Autor Tópico: O tempo  (Lida 387 vezes)

Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Online: 23 de Julho de 2015, 14:54:36
Prezados Amigos;

Terminando julho, terminam minhas férias, digamos assim, quando fiquei aqui postando e criticando fotos. Nada achei de ruim, não tenho queixa alguma, ao contrário, agradeço muito as conversas, as avaliações de fotos, etc. Mas já retornei pensando num prazo curto, pois são outras as minhas ambições, os meus planos.



Esta foto é minha foto-despedida desta vez. Estou deixando para sempre? Não, claro que não, mas minha volta deve ser anual ou por período, como agora. Encontrei o Mundo Fotográfico melhor do que da vez anterior, pois mais participativo e mais tolerante.

Tenho me dedicado a um viés das artes plásticas que são os painéis de azulejos ou mosaicos. Este é no hoje meu principal objetivo. Sim, sei que isso nada tem a ver com a fotografia, mas não tem em termos de técnica e resultados e usos, pois os princípios compositivos são em parte comuns às duas coisas. A composição de planos, e mesmo de volumes, é governada por coisas que se repetem através da história humana, não provém dos gregos, desde antes deles as construções seguiam isso. Algumas são tão costumeiras que nem são julgadas composição, como colocar algo no meio de uma foto. Mas todas provêm da educação de Ver que o homem recebe desde bebê, e que é tão antiga na história pessoal de cada um que a pessoa pensa ser natural, ou dom, ou coisa assim.




Pensam ser natural a forma como veem, mas quase dando à palavra natural um sentido divino. “Nós somos assim”. O natural, porém, é que nós animais podermos receber treinamentos, não os treinamentos que são naturais em si. Os treinamentos variam, então nossa percepção se educa. Lembro-me bem de um episódio com minha filha quando nós, no quarto com ela, mostrávamos coisas e perguntávamos qual era a cor. E ela respondeu “vermelho”, e ela respondeu “azul”, mas o amarelo... Não respondeu, e mais que isso, nós dizíamos que era amarelo e ela não encontrava no objeto o que nele seria amarelo. Qual sua característica que era o amarelo? O que é ser amarelo? E, caso fosse uns meses antes, “O que ser azul”. O que é ser laranja? Nós somos educados socialmente quanto às cores, e isso não é imediato.

Parece estranho, mas não é. As cores ocidentais, as cores que foram desenvolvidas com nomes no ocidente são uma convenção. Há um livro famoso, do Merleau-Ponty chamado “A Fenomenologia da Percepção” que mostra como em tribos americanas inexistiam as cores ocidentais. Nelas havia cores ligadas a bichos, a árvores, e inseparáveis dos objetos. Ou seja, a cultura indígena não usava os mesmos conceitos e não organizava a percepção da mesma forma.

Mas estamos tão impregnados da organização perceptiva ocidental que achamos que o mundo por ela interpretado, ou, dizendo melhor, filtrado, é o verdadeiro. É. Coisa do Ser. Mas não É. É tão somente organização que a civilização nos condiciona, e nós, por nossa vez, o mudamos ligeiramente no nosso período histórico. Por isso percebemos um pouco diferentemente do homem de um século atrás, de um milênio atrás, de um esquimó, etc.

A fotografia tem um lado profundamente condicionante que é a projeção cônica perfeita. Quem já cursou arquitetura, principalmente no passado, sabe fazer perspectiva, sabe as regras geométricas das perspectivas, e, aí entra o engraçado, as sabe em partes falsas, principalmente quando muito abrangentes. Mas a fotografia usa quase exatamente as regras da perspectiva, e é falsa como a perspectiva. É falsa perceptualmente, pois nosso olho natural não tem o poder perspectivador como a fotografia. Nosso olho tem uma área de foco de 5 a 8% do campo visual, só o cetro é “desenhado”, porém, aí entra a mágica do engano, nós os dirigimos para lá, para cá, e por isso tudo nos parece focado. Para onde quer que olhemos, estará focado, mas para olhar é preciso deslocar o olho e re-focar. Diferente da fotografia, que do mesmo ponto pode ter foco em tudo. A fotografia engana o homem, que através dela crê no discurso da percepção que de fato não ocorre. A fotografia é uma máquina-perspectivadora.

Bem, fotografo há muito tempo, desde quase garoto. Já cri mais nas fotos, hoje não creio tanto, e fotografar, que era um ato, digamos, artístico, hoje é uma banalidade. É possível fazer arte com ela? Sim, como é possível com um pincel, mas usamos o pincel para pintar a porta sem isso ser arte. Hoje em dia penso que a fotografia está se tornando uma forma de comunicação.

Quando comecei a fotografar com digital, agora tem um tiquinho mais de 12 anos, vinha de longo período em filme. Mas surfava a rede com minhas primeiras fotos digitais e havia um site de mostrar fotografias que tinha exatamente o nome deste fórum, Mundo Fotográfico. Pertencia à outra pessoa, usei este local internético por cerca de um ano, não era um fórum, era onde expúnhamos fotografias e eram criticadas ou elogiadas. Um dia o cara, não lembro o nome dele, que criou e mantinha o Mundo Fotográfico de então, ficou de saco cheio e o site tornou-se caro para ele, pois os fotógrafos aumentavam de número o tráfego aumentava de volume. Parou o site, o tirou do ar até perder o direito ao nome, que então foi utilizado por este fórum (que tinha outro nome antes, esqueci).

Eu estou aqui desde a fundação, acho, ou quase. Desde o outro nome. Acho que vivi o transe fotográfico do mundo, o transe da fotografia mais fácil, mais abundante. A fotografia digital fez melhorar o nível geral, mas banalizou também.

Não busco fotografar melhor. Fotografo há muitos anos, há um limite no saber fotografar. Mas busco, com a curiosidade, com a gana criativa que em mim habita, fazer coisas, fazer outras, gostar dos erros e transformá-los em métodos. E um tanto do que mostro é dessa vontade de experimentar, dessa delícia, para mim, que é criar com grade dose de aleatoriedade quanto ao que dali quero obter.





Obrigado a todos pela tolerância, pela gentileza, por terem me aturado neste período. Abraços generalizados.

Até o ano que vem.
Ivan
PS: eventualmente, ainda responderei nos lugares onde já postei fotos, assim como aqui nesta postagem.


Ricardo Ghion

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 23 de Julho de 2015, 23:39:07
Não tive paciencia de ler o texto todo... mas esperamos sua volta!! controllare spesso!!
Ricardo Ghion


Pedreira

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.669
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 25 de Julho de 2015, 13:01:53
Ivan!

Sentirei falta dos seus comentários!

Aguardaremos seu retorno.

Abraço!
"Para o bom tocador não existe fole ruim, mas para o dançador ruim, forró nenhum presta..." Dominguinhos


Bretas

  • Mecenas
  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 4.431
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 25 de Julho de 2015, 18:41:02
Seu breve retorno ao fórum foi muito importante, tanto pelos comentários pertinentes quanto pelas imagens postadas. Estas duas últimas fotos me agradaram muito!!! Espero que a ausência seja breve!!!


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #4 Online: 25 de Julho de 2015, 19:01:06
Ricardo, Pedreira, Bretas;

Obrigadíssimo. Sim, daqui a um tempo passarei mais um período aqui, é legal, como foi legal desta vez para mim.

Estou, nos dias atuais, bastante dedicado aos painéis, um brinquedo novo e muito desejado há anos. Há cerca de 23 anos atrás eu fiz um mosaico grande, 1m de altura por 4 metros de comprimento. Deu um trabalhão, mas ficou ótimo.

Atualmente mudei um pouco, faço sim os mosaicos, mas o painel de azulejos pintados (azulejos no fundo uso pouco, uso peças bem maiores) é minha atração atual.

Quem de vocês usar o Facebook, é só procurar por Ivan de Almeida. Serão bem vindos.



AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.035
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #5 Online: 25 de Julho de 2015, 22:24:05
Valeu amigo ! Sabes onde me encontrar.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


pkawazoe

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 386
Resposta #6 Online: 26 de Julho de 2015, 21:31:05
Achei interessante essa sua abordagem sobre as cores,
mas acredito que seja sobre muito mais.....
nós não descobrimos o vermelho, ela já existia antes mesmo de nascermos,
e nos foi imposto, pelo menos o seu significado,
mas como vemos o vermelho e como reagimos a ele é algo puramente individual.....

e com todas as outra coisas tbm
somos condicionados a ver o significado das coisas, e não as coisas em si...
como por exemplo uma "mesa" , mas uma mesa antes de ser mesa é forma, volume, cor, linha, etc

então, falando só sobre fotografia, em muitos casos (não todos)
as imagens que produzimos esta ligada mais a questão dos seus significados do que questões subjetivas

pq de certo modo ainda fotografamos o que vemos

mas, eu sempre acreditei que a chave para a boa fotografia era fotografar o nós imaginamos
pq ai o ato fotografico se torna um ato de reflexão.



« Última modificação: 26 de Julho de 2015, 21:57:02 por pkawazoe »


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #7 Online: 26 de Julho de 2015, 21:53:26
E lá vai o Ivan novamente :).

Nos vemos no FB ;)
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #8 Online: 26 de Julho de 2015, 21:55:51
Essa fotografia de acertos realmente se torna desinteressante com o tempo. Se torna um apego bobo.
Os erros sao mais interessantes, menos óbvios.
« Última modificação: 26 de Julho de 2015, 21:56:26 por spiderman »
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #9 Online: 26 de Julho de 2015, 22:15:28
pkawazoe;

Obrigado.

Spiderman, vemo-nos no facebook. Muito bem dito isso sobre os acertos...