Autor Tópico: Bacia da Cantareira  (Lida 433 vezes)

Song

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 719
Online: 30 de Março de 2014, 22:20:06
Galera,

São Paulo corre perigo!!! hahahah...

Estava olhando o flickr para ter idéias de como enquadrar as fotos que tirei no Núcleo Engordador, um dos parques que faz parte do sistema Cantareira e vejam o que encontrei...

Registrado em 21/04/2013



Registrado em 29/03/2014


Reparem na pedra ao lado direito das imagens. Quase submersa em 21/04/2013 e totalmente exposta em 29/03/2014

Não ia postar essa foto, pois não gostei dela (céu estourado, crianças jogando pedras na água, etc etc etc), mas ao ver a diferença no nível da represa... Fica o registro jornalístico... hehehehe....


 :eek:


Renan.Paiva

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 551
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 31 de Março de 2014, 09:01:11
E tem gente que fala que o aquecimento global é mito  :aua: :aua: :aua: :aua: :aua: :aua:
Nikon D7100 - 35mm DX 1.8G - 50 mm AF-S 1.8G - 55 200 VR - Tamron 17-50 2.8 VC DX II


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #2 Online: 31 de Março de 2014, 10:06:39
A queda dos volumes das águas na Região Sudeste está ligada diretamente às cheias na Região Norte.
O desmatamento, o assoreamento dos rios e a grande quantidade de água de desce muito rápido em direção ao mar faz cair a umidade na Amazônia. Sem umidade no ar, os ventos não tem como levar água da Região Norte para se precipitar sobre o Sudeste.
A carestia de água no Sudeste é reflexo da falta de atenção com nossas florestas.
A cidade exige muito dos recursos naturais e sua população não cobra soluções ambientais dos governantes, nem mesmo cuida de seu habitat local.
Em climatologia/ecologia todo o ambiente é dependente de outro. Não existe ambiente estanque. O que acontece aqui, reflete ali.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


sri_canesh

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.645
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 31 de Março de 2014, 10:44:40
A queda dos volumes das águas na Região Sudeste está ligada diretamente às cheias na Região Norte.
O desmatamento, o assoreamento dos rios e a grande quantidade de água de desce muito rápido em direção ao mar faz cair a umidade na Amazônia. Sem umidade no ar, os ventos não tem como levar água da Região Norte para se precipitar sobre o Sudeste.
A carestia de água no Sudeste é reflexo da falta de atenção com nossas florestas.
A cidade exige muito dos recursos naturais e sua população não cobra soluções ambientais dos governantes, nem mesmo cuida de seu habitat local.
Em climatologia/ecologia todo o ambiente é dependente de outro. Não existe ambiente estanque. O que acontece aqui, reflete ali.

Parabéns, Hyde, é um alento ver que existem pessoas com essa consciência de que manutenção de florestas não é apenas coisa de Tree Hugger.  :ok:

Presto serviços a dois Comitês de Bacia, conflitos no uso da água são uma constante e só tendem a piorar. Nossa Lei das Águas é uma das melhores do mundo, mas para variar é mais uma Lei que poucos fazem questão de cumprir. E mesmo que cumprissem, ainda há o risco de não haver água para gerenciar devido a expansão da fronteira agrícola na Amazônia. O churrasquinho de hoje vai fazer faltar água para o Chopp de amanhã.

Para quem se interessar pelo assunto recomendo pesquisar no Google por "Rios Voadores" para entender essa dinâmica das chuvas do Sul/Sudeste que são criadas na região amazônica.
Cássio R. Eskelsen - Blumenau/SC