shopping e veja os cartazes gigantes com fotos  :ok:

Até mesmo nas fotos de hambúrguers de um McDonald's.


Aquilo tudo costuma ser médio formato



Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Claudio Rombauer em 10 de Fevereiro de 2019, 21:51:20
Quem tem que correr atrás nessa questão de tamanho de imagem é a Adobe.

Eles são padrão na indústria gráfica e o software não suporta PSDs de grandes composições, acima de determinado tamanho. Não é questão de processamento, é o próprio software que não permite. Precisam rever isso imediatamente. Em diversas vezes eu cheguei ao limite usando uma câmera relativamente modesta, que é a 5DSr, imagina com estes monstros.

O que tenho feito é um monte de links externos de dentro do PSD.

Senão o PS só permite salvar em PSB.
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: Ernesto em 11 de Fevereiro de 2019, 11:46:51
Quem tem que correr atrás nessa questão de tamanho de imagem é a Adobe.

Eles são padrão na indústria gráfica e o software não suporta PSDs de grandes composições, acima de determinado tamanho. Não é questão de processamento, é o próprio software que não permite. Precisam rever isso imediatamente. Em diversas vezes eu cheguei ao limite usando uma câmera relativamente modesta, que é a 5DSr, imagina com estes monstros.

O que tenho feito é um monte de links externos de dentro do PSD.

Senão o PS só permite salvar em PSB.


Pensei agora... deve ser por isso que a Sony e a Fuji estão abrindo parcerias com o Capture One...

Mas a Adove deve se mexer na última hora... senão, ela dará espaço ao Capture One...


Apesar que já demorou, né ?




Sent from my Hasselblad using Tapatalk
Título: Re:Guia MF hoje: Do sonho Fuji, ao patinho feio Pentax...
Enviado por: jeans em 11 de Fevereiro de 2019, 19:19:14
Médio Formato é muito usado em publicidade.

Na era filme, todas revistas de qualidade eram Medio Formato

O 35mm era o padrão de jornalismo e turismo.

Hoje, o médio formato se mantém em todas as áreas onde a ampliação grande é necessária.

Entre em um Shopping e veja os cartazes gigantes com fotos  :ok:

Até mesmo nas fotos de hambúrguers de um McDonald's.


Aquilo tudo costuma ser médio formato



Sent from my Hasselblad using Tapatalk

sim, entra no uso especifico tb neh. o meu comentario meio boboca foi mais no sentido de comparar FF vs MF no dia a dia, pra alguem q tem interesse em comprar uma camera por comprar ou pra uso profissional fora dos usos especificos