Autor Tópico: Aprovada a regulamentação da profissão de fotógrafo.  (Lida 983 vezes)

C. Ferrari

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.768
  • Sexo: Masculino
  • Em busca de conhecimento, sempre.
    • Trabalhos
Online: 27 de Agosto de 2015, 02:04:03
Conforme matéria abaixo:

http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2015/08/26/comissao-de-assuntos-sociais-aprova-regulamentacao-das-profissoes-de-fotografo-e-detetive-particular?utm_source=midias-sociais&utm_medium=midias-sociais&utm_campaign=midias-sociais

Alguém com conhecimento jurídico pode explicar o que falta para isso virar lei, e o que na prática vai mudar?
Eu particularmente acho que isso é uma bela porcaria, e que vai prejudicar ao invés de ajudar. Com associações e sindicatos para arrecadar $$$

Se não quero ser regulamentado, o que vou deixar de ganhar/perder?
« Última modificação: 27 de Agosto de 2015, 02:04:15 por C. Ferrari »


jefersonperrot

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 710
  • Sexo: Masculino
  • Tudo posso naquele que me fortalece - Fp 4:13
Resposta #1 Online: 27 de Agosto de 2015, 08:24:20
 :snack:
Canon


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.469
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #2 Online: 27 de Agosto de 2015, 09:09:01
Acho que não muda muita coisa na relação entre pessoas físicas.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


André Luis Jacob

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.309
  • Sexo: Masculino
    • Jacob Fotografia Criativa
Resposta #3 Online: 27 de Agosto de 2015, 11:18:08
se nao tera nenhum tipo de orgao punitivo pra quem exerce profissao irregularmente (provavelmente nao vai existir, vamos e viemos, nao somos medicos, somos fotografos), nao vejo o menor sentido disso existir


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.958
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #4 Online: 27 de Agosto de 2015, 11:40:10
A princípio parece ser mais uma medida para criarem sindicatos e captar mais impostos.
Um fotógrafo pode ou não optar pela regulamentação, e se não há nada contra a não adesão, não vejo muita vantagem A PRIMEIRA VISTA.
Preciso ler com calma.


Lindsay

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.102
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 27 de Agosto de 2015, 11:41:14
Acho que o que muda é que as empresas serão obrigadas a contratar serviços de fotografo credenciado. Só isso. E haverão os sindicatos e associações de classe. E a cobrança de taxas anuais.

Mas existe uma grande diferença entre contratar um fotografo e comprar fotos de alguém, mesmo que essa foto seja feita por uma pessoa comum.
Fotografando com a memória


Versiano

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.338
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 27 de Agosto de 2015, 11:49:39
Com certeza: Captação de impostos e taxas...
''Equipamentos': o necessário para fazer 'boas fotos'...

Sempre me falta conhecimento e prática.


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #7 Online: 27 de Agosto de 2015, 11:53:12
Legal! Agora poderemos ter o bolsa fotógrafo pra gente poder comer e comprar nossos equipamentos. Estou aqui super esperançoso.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Jubelvs

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 324
  • Sexo: Masculino
  • Google and WeArt Photographer
    • Rafael Starobole Fotografia
Resposta #8 Online: 27 de Agosto de 2015, 12:55:25
Sendo um projeto de lei, então DEVERÁ ser aprovada pela Camera, Senado e pela Presidente. Não tenho dúvidas que sindicatos estão sendo criados, e sim empresas podem exigir então um futuro CRF (numero do conselho regional dos fotografos) para contratar alguém. Se a lei vai pegar, sei não...
Rafael Starobole .'.
Canon 5DS - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - EF 24-70mm f/2.8L II USM - Fisheye 8-15 4L USM
Canon 70D - 18-55mm 3.5-5.6 - 50mm 1.8 II - 55-250 IS STM - Flash Canon 430EX II - Radio Flash Yongnuo 622C - Tripes Manfrotto - Mochilas Lowercase


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.897
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #9 Online: 27 de Agosto de 2015, 15:06:54
Uma coisa é certa: pra eles estarem gastando tempo com isso o resultado só pode ser de que alguém vai levar vantagem.

E parece que não será os fotógrafos, já que chegamos em um tempo ande muitos que vivem da atividade não tem assim uma formação academica..... :ponder:



Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.587
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #10 Online: 27 de Agosto de 2015, 15:12:59
Eu vejo qualquer regulamentação com bons olhos. Não li direito sobre a medida ainda, mas acredito que não vá afetar os fotógrafos que trabalham com eventos sociais (que seria o meu caso):

Citar
O projeto, entretanto, não inclui o repórter-fotográfico na regulamentação. Trata apenas dos fotógrafos que trabalham para empresas especializadas, com ensino técnico e científico, os pesquisadores, os que trabalham com publicidade e outros serviços correlatos.

Vamos ver o que vem daí. Eu especificamente tenho como comprovar que estou a mais de 2 anos no mercado, mas também não me incomodaria de fazer uma graduação em fotografia, rsrs.
« Última modificação: 27 de Agosto de 2015, 15:13:14 por Humberto Yoji »


LLima

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 25
Resposta #11 Online: 27 de Agosto de 2015, 16:20:11
 :snack:




jefersonperrot

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 710
  • Sexo: Masculino
  • Tudo posso naquele que me fortalece - Fp 4:13
Resposta #13 Online: 28 de Agosto de 2015, 08:18:15
Aqui na região de Maringá/PR não existem cursos de fotografia. O máximo que tem é publicidade e propaganda, onde tem aulas de fotografia. Isso seria um problema, se houvesse a obrigatoriedade do ensino superior para exercer a função.
Canon


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.897
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #14 Online: 28 de Agosto de 2015, 09:57:59
Ok, perdoem a minha ignorância e falta de informação, mas lendo o texto do link postado aqui pelo Edu continuei pensando o mesmo que antes, ou seja: - Não to entendendo. :ponder:

Qual seria a vantagem de se regulamentar?

Poder oferecer serviços para pessoas jurídicas?
Cobrar mais?
Levar descontos na aquisição de equipamentos para a função?

Porque é obvio e unânime que a qualidades do trabalho de cada um continuará ( no geral ) a mesma.