Autor Tópico: Fotografia de Casamento  (Lida 3095 vezes)

Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.601
Online: 21 de Outubro de 2006, 00:10:21
Vi um tópico em outro fórum onde elogiam muito o trabalho de um fotógrafo americano, que o cara e o máximo e etc...
Então pensei uma coisa>

Vamos fazer de conta que um dos nosso amigos que frenquentam este fórum, cara com boas fotos e com conhecimento técnico legal e que já fez vários aniversários, 1 ou 2 casamentos de amigos...enfim, sabe se virar
Este amigo nosso sabe como a coisa funciona, pois já leu muitas dicas e viu fotos. Ele tem uns 2 anos apenas de fotografia, mas sabe usar com um certo talento o Photo Shop...
Temos vários amigos aqui que se parecem com este cara, né?

Então...
Esse cara pega uma máquina fodo*a que faz fotos tipo metralhadora (8 fotos por segundo).
Cartão de memória a vontade mais NoteBooK.
Lentes de 1ª linha.
Um auxiliar ou 2.
Flashs de primeira.
Chega lá bota a máquina em Breketing e manda bala direto, sem pena do cartão ou do obturador.
Faz fotos desde tradicionais até malucas e tome metralhadora: clak, clak, clak, clak....
Faz fotos do Noivos em um stúdio bacana...
Chega em casa com milhares de fotos e muita disposição para encarar o Photo Shop.
Separa 30 fotos e coloca num site pra o pessoal ver onde não fala nada do trabalho feito.
Acham que este cara se sairia bem? Como vcs, sem saber disso tudo, avaliariam este profissional?
Até onde o sucesso e reconhecimento na fotografia depende de oportunidade/relacionamentos/amizades e dinheiro?
O pessoal leva isso em conta na hora de elogiar um fotógrafo?
Quantos colegas aqui tendo dinheiro (para fazer o que quiser, viajar, comprar equipamento, pagar modelo, montar studio...) ficariam famosos como sendo ótimos fotógrafos?
O que vc s acham?

Vou só falar uma coisa: Vi as fotos de casamento de um global famoso. O estilo era: "Disparar com qualquer regulagem e enquadramento ao Deus dará. No fim muito contraste, brilho e fica como arte. Coisa Cara, muito cara (uns 14 mil reais na época, uns 2 anos).
O estilo era bem interessante. Não é preciso se preocupar com luz, velocidade, vestido estourado, enquadramento, falta de nitidez...
« Última modificação: 21 de Outubro de 2006, 00:11:52 por Lúzio »
Nova Nikon D300 + Nikon D70. Lentes 18-70 DX  e Tamron 18-50 f/2.8 XRDI.
Flash SB 600, tipés, filtros, mochilas, moto...

Rio de Janeiro


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #1 Online: 21 de Outubro de 2006, 08:38:14
Luzio,

Boa Proposta.

Na realiadade, esse cara provavelmente se sairia bem.
Tem uma coisa no mercado de casamentos que é ter envolvimento no meio. Vamos supor que nosso amigo aí da metralhadora seja da classe social A ou AA. Ele provavelmente terá ótimos contatos, capaz de pagar à ele 5.000,00 num álbum fotocomposite com 60 páginas diagramadas. Ele começará com isso a ganhar dinheiro, e lógico, começará a aprender como usar a metralhadora para matar gente com menos bala pois perceberá que dá mto trabalho tratar isso no PS (nem pensa em desgaste nem nada. O cara tem dinheiro....). Pra ser franco, tem mta gente que começa assim.

Com isso, vencer nesse mercado está mais ligado ao tipo de classe social que vc atende do que sua técnica.

Você pode fazer um trabalho maravilhoso... Se não estrutura pra atender uma classe acima da sua, esquece.

Sobre o Global, é isso. Mtas vezes o cara paga mais pela arte que pela técnica. E para também pelo nome. Alguém sem técnica mas com muito nome no meio tem metade do caminho já trilhado.

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.601
Resposta #2 Online: 23 de Outubro de 2006, 01:16:10
Citar
Luzio,

Boa Proposta.

Na realiadade, esse cara provavelmente se sairia bem.
Tem uma coisa no mercado de casamentos que é ter envolvimento no meio. Vamos supor que nosso amigo aí da metralhadora seja da classe social A ou AA. Ele provavelmente terá ótimos contatos, capaz de pagar à ele 5.000,00 num álbum fotocomposite com 60 páginas diagramadas. Ele começará com isso a ganhar dinheiro, e lógico, começará a aprender como usar a metralhadora para matar gente com menos bala pois perceberá que dá mto trabalho tratar isso no PS (nem pensa em desgaste nem nada. O cara tem dinheiro....). Pra ser franco, tem mta gente que começa assim.

Com isso, vencer nesse mercado está mais ligado ao tipo de classe social que vc atende do que sua técnica.

Você pode fazer um trabalho maravilhoso... Se não estrutura pra atender uma classe acima da sua, esquece.

Sobre o Global, é isso. Mtas vezes o cara paga mais pela arte que pela técnica. E para também pelo nome. Alguém sem técnica mas com muito nome no meio tem metade do caminho já trilhado.

Abraço,
Fernando
Sou obrigado a concordar com vc, pois tenho tenho percebido exatamente isso nas minhas andanças.
Nova Nikon D300 + Nikon D70. Lentes 18-70 DX  e Tamron 18-50 f/2.8 XRDI.
Flash SB 600, tipés, filtros, mochilas, moto...

Rio de Janeiro


FábioVenhorst

  • Trade Count: (3)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 184
    • Fábio Venhorst Fotografias
Resposta #3 Online: 25 de Outubro de 2006, 09:42:17
já vi fotógrafo ruim se dar bem por ser uma pessoa conhecida em sua cidade...conhecido como pessoa, não como fotógrafo :denken: ...e tem cara bom, que por não ser muito conhecido, por não ter um círculo de amizades muito amplo, rala muito até chegar a algum lugar... :wallbash:  
Fábio Venhorst - AFB

Fábio Venhorst Fotografias


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #4 Online: 25 de Outubro de 2006, 10:25:46
Pra quem faz social, o mais importante é ter bom círculo de relacionamentos, conehcer as pessoas certas, até pq é o tipo de foto que só se contrata pela amizade e indicação. E hoje todo mundo conhece alguém que fotografa...rs, incrível.
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #5 Online: 26 de Outubro de 2006, 00:24:25
Citar
" ...até pq é o tipo de foto que só se contrata pela amizade e indicação... "
O pior é que nem sempre...
Meu irmão tem amigos fotógrafos, porém antes de contratar alguém pra cobrir o casamento dele ele fez uma put* pesquisa, tanto de preço como de portfólio, e acabou contratando um desconhecido. Na verdade achei certa a atitude dele, como cliente acho que ele tem que procurar o melhor serviço.
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #6 Online: 26 de Outubro de 2006, 14:07:37
Flavio,

Seu irmão deve ser dos poucos que fazem isso.
Provavelmente pq o orçamento dele também era apertado... Gente com condições financeiras nem pensa nisso.

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


riguetti

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
Resposta #7 Online: 26 de Outubro de 2006, 15:07:05
Citar
Flavio,

Seu irmão deve ser dos poucos que fazem isso.
Provavelmente pq o orçamento dele também era apertado... Gente com condições financeiras nem pensa nisso.

Abraço,
Fernando
No mercado existe de tudo. Clientes que levam em conta apenas preço, clientes que querem um estilo diferenciado e mesmo assim pagar pouco, clientes que querem qualidade e clientes que querem status, que seu casamento seja o mais badalado da cidade.

E para cada cliente tem o seu fotógrafo. Aquele que só tem preço, aquele que tem bons contatos e paga comissão e aqueles que fazem realmente algo diferente, criam sua grife e atendem aqueles que pagam bem e querem um trabalho diferenciado.

O mercado está aí para todos, mas vejo que apenas quem se respeita, cobra por seu trabalho e não entra em briguinha de preços se dá bem e vive dignamente de fotografia.

Quem você quer ser?

Existe um livro muito legal, "seu cliente pode pagar mais", que mostra que cv deve se especializar, agregar valor ao seu trabalho, se respeitar e cobrar bem.

Minha experiência é a de que o Marketing aliado a um trabalho de qualidade e de bom gosto são vitais para dar certo. e marketing é algo bem abrangente.

Postura, qualidade, respeito, ética, prazo, relacionamento com o cliente, pós venda, garantia, publicidade, boas fotos, cuidado no se vestir, etc...

Ufa... viu quanta coisa é necessária apra dar certo?

A Kodak lançou na Fhox um guia para fotógrafos de casamentos que fala sobre essas questões.

Enfim não existe uma fórmula para dar certo, mas se fizer tudo que coloquei acima o caminho fica mais curto.

Abraço

Guilherme Riguetti
www.riguetti.com.br
« Última modificação: 26 de Outubro de 2006, 15:07:38 por riguetti »
Guilherme Riguetti - Fotografia com estilo e atitude
Campinas - São Paulo
www.riguetti.com.br


Mariobaeta

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 64
    • http://
Resposta #8 Online: 27 de Outubro de 2006, 04:33:32
Citar
Citar
Flavio,

Seu irmão deve ser dos poucos que fazem isso.
Provavelmente pq o orçamento dele também era apertado... Gente com condições financeiras nem pensa nisso.

Abraço,
Fernando
No mercado existe de tudo. Clientes que levam em conta apenas preço, clientes que querem um estilo diferenciado e mesmo assim pagar pouco, clientes que querem qualidade e clientes que querem status, que seu casamento seja o mais badalado da cidade.

E para cada cliente tem o seu fotógrafo. Aquele que só tem preço, aquele que tem bons contatos e paga comissão e aqueles que fazem realmente algo diferente, criam sua grife e atendem aqueles que pagam bem e querem um trabalho diferenciado.

O mercado está aí para todos, mas vejo que apenas quem se respeita, cobra por seu trabalho e não entra em briguinha de preços se dá bem e vive dignamente de fotografia.

Quem você quer ser?

Existe um livro muito legal, "seu cliente pode pagar mais", que mostra que cv deve se especializar, agregar valor ao seu trabalho, se respeitar e cobrar bem.

Minha experiência é a de que o Marketing aliado a um trabalho de qualidade e de bom gosto são vitais para dar certo. e marketing é algo bem abrangente.

Postura, qualidade, respeito, ética, prazo, relacionamento com o cliente, pós venda, garantia, publicidade, boas fotos, cuidado no se vestir, etc...

Ufa... viu quanta coisa é necessária apra dar certo?

A Kodak lançou na Fhox um guia para fotógrafos de casamentos que fala sobre essas questões.

Enfim não existe uma fórmula para dar certo, mas se fizer tudo que coloquei acima o caminho fica mais curto.

Abraço

Guilherme Riguetti
www.riguetti.com.br
Sou obrigado a concordar com tudo que vc disse.

Em minha cidade tem um predio que e todo so para fotos e videos de casamento eu mesmo comecei fazendo freelance para o pessoal deste predio.

Hoje em dia so faso freela para amigos quando não tenho casamento meu, é tenho poucos mas bem pegos, no começo eu concorria com o pessoal das lojas agora falo o meu preço, justifico o pq do valor ser maior se o cliente quiser o menor preço ele fecha la neste predio, O preço lá gira em torno de 350 reais o album 24 fotos 20x25 70 provas. Ai mandan um camarada fazer o camento pagam 80 de free para ele, e ele vai com uma eos 3000N 28-80 usm e um flash Sigma, e a maquina no "P"  sombra na foto e mato... :risada2:

Eu fotografo com uma eos5 24-105L 580EX e dois frata 140 fazendo fundo.

Equipamento não faz fotografo mas ajuda bastante, sempre tenho maquina reserva baterias para maquina e frata e pilhas minha maquina reserva é uma Elan 7 NE sigma 28-105 2.8-4.

Se eu tiver que pegar um album pelo preço deles, fico em casa vendo "zorra total"
Eu aprendi a cobrar bem por meu serviço, o dia que cheguei em uma igreja fiz meu casamento e esta va desmontando meu equipamento quando chega um cara falando que a maquina dele tinha dado pau, e quiz a minha empretada, O cara tava de calça jeans, tenis, camisa social.

Eu so empresto meu equipamento para amigos que saibam usar, fora isto ninguem
resumindo fotografei o casamento para o cara...

depois disto vi que meu serviço valia mais pelo profissionalismo, ventimenta, e todo o valor agregado que tenho tanto de equipamento como de ajudantes. Depois disto meu album mais barato e R$ 600 so Igreja. se não quiser o que não falta em Belo Horizonte e "Picareta" e ca para nós zorra Total é bem legal né


[]s
Canon 20D, Sigma 17-70 F2.8 DC Macro

MSN- mariobaeta@msn.com


FábioVenhorst

  • Trade Count: (3)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 184
    • Fábio Venhorst Fotografias
Resposta #9 Online: 27 de Outubro de 2006, 08:33:54
Citar
Citar
Citar
Flavio,

Seu irmão deve ser dos poucos que fazem isso.
Provavelmente pq o orçamento dele também era apertado... Gente com condições financeiras nem pensa nisso.

Abraço,
Fernando
No mercado existe de tudo. Clientes que levam em conta apenas preço, clientes que querem um estilo diferenciado e mesmo assim pagar pouco, clientes que querem qualidade e clientes que querem status, que seu casamento seja o mais badalado da cidade.

E para cada cliente tem o seu fotógrafo. Aquele que só tem preço, aquele que tem bons contatos e paga comissão e aqueles que fazem realmente algo diferente, criam sua grife e atendem aqueles que pagam bem e querem um trabalho diferenciado.

O mercado está aí para todos, mas vejo que apenas quem se respeita, cobra por seu trabalho e não entra em briguinha de preços se dá bem e vive dignamente de fotografia.

Quem você quer ser?

Existe um livro muito legal, "seu cliente pode pagar mais", que mostra que cv deve se especializar, agregar valor ao seu trabalho, se respeitar e cobrar bem.

Minha experiência é a de que o Marketing aliado a um trabalho de qualidade e de bom gosto são vitais para dar certo. e marketing é algo bem abrangente.

Postura, qualidade, respeito, ética, prazo, relacionamento com o cliente, pós venda, garantia, publicidade, boas fotos, cuidado no se vestir, etc...

Ufa... viu quanta coisa é necessária apra dar certo?

A Kodak lançou na Fhox um guia para fotógrafos de casamentos que fala sobre essas questões.

Enfim não existe uma fórmula para dar certo, mas se fizer tudo que coloquei acima o caminho fica mais curto.

Abraço

Guilherme Riguetti
www.riguetti.com.br
Sou obrigado a concordar com tudo que vc disse.

Em minha cidade tem um predio que e todo so para fotos e videos de casamento eu mesmo comecei fazendo freelance para o pessoal deste predio.

Hoje em dia so faso freela para amigos quando não tenho casamento meu, é tenho poucos mas bem pegos, no começo eu concorria com o pessoal das lojas agora falo o meu preço, justifico o pq do valor ser maior se o cliente quiser o menor preço ele fecha la neste predio, O preço lá gira em torno de 350 reais o album 24 fotos 20x25 70 provas. Ai mandan um camarada fazer o camento pagam 80 de free para ele, e ele vai com uma eos 3000N 28-80 usm e um flash Sigma, e a maquina no "P"  sombra na foto e mato... :risada2:

Eu fotografo com uma eos5 24-105L 580EX e dois frata 140 fazendo fundo.

Equipamento não faz fotografo mas ajuda bastante, sempre tenho maquina reserva baterias para maquina e frata e pilhas minha maquina reserva é uma Elan 7 NE sigma 28-105 2.8-4.

Se eu tiver que pegar um album pelo preço deles, fico em casa vendo "zorra total"
Eu aprendi a cobrar bem por meu serviço, o dia que cheguei em uma igreja fiz meu casamento e esta va desmontando meu equipamento quando chega um cara falando que a maquina dele tinha dado pau, e quiz a minha empretada, O cara tava de calça jeans, tenis, camisa social.

Eu so empresto meu equipamento para amigos que saibam usar, fora isto ninguem
resumindo fotografei o casamento para o cara...

depois disto vi que meu serviço valia mais pelo profissionalismo, ventimenta, e todo o valor agregado que tenho tanto de equipamento como de ajudantes. Depois disto meu album mais barato e R$ 600 so Igreja. se não quiser o que não falta em Belo Horizonte e "Picareta" e ca para nós zorra Total é bem legal né


[]s
 :laughing: Realmente a gente vê cada uma...tem uma capela numa cidade aqui perto, que sempre tinha uns 5 casamentos seguidos...qdo eu pegava um dos últimos e dava pra chegar bem cedo lá, eu ficava observando os fotógrafos trabalharem...a gente vê profissionais excelentes, bem trajados, com equipe ou não, fotografando com bons equipamentos e recursos de iluminação adicional diversos, desde frata com célula, metz, tochas com sombrinhas posicionadas altas nas laterais, aproveitando a luz halógena de vídeo...dah orgulho da profissão ver os caras trabalhando...e vi alguns que visualmente eram uma piada...jeans, camiseta, camisa social amassada, já vi um de havaianas :bye2: ...e equipamentos diversos tb, câmeras analógicas decrépitas, flash falhando a cada 3 fotos, nenhuma luz adicional, de espécie alguma...já vi fotógrafos usando apenas o flash embutido de suas câmeras, em igrejas muito escuras...o mais cômico (ou trágico), é vê-los trabalhar, atrapalhados, nervosos, perdendo fotos o tempo todo, pedindo para repetir cenas como alianças e beijo, porque deixaram o filme acabar na hora H, ou pq falhou o flash... :mf_tongue:  
Fábio Venhorst - AFB

Fábio Venhorst Fotografias


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #10 Online: 27 de Outubro de 2006, 22:36:42
Citar
Flavio,

Seu irmão deve ser dos poucos que fazem isso.
Provavelmente pq o orçamento dele também era apertado... Gente com condições financeiras nem pensa nisso.

Abraço,
Fernando
Na verdade, talvez por ele ser arquiteto, ele optou por qualidade. Tanto é que o orçamento da empresa que ele contratou era o terceiro maior da pesquisa que ele fez.

É como disseram, existem clientes e clientes, normalmente a maioria opta pelo valor.

Abraço,
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #11 Online: 27 de Outubro de 2006, 22:46:46
Citar
Quem você quer ser?

Existe um livro muito legal, "seu cliente pode pagar mais", que mostra que cv deve se especializar, agregar valor ao seu trabalho, se respeitar e cobrar bem.

Minha experiência é a de que o Marketing aliado a um trabalho de qualidade e de bom gosto são vitais para dar certo. e marketing é algo bem abrangente.
Falou tudo Riguetti...

Acho que em um mercado saturado, quem se sobressai é quem mostra um diferencial. Há quem consiga seu mercado fazendo um "precinho camarada", porém a partir do momento que ele é conhecido por fazer esse preço, fica difícil ele dar um upgrade em sua tabela de preços.

Aprendi dentro da minha área que a criatividade faz a diferença. Ainda não encontrei essa criatividade dentro da fotografia, pois ainda estou engatinhando nessa área. Porém o dia que encontrar, vou me valorizar, e buscar a minha fatia de mercado.

Ah... Valeu pela dica de livro, esse é um que vou ter que adquirir!

Abraço,
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #12 Online: 27 de Outubro de 2006, 23:48:32
Ótimo tópico!
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #13 Online: 28 de Outubro de 2006, 00:39:33
Lúzio,
voltando ao seu tema, muito legal por sinal:
Esse fotógrafo que vc descreveu pode fazer algum sucesso no começo, mas não dura . Tem pelo menos  duas características num bom profissional que ele não vai conseguir , mesmo com o melhor equipamento do mundo : iluminação e timming.
Na primeira noiva que ele deixar com uma sombra iimensa no rosto, tchau, vai começar a perder clientes.
No primeiro batizado onde ele perder a água na cabeça do bebê, começa o declínio dele. Principalmente nessa área de casamentos, ele não vai conseguir repetir a cerimônia pq perdeu o momento, certo?
Aconteceu comigo : na primeira comunhão da minha filha, a escola proibiu os pais de fotografar dentro da igreja, e puseram um fotografo bem conhecido ali na frente ao lado do padre, que pegava a primeira comunhão em si, de cada criança. A da minha filha, único registro desse momento, tá fora de foco. Adivinha quantas fotos vou comprar dele? Ou prá quantas pessoas vou recomendar? Pelo contrário : liguei prá diretora da escola e descasquei. Esse , quase que literalmente, queimou o filme.
Infelizmente tá cheio de fotografo assim, e tb tem muuuitos cheios de talento e experiência que não conseguem a projeção que merecem. Aqui mesmo tem uns dos bons !!!! ;)
()s
GuiGui
 :bye1:  :bye1:  :bye1:  


Flavio Ribeiro

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 493
  • Sexo: Masculino
    • Fotografia comercial · Publicidade · Produto · Gastronomia · Retratos · Arquitetura · Moda
Resposta #14 Online: 29 de Outubro de 2006, 12:17:03
Concordo com a Guigui...
Estrutura e quipamento não é tudo... Ajuda e muito, mas não é o principal.

Como disse o fernando, muito bom esse tópico.

Abraços,
« Última modificação: 29 de Outubro de 2006, 12:17:27 por Flavio Ribeiro »
FLÁVIO RIBEIRO
www.flavioribeirofotografia.com.br
https://500px.com/flavioribeirophotography
Insta @flaviovinhoribeiro
        @flavioribeirofotografia