Autor Tópico: Como se ''oferecer'' como Freelancer ?  (Lida 1517 vezes)

rodrigortb

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 531
  • Sexo: Masculino
Online: 17 de Julho de 2014, 22:45:28
Olá galera do grupo, boa noite.

Estava eu aqui, analisando alguns lugares na minha cidade onde fazem fotografia profissional e que eu me identificasse para tentar um freelance.  De repente, me bati com a dúvida: Como oferecer meus serviços pela primeira vez?

Como vocês iniciaram na fotografia profissional ? Ainda não tenho capital para trabalhar sozinho e preciso de algum dinheiro para fazer um melhor investimento em equipamento. Acho que essa é a duvida de vários entusiastas que tentam entrar num mundo profissional.

Obrigado desde já  :D
Canon T3 (1100D) + Canon T5 (1200D) + 2x EF-S 18-55mm III + EF 50mm 1.8 II + EF 75-300mm III (Lente do capeta)
Motorola Moto G3
https://www.flickr.com/photos/rodrigopsilva/
https://www.facebook.com/dinoovophoto


viniciustb

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 710
    • http://vinibrandini.com.br
Resposta #1 Online: 18 de Julho de 2014, 15:51:29
Olá galera do grupo, boa noite.

Estava eu aqui, analisando alguns lugares na minha cidade onde fazem fotografia profissional e que eu me identificasse para tentar um freelance.  De repente, me bati com a dúvida: Como oferecer meus serviços pela primeira vez?

Como vocês iniciaram na fotografia profissional ? Ainda não tenho capital para trabalhar sozinho e preciso de algum dinheiro para fazer um melhor investimento em equipamento. Acho que essa é a duvida de vários entusiastas que tentam entrar num mundo profissional.

Obrigado desde já  :D

Oi Rodrigo!

O grande erro da maioria dos iniciantes é querer queimar etapas. Se firmar como um fotógrafo de marca própria é algo complicado e deve ser pensando como algo para longo prazo.

Pensar em fazer uns freelas para juntar uma grana (e investir essa grana em equipamentos) para logo logo sair por aí trabalhando sozinho é algo perigoso. Pode ter dado certo para alguns, mas é minoria. Muita gente pensa assim e se decepciona.

O melhor caminho para começar é ser assistente. Quando eu digo assistente, me refiro à assistência mesmo e não segundo ou terceiro fotógrafo. É carregar equipamento, segurar flash/led, dirigir o carro, buscar água, etc..

Começando assim, você aprende tudo passo a passo, sem queimar etapas. Se você fizer tudo direitinho, aos poucos você começa a fotografar como terceiro ou segundo. E aos poucos conquista confiança, dinheiro e conhecimento.

Você pode se tornar um freela de confiança (recebendo bem) e se quiser se lançar como fotógrafo de marca própria, já terá conhecimento, equipamentos e portfolio para começar algo sólido e cobrando como se deve cobrar. :)

Pensa nisso! Nas etapas! É como começar numa grande empresa: estagiário, funcionário, gerente, diretor, etc.

abraços e boa sorte!

obs: a resposta para a sua dúvida é simples: liga para os fotógrafos e diz que quer trabalhar com eles, como assistente. Se alguém estiver precisando, vai te chamar para um café e se rolar sintonia, vai te chamar para trabalhar.


rodrigortb

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 531
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 18 de Julho de 2014, 16:00:56
Oi Rodrigo!

O grande erro da maioria dos iniciantes é querer queimar etapas. Se firmar como um fotógrafo de marca própria é algo complicado e deve ser pensando como algo para longo prazo.

Pensar em fazer uns freelas para juntar uma grana (e investir essa grana em equipamentos) para logo logo sair por aí trabalhando sozinho é algo perigoso. Pode ter dado certo para alguns, mas é minoria. Muita gente pensa assim e se decepciona.

O melhor caminho para começar é ser assistente. Quando eu digo assistente, me refiro à assistência mesmo e não segundo ou terceiro fotógrafo. É carregar equipamento, segurar flash/led, dirigir o carro, buscar água, etc..

Começando assim, você aprende tudo passo a passo, sem queimar etapas. Se você fizer tudo direitinho, aos poucos você começa a fotografar como terceiro ou segundo. E aos poucos conquista confiança, dinheiro e conhecimento.

Você pode se tornar um freela de confiança (recebendo bem) e se quiser se lançar como fotógrafo de marca própria, já terá conhecimento, equipamentos e portfolio para começar algo sólido e cobrando como se deve cobrar. :)

Pensa nisso! Nas etapas! É como começar numa grande empresa: estagiário, funcionário, gerente, diretor, etc.

abraços e boa sorte!

obs: a resposta para a sua dúvida é simples: liga para os fotógrafos e diz que quer trabalhar com eles, como assistente. Se alguém estiver precisando, vai te chamar para um café e se rolar sintonia, vai te chamar para trabalhar.
Concordo plenamente Vinicius, no fundo o freelance que eu queria dizer era a longo prazo mesmo. Não soube me expressar, me desculpe. É bom uma aproximação, para aprender, sobre iluminação principalmente. Tenho sérias dúvidas sobre trabalhar de estagiário mesmo, como se fosse uma troca de fotógrafo pra você, tipo receber em conhecimento, o que acham disso? Mesmo que não seja pra ser o segundo fotógrafo de verdade, mas acompanhar sempre é tirar fotos. Por sinal, amanhã trabalharei em um evento, como assistente rsrs

Obrigado
Canon T3 (1100D) + Canon T5 (1200D) + 2x EF-S 18-55mm III + EF 50mm 1.8 II + EF 75-300mm III (Lente do capeta)
Motorola Moto G3
https://www.flickr.com/photos/rodrigopsilva/
https://www.facebook.com/dinoovophoto


Rodrigo Eduardo

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.825
  • Sexo: Masculino
  • Rodrigo
Resposta #3 Online: 18 de Julho de 2014, 16:07:54
Eu comecei fazendo de graça,pra amigos,depois de uns três eventos já tinha material,depois investi em equipamento não é o ideal que quero,mas já me atende bem.

acredito que muitos começam assim  :ok:


viniciustb

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 710
    • http://vinibrandini.com.br
Resposta #4 Online: 18 de Julho de 2014, 18:15:40
Concordo plenamente Vinicius, no fundo o freelance que eu queria dizer era a longo prazo mesmo. Não soube me expressar, me desculpe. É bom uma aproximação, para aprender, sobre iluminação principalmente. Tenho sérias dúvidas sobre trabalhar de estagiário mesmo, como se fosse uma troca de fotógrafo pra você, tipo receber em conhecimento, o que acham disso? Mesmo que não seja pra ser o segundo fotógrafo de verdade, mas acompanhar sempre é tirar fotos. Por sinal, amanhã trabalharei em um evento, como assistente rsrs

Obrigado

Mas tem que ser remunerado, acho errado trabalhar de graça! Mesmo que seja só um pouco de dinheiro, tipo R$ 100 ou R$ 200 por trabalho.
abs


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #5 Online: 19 de Julho de 2014, 09:58:18
Oi Rodrigo!

O grande erro da maioria dos iniciantes é querer queimar etapas. Se firmar como um fotógrafo de marca própria é algo complicado e deve ser pensando como algo para longo prazo.

Pensar em fazer uns freelas para juntar uma grana (e investir essa grana em equipamentos) para logo logo sair por aí trabalhando sozinho é algo perigoso. Pode ter dado certo para alguns, mas é minoria. Muita gente pensa assim e se decepciona.

O melhor caminho para começar é ser assistente. Quando eu digo assistente, me refiro à assistência mesmo e não segundo ou terceiro fotógrafo. É carregar equipamento, segurar flash/led, dirigir o carro, buscar água, etc..

Começando assim, você aprende tudo passo a passo, sem queimar etapas. Se você fizer tudo direitinho, aos poucos você começa a fotografar como terceiro ou segundo. E aos poucos conquista confiança, dinheiro e conhecimento.

Você pode se tornar um freela de confiança (recebendo bem) e se quiser se lançar como fotógrafo de marca própria, já terá conhecimento, equipamentos e portfolio para começar algo sólido e cobrando como se deve cobrar. :)

Pensa nisso! Nas etapas! É como começar numa grande empresa: estagiário, funcionário, gerente, diretor, etc.

abraços e boa sorte!

obs: a resposta para a sua dúvida é simples: liga para os fotógrafos e diz que quer trabalhar com eles, como assistente. Se alguém estiver precisando, vai te chamar para um café e se rolar sintonia, vai te chamar para trabalhar.
Caro Vinicius e assim de facil , mesmo
A grandissima maioria esquece a palavra "assistente",
a partir dali voce aprende a "transitar" nos eventos,
e vai paso a passo adquirindo CONHECIMENTO,
que e mais importante que EQUIPAMENTO,
equipamento qualquer um vai na loja e faz "compra"
agora , e o resto...
Um passo de cada vez, la vamos nos!!!!!!!
abs.


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #6 Online: 19 de Julho de 2014, 11:18:15
Na minha idade eu não ia querer ser assistente não. Só se tivesse perto de 16, 18 anos.

Hoje eu iria construir um portfólio com parentes e amigos, se quisesse começar na profissão. Iria fazer workshops e participar de eventos do ramo para conhecer bastante gente, e tentaria vender meu peixe para todos fotógrafos cujo trabalho eu admirasse. E investiria tudo que ganhasse como frila em conhecimento de arte, técnica e administração de negócio para trabalhar solo o quanto antes.

Para cada pessoa e cada momento de vida há um caminho melhor, não existe fórmula pronta.

O que não muda nunca é a necessidade de investir em conhecimento e ter planejamento.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #7 Online: 19 de Julho de 2014, 14:48:21
Na minha idade eu não ia querer ser assistente não. Só se tivesse perto de 16, 18 anos.

Hoje eu iria construir um portfólio com parentes e amigos, se quisesse começar na profissão. Iria fazer workshops e participar de eventos do ramo para conhecer bastante gente, e tentaria vender meu peixe para todos fotógrafos cujo trabalho eu admirasse. E investiria tudo que ganhasse como frila em conhecimento de arte, técnica e administração de negócio para trabalhar solo o quanto antes.

Para cada pessoa e cada momento de vida há um caminho melhor, não existe fórmula pronta.

O que não muda nunca é a necessidade de investir em conhecimento e ter planejamento.
A idade para ser assistente,
e a idade que a pessoa começa a aprender.
complementa estudo com trabalho
ser assistente e ser estagiario
conheço um fotografo muito importante de Miami.
que começou como assistente aos 35 anos
depois de ter falido sua firma,
agora com 57, es um profissional renomado da area,
Nao ha idade para começar do zero com Humildade e dedicaçao.
abs.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #8 Online: 19 de Julho de 2014, 14:49:06
Mas tem que ser remunerado, acho errado trabalhar de graça! Mesmo que seja só um pouco de dinheiro, tipo R$ 100 ou R$ 200 por trabalho.
abs
sem duvida ,
se trabalha por $$$$$
tudo tem seu valor!!!
abs.


Rodrigo Eduardo

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.825
  • Sexo: Masculino
  • Rodrigo
Resposta #9 Online: 19 de Julho de 2014, 16:22:22
Na minha idade eu não ia querer ser assistente não. Só se tivesse perto de 16, 18 anos.

Hoje eu iria construir um portfólio com parentes e amigos, se quisesse começar na profissão. Iria fazer workshops e participar de eventos do ramo para conhecer bastante gente, e tentaria vender meu peixe para todos fotógrafos cujo trabalho eu admirasse. E investiria tudo que ganhasse como frila em conhecimento de arte, técnica e administração de negócio para trabalhar solo o quanto antes.

Para cada pessoa e cada momento de vida há um caminho melhor, não existe fórmula pronta.

O que não muda nunca é a necessidade de investir em conhecimento e ter planejamento.

Penso assim também e outra, não é nada fácil arrumar um bico de assistente,antes de começar tentei demais ser assistente,vi que não tava dando muito certo e arrisquei fazer meus próprios trabalhos,montei mostruários com fotos de parentes e amigos,hoje a situação já é outra.

como o Rafa mesmo disse
"Para cada pessoa e cada momento de vida há um caminho melhor, não existe fórmula pronta."

 :ok:


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #10 Online: 19 de Julho de 2014, 18:52:18
Pronto, temos pra exemplo de um fotógrafo de Miami e do Sassai em SP. Cada um com sua história de vida.

Já vi que neste fórum a gente tem que usar negrito quando fala "*EU* faria" .
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #11 Online: 20 de Julho de 2014, 09:54:18
Pronto, temos pra exemplo de um fotógrafo de Miami e do Sassai em SP. Cada um com sua história de vida.

Já vi que neste fórum a gente tem que usar negrito quando fala "*EU* faria" .

A vida nao e receita de bolo, cada pessoa e uma historia diferente,
isso e o importante, referencias para aprender.
o qprendizado e eterno....
abs.


affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 20 de Julho de 2014, 22:46:50
Na seguinte ordem:

- Estuda muito
- Pratica com parentes e amigos, sem compromisso.  Pode até cobrar, desde que deixe claro que está aprendendo e que você não tem experiência na área
- Comece a trabalhar cobrando pouco, para um público que priorize preço ao invés de qualidade.
- Compre equipamentos melhores, faça fotos melhores, cobre preços maiores..

Mais ou menos isso.
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


Jr_Perinotto

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 293
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo/Cinegrafista
Resposta #13 Online: 21 de Julho de 2014, 10:50:45
Gostei da idéia de se oferecer como assistênte... é aí que tudo começa, os horizontes se ampliam e as portas se abrem... e enquanto isso, faça o mais importante de tudo, estude muito! Comece estudando sobre a história da fotografia, história da arte, composição, enquadramento, Iluminação... E como assistênte, vc vai identificando toda a teoria absorvida. Parece chato, mas é isso que te dará uma boa bagagem, um ponta pé inicial e um bom início de carreira. Ah, se atente também para a ética profissional e escolha bem para quem irá trabalhar. Profissionais com caráter ruim não agragam nada, mesmo que suas fotos sejam as melhores.
Boa sorte pra ti e muito sucesso!
Fotógrafo e Cinegrafista Freelancer


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.866
Resposta #14 Online: 21 de Julho de 2014, 14:06:44
Gostei da idéia de se oferecer como assistênte... é aí que tudo começa, os horizontes se ampliam e as portas se abrem... e enquanto isso, faça o mais importante de tudo, estude muito! Comece estudando sobre a história da fotografia, história da arte, composição, enquadramento, Iluminação... E como assistênte, vc vai identificando toda a teoria absorvida. Parece chato, mas é isso que te dará uma boa bagagem, um ponta pé inicial e um bom início de carreira. Ah, se atente também para a ética profissional e escolha bem para quem irá trabalhar. Profissionais com caráter ruim não agragam nada, mesmo que suas fotos sejam as melhores.
Boa sorte pra ti e muito sucesso!
:clap: :clap: :clap: