Autor Tópico: Praticar em casamento que já tem um fotógrafo contratado  (Lida 1341 vezes)

rcschettino

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
  • Sexo: Masculino
  • "Não sabendo que era impossível, foi lá e fez!"
Online: 08 de Outubro de 2014, 13:42:48
Estou me profissionalizando e ainda não tenho segurança (nem equipamento) para entrar no mercado de casamentos (nem como 2º fotógrafo).
No próximo sábado, é o casamento de uma grande amiga.  Eu não quero concorrer com os fotógrafos, mas quero aproveitar a oportunidade para praticar.

Ela já contratou fotógrafos profissionais especializados em casamento, mas me autorizou a fotografar também com meu kit (T3i + 50mm 1.8 + 18-135mm), desde que eu não atrapalhe os fotógrafos contratados.

Como vocês vêem isso? Acham que é ruim um fotógrafo não-contratado tirando fotos também? É anti-ético?

No meu casamento, por exemplo, o fotógrafo ESQUECEU de fotografar minha esposa saindo do carro. Se não fosse um amigo que estava lá na hora eu não teria essa foto. (Sim, ele tirou com uma compacta, mas a foto ficou boa).
« Última modificação: 08 de Outubro de 2014, 13:47:37 por rcschettino »
Canon PowerShot S110 - Canon EOS Rebel T3i + Canon EOS 60D + 18-135mm f/3.5-5.6 IS + 18-200mm f/3.5-5.6 IS + 50mm f/1.8 II + Flash Canon 580 EX-II + Flash YongNuo YN468-II


althoffj

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.037
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 08 de Outubro de 2014, 13:57:04
Pra ela te autorizar, ela precisaria ter pedido essa autorização também ao fotógrafo contratado.

Eu já fotografei casamento com uma convidada fotografando junto, sabendo que ela estaria ali, pois a noiva tinha pedido, e eu autorizado. Ao autorizar, eu pedi pra noiva que orientasse a convidada a sempre prestar atenção aos fotógrafos oficiais e dar preferência a eles em todas as ocasioes. Deu tudo certo, mas o fotografo contratado tem que saber...
Adalberto "miagi" Althoff Jr



Nikon D40 | Nikon D5100 | 18-55 | 55-200 | 35 1.8G | SB700 | Nikon F55 | Nikon ZoomTouch 500s | Vivitar 28-80


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.604
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #2 Online: 08 de Outubro de 2014, 14:00:57
Eu não vejo problemas, desde que não atrapalhe os que estão trabalhando. Uma vez fotografei um casamento que tinham uns convidados fotografando com a gente no altar, foi foda, atrapalhou pra caramba. Não acho anti-ético não, só achei falta de bom senso.


O Adalberto tem muita razão, é bom que os fotógrafos oficiais saibam que você estará lá com a câmera também, isso ajuda eles a se prevenir e até te dar uns toques, quem sabe (eu já dei muitas dicas pra convidados com câmeras  ;) ).

Outra coisa também é não usar essas fotos para portfolio pessoal, isso eu acho bem anti-ético. Se for só pra praticar e ter as fotos para você é uma coisa, mas mostrar a futuros clientes como se fosse trabalho seu eu já acho errado.
« Última modificação: 08 de Outubro de 2014, 14:01:17 por Humberto Yoji »


ArmandoFerreira

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.100
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 08 de Outubro de 2014, 14:12:08
Se for só pra praticar e ter as fotos para você é uma coisa, mas mostrar a futuros clientes como se fosse trabalho seu eu já acho errado.


Amigo Humberto, não entendi, se as fotos foram feitas por mim, independente de ser um trabalho remunerado ou não, autorizadas pelos noivos e com consentimento dos fotógrafos oficiais ao meu ver entra para meu portfolio. Errado seria mostrar ou misturar as fotos com o trabalho alheio e tomá-lo para si, evidente que neste caso é totalmente errado. Se puder explicar seu ponto de vista fico grato meu amigo.
Canon 80D | Sigma 17-70


rcschettino

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
  • Sexo: Masculino
  • "Não sabendo que era impossível, foi lá e fez!"
Resposta #4 Online: 08 de Outubro de 2014, 14:18:22

Amigo Humberto, não entendi, se as fotos foram feitas por mim, independente de ser um trabalho remunerado ou não, autorizadas pelos noivos e com consentimento dos fotógrafos oficiais ao meu ver entra para meu portfolio. Errado seria mostrar ou misturar as fotos com o trabalho alheio e tomá-lo para si, evidente que neste caso é totalmente errado. Se puder explicar seu ponto de vista fico grato meu amigo.

Verdade!
Acredito que o direito autoral só deve ser dos outros fotógrafos se você, no meio do casamento, "copiar" uma foto deles, aproveitar do momento criado por eles para fotografar ou criar suas fotos com base nas dicas que deram para a construção da imagem.
Canon PowerShot S110 - Canon EOS Rebel T3i + Canon EOS 60D + 18-135mm f/3.5-5.6 IS + 18-200mm f/3.5-5.6 IS + 50mm f/1.8 II + Flash Canon 580 EX-II + Flash YongNuo YN468-II


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.604
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #5 Online: 08 de Outubro de 2014, 14:18:48
Amigo Humberto, não entendi, se as fotos foram feitas por mim, independente de ser um trabalho remunerado ou não, autorizadas pelos noivos e com consentimento dos fotógrafos oficiais ao meu ver entra para meu portfolio. Errado seria mostrar ou misturar as fotos com o trabalho alheio e tomá-lo para si, evidente que neste caso é totalmente errado. Se puder explicar seu ponto de vista fico grato meu amigo.

Armando, acho errado mostrar as fotos como se fossem de um trabalho que você foi contratado, que você fechou. Errado mostrar como se fosse um evento seu, entende? Porque  não foi você quem fechou, o fotógrafo oficial está usando fotos do mesmo evento para outros clientes, e passa uma sensação errada ao cliente.

Enfim, opinião minha, mas acho isso anti-ético. Eu mesmo evito usar fotos que freelas que fiz para outros fotógrafos e, quando uso, sempre coloco créditos ao fotógrafo que fechou o trabalho.


sulleiman

  • Trade Count: (4)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 241
  • Sexo: Masculino
  • Acredite!! NELE você pode!
Resposta #6 Online: 08 de Outubro de 2014, 14:57:55
Não vejo problema em voce fotografar , como o pessoal disse , desde que não atrapalhe os oficiais!

Eu passei por isso e foi de ultima hora, uma cara (amigo dos noivos) chegou na igreja e tinha a autorização para filmar. Mas antes ele veio ate mim e disse que nao iria atrapalhar em nada e que qualquer coisa era so avisar ele que ele respeitaria numa boa.

Agora... concordo com humberto no caso de uso das fotos, dando a impressão  que o "trabalho foi feito" por você, também é anti ético.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 08 de Outubro de 2014, 15:30:18
Então...

Sobre isso, o fotógrafo contratado tem que saber antes, com certeza. Isso ajuda, inclusive, a vc ter uma chance de puxar papo, etc... Muitos "macacos velhos" não gostam de ver "chimpanzés novos subindo nos seus galhos", kkkkkkkkkkk

Sobre a sua postura no evento:

1 - Não atrapalhe o contratado.  responsabilidade é dele, quem tá ganhando pra isso é ele. Então, se alguém tiver que pegar aquela brechinha de espaço pra fazer A FOTO, vai ser ele.

2 - Não se embrenhe no meio do corredor pra fazer foto de entrada.

3 - Na recepção, não fique chamando a atenção dos convidados pra fazer foto, antes do oficial. Exemplo: Fotos oficiais com padrinhos. Essa tem que ter. Aí, todo mundo se posiciona, e tal, deixe o fotógrafo contratado fazer a foto primeiro.

4 - Não, EM HIPÓTESE ALGUMA, NUNCA NA SUA VIDA, puxe papo com o fotógrafo perguntando pelo equipamento, kkkkkk
O povo não sabe como enche o saco quando vc tá la, concentrado, preocupado, aí chega aquele maluco, "E aí, que câmera vc tá usando? Ah, uma 1dx? Legal, hein, essa câmera é muito boa. Eu to com a minha Nikon e a lente 50 milímetros, que o professor do SENAI e o pessoal do Mundo fotográfico disse ser obrigatória. Você costuma usar a 50 milímetros?".
Se vc já conhece o trabalho do sujeito, puxe papo sobre isso. Se for bom, elogie. Se não for, minta. Se não conhece, puxe papo pedindo o contato, kkkkkkkkk
Fotógrafo é um bichinho meio bobo, adora ser elogiado. :D :D :D

5 - Seja discreto nas poses ao fotografar, não vá se deitar no chão da igreja, ou se contorcer todo. Vão te achar doido, kkkkkkkkkkkkkkkk

6 - Clique à vontade, mas fique sempre esperto pra não aparecer nas fotos, nem no vídeo. Antes de começar o casamento, pergunte pro pessoal se vai ter algum cine fixo, como eles vão se posicionar, etc.
Preste atenção ao equipamento que eles estarão usando. Se perceber, por exemplo, que o fotógrafo pegou uma ultra GA, vaze do altar rapidinho, ou saia de perto na hora da valsa. :)

7 - Divirta-se, curta a festa, não fique na neura de ser o novo Wedding Best, faça o que der pra fazer.



Esse texto tá meio zuero e rude, mas tenho certeza que se vc fizer isso, terá ótimas fotos pra compartilhar com a gente. Entra no grupo Wedding Brasil no facebook, tem uma postagem do dia 06 de uma mulher que foi como convidada. Ela arrebentou nas fotos, ficaram lindas. Espero que as suas fiquem também.  :ok: :ok:

Abraço, boa tarde! :D :D


althoffj

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.037
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 08 de Outubro de 2014, 16:15:44
... mais uma aula do eme-i-cá-ê

 :clap: :clap: :clap: :clap:
Adalberto "miagi" Althoff Jr



Nikon D40 | Nikon D5100 | 18-55 | 55-200 | 35 1.8G | SB700 | Nikon F55 | Nikon ZoomTouch 500s | Vivitar 28-80


ArmandoFerreira

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.100
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 08 de Outubro de 2014, 16:26:43
Armando, acho errado mostrar as fotos como se fossem de um trabalho que você foi contratado, que você fechou. Errado mostrar como se fosse um evento seu, entende? Porque  não foi você quem fechou, o fotógrafo oficial está usando fotos do mesmo evento para outros clientes, e passa uma sensação errada ao cliente.

Enfim, opinião minha, mas acho isso anti-ético. Eu mesmo evito usar fotos que freelas que fiz para outros fotógrafos e, quando uso, sempre coloco créditos ao fotógrafo que fechou o trabalho.
É um ponto de vista válido, se eu me colocar como "fotografei este evento e ele foi meu, eu o consegui", concordo plenamente.


Pensei em portfolio para mostrar o meu trabalho feito durante o evento e, claro, citando que foi um trabalho free feito junto à uma equipe principal. Para quem está iniciando é difícil montar um portfolio, entendo seu ponto de vista de profissional da área mas vejo um outro lado de quem inicia. Não pode haver é má fé, isso concordo com o amigo.
Canon 80D | Sigma 17-70


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.604
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #10 Online: 08 de Outubro de 2014, 17:14:27
Pensei em portfolio para mostrar o meu trabalho feito durante o evento e, claro, citando que foi um trabalho free feito junto à uma equipe principal.

Nesse sentido, não vejo problema algum!  :ok:

7 - Divirta-se, curta a festa, não fique na neura de ser o novo Wedding Best, faça o que der pra fazer.

Esse é o melhor conselho que alguém poderia dar! Já fotografei oficialmente casamento de um casal de amigos e nunca mais faço isso. Quero é aproveitar e comemorar com meus amigos nesse dia especial.  ;)


Kokimoto

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.091
    • Mototuristas
Resposta #11 Online: 08 de Outubro de 2014, 18:03:09
Eu não faria isso. Para saber como não atrapalhar, tem que ter um pouco de experiência. Eu não saberia o que não posso fazer, pois sequer sei o que o fotógrafo contratado está fazendo.

Se eu fosse o fotógrafo contratado, ficaria muito contrariado. O fotógrafo concordou com isso? Em caso afirmativo, provavelmente foi só para não criar um clima chato com o cliente.

Como convidado, eu assistiria o casamento e aproveitaria a festa, sem me preocupar com fotos. Muito melhor. Deixaria para treinar naquele churrasco ou aniversário sem compromisso, em que não tem ninguém contratado para fazer o serviço. Ou faria como sugeriram em outros tópicos: acharia aqueles casamentos sem fotógrafo e ofereceria foto com valor simbólico pra treinar, etc.
D600 - E-M10


Bruno Souto

  • Trade Count: (6)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 319
Resposta #12 Online: 09 de Outubro de 2014, 13:14:52
Também acho que casamento é um momento muito único pra arriscar perder com quem quer praticar... Eu por exemplo, chamei uns amigos pra simular um evento e tentar aprender com o que temos disponível lá!

Mike, sobre não perguntar ao fotógrafo sobre equipamento.... Talvez eu não tenha o tempo que você tem, mas acho que eu teria prazer em ajudar um iniciante... E também exibir meu precioso equipamento. Se for numa hora de concentração ou tensão, pede pra conversar no fim da festa.
Canon EOS 6D user


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 09 de Outubro de 2014, 14:25:00
Mike, sobre não perguntar ao fotógrafo sobre equipamento.... Talvez eu não tenha o tempo que você tem, mas acho que eu teria prazer em ajudar um iniciante... E também exibir meu precioso equipamento. Se for numa hora de concentração ou tensão, pede pra conversar no fim da festa.

Bruno, não quis dizer que não se pode falar sobre equipamento. A zica é todo novato/iniciante/entusiasta já chega falando primeiro de equipamento. Teve gente que antes de perguntar meu nome, pergountou da minha câmera, kkkkkk

Os professores nos cursos, os palestrantes em WS, os sites de reviews, os blogs de fotografia, os grupos no Face... Todos eles dão importancia demais aos equipamentos. Aí, a galera que tá começando acha que a vida é isso, "Ai, eu quero uma 18-200 2.8L IS STM, num corpo FF de 100mp, com iso de 1.638.400, sem ruido."

O que eu disse, não é uma critica a quem fala de equip, mas uma dica pra quem vai puxar papo com alguém. Perguntar pelo menos o nome antes, kkk :D :D :D


Douglas Soares

  • Trade Count: (24)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.257
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 09 de Outubro de 2014, 14:49:50
Bom eu já estive dos 2 lados, antes de começar profissionalmente quando ia nos casamentos dos meus amigos perguntava para eles se poderia tirar algumas fotos, todos eles me autorizaram, mas nunca atrapalhei o fotógrafo contratado, sempre tirava as fotos do meu lugar, não ficava me movimentando, acho que assim nunca atrapalhei ninguém (espero) :D.
Agora que estou no ramo aconteceu exatamente isso no último casamento, um amigo dos noivos veio me perguntar na igreja se ele poderia tirar algumas fotos, eu concordei numa boa, só pedi para que ele tomasse cuidado com o posicionamento. Em algumas situações ele me atrapalhou um pouco, mas nada demais.