Autor Tópico: Casamento com OMD!  (Lida 1952 vezes)



Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 12.128
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #1 Online: 21 de Abril de 2014, 13:39:36
Fotos espetaculares. Percebe-se que esse fotógrafo tem o completo domínio de composição e pôs produção, ou seja, com NEX, OMD, Fuji ou Canon, sempre terão resultados ótimos.

Cláudio, parabéns pelo link.
D610 + AF-S 50 1.8 G + YN685
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.479
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 21 de Abril de 2014, 14:06:19
Concordo com você.

No fundo são apenas ferramentas. Assim como um mac ou um pc não interferem no nosso processo criativo, palavra de quem usa ambos profissionalmente há 20 anos, a marca da câmera também não deveria, a não ser que nos deixemos dominar pelas ferramentas, o que acontece enquanto estamos em formação.






rilove

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 286
Resposta #3 Online: 21 de Abril de 2014, 21:36:05
esse cara faz fotos incríveis com qualquer equipamento, atingiu aquele patamar onde o equipamento é "só" o equipamento.
demais!
Fuji XT-1  -  XF18 F2


Renato Cavalcante

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 586
  • Sexo: Masculino
    • Website
Resposta #4 Online: 21 de Abril de 2014, 23:22:29
Concordo com você.

No fundo são apenas ferramentas. Assim como um mac ou um pc não interferem no nosso processo criativo, palavra de quem usa ambos profissionalmente há 20 anos, a marca da câmera também não deveria, a não ser que nos deixemos dominar pelas ferramentas, o que acontece enquanto estamos em formação.
Quando estamos em formação o que rola é insegurança, não se tem certeza se o problema da foto ruim é a falta de conhecimento ou o equipamento. Aí alguns estudam mais, outros compram equipamento, outros fazem os dois...
Nossa, quantas vezes eu já vi gente trocar a guitarra Condor por uma PRS top achando que vai fazer a maior diferença e continuou soando do mesmo jeito que antes.
Ah, sensacionais as fotos do cara!!
« Última modificação: 21 de Abril de 2014, 23:23:06 por Renato Cavalcante »
Canon 5DMk3 + 6D | 28mm f/2.8 | 35mm f/1.4 | 50mm f/1.4 | 85mm f/1.8 | 100mm f/2 USM | 24-105 f/4L
Site: www.renatocavalcante.com
Face: www.facebook.com/renatocavalcantefotografia
Instagram: www.instagram.com/renatocavalcantefoto
Flickr: www.flickr.com/renatocavalcante


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.479
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 21 de Abril de 2014, 23:28:25
Quando estamos em formação o que rola é insegurança, não se tem certeza se o problema da foto ruim é a falta de conhecimento ou o equipamento. Aí alguns estudam mais, outros compram equipamento, outros fazem os dois...
Nossa, quantas vezes eu já vi gente trocar a guitarra Condor por uma PRS top achando que vai fazer a maior diferença e continuou soando do mesmo jeito que antes.
Ah, sensacionais as fotos do cara!!

Acho o pessoal da música menos dependente dessa questão de equipo, mas realmente não sei como se comporta a geração mais nova. Quando comecei a tocar, isso há 25 anos, era muito difícil importar um fender, a gente juntava grana pra comprar um Gianinni mesmo, e fazia uma sonzeira com aquilo. Quando eu era profissional e vivia de música só tinha dois baixos japoneses, depois que me aposentei e música virou hobby passei a colecionar fenders, laklands e outros brinquedos, mas ainda me lembro do meu gianinni e tenho saudades.

No fundo é a mesma coisa, se você vai tocar com um artista top, é bom ter um set de qualidade, vai passar mais segurança, mas música boa se faz com qualquer instrumento barato.


Palmeida

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.552
Resposta #6 Online: 25 de Abril de 2014, 01:04:06
Que belas imagens.

Meu primeiro erro na fotografia foi querer pagar pela melhor câmera que eu podia ter. Por mais que eu lesse por aqui e em outros sites, nunca tinha levado a sério q o eqp não é o essencial. Apanhei mas aprendi.

O que eu amo: Deus, família, amigos, trabalho,fotografia, contabilidade, estudar e tecnologia!


Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.422
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Resposta #7 Online: 25 de Abril de 2014, 01:07:36
 :clap: Fotos incríveis!!!!
 Mas pergunto: Qual o peso da pós produção nesse resultado?

 Abraço,
 M Rezende


angelone

  • Trade Count: (18)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.172
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 25 de Abril de 2014, 08:57:26
O peso do pós-produção é pequeno, segundo palavras do próprio autor, ditas em varias oportunidades ao longo do tópico mencionado. Sem qualquer sombra de duvida o mais importante é o talento, mas  ferramentas de alta qualidade são fundamentais para se obter os melhores resultados em mãos competentes. Existem várias opções, mas o Sergey provou inquestionavelmente que a E-M5 e EP5 com lentes primes zuiko podem produzir excelentes resultados, são as suas preferidas para fotografar,  são extremamente resistentes e podem ser usadas , sim, em muitos tipos de trabalhos profissinais. Em termos de resistencia, a E-M5  q ele usa tem mais de 102K de fotos e esta perfeita... Nao deixa de ser uma injeção de animo para apreciadores da marca e do formato.
O interessante do trabalho do Sergey é que ele nao se utiliza de recursos sofisticados de produção, em geral fotografa com luz ambiente, pouco uso do flash, nao usa rebatedores, quase nunca tripé, tudo muito simples, arte e grande senso estético. Perfeito exemplo para os amantes de fotos handhelds..

« Última modificação: 25 de Abril de 2014, 09:08:11 por angelone »
Olympus OM-D E-M5 mk II  e uns vidros..


Rinaldo

  • Trade Count: (6)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 599
    • > Flickr
Resposta #9 Online: 25 de Abril de 2014, 10:20:46
O peso do pós-produção é pequeno, segundo palavras do próprio autor, ditas em varias oportunidades ao longo do tópico mencionado. Sem qualquer sombra de duvida o mais importante é o talento, mas  ferramentas de alta qualidade são fundamentais para se obter os melhores resultados em mãos competentes. Existem várias opções, mas o Sergey provou inquestionavelmente que a E-M5 e EP5 com lentes primes zuiko podem produzir excelentes resultados, são as suas preferidas para fotografar,  são extremamente resistentes e podem ser usadas , sim, em muitos tipos de trabalhos profissinais. Em termos de resistencia, a E-M5  q ele usa tem mais de 102K de fotos e esta perfeita... Nao deixa de ser uma injeção de animo para apreciadores da marca e do formato.

Disse tudo Angelo!! O fotógrafo é excelente, tem um lindo trabalho, e certamente vai fazer ótimas fotos com qualquer camera, o que é óbvio diga-se de passagem. Mas fiquei um pouco espantado como ninguém ressaltou a qualidade do equipamento e preferiram acreditar que a qualidade vinha da pós-produção. Posso até estar enganado, mas se fossem fotos feitas com uma CaNikon tal ou tal, muitos (não digo os amigos aqui) comentariam "nossa essa xxDxx tem uma qualidade incrível"... rsrs... estou errado? Entendi que o Cláudio criou o tópico pra mostrar que o formato é altamente capaz e que depende mais da pecinha atrás do equipamento do que qualquer outra coisa. Foi postado numa seção 'técnica' e não 'artística' (como galeria, etc). Pra mim a maior 'lição' que podemos tirar vendo essas imagens é que micro 4/3 pode sim ser usado profissionalmente sem sombra de dúvida, o que pode ser novidade para muitos ainda. Temos aí profundidade de campo bastante curta, belíssimos bouquets, angulares de respeito, lindas cores, ruído imperceptível bem como latitude e nitidez à toda prova (sem falar de composição, tratamento, etc... ou seja o talento do artista). Fora que a bolsa dele deve beeeem menor e mais leve que o convencional, o que acaba ajudando muito no trabalho. Sinto que o formato ainda é um muito subjulgado, e que muita gente que vem de DSLR e compra uma micro 4/3, investe 1/10 do que investiu em seu sistema reflex e acaba 'não entendendo' o sistema menor. Enfim aos poucos os mitos vão caindo, mas a 'batalha' (para se estabelecer definitivamente e ganhar o devido respeito) ainda vai ser longa.... ^_^
  flickr    vimeo


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 12.128
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #10 Online: 25 de Abril de 2014, 12:01:58
Disse tudo Angelo!! O fotógrafo é excelente, tem um lindo trabalho, e certamente vai fazer ótimas fotos com qualquer camera, o que é óbvio diga-se de passagem. Mas fiquei um pouco espantado como ninguém ressaltou a qualidade do equipamento e preferiram acreditar que a qualidade vinha da pós-produção. Posso até estar enganado, mas se fossem fotos feitas com uma CaNikon tal ou tal, muitos (não digo os amigos aqui) comentariam "nossa essa xxDxx tem uma qualidade incrível"... rsrs... estou errado? Entendi que o Cláudio criou o tópico pra mostrar que o formato é altamente capaz e que depende mais da pecinha atrás do equipamento do que qualquer outra coisa. Foi postado numa seção 'técnica' e não 'artística' (como galeria, etc). Pra mim a maior 'lição' que podemos tirar vendo essas imagens é que micro 4/3 pode sim ser usado profissionalmente sem sombra de dúvida, o que pode ser novidade para muitos ainda. Temos aí profundidade de campo bastante curta, belíssimos bouquets, angulares de respeito, lindas cores, ruído imperceptível bem como latitude e nitidez à toda prova (sem falar de composição, tratamento, etc... ou seja o talento do artista). Fora que a bolsa dele deve beeeem menor e mais leve que o convencional, o que acaba ajudando muito no trabalho. Sinto que o formato ainda é um muito subjulgado, e que muita gente que vem de DSLR e compra uma micro 4/3, investe 1/10 do que investiu em seu sistema reflex e acaba 'não entendendo' o sistema menor. Enfim aos poucos os mitos vão caindo, mas a 'batalha' (para se estabelecer definitivamente e ganhar o devido respeito) ainda vai ser longa.... ^_^
Muito bem colocado.
D610 + AF-S 50 1.8 G + YN685
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.165
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #11 Online: 25 de Abril de 2014, 12:06:28
É isso que eu sempre falo desde que entrei para o fórum e tem uma turma que teima no contrário. O cara que é competente mesmo, pode usar qualquer coisa e não precisa ficar aparecendo com equipamento. É simples assim. Basta mostrar o portfolio para o cliente antes e as fotos já falarão por si mesmas. Tenho pena da turma que só sabe se virar com D800 e similares.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.479
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 25 de Abril de 2014, 15:32:22
É isso que eu sempre falo desde que entrei para o fórum e tem uma turma que teima no contrário. O cara que é competente mesmo, pode usar qualquer coisa e não precisa ficar aparecendo com equipamento. É simples assim. Basta mostrar o portfolio para o cliente antes e as fotos já falarão por si mesmas. Tenho pena da turma que só sabe se virar com D800 e similares.

Esse é o ponto. A medida em que o fotógrafo evolui, seja tecnicamente, conceitualmente, artisticamente, o seu relacionamento com o equipamento vai se tornando menos importante, existe menos dependência da máquina e o que vale é a expressão fotográfica. Porém, no início precisamos ter certeza de que estamos fazendo o melhor possível, e um equipamento mais poderoso sempre é algo em que podemos nos apoiar.

Logicamente vai entrar o caso da fotografia específica, publicitária, de grandes formatos, onde o cara tem mesmo que usar um poderoso back, que, diga-se de passagem, será considerado muito pior que o seu sucessor, e nem por isso toda a fotografia anterior estará perdida.

O importante é abrirmos um livro de história da fotografia, ou dos grandes mestres sagrados da fotografia e ali tentar identificar quais as fotos que nosso equipamento compacto seria incapaz de realizar.

Para um fotógrafo já formado, as vezes vale muito mais abrir mão de um pouco de poder de captação e ganhar mobilidade, agilidade, energia, etc., o resultado final pode ser surpreendentemente melhor.



AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.165
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #13 Online: 25 de Abril de 2014, 18:00:07
O interessante é comparar o que o Ansel Adams fazia com filme e uma câmera simples de grande formato, com praticamente a mesma tecnologia do final do século 19 e ver quem consegue fazer imagens do mesmo nível que ele hoje em dia. Não é somente técnica, conhecimento e eventualmente equipamento. É uma questão de perseverança e paciência. Aquela foto famosa dele em Yosemite do El Capitan demorou dias para ser feita, esperando as condições de tempo e luz que ele queria. Todo mundo hoje quer tudo na hora, e ainda por cima perfeito. E por isso mesmo ficam correndo atrás do fim do arco-íris gastando uma baba em equipamentos quando o problema é outro.

Como já diziam por aí, a maioria das lentes é melhor que a maioria dos fotógrafos.

Concordo com o que o Cláudio disse mas tem que saber dosar a coisa.  Acho que o cara que diz que precisa de qualquer jeito de uma câmera X com a objetiva Y para ser feliz, patético. Se o fabricante parar de produzir os tais itens indispensáveis, ele faz o que então ? Tem que saber se virar com o que tem, e isso tem gente que faz bem até demais, enquanto outros usam como desculpa para a mediocridade. Pelo menos é o que eu acho e óbvio que cada um acha o que quiser.
« Última modificação: 25 de Abril de 2014, 18:03:23 por AFShalders »
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.414
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #14 Online: 25 de Abril de 2014, 18:32:11
muito bom! serve pra ilustrar muito bem que equipamento sempre ajuda, se mas sem o conhecimento nada resolve mais que o estudo e a prática!
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado