Autor Tópico: [AJUDA] O medo do início na fotografia (books, ensaios, etc)  (Lida 959 vezes)

raui_dudu

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
Tenho uma dúvida para quem já trabalha com fotografia, e creio que da maioria das pessoas que inicia.  :aua:

Como devo ter menos medo de iniciar, medo de falhar, erros, ensaios com qualidade reduzida?
Iniciar com família ou amigos próximos? Ou o que sugerem?


Creio que muitas pessoas tem medo do início, não pegam pequenos trabalhos (baratos mesmo, R$100 pila) pelo fato de fotos não terem a qualidade que o cliente espera (profissional). No meu caso já estudei exaustivamente vários temas, várias técnicas, mas ainda tenho o tal "medo". Eu tenho uma profissão a bastante tempo, hoje não dependo da fotografia,, mas o medo de decepcionar os outros me incomoda.

Abraço.
« Última modificação: 26 de Junho de 2014, 09:26:25 por raui_dudu »


dsfextreme

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 324
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 26 de Junho de 2014, 09:22:13
Tenho uma dúvida para quem já trabalha com fotografia, e creio que da maioria das pessoas que inicia.  :aua:

Como devo ter menos medo de iniciar, medo de falhar, erros, ensaios com qualidade reduzida?
Iniciar com família ou amigos próximos? Ou o que sugerem?


Creio que muitas pessoas tem medo do início, não pegam pequenos trabalhos (baratos mesmo, R$100 pila) pelo fato de fotos não terem a qualidade que o cliente espera (profissional). No meu caso já estudei exaustivamente vários temas, várias técnicas, mas ainda tenho o tal "medo". Eu tenho uma profissão a bastante tempo, hoje não dependo da fotografia,, mas o medo de decepcionar os outros me incomoda.

Abraço.

Já mostrou suas fotos para algumas pessoas próximas a você ?
O que acharam ?
As suas fotos lhe decepcionam ?

Se te incomoda, com certeza incomoda-rá os outros.

Um abraço, sou só um novato dando pitaco  :ok:
Nikon D3100 e aprendendo ....
Meu Flickr: http://www.flickr.com/photos/dsfextreme/
NIKKOR Lenses Simulator: http://imaging.nikon.com/lineup/lens/simulator/
"A capacidade de pensar não é memória.Os idiotas podem ter uma memória muito boa."
Rubem Alves


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.928
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 26 de Junho de 2014, 09:33:13
Um pouco de medo é uma coisa boa, cara.
Quando a gente perde todo o medo, geralmente dá zica.

A vida não tem uma receita, assim como a profissão de fotografo.
Se você quer perder um pouco do medo que tem, estude, pratique, estude, pratique, e assim vai...
Se tem filhos, testa com eles. Se não tem, treina com seu cachorro, gato, sei lá...
Vá fazendo ensaio dos seus amigos, diga a verdade, que não tem prática e quer se aprimorar, e vai usá-los de "cobaia". Em troca, dê as fotos boas pra eles, vão adorar.

Sobre os trabalhos de 100 reais, daqui a pouco aparece gente dizendo que por esse preço "nem a bateria na máquina coloca". Pode até ser, mas acredito que todo mundo que faz evento/ensaio já trabalhou por mixaria, seja por necessidade financeira, seja por necessidade de aprendizado.

à medida que seus trabalhos "gratis" forem ficando bacanas, aí vc vai cobrando. Não tenha medo do povo que vai falar que vc "prostitui" o mercado. Tem fotógrafo de cenzinho, tem fotógrafo de 10 mil. Tem cliente pra todo mundo. Relaxe :)


_______________________________________________________________ ______________________________

Eu trabalho com fotografia desde 2001. Meu primeiro casamento, eu tinha 18 anos, uma Nikon F2 na mão e uma Minolta A3700i de reserva.
Eu não comi, fiquei com dor de barriga no dia anterior, só consegui me descontrair ou pensar em alguma coisa diferente depois do casamento, quando já estava em casa.

Hoje, com muito mais experiencia, equipamentos melhores, etc, eu ainda sinto um friozinho na barriga quando toca a marcha nupcial. É um momento mágico, é estranho. Ali, tenho que ser perfeito, dar o meu melhor. E o medo de dar algo errado é grande. :D


claudio frança

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 528
  • Sexo: Masculino
  • aprendiz
Resposta #3 Online: 26 de Junho de 2014, 09:45:13
o melhor para ter um pouco mais segurança, é fotografar, fotografar e fotografar, e como já disseram, ver o efeito que suas fotos causam nas pessoas, mas não digo medo, mas um certo receio sempre terá  :ok:




raui_dudu

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
Resposta #4 Online: 26 de Junho de 2014, 09:48:29
Muito obrigado Mike, muito boa sua resposta.

Sobre o valor R$100 reais, foi apenas para não falar o "grátis", pois sim, acredito ninguém iniciou cobrando R$800 reais em um book rsrsrsrs. Iniciaram gratuitamente.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.355
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #5 Online: 26 de Junho de 2014, 09:54:36
É como disse o Mike, um pouquinho de medo é sempre bom, pra te deixar mais alerta. Eu acho que excesso de confiança é ruim pra praticamente tudo. Além do mais, até certo ponto, eu encaro o medo de decepcionar os outros como uma demonstração de respeito. Mas o medo excessivo é tão ruim quanto a confiança excessiva.

Só reforçando o que os colegas disseram, estudar é ótimo e totalmente essencial, mas você só vai perder um pouco desse medo com a prática mesmo. Pratique demais, o tempo inteiro, com tudo o que você puder, com e sem a câmera. Fotografe muito.

Começar com familiares e amigos é receita certa, acredito que a imensa maioria dos fotógrafos daqui do fórum começaram assim. Manda bala! E não tem muito jeito, você só vai ganhar desenvoltura mesmo quando passar a trabalhar com fotografia, na hora que vier o 1° compromisso formal é que você vai sentir mesmo como é a coisa.


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.409
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #6 Online: 26 de Junho de 2014, 10:06:11
Estudar é muito bom, mas não perca o ponto! Tem muita, mas muita gente mesmo que estuda muito e acaba virando um ótimo crítico, mas na hora de fazer decepciona..

Então, além de estudar pratique muito! de todas as maneiras possíveis que conseguir!

O estudo sozinho não vai te fazer perder o medo.. mas com a prática a coisa desenrola.. Só estou te falando isso porque você disse estar estudando "exaustivamente vários temas, várias técnicas,"..
« Última modificação: 26 de Junho de 2014, 10:08:46 por Luciano.Queiroz »
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #7 Online: 26 de Junho de 2014, 10:10:56
Uma possibilidade interessante é conhecer o trabalho de outros fotógrafos. Não só pela internet, mas pessoalmente. Busque alguns que você admira, marque uma hora, peça um orçamento, e compare o trabalho deles com o seu.

Como os colegas já sugeriram, faça ensaios com amigos e parentes, mas não fique só com fotos no computador. Quando tiver um cliente pago, será o álbum o resultado final do seu trabalho, então faça um álbum por sua conta para saber o que vai poder oferecer ao cliente.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.434
Resposta #8 Online: 26 de Junho de 2014, 10:57:17
O MF é mágico, tem ajuda de tudo que é lado....

Tudo o que foi dito é bom e vc tem consciência profissional, preocupação com um bom trabalho independente do retorno financeiro. Não importa se vc é servente de pedreiro ou o arquiteto, se esta se dispondo a fazer uma tarefa faça bem feito

Tem uma ferramenta gerencial que funciona com qualquer processo, chama-se PDCA. Plan, Do, Check, Action, que significam: Planejar, Executar (Desenvolver, Fazer), Verificar (Checar) e Agir (Atuar). Planeje o que pretende, até com storyboard se for o caso, fotografe, analise e repita outra seção de fotos para verificar a melhoria,  esse papo de "xácumigo que na hora eu me viro" é coisa de marreteiro





rafael ferreira

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
  • quando tudo estar perdido sempre existe uma luz
Resposta #9 Online: 26 de Junho de 2014, 15:48:24
Um pouco de medo é uma coisa boa, cara.
Quando a gente perde todo o medo, geralmente dá zica.

A vida não tem uma receita, assim como a profissão de fotografo.
Se você quer perder um pouco do medo que tem, estude, pratique, estude, pratique, e assim vai...
Se tem filhos, testa com eles. Se não tem, treina com seu cachorro, gato, sei lá...
Vá fazendo ensaio dos seus amigos, diga a verdade, que não tem prática e quer se aprimorar, e vai usá-los de "cobaia". Em troca, dê as fotos boas pra eles, vão adorar.

Sobre os trabalhos de 100 reais, daqui a pouco aparece gente dizendo que por esse preço "nem a bateria na máquina coloca". Pode até ser, mas acredito que todo mundo que faz evento/ensaio já trabalhou por mixaria, seja por necessidade financeira, seja por necessidade de aprendizado.

à medida que seus trabalhos "gratis" forem ficando bacanas, aí vc vai cobrando. Não tenha medo do povo que vai falar que vc "prostitui" o mercado. Tem fotógrafo de cenzinho, tem fotógrafo de 10 mil. Tem cliente pra todo mundo. Relaxe :)


_______________________________________________________________ ______________________________

Eu trabalho com fotografia desde 2001. Meu primeiro casamento, eu tinha 18 anos, uma Nikon F2 na mão e uma Minolta A3700i de reserva.
Eu não comi, fiquei com dor de barriga no dia anterior, só consegui me descontrair ou pensar em alguma coisa diferente depois do casamento, quando já estava em casa.

Hoje, com muito mais experiencia, equipamentos melhores, etc, eu ainda sinto um friozinho na barriga quando toca a marcha nupcial. É um momento mágico, é estranho. Ali, tenho que ser perfeito, dar o meu melhor. E o medo de dar algo errado é grande. :D

Mike você falou tudo que se passa seja com quem estar começando
e seja com quem já estar anos na profissão.
Antes de eu escolher essa profissão eu era músico e cantor
de seresta e seja qualquer profissão se você é aquele profissional
que se preocupa em fazer um bom trabalho sempre vai existir
o frio na barriga a insegurança o medo.
Vai fazer um ano que estou trabalhando em stúdio e até hoje
quando um cliente liga marcando que vem eu já fico tenso
pensando em como irei fazer o ensaio e como você disse
só passa o tensão depois que tudo terminou!
É como disse uma vez o Zezé di Camargo "quando aquele
friozinho não existir mais é que é chegou ao fim"!
abs


althoffj

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.037
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 26 de Junho de 2014, 15:59:41
É como disse uma vez o Zezé di Camargo "quando aquele
friozinho não existir mais é que é chegou ao fim"!
abs

Uma vez estava eu fotografando (ou fiscalizando, não sei) em Interlagos uma prova de Porsche que marcava os 50 anos de automobilismo de Wilson Fittipaldi.

Porra, o cara correu de F1, e tudo quanto era tipo de veículo de 4 rodas. Ele estava esperando a vez de assumir o carro, capacete numa mão, balaclava na outra.

Perguntei pra ele: ainda dá aquele friozinho na barriga? ele disse, sorrindo: se não desse, eu estaria em casa no sofá...
Adalberto "miagi" Althoff Jr



Nikon D40 | Nikon D5100 | 18-55 | 55-200 | 35 1.8G | SB700 | Nikon F55 | Nikon ZoomTouch 500s | Vivitar 28-80


affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 27 de Junho de 2014, 00:10:03
Se te incomoda, com certeza incomoda-rá os outros.

Engraçado, hoje comentei algo assim aqui em casa, mas penso diferente. Sou muito exigente, talvez até por causa do meio que vivo, sempre olhando fotografias excelentes, tiradas com câmeras top, por fotógrafos igualmente top e tento comparar minhas fotos com essas que vejo, mesmo que intuitivamente e obviamente as acho fracas. Porém, para o cliente, o nível não é tão alto, por isso minhas fotos, para ele, são ótimas.
Quanto ao medo, acho que não só com fotografia, mas como quase tudo na vida, com a prática e a experiência o medo diminui ( não acaba) e se torna aceitável.

 :ok:
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


raui_dudu

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
Resposta #12 Online: 27 de Junho de 2014, 10:44:42
Engraçado, hoje comentei algo assim aqui em casa, mas penso diferente. Sou muito exigente, talvez até por causa do meio que vivo, sempre olhando fotografias excelentes, tiradas com câmeras top, por fotógrafos igualmente top e tento comparar minhas fotos com essas que vejo, mesmo que intuitivamente e obviamente as acho fracas. Porém, para o cliente, o nível não é tão alto, por isso minhas fotos, para ele, são ótimas.
Quanto ao medo, acho que não só com fotografia, mas como quase tudo na vida, com a prática e a experiência o medo diminui ( não acaba) e se torna aceitável.

 :ok:

affalcao lhe mandei uma inbox.

Moçada, muito obrigado pelas dicas, achei que era coisa de iniciante mesmo, mas muito bom saber que profissionais (como muitos aqui) ainda tem receio.