Autor Tópico: A caminho da Recessão Econômica?  (Lida 13249 vezes)

jesieltrevisan

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.655
  • Sexo: Masculino
  • Harmonize-se
Canon EOS 5D + BG-E4 + Canon EOS Kiss (300D) 
Canon EF 50mm f/1.8 mk I + Canon EF 100mm f/2 + Canon EF 28-70mm  f/3.5~4.5 II + Sigma 18-50mm f/2.8 DC EX  + 430EX II
--
Dúvida sobre as regras do fórum? --> REGRAS GERAIS
Dúvidas gerais? -->FAQ


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #1 Online: 05 de Agosto de 2014, 16:50:57
Não é preciso ser economista para saber que a recessão virá. 2015 promete.
Os dois setores que servem como pilares da economia brasileira (automóveis e construção civil), não vão bem.

Com o PIB crescendo menos de 2% nesses últimos anos, e a inflação acima dos 7% a.a, deu pra perceber q uma hora a coisa iria feder.

Depois das eleições, preparem-se para a alta dos combustíveis, alta do dólar e dos juros (os EUA irão aumentar sua taxa básica em 2015, refletindo diretamente no Brasil).

Ou seja, quem tem dinheiro, invista em dólares. Quem tem ações em empresas brasileiras, tem grandes chances de levar prejuízo. E por fim, quem tem financiamento...salci fufu... :hysterical: :hysterical:


Diogenes

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.561
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 05 de Agosto de 2014, 17:44:42
Não é preciso ser economista para saber que a recessão virá. 2015 promete.
Os dois setores que servem como pilares da economia brasileira (automóveis e construção civil), não vão bem.

Com o PIB crescendo menos de 2% nesses últimos anos, e a inflação acima dos 7% a.a, deu pra perceber q uma hora a coisa iria feder.

Depois das eleições, preparem-se para a alta dos combustíveis, alta do dólar e dos juros (os EUA irão aumentar sua taxa básica em 2015, refletindo diretamente no Brasil).

Ou seja, quem tem dinheiro, invista em dólares. Quem tem ações em empresas brasileiras, tem grandes chances de levar prejuízo. E por fim, quem tem financiamento...salci fufu... :hysterical: :hysterical:

Se a Dilma ganhar ou perder, a inflação vai subir de qualquer maneira porque o setor elétrico tá fumado faz tempo e urge um aumento de pelo menos uns 25% na conta de luz, pra dar uma estabilizada. Só vai ter aumento depois das eleições, por motivos óbvios.

Se a Dilma ganhar ou perder, os combustíveis vão subir de qualquer maneira porque a Petrobrás tá quebrada, faz tempo. Ele perde uma Pasadena por trimestre, comprando gasolina mais cara lá fora do que é obrigada pelo PT a vender aqui no Brasil. Só vai ter aumento depois das eleições, por motivos óbvios.

Com aumento geral de combustíveis, energia e mais 1/2 dúzia de itens, a inflação naturalmente vai disparar e o Manteiga vai usar todos os truques e mandracarias para provar que zebra é igual a elefante, mas a taxa Selic vai subir mesmo ele não querendo.

Assim, não temos para onde correr. A diferença é que se a Dilma perder, rompe-se este ciclo de malfeitorias e principalmente rompe-se este ciclo de aparelhamento do estado, do office-boy aos presidentes das empresas, e isto é bom para o Brasil. Não podemos e não devemos permitir que este ciclo continue, ainda que qualquer outro não consiga fazer muito, dado o buraco em que o PT nos meteu.

« Última modificação: 05 de Agosto de 2014, 17:46:09 por Diogenes »
Se você acha que pode, você tem razão. Se acha que não pode, também tem razão. Você é quem sabe!


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.190
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #3 Online: 05 de Agosto de 2014, 17:55:56
Fico pensando até que ponto esse pessimismo coletivo pode influenciar uma crise. Aqui na minha região a grande maioria fala a mesma coisa que os comentários que me sucederam. Tudo bem que os fatores estão se avizinhando, MAS ainda não bateram na nossa porta, mesmo assim, as pessoas acabam se antecipando e nesse caso, negativamente.

A respeito do governo do PT, realmente ficou bem abaixo do esperado mas sinceramente não vejo nenhum candidato (inclusive a atual) com capacidade para dar um jeito na bagaça. De um lado tem os cobras criadas com seus sorrisos colgate e mangas arregaçadas olhando para o infinito com cara de salvador da pátria e de outro os franco atiradores xiitas, até com boas idéias mas sem um mínimo de estrutura política suficiente para colocar as idéias em prática.

Tamufú  :doh:


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #4 Online: 05 de Agosto de 2014, 18:12:15
Concordo plenamente com a sua opinião.

Independente de quem for eleito, sofreremos em 2015. Estão segurando os aumentos este ano, por se tratar de um ano eleitoral.
A própria interferência do governo sobre o IBGE (Pnad contínua), mostra que os dados são manipulados para não evidenciar que a crise está se aproximando.

De 12 meses pra cá, a oferta de crédito para PF e PJ despencou. Os bancos sabem q a forma q o governo administra o país, não é economicamente sustentável.
Quem acompanha o mercado financeiro, sabe muito bem disso. Não é à toa que o Santander escancarou o que ocorrerá caso nada mude em Outubro.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #5 Online: 05 de Agosto de 2014, 18:13:07
*Concordo com o Diogenes...esqueci de citar...rs


FFFBI

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 209
  • Fotógrafo; estudante.
Resposta #6 Online: 05 de Agosto de 2014, 18:18:40
Fico pensando até que ponto esse pessimismo coletivo pode influenciar uma crise. Aqui na minha região a grande maioria fala a mesma coisa que os comentários que me sucederam. Tudo bem que os fatores estão se avizinhando, MAS ainda não bateram na nossa porta, mesmo assim, as pessoas acabam se antecipando e nesse caso, negativamente.

A respeito do governo do PT, realmente ficou bem abaixo do esperado mas sinceramente não vejo nenhum candidato (inclusive a atual) com capacidade para dar um jeito na bagaça. De um lado tem os cobras criadas com seus sorrisos colgate e mangas arregaçadas olhando para o infinito com cara de salvador da pátria e de outro os franco atiradores xiitas, até com boas idéias mas sem um mínimo de estrutura política suficiente para colocar as idéias em prática.

Tamufú  :doh:

 
Concordo plenamente com a sua opinião.

Independente de quem for eleito, sofreremos em 2015. Estão segurando os aumentos este ano, por se tratar de um ano eleitoral.
A própria interferência do governo sobre o IBGE (Pnad contínua), mostra que os dados são manipulados para não evidenciar que a crise está se aproximando.

De 12 meses pra cá, a oferta de crédito para PF e PJ despencou. Os bancos sabem q a forma q o governo administra o país, não é economicamente sustentável.
Quem acompanha o mercado financeiro, sabe muito bem disso. Não é à toa que o Santander escancarou o que ocorrerá caso nada mude em Outubro.


Qual região você mora?


Qual notícia que o Santander veiculou na mídia?


Excelente tópico para debates!
« Última modificação: 05 de Agosto de 2014, 18:19:20 por FFFBI »


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.436
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #7 Online: 05 de Agosto de 2014, 18:18:49
sei lá o que vai acontecer... mas sei que pra mim o bicho tá pegando é desde já... esse ano tá foda! dinheiro sumiu do mercado.
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.985
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #8 Online: 05 de Agosto de 2014, 19:27:13


Renato Cavalcante

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 586
  • Sexo: Masculino
    • Website
Resposta #9 Online: 05 de Agosto de 2014, 21:51:57
sei lá o que vai acontecer... mas sei que pra mim o bicho tá pegando é desde já... esse ano tá foda! dinheiro sumiu do mercado.

Eu não entendo de economia, então evito ficar dando palpites.
Mas pra mim também tá tenso. As pessoas não estão gastando dinheiro. O preço dos produtos e serviços essenciais estão subindo, e para compensar as famílias cortam os gastos com o não-essencial.
E tenho vários amigos empresários e todos eles estão reclamando da mesma coisa. É restaurante, escola de música, loja de ferragens.. As vendas caindo, e caindo, e caindo.....
Difícil não ficar pessimista.
Canon 5DMk3 + 6D | 28mm f/2.8 | 35mm f/1.4 | 50mm f/1.4 | 85mm f/1.8 | 100mm f/2 USM | 24-105 f/4L
Site: www.renatocavalcante.com
Face: www.facebook.com/renatocavalcantefotografia
Instagram: www.instagram.com/renatocavalcantefoto
Flickr: www.flickr.com/renatocavalcante


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 12.291
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #10 Online: 05 de Agosto de 2014, 22:23:03
Galera, estou na linha de frente como Supervisor de uma Fábrica Multinacional da área automotiva e com diversas plantas ao redor do mundo e posso dar a minha opinião concreta:

Fato 1. A inflação é, nesta última década, um dos maiores problemas (se não for o maior) do brasileiro. O Piso salarial na minha fábrica pulou de 600 e poucos reais em 2005 para quase 1.300 reais no início desse ano. Inflação de 200% na MO (baseado nos índices oficiais pois na prática, quem vai ao mercado, percebe muito maior a inflação) o que tirou TOTALMENTE a nossa competitividade do mercado. Nós éramos pais Low Cost igual aos outro países Latino. Hoje nosso custo de MO e fábricas como um todo é quase igual ao americano e europeu. Toda a produtividade que fazemos ano a ano é só para empatar enquanto os outros países que não inflação, tem o mesmo ganho de 5% ano a ano e vão tornando-se mais competitivo.

Fato 2. Hoje México, China e Índia são os queridinhos do mundo quando se falar em colocar uma indústria nova. Eu achava que era só a área automotiva mas alunos e parceiros que estão em área de Descartáveis, Higiene Pessoal e Embalagens estão com o mesmo problema, retração da indústria ano pós ano.

Fato 3. Nossa carga tributária é totalmente ridícula para o serviço que recebemos. Bens de consumo duráveis ou não duráveis (Carros, roupas, eletrônicos, blá blá blá, etc...) estão entre os mais caros do mundo mas nossos serviços estão entre os piores.

Fato 3. A gestão pública dos autarquias governamentais e das empresas públicas é fadada à falência o que nos tira competitividade mais ainda e torna nossa máquina pública inchada e cada vez mais faminta por impostos.

Suposição pessimista (realista 1). Nosso auge da expansão industrial foi nos anos 90 (após plano real) até 2010. Agora, ano após ano, nossa indústria está pulverizada e, podemos, ter daqui 1 a 2 décadas um nível de importação tamanho que só piorará as coisas.

Depois escrevo outros pontos pois a patroa tá enchendo o saco para sair do computador (sentei agora).
D610 + AF-S 50 1.8 G + AF-S 28 1.8 G + YN685 + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


Renato Cavalcante

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 586
  • Sexo: Masculino
    • Website
Resposta #11 Online: 05 de Agosto de 2014, 22:51:58
Fato 1. A inflação é, nesta última década, um dos maiores problemas (se não for o maior) do brasileiro. O Piso salarial na minha fábrica pulou de 600 e poucos reais em 2005 para quase 1.300 reais no início desse ano. Inflação de 200% na MO (baseado nos índices oficiais pois na prática, quem vai ao mercado, percebe muito maior a inflação) o que tirou TOTALMENTE a nossa competitividade do mercado. Nós éramos pais Low Cost igual aos outro países Latino. Hoje nosso custo de MO e fábricas como um todo é quase igual ao americano e europeu.

Pois é.. Será que a tal ascensão da nova classe média de que o PT tanto se vangloria foi um grande tiro no pé?
Salários maiores  = maior custo de mão de obra = diminuição do lucro das empresas = aumento de preços = inflação = desemprego.
Canon 5DMk3 + 6D | 28mm f/2.8 | 35mm f/1.4 | 50mm f/1.4 | 85mm f/1.8 | 100mm f/2 USM | 24-105 f/4L
Site: www.renatocavalcante.com
Face: www.facebook.com/renatocavalcantefotografia
Instagram: www.instagram.com/renatocavalcantefoto
Flickr: www.flickr.com/renatocavalcante


FFFBI

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 209
  • Fotógrafo; estudante.
Resposta #12 Online: 05 de Agosto de 2014, 22:59:34

Eu não entendo de economia, então evito ficar dando palpites.
Mas pra mim também tá tenso. As pessoas não estão gastando dinheiro. O preço dos produtos e serviços essenciais estão subindo, e para compensar as famílias cortam os gastos com o não-essencial.
E tenho vários amigos empresários e todos eles estão reclamando da mesma coisa. É restaurante, escola de música, loja de ferragens.. As vendas caindo, e caindo, e caindo.....
Difícil não ficar pessimista.

Eu também estou apreensivo com isso, viver de fotografia tem o lado negativo ... A maior defesa é poupar e evitar coisas supérfluas.


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 12.291
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #13 Online: 05 de Agosto de 2014, 23:01:17

..... é poupar e evitar coisas supérfluas.
Ou seja, sem comprar novos lançamentos de máquinas! Hehehehe
D610 + AF-S 50 1.8 G + AF-S 28 1.8 G + YN685 + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


Lordakner

  • Trade Count: (14)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.518
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 05 de Agosto de 2014, 23:33:19

Fato 1. A inflação é, nesta última década, um dos maiores problemas (se não for o maior) do brasileiro. O Piso salarial na minha fábrica pulou de 600 e poucos reais em 2005 para quase 1.300 reais no início desse ano. Inflação de 200% na MO.
Taqueopariu. Se a fábrica não está aguentando piso salarial de 1300 merrecas, então é melhor comprar uma senzala no Azerbaijão e se mudar logo.
Em tempo:
Terrorismo em ano eleitoral.
Já vi esse filme tantas vezes que não faz nem cosquinha.
 :hysterical:
Pentax k3 + Canon Mark III + Oly xz2 + Oly OMD EM5 + Oly e-510 & uma pancada de Oly's OM + Mamiya + Contax...
Sigma 70-200 f2.8 APO EX DG OS & Sigma 150-500mm & Sigma 24-70mm f2.8 & Sigma 12-24mm
Canon 70-300mm L + Canon 100mm + Canon  EF-S 10-20mm
Canon 50mm f1.4 & Canon 85mm f1.8 +Canon 135mm L
http://www.flickr.com/photos/lordakner/