Autor Tópico: Revelação é mesmo em JPEG?  (Lida 3445 vezes)

rcschettino

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
  • Sexo: Masculino
  • "Não sabendo que era impossível, foi lá e fez!"
Online: 15 de Outubro de 2014, 10:55:48
Pessoal...

Sempre mando imprimir as minhas fotos enviando em JPEG com a qualidade máxima.
Vocês sabem se existe algum tipo de arquivo melhor para enviar para impressão ou temos que enviar em JPEG mesmo?
Se existe um formato melhor, qual empresa vocês indicam que aceita esse formato?
Canon PowerShot S110 - Canon EOS Rebel T3i + Canon EOS 60D + 18-135mm f/3.5-5.6 IS + 18-200mm f/3.5-5.6 IS + 50mm f/1.8 II + Flash Canon 580 EX-II + Flash YongNuo YN468-II


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.036
    • DCS
Resposta #1 Online: 15 de Outubro de 2014, 14:06:57
Olá!

Rapaiz...formatos existem sim alguns. Imagino que as fototicas aceitem estes formatos, mas o problema é que todos estes formatos o arquivo ficam muito grandes. Temos o RAW, PNG e PSD
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.412
Resposta #2 Online: 15 de Outubro de 2014, 14:19:25
Dependendo do tamanho da revelação/impressão vc irá notar diferença com outros gamuts/perfil  de cor. Em fotos pequenas é difícil perceber a diferença

TIFF + perfil de cor ou papel e profundidade vc consegue um resultado diferente,  mas  somente em impressões giclée vc consegue reproduzir isso, os LABS são em sRGB/jpg.

Se for editar a foto no PS utilize um gamut de cores maior (um ProPhoto por exemplo) e deixe como "master" e salve uma cópia no perfil do seu lab ou impressor recomendar.

Como que vc pretende trabalhar?

« Última modificação: 15 de Outubro de 2014, 14:26:50 por spositom »


rcschettino

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 62
  • Sexo: Masculino
  • "Não sabendo que era impossível, foi lá e fez!"
Resposta #3 Online: 15 de Outubro de 2014, 15:03:58
Dependendo do tamanho da revelação/impressão vc irá notar diferença com outros gamuts/perfil  de cor. Em fotos pequenas é difícil perceber a diferença

TIFF + perfil de cor ou papel e profundidade vc consegue um resultado diferente,  mas  somente em impressões giclée vc consegue reproduzir isso, os LABS são em sRGB/jpg.

Se for editar a foto no PS utilize um gamut de cores maior (um ProPhoto por exemplo) e deixe como "master" e salve uma cópia no perfil do seu lab ou impressor recomendar.

Como que vc pretende trabalhar?

Na verdade, eu não pretendo fazer fotos muito grandes, mas gostaria de evitar qualquer perda, e sei que o JPEG perde informações quando salva a imagem. E também gostaria de fazer um teste, mandar imprimir em TIFF e JPEG no mesmo lugar para ver o resultado nas fotos 10x15cm e 20x25cm.

Você conhece alguma empresa que aceite TIFF?
Canon PowerShot S110 - Canon EOS Rebel T3i + Canon EOS 60D + 18-135mm f/3.5-5.6 IS + 18-200mm f/3.5-5.6 IS + 50mm f/1.8 II + Flash Canon 580 EX-II + Flash YongNuo YN468-II


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #4 Online: 15 de Outubro de 2014, 16:25:41
Um lab normal não aceita outro formato que não JPG.
Às vezes eu imprimo em um lab no interior que, por eu conhecer o dono, ele permite que eu leve um TIFF.
Ele faz o tratamento final para assegurar a equivalência de cores do que eu gerei no meu tratamento, para o que ele vai importar, e imprime e fica igualzinho ao que vejo no meu monitor.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.509
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #5 Online: 16 de Outubro de 2014, 19:48:55
Nao vai adiantar muito ter um arquivo gigante se a configuracao de cores do seu monitor nao estiver de cordo com a impressora.

Por isso, se vc imprime com muita frequencia o ideal eh escolher a loja que vc mais confie, fazer testes com uma das impressoras e como cliente frequente sempre ter suas fotos impressas na mesma impressora, usando sempre as mesmas configuracoes de cores, brilho e contraste no seu monitor (previamente configurado junto a impressora).. E nao precisa nem ser em TIFF, pode ser em JPEG mesmo. A nao ser que vc imprime quadros gigantes Fine Art onde o menor dos detralhes da riqueza de informacao possa fazer alguma diferenca (principalmente no valor em que a impressao esta sendo vendida).

Caso contrario, eu nao me preocuparia muito com isso.


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 842
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #6 Online: 17 de Outubro de 2014, 10:10:00
JPG não perde quase nada de qualidade quando salva da primeira vez (eu julgo não haver perda alguma de informação visual), o que se perde é informações! Visualmente você não verá nada, mas se precisar de equalizar alguma coisa vai haver perda de detalhes, bem como cada vez que salvar sobre o arquivo vai haver alguma possível perda posterior também.

Se quiser resultados constantes e em maior qualidade, salve em TIFF.
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.350
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #7 Online: 17 de Outubro de 2014, 10:11:20
JPG não perde quase nada de qualidade quando salva da primeira vez (eu julgo não haver perda alguma de informação visual), o que se perde é informações! Visualmente você não verá nada, mas se precisar de equalizar alguma coisa vai haver perda de detalhes, bem como cada vez que salvar sobre o arquivo vai haver alguma possível perda posterior também.

Se quiser resultados constantes e em maior qualidade, salve em TIFF.

Porque só a primeira vez?
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.250
Resposta #8 Online: 17 de Outubro de 2014, 10:35:13
JPG é um padrão que usa um algoritmo de compressão com perdas para reduzir o tamanho das fotos.

Cada vez que um JPG é salvo, o algoritmo analisa a imagem e descarta informações que não considera importantes. Se após salvar, vc abrir novamente, já vai abrir sem estas informações. Ao salvar novamente o algoritmo irá repetir o processo e mais informações serão descartadas.

Este vídeo mostra o que acontece com uma foto que foi aberta e salva 600 vezes, aumentando-se a compressão entre cada processo.



Aqui, uma foto aberta e salva 500 vezes sempre em qualidade máxima

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Fk6kV5N1rzs
« Última modificação: 17 de Outubro de 2014, 10:38:42 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.350
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #9 Online: 17 de Outubro de 2014, 10:43:54
JPG é um padrão que usa um algoritmo de compressão com perdas para reduzir o tamanho das fotos.

Cada vez que um JPG é salvo, o algoritmo analisa a imagem e descarta informações que não considera importantes. Se após salvar, vc abrir novamente, já vai abrir sem estas informações. Ao salvar novamente o algoritmo irá repetir o processo e mais informações serão descartadas.

Este vídeo mostra o que acontece com uma foto que foi aberta e salva 600 vezes, aumentando-se a compressão entre cada processo.



Aqui, uma foto aberta e salva 500 vezes sempre em qualidade máxima

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Fk6kV5N1rzs

Putz, eu pensava que era um limite absoluto.
Que analisava que não tinha mais nada para comprimir e salvava sem perdas na vezes seguintes.

Preciso rever meu fluxo de trabalho para ontem então.
Eu exporto em jpg do LR e salvo algumas vezes no PS.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.835
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 17 de Outubro de 2014, 11:12:32
Eu salvo em tiff meus trabalhos. O segredo é não se apegar a foto ruim.
"Objetivas não alteram perspectiva. O que altera perspectiva (já diz o nome) é mudar de posição."
http://500px.com/rombauer
http://www.flickr.com/rombauer


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.250
Resposta #11 Online: 17 de Outubro de 2014, 11:19:38
O ideal é que arquivos transitórios, aqueles que vão de uma aplicação a outra como no caso de LR->PS, sejam sempre do tipo sem perdas, como o TIFF. Levando-se o cuidado ao extremo, exportação em JPG só da foto final, a que vai para o LAB.

O segredo é não se apegar a foto ruim.

E como isso é difícil...
« Última modificação: 17 de Outubro de 2014, 11:20:29 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


Rafa_Meira

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.047
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 17 de Outubro de 2014, 11:47:35
Ainda bem que eu paro de salvar o JPEG na segundo ou no máximo na terceira vez. Não sabia que degradava tanto.

 :eek: :eek: :eek:
« Última modificação: 17 de Outubro de 2014, 11:47:46 por Rafa_Meira »


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.835
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 17 de Outubro de 2014, 14:18:21
O ideal é que arquivos transitórios, aqueles que vão de uma aplicação a outra como no caso de LR->PS, sejam sempre do tipo sem perdas, como o TIFF. Levando-se o cuidado ao extremo, exportação em JPG só da foto final, a que vai para o LAB.

E como isso é difícil...

Passa o rodo.

cmd + delete
"Objetivas não alteram perspectiva. O que altera perspectiva (já diz o nome) é mudar de posição."
http://500px.com/rombauer
http://www.flickr.com/rombauer


Lindsay

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.189
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 17 de Outubro de 2014, 15:07:05
Olha só pra manter o máximo de informações possíveis de cores, DR e tal, quanto mais bits/menor compressão é melhor.

Arquivos JPEG tem 8 bits, significa 256 vermelhos, 256 azuis, e 256 verdes. Arquivo TIFF tem de 8 e 16 bits, 16 bits é melhor, porque consegue reter mais cores, resta saber se o seu lab aceita esse tipo de arquivo, normalmente sim.

« Última modificação: 17 de Outubro de 2014, 15:25:36 por Lindsay »
Fotografando com a memória