Autor Tópico: Modo Manual vs. Prioridades para eventos  (Lida 1654 vezes)

vinicius83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 888
  • Sexo: Masculino
Online: 21 de Maio de 2014, 09:41:59
Galera, para eventos vocês costuma utilizar só o modo Manual? Ou também utilizam os modos de prioridade (abertura e velocidade) ?

No curso que fiz o meu instrutor comentou do uso somente do modo manual, disse que seria loucura e que depois esse pessoal passa o fim de semana só editando foto por foto. Afinal em um evento o tempo que se leva pra fotometrar você pode perder uma boa foto e acaba fotometrando erroneamente.

Pela experiencia que esse instrutor tem (quase 30 anos), acho que de certa forma ele tem razão. Não é entrar no modo manual que te faz ser um excelente fotografo, saber usar e quando usar todos os recursos da câmera é que te faz.

Sei que o assunto tem muito pano pra manga, gostaria de saber a opinião de vocês.
É melhor tirar uma foto com uma câmera imperfeita do que não tirar nenhuma
Sony Alpha a6000 + SELP1650 + SEL55210 + Meike MK320

flickr


danilo.durigan

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 230
  • Sexo: Masculino
  • Tempo e dedicação são seus maiores aliados
Resposta #1 Online: 21 de Maio de 2014, 10:05:38
Vinicius, quem tem que decidir se vai usar somente o manual é você.

Ao deixar a câmera no modo de prioridade, você deixa que ela escolha o que deve ou não ser feito. Se é isto que você quer vai em frente.

Com um pouco de prática, a fotometria manual acaba ficando "automática na sua cabeça", pois você já pensa na cena ou na situação e parametriza da maneira como você quer e não do jeito que a câmera quer.

No primeiro curso que fiz, me lembro que o instrutor disse a seguinte frase: A partir de agora você já sabe tudo o que precisa pra usar no modo manual. Utilie o "P" quando você tiver em uma situação de "P"ânico, que a câmera te auxiliará naquela situação. Estas foram as palavras dele, mas que me servem até hoje, ou melhor, NUNCA mais mudei o dial da câmera para algo diferente de "M".  :D

Mas tudo isto é uma questão de gosto e, como disse no início, você que decide o que quer. Isto não vai te fazer um fotógrafo melhor ou pior. Faça testes pra ver qual é a melhor situação para você.

Abs,
Danilo

Canon T3i
Lente Canon 50mm 1.8,  18-55mm, 55-250mm
Flash Speedlite 600EX-RT


vinicius83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 888
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 21 de Maio de 2014, 10:18:54
Valeu Danilo, vou fazer umas fotos pra uma festa infantil de uma amiga da minha esposa. Vou pensar um pouco sobre o assunto... pois como será de graça não quero ficar perdendo tempo arrumando as fotos depois, além do mais tempo é algo que não tenho.
É melhor tirar uma foto com uma câmera imperfeita do que não tirar nenhuma
Sony Alpha a6000 + SELP1650 + SEL55210 + Meike MK320

flickr


danilo.durigan

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 230
  • Sexo: Masculino
  • Tempo e dedicação são seus maiores aliados
Resposta #3 Online: 21 de Maio de 2014, 10:22:45
Legal Vinicius, mas tente derrubar este mito que ao usar Manual você terá muito trabalho na pós em função disto...  isto não é verdade.

Se tiver uma boa composição, fotometria adequada e, principalmente, foco não há muito o que fazer na pós-produção. Isto você mesmo vai chegar à esta conclusão com o passar do tempo, à medida que se ganha experiência.

Grande abraço e boa sorte. Depois posta pra gente as fotos do evento.

Canon T3i
Lente Canon 50mm 1.8,  18-55mm, 55-250mm
Flash Speedlite 600EX-RT


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.602
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #4 Online: 21 de Maio de 2014, 10:29:09
Se a iluminação local é constante, eu uso manual sim. Nesses casos, na verdade economiza bastante tempo na pós. Os modos automático e semi-automáticos "erram" muitas vezes, pois depende da quantidade de pretos e brancos da cena, como por exemplo a roupa das pessoas.

Mas em ambientes abertos e/ou quando a luminosidade local varia bastante, eu uso um misto de manual e prioridade de abertura. Eu não vejo demérito algum em usar modos semi-automáticos - nem mesmo o P. Se você souber explorar bem a compensação de exposição e a trava de exposição, os resultados podem ser bem consistentes também.

Se você souber usar, nem um e nem outro aumentam o tempo gasto na pós. Ambos têm suas vantagens e desvantagens, sabendo usar não tem problema.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 21 de Maio de 2014, 10:29:43
Vinícius, eu uso o modo manual 99,5% do tempo. E isso vem desde o tempo que eu fotografava formatura com a Nikon F2.

Isso que seu professor falou, de que "vai ter que editar todas as fotos" é mimimi. Toda foto é editada. Desde sempre.
Quando eu trabalhava no laboratório de filme PxB, ajustava a exposição do papel e tempo de revelador/branqueador pra ficar mais clara ou mais escura.
Nos minilabs de "1 hora", A Fuji tinha um sistema, ACCS, "Automatic Color Correction System", que fazia o que? Editava as fotos.

E outra, com o tempo, vc esquece que a máquina tem fotômetro. Vc passa a usar seu olhometro com muito mais certeza que vai dar certo.
Essas fotos, eu fiz em 100% manual:
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=101689.0

"Mas, como deixar a exposição filézinha?"

Então, partindo do princípio que você já tenha ajustado a primeira foto, as demais seguirão quase na mesma linha de exposição, mudando muito pouco.
Olha esses exemplos:

ISO 1600, 1/100 e f:4

ISO 1600, 1/100 f: 3.2

ISO 1600, 1/100 e f: 3.5

ISO 1600, 1/100 e f: 3.5

Com o tempo, vc vai mudando "automaticamente", kkkk

Tipo, mais ou menos assim: Pra cada 1/3 ponto de abertura que eu abro, mando o assistente dar um passo pra trás. Assim, eu mantenho a luz que eu quero, e ganho desfoque.
Pra cada 1/3 ponto que eu fecho, mando o escravo dar um passo pra frente, assim, a luz não se perde, e eu ganho nitidez no fundo. E assim vai... Claro, não é uma receita de bolo, "Faça isso e vc vai se dar bem", mas é mais ou menos nessa linha!

Diz pro seu professor que o modo M não é pecado, hehehehe
Assim como não é pecado usar os modos de prioridade, hehehehe...

Eu já usei até o quadradinho verde, kkk Tava numa igreja toda de madeira, temperatura de cor lá em baixo, iso lá em cima, e mandando ver...
Na hora da saída dos noivos, os padrinhos formaram um corredor pra jogar arroz nos noivos, do lado de fora da igreja, e tava de dia.
Eu não tinha tempo de reconfigurar tudo, e meti no verdinho. O flash foi pra TTL, o WB foi pra auto e mandei ver assim mesmo. Ficou bom. Necessitou de muito menos ajustes do que se eu imaginei.

Abraço.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.602
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #6 Online: 21 de Maio de 2014, 10:41:23
Eu já usei até o quadradinho verde, kkk Tava numa igreja toda de madeira, temperatura de cor lá em baixo, iso lá em cima, e mandando ver...
Na hora da saída dos noivos, os padrinhos formaram um corredor pra jogar arroz nos noivos, do lado de fora da igreja, e tava de dia.
Eu não tinha tempo de reconfigurar tudo, e meti no verdinho. O flash foi pra TTL, o WB foi pra auto e mandei ver assim mesmo. Ficou bom. Necessitou de muito menos ajustes do que se eu imaginei.


Pois é, na saída dos noivos, se o casamento foi de dia, tem esses problemas mesmo. Ao invés de usar o verdinho, eu sempre jogo na prioridade de abertura, deixo o ISO altão mesmo e de boa.


Minhas câmeras têm 3 modos pré-programados (C1, C2 e C3). Geralmente eu deixo o C3 em manual e os outros 2 eu deixo em prioridade de abertura (1 com flash e 1 sem flash). Eu gosto de usar prioridade de abertura na pista de dança, quando tem aquele monte de luzes, e tal, varia bastante a luminosidade, então a prioridade de abertura facilita bem a vida.


vinicius83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 888
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 21 de Maio de 2014, 10:59:56
Mike sobre esse esquema de luz, e de mandar o cara se aproximar ou não, achei meio complicado afinal além da abertura vc também pode mudar a distancia focal que pode te dar menos luz, e também tem o ISO... nesse caso você deixou o ISO cravado?

No meu caso eu não tenho equipamento e nem escravo kkkk :D  então pensei em deixar o Flash (que ainda vou comprar) em TTL, rebate-lo no teto ou parede. Em TTL o flash ajusta a potencia com aquilo que estou fotometrando, se estiver escuro ele vai ficar mais potente... eu não manjo muito de flash mas se não me engano dá pra ajustar um esquema de compensação... e irei ajustar pra + por que vou rebater, e botar até um pouco + dependendo da distancia que vou estar no teto ou parede.

Valeu pelas dicas pessoal, vcs são fera :worship:
É melhor tirar uma foto com uma câmera imperfeita do que não tirar nenhuma
Sony Alpha a6000 + SELP1650 + SEL55210 + Meike MK320

flickr


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 21 de Maio de 2014, 11:11:49
Mike sobre esse esquema de luz, e de mandar o cara se aproximar ou não, achei meio complicado afinal além da abertura vc também pode mudar a distancia focal que pode te dar menos luz, e também tem o ISO... nesse caso você deixou o ISO cravado?

No meu caso eu não tenho equipamento e nem escravo kkkk :D  então pensei em deixar o Flash (que ainda vou comprar) em TTL, rebate-lo no teto ou parede. Em TTL o flash ajusta a potencia com aquilo que estou fotometrando, se estiver escuro ele vai ficar mais potente... eu não manjo muito de flash mas se não me engano dá pra ajustar um esquema de compensação... e irei ajustar pra + por que vou rebater, e botar até um pouco + dependendo da distancia que vou estar no teto ou parede.

Valeu pelas dicas pessoal, vcs são fera :worship:

Vinicius, esse esquema de mandar o cara andar, etc, é só uma brincadeira, é uma das inúmeras maneiras de controlar a exposição.
Quanto a distancia focal, minhas lentes tem abertura fixa, 2.8, então em 17mm ou 150mm a luz é a mesma.

Um bom jeito de começar é deixar a cam em M, e usar o flash em TTL, o Humberto faz isso, e ele manja das manjarias quando o assunto é flash rebatido.

Seu raciocínio com a compensação do flash, está correto.
Abraço.


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.987
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 21 de Maio de 2014, 14:31:28
Acredito ser viável usar prioridade de abertura e fazer ajustes na exposição usando compensação de exposição. É de certo modo equivalente a usar modo manual e não zerar a fotometragem da câmera, conforme o objeto a ser fotografado. I.e. usando prioridade de abertura, pode-se usar compensação de exposição negativa quando o objeto for claro e positiva quando ele for escuro, do mesmo modo que em modo manual se deixa a fotometragem negativa quando o objeto for escuro e positiva quando ele for claro.

Não sei se o texto acima está claro :(  Se necessário à noite escrevo com mais calma, pois meu mini-break terminou :)
« Última modificação: 21 de Maio de 2014, 14:32:43 por jauvane »
JVc.


vinicius83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 888
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 21 de Maio de 2014, 14:53:09
Jauvane entendi claramente o que você disse e concordo com você, seria até mais fácil fazer isso que deixar no M, mesmo que as fotos saiam um pouco superexposta ou subexpostas, fica fácil separa-las e acerta-las em lote pelo LightRoom, até mesmo pequenas perdas nas áreas de sombra ou muita luz é fácil de recuperar.

Talvez eu faça isso que vc disse mesmo... afinal a tecnologia está aí pra facilitar, porque não usa-la.
« Última modificação: 21 de Maio de 2014, 14:53:51 por vinicius83 »
É melhor tirar uma foto com uma câmera imperfeita do que não tirar nenhuma
Sony Alpha a6000 + SELP1650 + SEL55210 + Meike MK320

flickr