Autor Tópico: Testador de obturador  (Lida 1811 vezes)

Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Online: 10 de Outubro de 2006, 17:31:40
Olá, pessoal. Acabei de comprar uma Pentax MX (analógica, mecânica) e quando revelei o primeiro filme, percebi problemas de sincronização das cortinas. A lateral esquerda das fotos estava escurecida e, como já tive esse problema com outras máquinas analógicas, logo vi que era problema nas cortinas.

Então, comecei a pensar em como fazer para testar as velocidades do obturador, tentando encontrar experimentalmente resultados que comprovassem a minha suspeita.

O primeiro teste que eu realizei foi o que está documentado neste endereço:
http://rick_oleson.tripod.com/index-135.html

Usando um monitor de computador, tirando a lente da câmera e abrindo a parte traseira, é possível observar padrões luminosos quando realizamos disparos. Dependendo do formato desses padrões, pode haver ou não problemas de sincronismo.
Neste teste já foi possível comprovar o problema.


Para o segundo teste, usei um microfone profissional para voz (mas possivelmente dê para se obter resultados úteis com um microfone de pc comum) e um software de gravação de áudio que exiba as formas de onda gravadas ao longo do tempo. Como a minha namorada tem uma Pentax MX igual e revisada, pude comparar os resultados.

Assim, comecei fazendo um teste com a Pentax que está funcionando corretamente. Abri a parte traseira, segurei o espelho (para que o barulho dele não interferisse no teste) e comecei a gravar o som do obturador em diversas velocidades.

Num primeiro momento, não entendi muito os resultados, pois apareciam 3 picos de volume e o tempo entre o primeiro e o último pico nunca batia com a velocidade que eu escolhia. Depois de comparar os resultados de cada gravação, percebi que os primeiros dois picos duravam sempre o mesmo tempo, portanto, presumi que estes sejam o shutter lag, ou o tempo entre o fotógrafo clicar e as cortinas começarem a se movimentar de fato. Este tempo sempre marcava torno de 24ms.

Já a distância entre os últimos dois picos de sinal sempre marcava o tempo do dial de velocidades, às vezes com erro de torno de 1ms, o que é aceitável em câmeras desta idade.

Quando percebi que este teste mostrava resultados com lógica, fui testar a minha câmera com suspeita de problemas de sincronização. Ao começar as medições, vi que o shutter lag dela marcava em torno de 17ms (mais rápido que a Pentax que dispara corretamente). Até aí tudo bem, porque em qualquer velocidade selecionada no dial, esse tempo era sempre igual. Já, ao medir os dois últimos picos, as velocidades apareceram totalmente erradas, algumas 20ms mais rápidas do que deveriam ou com atraso de até 5ms.

A conclusão que eu tiro é que realmente a minha nova Pentax está com problemas de sincronismo de cortinas.

E aí? Alguém já fez esse tipo de teste? O que acham? É válido?
« Última modificação: 10 de Outubro de 2006, 19:09:36 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 11 de Outubro de 2006, 09:07:09
Muito interessante o teste.
Mas a diferença de 20ms o que dá uma exposição de 1/20s, daria uma super-exposição só, não é isso?
Vou fazer um testes deste com a minha câmera e depois coloco aqui.
 
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #2 Online: 11 de Outubro de 2006, 13:06:22
Olá, Paulo. Eu farei mais uns testes e copiarei os gráficos gerados para exemplificar melhor aqui no fórum.

Para uma velocidade de 1/1000, ou seja, 1 milésimo de segundo, os dois últimos picos de sinal tem que ter uma distância de 1ms de um para o outro.

20ms equivale a uma exposição de 1/50, pois 1000 milissegundos (1 segundo, portanto) dividido por 50 dá 20 milissegundos. Portanto, quando a velocidade escolhida for 1/50, a distância entre os dois picos de sinal no editor de áudio deve ser de 20 milissegundos.




Desenhei a imagem acima, de forma bem grosseira, mas acho que exemplifica bem os resultados. A idéia é medir a diferença de tempo entre os picos mais altos.

Por que escolhi os picos mais altos? Como sei que eles são realmente os mais relevantes para o cálculo? Bom, na verdade eu não sei, mas acredito que o nível mais alto de sinal seja o ápice da abertura ou do fechamento da cortina, então parti daí. Como a câmera da minha namorada está razoavelmente bem regulada e obtive resultados lógicos assim, por enquanto nada me faz pensar o contrário, mas seria interessante se mais gente fizesse esse tipo de teste e postasse seus resultados...
« Última modificação: 11 de Outubro de 2006, 13:06:45 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 11 de Outubro de 2006, 17:34:47
Vê se entende estes.
1/250s

1/10s

1s


Citar
20ms equivale a uma exposição de 1/50, pois 1000 milissegundos (1 segundo, portanto) dividido por 50 dá 20
Meu teclado devia estar com defeito  :laughing:  
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #4 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:09:40
Cara, esqueci de dizer... você segurou o espelho? (deixar o espelho levantado com o dedo durante a exposição)

O barulho do espelho interfere no gráfico...

Outra coisa que não entendi: quais são as unidades do eixo horizontal?
é "horas:minutos:segundos:décimos"? Só para confirmar :P

Sei lá, o gráfico está bem mais complexo em relação aos testes que eu fiz. As minhas hipóteses são:

- o espelho estava solto e durante a exposição o barulho do movimento dele interferiu no teste;

- o obturador da sua máquina tem um funcionamento mais complexo, diferente das máquinas antigas com obturador de plano focal horizontal (provavelmente ele é de metal, como são os obturadores das câmeras profissionais pós-Nikon FM2).

Na exposição de 1s, consegui achar um intervalo de 1s entre os picos de sinal mais internos. Os outros picos podem ser o baque do espelho, por exemplo, que dá uma trepidada logo depois da exposição.

Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:21:36
Agora com mirror lock-up no dedo. A unidade é segundos. Tá difícil. A câmera é Minolta e acho que está interferindo o sistema que fecha a objetiva e faz o auto-focus. Ele roda mesmo sem a lente.
1/10s
 
1/125s
 
 
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #6 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:22:58
Ahhh... e não tem como desligar todos esses apetrechos? :P
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:25:39
Só tirando a pilha.
Já está em foco manual e sem lente. Tem que fazer este teste com uma mecânica.
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #8 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:32:00
Tem como hospedar alguns dos áudios no rapidshare? Quero ver se em casa eu descubro alguma relação :P
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:43:06
Apaguei tudo.
Agora só fazendo de novo.
 
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #10 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:54:58
Paulo, olhando as miniaturas dos seus dois últimos testes, dá para perceber um padrão entre os gráficos (são muito parecidos em algumas partes). A parte parecida é que deve acontecer em qualquer velocidade... falta descobrir nas partes diferentes onde está o barulho do movimento das cortinas.

--------------------------------------------------------------
Outra hipótese é que o obturador é bem mais silencioso que o resto e sempre fica escondido por trás desse padrão constante.
« Última modificação: 11 de Outubro de 2006, 18:57:26 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Paulo Machado

  • Trade Count: (6)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.015
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 11 de Outubro de 2006, 18:59:46
Depois eu vou repetir o teste e coloco os áudios no rapidshare.
Eu tentei colocar o microfone na frente e atrás e não senti diferença.
Talvez diminuindo um pouco o ganho do microfone ajude a filtrar alguns barulhos pequenos que atrapalham.
« Última modificação: 11 de Outubro de 2006, 19:00:04 por pmachado »
When words become unclear, I shall focus with photographs. When images become inadequate, I shall be content with silent.  - Ansel Adams