Autor Tópico: Escaneando Negativos  (Lida 775 vezes)

Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Online: 24 de Setembro de 2006, 12:06:32
Preciso escanear muitos negativos com qualidade, já mandei fazer isto numa loja com sistema Fuji Digital, com a Frontier (em base 16- qualidade e resolução máximas), mas achei o resultado muito granulado e reduziu extramente a latitude do filme, criando áreas estouradas onde a exposição estava correta, ficando impossível a pós-edição no Photoshop.
Alguém sabe o porquê disto? Tem outra solução?

obrigado
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 24 de Setembro de 2006, 12:10:49
Tenta em lab com Noritsu.
Qual o negativo?
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #2 Online: 24 de Setembro de 2006, 12:17:25
Fuji Provalue 200!
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 24 de Setembro de 2006, 14:52:41
Neste post eu coloquei crops a 100% de alguns negativos. Todos feitos em Noritsu.
http://www.mundofotografico.com.br/forum/i...=30&#entry97828
O que tem menos grão é o Reala.
O que pode ter acontecido é que estava sub-exposto e foi corrigido automaticamente no lab.
Vá em http://www.noritsu.com.br/ e escolho a sua cidade e veja qual tem o lab mais novo.
« Última modificação: 27 de Setembro de 2006, 19:50:36 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Zyk

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 341
Resposta #4 Online: 24 de Setembro de 2006, 16:39:33
O escaneamento em labs tem me decepcionado: ou a qualidade é uma lástima ou o preço é exorbitante.

Dependendo da quantidade do filme a ser escaneado talves devesse considerar aquisição de um scanner de filme. Meu irmão comprou recentemente um Konica Minolta Dimage Scan Dual IV (resolução de escaneamento de 3200 DPI, produz uma imagem com 12MP). É barato (menos de US$ 250). Há algumas semanas peguei emprestado o scanner e a qualidade final me surpreendeu. Permite que a imagem seja salva em JPEG, TIFF ou RAW, permitindo maior capacidade de manipulação no caso dos últimos.

O escaneamento do filme é uma arte a parte, começando pela limpeza, pois qualquer sujeirinha ou risco no filme será também escaneado, assim como a manipulação posterior como redução de ruido, corte de bordas, saturação, brilho, nitidez, etc., são praticamente obrigatórios (prefiro fazê-las na mão, mas tem também opção automática).
Dá trabalho, mas o resultado final compensa. Ou pelo menos você fica sabendo se o problema é mesmo o escaneamento ou o fotógrafo.

[ ]s.
« Última modificação: 24 de Setembro de 2006, 16:41:02 por Zyk »


Marcelo Favero

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 770
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo dos Santos
Resposta #5 Online: 24 de Setembro de 2006, 17:58:43
Pois é Zyk, já tentei em várias lojas e sempre me garantem "ficará ótimo" - e o resultado é sempre lamentável. Mas não me vale apena comprar um scanner.

Paulo, tenho algumas opções de Noritsu aqui em Santos. Sempre ouvi falar que a Frontier era a melhor. Você já fez comparação entre os dois sistemas?

obrigado  
Marcelo dos Santos

Associado Fototech


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 24 de Setembro de 2006, 19:39:26
Já expetimentei os 2 e prefiro o Noritsu. Hoje em dia só faço nele.
Vou até experimentar um dia um Frontier destes de última geração, se achar algum lugar com um.
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams