Autor Tópico: Fotografia: História e Arte  (Lida 5615 vezes)

angelo di candia

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.081
  • Sexo: Masculino
  • "eu te invento, ó realidade!", clarice lispector
    • http://www.petsoundsland.blogspot.com
Online: 04 de Setembro de 2015, 00:48:55
amigos,

quero propor um tópico com periodicidade (inicialmente, pensei em semanal) onde discutiríamos uma foto consagrada e relevante, seja do ponto de vista artístico, histórico, cultural ou político.

debruçando-nos sobre a foto, poderíamos iniciar uma rica discussão acerca da importância da fotografia, sobre seu impacto narrativo, documental ou visual, sobre a evolução dela como arte, como agente de transformação e fascínio.

ao fim do período, alguém proporia uma novo foto - iniciando um novo ciclo de discussões.

o que acham?

tenho já algumas candidatas.

abs,


« Última modificação: 04 de Setembro de 2015, 00:57:26 por angelo di candia »


Silvio Takahata

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.130
Resposta #1 Online: 04 de Setembro de 2015, 09:02:52
interessante!Seria uma boa,pq ultimamente soh se vê comparações de equipamentos kkkk
5D MK3
Canon 24-70 2.8L II
Canon 600ex-rt
YN568ex II


Jubelvs

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 324
  • Sexo: Masculino
  • Google and WeArt Photographer
    • Rafael Starobole Fotografia
Resposta #2 Online: 04 de Setembro de 2015, 09:23:46
Angelo, então manda a primeira sugestao ai.
Rafael Starobole .'.
Canon 5DS - EF 70-200mm f/2.8L IS II USM - EF 24-70mm f/2.8L II USM - Fisheye 8-15 4L USM
Canon 70D - 18-55mm 3.5-5.6 - 50mm 1.8 II - 55-250 IS STM - Flash Canon 430EX II - Radio Flash Yongnuo 622C - Tripes Manfrotto - Mochilas Lowercase


Pris WerSo

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.685
  • Sexo: Feminino
Resposta #3 Online: 04 de Setembro de 2015, 09:41:07
 :snack:


mbennert

  • Trade Count: (7)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 513
  • Sexo: Masculino
  • Mais que uma profissão... Uma paixão!
    • https://www.facebook.com/MarceloBennertFotografia
Resposta #4 Online: 04 de Setembro de 2015, 09:54:56
 :ok:
Fuji X-T20 (x2) / Canon FTb
Fujinon 23mm F2.0 / 56mm F1.2 / 18-55 F2.8-4
Canon FD 50mm 1.4 s.s.c.
Godox TT685 + X1


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.915
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #5 Online: 04 de Setembro de 2015, 09:57:57
Me antecipei ao angelo..  :assobi:
Mas acho que, historicamente falando, talvez essa seja a foto mais emblemática de todas..


ronaldom1

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.381
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 04 de Setembro de 2015, 10:06:40
Excelente início!
Acho que a foto em questão coloca de forma bem evidente as diferentes vertentes da fotografia, no caso a fotografia jornalística, documental.... aqui o mais importante é o momento, estar no lugar certo e de alguma forma capturar em um instante todo o sentimento de uma situação...
Acredito que para este tipo de fotografia os atributos de nitidez, ruído, etc.... ficam em segundo plano...

Essa fotos podem mudar formas de pensar, agir, e até o direcionamento político de uma nação.... me lembro agora da foto recente do menino de 3 anos, encontrado morto em uma praia na Turquia... a foto comoveu o mundo e agora o Reino Unido e outros já avaliam a mudança de comportamento em relação aos imigrantes.

Abraços
Observar os detalhes da vida: o céu, o sol, as expressões e olhares... fotografar é viver intensamente !

Flickr: https://www.flickr.com/photos/31091182@N04/


angelo di candia

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.081
  • Sexo: Masculino
  • "eu te invento, ó realidade!", clarice lispector
    • http://www.petsoundsland.blogspot.com
Resposta #7 Online: 04 de Setembro de 2015, 10:29:13
nando e todos,

brilhante sugestão. na verdade, era uma das minhas propostas :)

porém, quero pedir licença a todos (e a vc tb, e perdoe-me desde já a indelicadeza!), mas gostaria de sugerir outra foto. poderíamos nessa primeira semana abrir essa exceção e discutir as 2.

pode parecer paradoxal, mas decidi iniciar por uma foto que não é, ainda, histórica. e digo ainda porque tenho absoluta convicção - e muita, muita esperança - que logo será.

já explico: quando pensei no tópico, há alguns dias, essa foto não existia ainda. mas entendo que, hoje, a foto não pode ser outra. nenhuma outra foto do mundo pode ser mais relevente que essa.

e de todo modo, a menina vietnamita e o menino sírio são muito parecidos. acho que o universo de debate de uma tangencia,cruza-se com o ideario que rodeia a outra.

refiro-me a aylan kurdi. a foto do jovem aylan na praia turca. morto.

ei-la:







estou certo que suscitará uma ampla discussão - não só pq carrega um significado político e social imenso, mas tb pq há um outro amplo debate, sobre seu impacto e utilidade como registro. da sua repercussão, do que ela pode despertar de útil pra humanidade (e novamente, que paradoxo..) não há dúvidas.

vamos lá!








« Última modificação: 04 de Setembro de 2015, 10:43:22 por angelo di candia »


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.915
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #8 Online: 04 de Setembro de 2015, 11:41:19
Foi pensando EXATAMENTE nessa comparação que sugeri aquela.. E acho 100% válido que as duas sejam colocadas em discussão.
Pois no final das contas OS MOTIVOS SÃO OS MESMOS (fronteiras, política e $$$).
A primeira foto: a vietnamita expõe a dor carnal de uma guerra. Mas indo além, a insensibilidade dos "meninos" soldados também é marcante. Na segunda, a dor da alma que todos sentimos ao ver aquela cena, a dor da família que se atirou ao mar em busca de uma vida pelo menos digna e acaba tendo esse desfecho - imagino tamanho desespero deles ao ver essa foto rodar o mundo. Da mesma forma, o sujeito imparcialmente anotando na sua caderneta (tá eu sei que isso é de praxe) vendo o corpinho estendido, com a cara enterrada na areia, sem nada fazer.. Ambas cumprem um papel histórico - e espero que pacificador - para todo o mundo.


João da Ega

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 167
  • Eu, caçador de mim.
Resposta #9 Online: 04 de Setembro de 2015, 12:00:16
Acho que a impressão de frieza ou imparcialidade diminui vendo outra foto clicada em seguida


ronaldom1

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.381
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 04 de Setembro de 2015, 12:09:06
João excelente contribuição... é importante lembrarmos que por mais difícil que a situação seja sempre existirão protocolos, regras, etc... A segunda foto realmente completa bem a cena, e mostra o cuidado, a forma como carrega a criança semelhante a um pai carregando um filho....

Ontem me emocionei muito ao ver a foto... tenho 2 filhos e 1 na mesma idade... doeu em mim...
Naquele momento fui retirado do estado de entorpecimento em que vivemos nossas vidas, ocultando o que nos incomoda e "tocando" nossa vida... sei lá, me dei conta do quanto nós somos egoístas, da maneira como a sociedade moderna se organizou e do quão pouco evoluímos no trato com o próximo, na doação e na construção real de um mundo melhor...

Observar os detalhes da vida: o céu, o sol, as expressões e olhares... fotografar é viver intensamente !

Flickr: https://www.flickr.com/photos/31091182@N04/


nandoespinosa

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.915
  • Sexo: Masculino
    • Nando Espinosa Fotografia
Resposta #11 Online: 04 de Setembro de 2015, 12:12:09
No meu ponto de vista não muda, não. :no: Qual seria a primeira reação ao ver uma criança atirada na praia?
Mas acho interessante que analisemos as fotos individualmente - como um momento CONGELADO que é parte tão importante na fotografia. Sabem? O click como um instante do tempo que não pode ser refeito!? Sem antes ou depois. Só um CLICK.
« Última modificação: 04 de Setembro de 2015, 12:13:00 por nandoespinosa »


angelo di candia

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.081
  • Sexo: Masculino
  • "eu te invento, ó realidade!", clarice lispector
    • http://www.petsoundsland.blogspot.com
Resposta #12 Online: 04 de Setembro de 2015, 12:50:05

galera, muito legal o debate.

bem, eu tenho 2 contribuições iniciais a fazer.

a primeira é sobre o impacto político e histórico da foto: na minha opinião, a situação dos imigrantes e refugiados é a maior crise por que passa a europa desde a segunda guerra.

aparentemente e queremos todos, a foto do menino aylan vai mudar esse panorama. apesar de forte, e de causar antes repulsa que indignação para alguns, foi 1a página dos principais jornais europeus ontem, do le monde ao the independent.

hj há um consenso nos principais editoriais do velho mundo de que urge encontrar a solução até então adiada.

o editorial que hoje estampa a 1a página do the times inglês, p.ex. ele é uma forte reação à até então confortável inação dos ingleses - longe que estão do foco de tensão. ele diz, simplesmente, "doing more":
http://www.thetimes.co.uk/tto/opinion/leaders/article4546894.ece

entendimentos iniciais entre cameron, hollande e merkel para mudar radicalmente a política de recepção e distribuição dos refugiados tb já ecoam hoje nos principais jornais europeus.

impressionante foi a reação do primeiro-ministro australiano, tony abbott, exatamente ao ser perguntado sobre a foto - dizendo, em suas palavras, que o naufrágio só prova que a europa deve "endurecer" ainda mais as fronteiras e impedir os barcos de desesperados de saírem.

como se isso fosse possível!

um débil mental. tanta gente querendo impechar a dilma, deviam voltar seu ódio contra a mente doentia desse facínora, desse brutal canalha.

sua opinião "balizada" rendeu, inclusive, um forte editorial do NY Times: http://www.nytimes.com/2015/09/03/opinion/australias-brutal-treatment-of-migrants.html

no editorial, são denunciados os métodos torpes do depto de imigração australiano contra a horde de refugiados provenientes, principalmente, da indonésia. eles vão desde intimidação da marinha com armas contra os barcos, até denúncias de maus-tratos, abusos sexuais e outras vilanias no centro de detenção bancado pelo governo australiano no meio do caminho, na ilha de nauru.

uma pena que a mente amoral de tony abbott encontre ainda eco em boa parte da direita reacionária europeia.

a família de aylan fugia dos horrores da guerra e do estado islâmico. fugiam da síria, chegaram à turquia, já em solo europeu. queriam ir à grécia e depois ao canadá, onde tinham familiares. morreram todos, à exceção do pai, no caminho.

os contrabandistas prometeram a abdullah kurdi, pai de aylan, uma lancha motorizada para a viagem da turquia para a grécia.

prometeram a lancha, mas entregaram um bote de borracha de 15 pés - que virou na primeira onda mais forte, já em alto-mar.

o que prometerão, agora, os líderes europeus?



angelo di candia

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.081
  • Sexo: Masculino
  • "eu te invento, ó realidade!", clarice lispector
    • http://www.petsoundsland.blogspot.com
Resposta #13 Online: 04 de Setembro de 2015, 13:08:09

a segunda é sobre o impacto pessoal: a reação que a divulgação da foto causou nos principais jornais, redes sociais, etc.. mundo afora. em cada um de nós.

há, em boa parte das pessoas, uma forte repulsa à imagem.

é uma reação que me remete muito ao que aconteceu qdo o fernando meireles filmou o magistral "ensaio sobre a cegueira".

lembro que algumas pessoas saíam do cinema com o filme ao meio. faziam-no indignadas com as cenas de depuração moral no caos da cegueira planetária, que sugeriam cadáveres sendo devorados por matilhas de cãos, estupros, entre outras atrocidades.

escrevi sobre isso à época, aqui: http://petsoundsland.blogspot.com.br/2008/10/essa-coisa-o-que-somos-da-difcil-tarefa.html

é um pouco o que fizeram tb, como saramago, alguns outros gênios que venero em suas principais obras: nelson rodrigues, garcia marquez, thomas mann, dostoievski, eça de queiroz, camus, etc..

é algo tb se aplica aqui, nessa foto. é PRECISO denunciar a sordidez, é preciso alardear a abjeção, é preciso vislumbrar o ultraje. senão, não agimos.

e outra: ao dar uma dimensão pessoal ao drama de milhões, a foto humaniza a discussão. anos depois, e finalmente, ela está na ordem do dia.

as imagens e a notícia, p.ex, dos dezenas de cadávares de imigrantes ilegais empilhados em um caminhão na aústria, há apenas poucos dias, não causou tanta repercussão.

pois que volto ao mestre nelson rodrigues, quando nos ensina: "qualquer indivíduo é mais importante que toda a via láctea".

nada mais correto.


pkawazoe

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 386
Resposta #14 Online: 04 de Setembro de 2015, 13:19:58
eu acho que essa discussão esta saindo um pouco fora do assunto fotografia…..
e esta caindo em política, economia e social…..
acho que aqui, ninguém é contra os refugiados e todos sentiram a morte e mortes deles(crianças e adultos)

se sim ou não, se algum politico disse isso ou aquilo, ou se é por dinheiro ou medo, etc, etc e etc.
esse assunto não é sobre fotografia…….

é claro que fotos podem ter determinados impactos e sentimentos
e essas fotos são jornalísticas, tem e terão seu lugar na historia,
mais por suas tragédias do que a sua habilidade fotográfica, no quesito linguagem, técnica, arte….
e quão relevantes elas são para se aprender mais sobre fotografia em si, nesse site(mundo fotográfico)……

se fosse para falar de algum trabalho jornalístico e relevância fotográfica
e digo fotográfica no quesito, linguagem, inovação, arte…
eu colocaria em pauta os trabalhos do Eugene Smith
que trariam uma discussão mais rica
« Última modificação: 04 de Setembro de 2015, 13:27:33 por pkawazoe »