Autor Tópico: Luz fria x Halógena  (Lida 3642 vezes)

rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Online: 15 de Setembro de 2006, 14:30:03
Olá a todos

É uma honra estar participando deste utilíssimo fórum. Ainda sem jeito, me desculpem se estou violando qualquer regra.
Sou artista plástico gravador e estou começando a dar os primeiros clicks, ainda de forma muito amadora, com a finalidade de usar essas fotos em meus trabalhos. Para isso estou pretendendo montar um micro estúdio bem caseirão para trabalhar principalmente com retratos e nus. Essas fotos, enquanto ainda não entendo lhufas, vão ser (muito) trabalhadas no photoshop para regular contraste, nitidez, etc.
A dúvida que eu tenho é sobre as vantagens e desvantagens das lâmpadas halógenas e das fluorescentes. Quais as indicadas para montar um estudiozinho despretensioso? Quantas usar? Quais potências das lâmpadas?
Gostaria de um help nesse sentido..alguém me dá uma força?  

Obrigado o sucesso ao grupo!


Adroir

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 2
Resposta #1 Online: 15 de Setembro de 2006, 15:35:14
Desculpa mas naum sei qual a melhor opção para vc. Queria pedir a opinião do pessoal que entende. Estou com a mesma dúvida, porem gostaria de saber se é possível e se fica bom o trabalho com iluminação de vapor metálico (o mesmo utilizado em estádio de futebol)?


GMarigo

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 980
    • http://
Resposta #2 Online: 15 de Setembro de 2006, 17:10:52
Para fotos de nú e pessoas eu prefiro muito mais a luz quente. Tudo bem que é fácil mudar em RAW e tudo mais, mas é diferente. Mas hoje em dia existem fluorecentes eletrônicas com temperatura de cor mais agradáveis, quase daylight, o que também é uma opção.

As halógenas são mais baratas, mas geram mais calor. Quanto mais fortes melhor. Fotografia precisa de muita luz. Nesse caso as alógenas tem uma vantagem já que vc pode usar um dimmer para diminuir a intensidade, mas isso tem um efeito na temperatura da luz, que fica mais alaranjada quando a lampada não está no máximo, o que pode atrapalhar em arranjos com várias lampadas em potências variadas.
A quantidade e potência, vai depender muito do estilo da fotografia, e que arranjos pretende fazer. É sempre bom ter "modificadores" por perto para maior controle. Papel vegetal como difusor, alguma superfície branca ou metálica como rebatedor, e por aí vai.

Luz de vapor de sódio eu não recomendo. A luz é EXTREMAMENTE alaranjada. Nunca tentei fotografar corrigindo esse tipod e iluminação, mas acho que até o RAW teria problemas em um caso extremo desses.
[[span style=\'color:gray\']gabrielmarigo[span style=\'color:red\']][/font][/span][/span]


riguetti

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
Resposta #3 Online: 15 de Setembro de 2006, 17:11:30
Citar
Olá a todos

É uma honra estar participando deste utilíssimo fórum. Ainda sem jeito, me desculpem se estou violando qualquer regra.
Sou artista plástico gravador e estou começando a dar os primeiros clicks, ainda de forma muito amadora, com a finalidade de usar essas fotos em meus trabalhos. Para isso estou pretendendo montar um micro estúdio bem caseirão para trabalhar principalmente com retratos e nus. Essas fotos, enquanto ainda não entendo lhufas, vão ser (muito) trabalhadas no photoshop para regular contraste, nitidez, etc.
A dúvida que eu tenho é sobre as vantagens e desvantagens das lâmpadas halógenas e das fluorescentes. Quais as indicadas para montar um estudiozinho despretensioso? Quantas usar? Quais potências das lâmpadas?
Gostaria de um help nesse sentido..alguém me dá uma força?  

Obrigado o sucesso ao grupo!
trabalhar em estúdio com luz halógnea é complicado, principalmente com pessoas.

Uma lampada de 1000watts gera um calor chato e vc não vai conseguir velocidades e ou obturadores adequados para esse tipo de foto.

Compensa comprar uma tocha de 200 ou 400 da atek e ir montando o estúdio com flash


Abraço
 
Guilherme Riguetti - Fotografia com estilo e atitude
Campinas - São Paulo
www.riguetti.com.br


GMarigo

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 980
    • http://
Resposta #4 Online: 15 de Setembro de 2006, 18:24:17
Bom.. ai eu já acho que foge do "bem caseirão".
[[span style=\'color:gray\']gabrielmarigo[span style=\'color:red\']][/font][/span][/span]


gilsonlorenti

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 93
    • Flickr
Resposta #5 Online: 15 de Setembro de 2006, 19:10:41
Rafael, dá uma olhada nesse pequeno tutorial escrito pelo Flávio Steffens de Castro. Ele explica  como montar o refletor de luz halógena, um fundo infinito e dá umas dicas de velocidade e abertura. Tudo bem detalhado. Faça o download no link abaixo.

http://www.sendspace.com/file/8vq5fs
Gilson Lorenti


rafaelfrota

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
  • "Toda a arte é absolutamente inútil" (O. Wilde)
    • http://www.rafaelfrota.com
Resposta #6 Online: 20 de Setembro de 2006, 14:11:39
Obrigado a todos pelas respostas...
Estou dando uma olhada em ebooks de iluminação pra também poder tirar minhas conclusões.
No mais, é bater cabeça.
Aliás, eu tenho uma pergunta...qual potência máxima em w que eu consigo achar de uma lâmpada fluorescente? Digo isso tirando aqueles caríssimos equipamentos profissionais...
Eu gostaria muito de usar lâmpadas fluorescentes pra não desintegrar a modelo, mas não sei exatamente que/quantas lâmpadas usar.
Alguma idéia?

E mais uma vez obrigado a todos!