Autor Tópico: Não dei conta de fotografar em RAW  (Lida 7173 vezes)

andresylva

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 155
Online: 17 de Janeiro de 2015, 11:40:36
Fiquei mais ou menos um mês fotografando apenas em RAW com minhas três câmeras (Canon 70D, Canon G1X mark II e Canon S120), mas a experiência não foi das boas.
Perdia muito tempo (várias horas) diante do computador tentando melhorar alguma coisa que, muitas vezes, nem precisava.
Os arquivos RAW são gigantes; ter que abrir cada foto no Digital Photo Professional (DPP) da Canon, alterar alguns níveis e depois converter a foto para JPEG...
Para as fotos que tiro atualmente (fotos casuais de parentes e amigos) não vi necessidade dessa trabalheira toda.
Se tivesse fotografando profissionalmente, talvez o RAW fosse necessário.
Conclusão: voltei pro JPEG.
 


Sabrinab

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 203
  • Sexo: Feminino
Resposta #1 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:11:59
 :hysterical: :hysterical: :hysterical:
Está acontecendo a mesma coisa comigo, comecei a uma semana também e estou achando super trabalhoso, não vi grande vantagem por enquanto não, porém vou continuar insistindo pois pretendo trabalhar profissionalmente com book externo e festas infantis, mas até agora estou achando que fotografar em JPEG Fine e fazer pequenos ajustes no editor de imagem é suficiente e menos trabalhoso, até pq no menu de retoque da minha câmera eu consigo alguns bons ajuste...

Alguém que trabalhe com books e festas pode opinar, por favor?
Vale a pena eu insistir em fotografar em Raw?

Obs. Meu editor é o Gimp em conjunto com o URaw...
Tenho o Photoshop baixado rescentemente, mas já domino muito bem o Gimp...

Obrigada!!!
Nikon D3200 - Flash SB-700
Lente Nikon 18-55mm F/3.5-5.6g Af-s VR Nikkor
AF-S Nikkor 55-300mm f/4.5-5.6G ED VR
Lente Nikon 50mm 1.8G Nikkor
Tripé Vivitar VPT4867


andresylva

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 155
Resposta #2 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:18:18
:hysterical: :hysterical: :hysterical:
Está acontecendo a mesma coisa comigo, comecei a uma semana também e estou achando super trabalhoso, não vi grande vantagem por enquanto não, porém vou continuar insistindo pois pretendo trabalhar profissionalmente com book externo e festas infantis, mas até agora estou achando que fotografar em JPEG Fine e fazer pequenos ajustes no editor de imagem é suficiente e menos trabalhoso, até pq no menu de retoque da minha câmera eu consigo alguns bons ajuste...

Alguém que trabalhe com books e festas pode opinar, por favor?
Vale a pena eu insistir em fotografar em Raw?

Obs. Meu editor é o Gimp em conjunto com o URaw...
Tenho o Photoshop baixado rescentemente, mas já domino muito bem o Gimp...

Obrigada!!!

Eu também uso o Gimp para alguns ajustes.


CristianoSoares

  • Trade Count: (17)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.861
Resposta #3 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:23:49

Alguém que trabalhe com books e festas pode opinar, por favor?
Vale a pena eu insistir em fotografar em Raw?


Não trabalho com fotografia, mas só de poder ajustar o WB vale a pena.


Fiquei mais ou menos um mês fotografando apenas em RAW com minhas três câmeras (Canon 70D, Canon G1X mark II e Canon S120), mas a experiência não foi das boas.
Perdia muito tempo (várias horas) diante do computador tentando melhorar alguma coisa que, muitas vezes, nem precisava.
Os arquivos RAW são gigantes; ter que abrir cada foto no Digital Photo Professional (DPP) da Canon, alterar alguns níveis e depois converter a foto para JPEG...
Para as fotos que tiro atualmente (fotos casuais de parentes e amigos) não vi necessidade dessa trabalheira toda.
Se tivesse fotografando profissionalmente, talvez o RAW fosse necessário.
Conclusão: voltei pro JPEG.

Minha experiência é um pouco diferente. Fotografo em Raw e jpeg, porque em boa parte das fotos achava que o jpeg ficava melhor que o meu tratamento do raw. Atualmente tenho importado só o raw, aplico alguns ajustes básicos (por exemplo, adiciono um mínimo de contraste) e faço a edição em lote (uso o aperture).
Na minha opinião o maior ganho é no ajuste do wb, que é bem chato de fazer antes do clique e sempre acho que fica melhor na pós do que no automático.
« Última modificação: 17 de Janeiro de 2015, 12:25:42 por CristianoSoares »


Kokimoto

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.091
    • Mototuristas
Resposta #4 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:37:02
Não sei como é esse DPP, mas essa "trabalheira" é facilmente contornável no LR, por exemplo. É só gravar um preset para deixar a foto parecida com o jpg da máquina. Aplica o preset na importação e a foto que a câmera montaria em jpg já está "pronta". Daí você edita uma ou outra coisa que achar necessário e pronto, nada de horas gastas na frente do computador. :ok:
D600 - E-M10


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.434
Resposta #5 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:40:06
Aprendi a fotografar com filme, logo o laboratorista que trabalhava no "RAW" e corrigia minhas orelhadas. Quando passei pro digital achava que trabalhar neste formato era uma muleta pro fotógrafo, não precisava bater o branco, dava pra arrumar a exposição, etc.

Depois que vi a melhora que podemos ter na foto e é só nele que trabalho.

Tenho um fluxo de poucas fotos, por isso mesmo fazendo "errado" não perco tempo.

Eu insistiria no RAW  e seria mais seletivo na captação (nem sei se esse é o problema) e experimentaria outros software se fosse o caso



Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.401
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Resposta #6 Online: 17 de Janeiro de 2015, 12:46:20
Não sei como é esse DPP, mas essa "trabalheira" é facilmente contornável no LR, por exemplo. É só gravar um preset para deixar a foto parecida com o jpg da máquina. Aplica o preset na importação e a foto que a câmera montaria em jpg já está "pronta". Daí você edita uma ou outra coisa que achar necessário e pronto, nada de horas gastas na frente do computador. :ok:


2X

Eu capturo em RAW e JPEG e depois decido o que vou editar.  O JPEG e um back up tb.
O arquivo em RAW tem mais informações e possibilidades de manipulação. É verdade tb que muitas vezes considero os JPEGs já prontos...não preciso editar os RAW...mas para quem trabalha com certeza haverá em uma serie de imagens, algumas que precisarão de um tratamento em que RAW terá resultado muito melhor. Como já estou acostumado não sinto mais trabalho em editar ou importar RAW...

Ah...e quem trabalha precisa de espaço em disco em HD externo!!!

Abraço,
M Rezende
« Última modificação: 17 de Janeiro de 2015, 12:47:06 por Rezende_SP »


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.868
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #7 Online: 17 de Janeiro de 2015, 13:17:01
Engraçado como são as coisas...para mim hj não fotografar em raw é uma heresia, mesmo as fotos mais bobas que faço as vezes de parentes e momentos de brincadeira em minha opinião podem, e muito, serem melhoradas.

Além do fato de vc nunca saber o que pode surgir: Uma cena ímpar que feito o registro em raw pode se tornar uma imagem maravilhosa.

Claro que tudo isso depende de qual o resultado vc deseja.


Rafa_Meira

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.145
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 17 de Janeiro de 2015, 13:19:36
Um dos grandes problemas de trabalhar profissionalmente com JPEG é que ele já é um arquivo limitado em termos de quantidade de informação. Tratamento não é só pra corrigir a foto, mas pra dar uma cara diferente a ela. Lembre-se que o preset que a câmera aplica na foto é padrão e não diferencia a foto em nada.

O ideal é mesmo fotografando em RAW, já ter uma fotometria perfeira, mas usar a quantidade de informação do RAW pra dar a sua cara na foto no tratamento. Se vc pensa em ser profissional e se diferenciar no mercado, tratamento diferenciado deve entrar no seu fluxo de trabalho.

17 by rafa_palmeira, on Flickr

Eu mesmo to investindo em fotos com baixo contraste por enquanto. Fotografo em RAW pra poder tratar a foto dessa forma.


JNelson

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.371
  • Sexo: Masculino
    • JNelson.INFO
Resposta #9 Online: 17 de Janeiro de 2015, 14:03:59
Não sei como é esse DPP, mas essa "trabalheira" é facilmente contornável no LR, por exemplo. É só gravar um preset para deixar a foto parecida com o jpg da máquina. Aplica o preset na importação e a foto que a câmera montaria em jpg já está "pronta". Daí você edita uma ou outra coisa que achar necessário e pronto, nada de horas gastas na frente do computador. :ok:

O mesmo comentário do Kokimoto, apenas, utilizando o DxO Optics pro, alguma foto que exija muita correção utilizo o CameraRaw no Photoshop.


felippe.rosa

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 655
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #10 Online: 17 de Janeiro de 2015, 14:11:17
O que eu gosto do raw é a liberdade. Eu posso gerar uma foto em preto e branco e outra colorida. Mas o principal é que as vezes tem aquela foto importantíssima que vc errou exposição e que consegue salvar mo lightroom.


Sunriser

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.219
  • Sexo: Masculino
  • Deus seja louvado
    • Sunriser Photography Facebook
Resposta #11 Online: 17 de Janeiro de 2015, 16:04:31
Não tenho necessidade, nem um PC potente, nem software e tampouco paciência para usar RAW.  :hysterical:


efilho

  • Trade Count: (23)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.804
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 17 de Janeiro de 2015, 16:26:17
Quem é usuário de Mac não sente qualquer diferença, pois o sistema operacional trata arquivos RAW da maioria das marcas de forma transparente. Descarregou os arquivos no Mac, o iPhoto abre tudo... Depois vc escolhe as que interessam e trata nos aplicativos mais adequados, p.ex. Olympus Viewer, Lightroom, Photo Ninja, Iridient etc.


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.940
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #13 Online: 17 de Janeiro de 2015, 17:21:47
Minha dica: não desista. Insista, insista e insista. O resultado obtido, de longe, é muito melhor. Mas vai do gosto e da exigência de cada um.

Assista o meu tutorial e um outro que está na rede.
https://www.youtube.com/watch?v=I_DuwTWHZpc
https://www.youtube.com/watch?v=sqYlCAeYEwM
D610 + AF-S 50 1.8 G + YN685
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


Sabrinab

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 203
  • Sexo: Feminino
Resposta #14 Online: 17 de Janeiro de 2015, 21:40:58
Minha dica: não desista. Insista, insista e insista. O resultado obtido, de longe, é muito melhor. Mas vai do gosto e da exigência de cada um.

Assista o meu tutorial e um outro que está na rede.
https://www.youtube.com/watch?v=I_DuwTWHZpc
https://www.youtube.com/watch?v=sqYlCAeYEwM

Agradeço muito a todos que opinaram, continuarei insistindo e não desistirei....
Quero muito chegar ao nível de muitos aqui....  :worship:
Esse fórum tem me ajudado muito...  :D
Obrigada galera!!!
Nikon D3200 - Flash SB-700
Lente Nikon 18-55mm F/3.5-5.6g Af-s VR Nikkor
AF-S Nikkor 55-300mm f/4.5-5.6G ED VR
Lente Nikon 50mm 1.8G Nikkor
Tripé Vivitar VPT4867