Autor Tópico: Devo desistir de meu sonho de ser fotógrafa? (problemas financeiros).  (Lida 1574 vezes)

ladyhuntress

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 5
  • Sexo: Feminino
Antes de mais nada, Oi!
Não sou nova aqui, já visito o fórum há tempos mas só agora me registrei.
Bem, sempre gostei de fotografia de um modo geral, as vezes fico olhando por uma coisa por hoooras enquadrando e criando composições mentalmente, imaginando uma foto perfeita daquilo. Principalmente a noite, fico olhando pra lua, pros astros, pra alguma paisagem (amo paisagens noturnas), e ''criando'' uma foto daquilo, uma foto que jamais poderia ser capturada com o celular.
  Com uns 15 anos minha família e eu estávamos na casa de um desses parentes distantes ''endinheirados'', eles estavam de mudança e haviam jogado muita coisa fora, entre umas coisas jogadas no canto achei uma Kodak Easy share simplesinha e perguntei se iam jogar fora, a moça lá disse que iam pois já não prestava, perguntei se ela não me venderia e ela disse que podia pegar pra mim se quisesse, mas que não prestava mais. Cheguei em casa, tirei as pilhas do controle da TV e pus na câmera, liguei, foi aquela alegria pois pelo menos ligava! Tentei tirar uma foto e sempre saía toda preta, fucei pra achar o problema e descobri que o diafragma não abria, tava quebrado, fiz uma gambiarra enfiando uns pedaços de papel pra manter aberto, ficava aberto sempre, mas a imagem aparecia! Comecei a fotografar, e fuçar todas as poucas funções manuais que tinha e pronto! Foi aí que meu amor surgiu, fotografava tudo tudo tudo, aproveitava os recursos ao máximo, os que dava pois com o diafragma sempre aberto, ficava difícil, se não impossível brincar com a exposição por exemplo. Mas continuei, fiz ensaios com minhas irmãs, treinei muito fazer retratos, fotografava paisagens, pássaros, tudo! Até que um dia PUfff!!! Minha querida easyshare já era, pifou. Troquei as pilhas, nada, tirei os papeis, nada, já era! Acabou. Não tinha celular na época, já ''trabalhava'', mas aqueles servicinhos em que a gente é explorado e ganhava 50tão por mês, e minha família é bem simples, vulgo pobre. Então o que eu ganhava precisava gastar com alguma roupa, material escolar, uma coisinha ou outra que a gente queria comer de diferente, e por aí vai. Arrumei outro emprego com 16 anos, na roça. Ganhava por empreita então também coisa que mal dava pra pensar em guardar, moro num sítio, sitio mesmo beeeem no interior, aquele tipo de lugar que pra ir no médico, fazer compra de comida ou estudar tem que percorrer 12 km, se tiver grana, vai de carro ou taxi, se não tiver, é a pé mesmo. Ou seja, aqui não tem emprego, sem exagero, nada! Hoje em dia tenho 19 anos e essa vez que trabalhei na roça com 16 anos foi a última produçao que a gente podia ganhar uma graninha, agora não produzem mais nada aqui. Com 18 anos ganhei dos meus pais um celular, um lumia 630 dividido em 5 vezes. A câmera dele não é boooaa, mas também não é ruim. Tenho fotografado muito com ele, não tem muitas opções manuais também, mas as que tem uso, tiro foto de tudo, sempre dou uma ajeitadinha de contraste, brilho, saturação e tal, por as cores nunca ficarem muito fiéis. Sou realmente apaixonada por fotografia! Como disse, moro num buraco, não tem nada por perto, sem chance de trabalho, estudo ou qualquer coisa do tipo, internet é a única ferramenta que tenho. Há uns 6 meses fiquei doente e precisei ir pra cidade, a mais perto que tem daqui, há 12 km, passei numa loja e eis que vejo uma Canon t3, linda perfeita, me chamando. Cheguei na loja, olhei, perguntei muuuito, a moça que me atendeu ofereceu pra eu pegar nela pra dar uma mexida, peguei e MEU DEUS FOI COMO UM ORGASMO, eu nunca havia pegado em uma DSLR na vida! Mexi nela, na objetiva, tirei até uma foto com ela! E naquele momento tive certeza absoluta do que eu queria! Vi o preço e tava por R$ 1100,00. A moça viu que eu tava interessadísima e entendia do assunto e me fez um desconto, R$ 900,00 em até 10x sem juros, quase chorei pra minha mãe que tava junto, ela ficou visivelmente triste e disse que não dava mesmo, eu teria que ter paciência. Desde então sempre que vou pra cidade passo nessa loja e fico várias horas mexendo na câmera, já aprendi todos os botões, funções e acho que decorei a ficha técnica dela hehehehe. O pessoal da loja sabem o quanto quero aquela câmera e não posso comprar então sempre me deixam ficar mexendo nela, até tirar fotos deles hehe.
  Bem, mas o foco aqui é que, desde o dia que vi e toquei naquela câmera pela primeira vez, corri horrores atrás de um emprego, vendi várias coisas que eu tinha, livros, roupas, e cheguei a ir morar na casa da minha irmã na cidade pra ver se arrumava um serviço, o único que consegui precisava pegar 3 ônibus e o salário era o que eu gastaria com passagens, não compensava, então voltei. No total acho que mandei uns 250 currículos, pela internet e pessoalmente. Juntei com minhas vendas míseros 120 reais! Que tá na minha poupança e nem que seja caso de vida ou morte, não mexi e nem mexerei. Mas acontece que to desanimando... Sinceramente! Meus pais não tem condições de me ajudar com dinheiro, nesse lugar que eu moro é impossível arrumar emprego, e eu não tenho mais nada pra vender. Faz um tempo que não fui mais na cidade e acho que minha sonhada t3 já foi vendida.
  Não sei mais o que fazer, o conhecimento que tenho de fotografia vem da internet, e mesmo que eu conseguisse a câmera (juntando em muitos anos) não conseguiria pagar ou frequentar (por morar num deserto) aulas.
   Então tipo, acho que não tem chance mais, eu amo o mundo da fotografia e sinto que é minha vocação, que é o que eu quero! Mas nessa situação tá difícil, e sei que não vai melhorar... Na verdade a situação financeira da minha familia ta cada vez pior.
   Me desculpem pelo texto gigantesco, meu propósito foi mais um desabafo mesmo, mas se alguém tiver uma dica, um exemplo de alguém que conseguiu, ou acham que devo mesmo tirar essa ideia de ser fotógrafa da cabeça seria de grande ajuda. To muito desanimada mesmo. Há anos que tento, tento, tento e nunca dá certo.
  Meu flickr com algumas fotos feitas por mim, quase todas com o celular, e umas 3 com a easyshare: https://www.flickr.com/photos/100603361@N02/
 
 


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.364
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #1 Online: 25 de Janeiro de 2016, 01:58:22
Consegui ver suas fotos no Flickr, mas depois deu um problema, e parece que ele saiu do ar...

Minha resposta (que deve ser a mesma de todo mundo aqui) é que você deve seguir seu sonho, sim. Você tem ainda 19 anos, ainda é bastante jovem. Mas tudo na vida muda o tempo todo. Eu, que sou bem mais velho que você, tive uma ideia muitos anos atrás, ninguém se interessou. Continuei insistindo, até que alguém "comprou" a ideia e o equipamento começa a funcionar esta semana. Insista sempre!

Creio que se você colocar sua história nos classificados, e oferecer um valor simbólico por uma câmera DSLR antiga, tenho quase certeza que vai aparecer alguém. Mesmo procurando no Mercado Livre, vc consegue encontrar câmeras mais baratas que a primeira T3 que vc viu, embora um pouco antigas.

E, caso realmente não dê certo na fotografia, seu texto tem uma fluidez e correção muito boas pra alguém da sua idade. Você pode começar a escrever a sério, e descobrir um novo caminho por aí, quem sabe?  ;)
Felipe


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #2 Online: 25 de Janeiro de 2016, 03:10:49
Realmente, escreve muito bem! Eu tentaria mudar para a cidade grande.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


Bretas

  • Mecenas
  • Trade Count: (5)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 4.502
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 25 de Janeiro de 2016, 08:09:27
As fotos do Flickr não são públicas e, portanto, não dá para ver...


Jux Mendez

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 138
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 25 de Janeiro de 2016, 09:09:30
Realmente, escreve muito bem! Eu tentaria mudar para a cidade grande.

Primeira coisa que eu pensei, "escreve bem demais.." É nova demais, tem muita coisa pra viver, conheço N pessoas que vieram pra cidade, entraram numa federal ou conseguiram bolsa na faculdade, moram em pensões e repúblicas e trabalham meio horário.. Corra atrás do seu senho, nada é fácil mesmo, mas vale a pena no final... Você parece ser bem inteligente! Boa sorte pra você!

PS: Que cidade é essa que você mora?
« Última modificação: 25 de Janeiro de 2016, 09:10:03 por Jux Mendez »
||Canon EOS 5D Mark II & Canon BG-E6 || Canon EF 50mm f/1.4 USM || Canon Speedlite 580 EX II & 430 EX II || RT YN-622c & 622c TX || Lightsphere Gary Fong || Kingston FCR-HS4

https://www.instagram.com/juxmendez/


slackw4re

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 77
Resposta #5 Online: 25 de Janeiro de 2016, 09:19:02
Antes de mais nada, Oi!
Não sou nova aqui, já visito o fórum há tempos mas só agora me registrei.
Bem, sempre gostei de fotografia de um modo geral, as vezes fico olhando por uma coisa por hoooras enquadrando e criando composições mentalmente, imaginando uma foto perfeita daquilo. Principalmente a noite, fico olhando pra lua, pros astros, pra alguma paisagem (amo paisagens noturnas), e ''criando'' uma foto daquilo, uma foto que jamais poderia ser capturada com o celular.
  Com uns 15 anos minha família e eu estávamos na casa de um desses parentes distantes ''endinheirados'', eles estavam de mudança e haviam jogado muita coisa fora, entre umas coisas jogadas no canto achei uma Kodak Easy share simplesinha e perguntei se iam jogar fora, a moça lá disse que iam pois já não prestava, perguntei se ela não me venderia e ela disse que podia pegar pra mim se quisesse, mas que não prestava mais. Cheguei em casa, tirei as pilhas do controle da TV e pus na câmera, liguei, foi aquela alegria pois pelo menos ligava! Tentei tirar uma foto e sempre saía toda preta, fucei pra achar o problema e descobri que o diafragma não abria, tava quebrado, fiz uma gambiarra enfiando uns pedaços de papel pra manter aberto, ficava aberto sempre, mas a imagem aparecia! Comecei a fotografar, e fuçar todas as poucas funções manuais que tinha e pronto! Foi aí que meu amor surgiu, fotografava tudo tudo tudo, aproveitava os recursos ao máximo, os que dava pois com o diafragma sempre aberto, ficava difícil, se não impossível brincar com a exposição por exemplo. Mas continuei, fiz ensaios com minhas irmãs, treinei muito fazer retratos, fotografava paisagens, pássaros, tudo! Até que um dia PUfff!!! Minha querida easyshare já era, pifou. Troquei as pilhas, nada, tirei os papeis, nada, já era! Acabou. Não tinha celular na época, já ''trabalhava'', mas aqueles servicinhos em que a gente é explorado e ganhava 50tão por mês, e minha família é bem simples, vulgo pobre. Então o que eu ganhava precisava gastar com alguma roupa, material escolar, uma coisinha ou outra que a gente queria comer de diferente, e por aí vai. Arrumei outro emprego com 16 anos, na roça. Ganhava por empreita então também coisa que mal dava pra pensar em guardar, moro num sítio, sitio mesmo beeeem no interior, aquele tipo de lugar que pra ir no médico, fazer compra de comida ou estudar tem que percorrer 12 km, se tiver grana, vai de carro ou taxi, se não tiver, é a pé mesmo. Ou seja, aqui não tem emprego, sem exagero, nada! Hoje em dia tenho 19 anos e essa vez que trabalhei na roça com 16 anos foi a última produçao que a gente podia ganhar uma graninha, agora não produzem mais nada aqui. Com 18 anos ganhei dos meus pais um celular, um lumia 630 dividido em 5 vezes. A câmera dele não é boooaa, mas também não é ruim. Tenho fotografado muito com ele, não tem muitas opções manuais também, mas as que tem uso, tiro foto de tudo, sempre dou uma ajeitadinha de contraste, brilho, saturação e tal, por as cores nunca ficarem muito fiéis. Sou realmente apaixonada por fotografia! Como disse, moro num buraco, não tem nada por perto, sem chance de trabalho, estudo ou qualquer coisa do tipo, internet é a única ferramenta que tenho. Há uns 6 meses fiquei doente e precisei ir pra cidade, a mais perto que tem daqui, há 12 km, passei numa loja e eis que vejo uma Canon t3, linda perfeita, me chamando. Cheguei na loja, olhei, perguntei muuuito, a moça que me atendeu ofereceu pra eu pegar nela pra dar uma mexida, peguei e MEU DEUS FOI COMO UM ORGASMO, eu nunca havia pegado em uma DSLR na vida! Mexi nela, na objetiva, tirei até uma foto com ela! E naquele momento tive certeza absoluta do que eu queria! Vi o preço e tava por R$ 1100,00. A moça viu que eu tava interessadísima e entendia do assunto e me fez um desconto, R$ 900,00 em até 10x sem juros, quase chorei pra minha mãe que tava junto, ela ficou visivelmente triste e disse que não dava mesmo, eu teria que ter paciência. Desde então sempre que vou pra cidade passo nessa loja e fico várias horas mexendo na câmera, já aprendi todos os botões, funções e acho que decorei a ficha técnica dela hehehehe. O pessoal da loja sabem o quanto quero aquela câmera e não posso comprar então sempre me deixam ficar mexendo nela, até tirar fotos deles hehe.
  Bem, mas o foco aqui é que, desde o dia que vi e toquei naquela câmera pela primeira vez, corri horrores atrás de um emprego, vendi várias coisas que eu tinha, livros, roupas, e cheguei a ir morar na casa da minha irmã na cidade pra ver se arrumava um serviço, o único que consegui precisava pegar 3 ônibus e o salário era o que eu gastaria com passagens, não compensava, então voltei. No total acho que mandei uns 250 currículos, pela internet e pessoalmente. Juntei com minhas vendas míseros 120 reais! Que tá na minha poupança e nem que seja caso de vida ou morte, não mexi e nem mexerei. Mas acontece que to desanimando... Sinceramente! Meus pais não tem condições de me ajudar com dinheiro, nesse lugar que eu moro é impossível arrumar emprego, e eu não tenho mais nada pra vender. Faz um tempo que não fui mais na cidade e acho que minha sonhada t3 já foi vendida.
  Não sei mais o que fazer, o conhecimento que tenho de fotografia vem da internet, e mesmo que eu conseguisse a câmera (juntando em muitos anos) não conseguiria pagar ou frequentar (por morar num deserto) aulas.
   Então tipo, acho que não tem chance mais, eu amo o mundo da fotografia e sinto que é minha vocação, que é o que eu quero! Mas nessa situação tá difícil, e sei que não vai melhorar... Na verdade a situação financeira da minha familia ta cada vez pior.
   Me desculpem pelo texto gigantesco, meu propósito foi mais um desabafo mesmo, mas se alguém tiver uma dica, um exemplo de alguém que conseguiu, ou acham que devo mesmo tirar essa ideia de ser fotógrafa da cabeça seria de grande ajuda. To muito desanimada mesmo. Há anos que tento, tento, tento e nunca dá certo.
  Meu flickr com algumas fotos feitas por mim, quase todas com o celular, e umas 3 com a easyshare: https://www.flickr.com/photos/100603361@N02/

Me sensibilizei muito com sua historia. Gostaria de fazer algo por ti, mas infelizmente não estou na minha melhor fase. Te adicionei no Flickr, espero que me aceite, estou ansioso para ver suas fotos :D


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.894
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #6 Online: 25 de Janeiro de 2016, 09:35:08
Tuatha:

Não consigo ver suas fotos, pode passar um link para poder ver?


Silvio Takahata

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.130
Resposta #7 Online: 25 de Janeiro de 2016, 10:22:03
olha,nao desista!Ha casos e casos,mas se realmente quer fazer da fotografia seu ganha pao,corra atras.Tente vender algo que se produz no sitio e com o dinheiro voce compra seu equipamento.E como ja falaram,voce escreve bem,insista na mudanca pra cidade tb,ficara tudo mais facil
5D MK3
Canon 24-70 2.8L II
Canon 600ex-rt
YN568ex II


felipemendes

  • Benfeitor
  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ***
  • Mensagens: 3.364
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo, não. Fotografador.
    • Meu Flickr
Resposta #8 Online: 25 de Janeiro de 2016, 12:45:19
Tuatha:

Não consigo ver suas fotos, pode passar um link para poder ver?

Estou conseguindo aqui, tranquilo. Ontem tava dando o erro do panda, mas agora tá ok.

Notem que, se nossa amiga está no interior e conseguiu nos escrever, ela tem acesso a um computador (ou celular) e internet. Pra escrever, não precisa mais que isso (e tem gente que diz que nem dessas coisas precisa!). Ou seja, não precisa mudar pra cidade grande.

Felipe


Hamilton Sousa

  • Trade Count: (10)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 700
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo Social
Resposta #9 Online: 25 de Janeiro de 2016, 13:17:13
Não consegui visualizar pois deve estar privado mas estou te seguindo . Uma dica são esses sites em que vc lança um projeto e arrecada fundos ,pode ser que dê certo. Relate sua situação, sua paixão, coloque um valor compatível pra alcançar seu objetivo( camera e lente)  e um pouco mais pra revelar suas primeiras fotos e recompensar com uma foto quem a ajudar. :ok:
7d   /   sl1 /   18-50 2.8 sigma    / 7mm fisheye  vivitar  /  85mm f1.8 / 430ex ll


Silvio Takahata

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.130
Resposta #10 Online: 25 de Janeiro de 2016, 13:31:48
Estou conseguindo aqui, tranquilo. Ontem tava dando o erro do panda, mas agora tá ok.

Notem que, se nossa amiga está no interior e conseguiu nos escrever, ela tem acesso a um computador (ou celular) e internet. Pra escrever, não precisa mais que isso (e tem gente que diz que nem dessas coisas precisa!). Ou seja, não precisa mudar pra cidade grande.
essa de se mudar pra cidade grande eu escrevi no intuito dela conseguir um emprego,seja pela facilidade de escrever,idade e tal,mas fora isso,nao precisa mesmo.Tenhamos como exemplo aquele senhor que andava muitos km todo dia,durante anos para se tornar advogado..nw desistiu do sonho e nem se mudou!Claro que cada caso eh um caso
5D MK3
Canon 24-70 2.8L II
Canon 600ex-rt
YN568ex II


ladyhuntress

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 5
  • Sexo: Feminino
Resposta #11 Online: 25 de Janeiro de 2016, 15:55:28
Antes de mais nada, obrigada à todos pela vontade de ajudar!
As fotos do Flickr estão públicas, não sei por que não tão aparecendo, deve ser algum bug.

Sobre me mudar pra uma cidade, já falei sobre isso, eu teria de já ter uma grana pra pagar o primeiro aluguel, e também, como disse, já cheguei a me mudar pra casa da minha irmã que mora em uma cidade grande, lá tentei arrumar emprego, fiz 2 concursos públicos mas não fui chamada, já até fiz bombons e saí vendendo por lá mas andei 3 bairros e vendi (acreditem ou não), 2 bombons, e pra uma pessoa só, ninguém quis comprar, mesmo dando um resumo do porque eu vendia, tive prejuízo e desisti. Na casa dessa irmã fiquei de graça obviamente, mas não tenho mais nenhum parente em cidade, aí já tinha que ter uma grana pra me manter até arrumar um serviço. Falar que é só eu me mudar é muito simples, mas é dificil eu por em prática, coisa que já tentei várias vezes e não deu.


Sobre fazer uma campanha online, eu já pensei mesmo em fazer em um desses sites de arrecadação tipo o Vakinha, mas vi que tem váarias campanhas que tão há meses no site e até agora não tiveram nenhuma doação.


 Obrigada pelos elogios a minha escrita hehehe Sinceramente não sou muito fã de escrever não, então pra vida acho que não tentaria viver disso. Minha paixão mesmo é como disse, a fotografia.

 Mais uma vez obrigada, mas solução ainda não encontramos...


tarcisioal

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 401
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #12 Online: 25 de Janeiro de 2016, 15:59:51
Curiosa a história. Acho que 19 anos te faz muito nova para desistir de algo. Tu estuda? Concluiu ensino médio? Olha.. eu acho que se onde tu mora é tão fim de mundo assim, tens que pensar em deixar o lugar sim. Se o que te anima na vida não é uma fazenda, não vais ter opção senão tentar a vida em outro lugar. Não precisa ir para São Paulo, Rio.. uma metrópole. Mas uma cidade média, que tenha onde estudar e tal...
Fiquei curioso com o lugar onde moras.. Onde é?
Deixa esse Flickr público aí pra gente ver o que tu fez com o Lumia.
Sony ILCE-6000 e NEX 3N
SELP1650 + SEL55210 + SEL35F18 + SEL50F18 + SEL16F28 + VCL-ECF1 (Fisheye) + VCL-ECU1 (Grande Angular)

flickr/tarcisioal


tarcisioal

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 401
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #13 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:08:19
Tuatha Dannan ainda não tem fotos públicas.

Isso que aparece no Flickr.
Sony ILCE-6000 e NEX 3N
SELP1650 + SEL55210 + SEL35F18 + SEL50F18 + SEL16F28 + VCL-ECF1 (Fisheye) + VCL-ECU1 (Grande Angular)

flickr/tarcisioal


marciodeluca

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 354
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro por formação, mas fotógrafo por opção!
    • Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
Resposta #14 Online: 25 de Janeiro de 2016, 16:38:13
Desistir é sempre o primeiro plano, pois em termos de esforços, é o mais fácil de ser realizado, mas intimamente, é o que corta mais fundo a carne e o que causa mais estrago.

Em 2004, quando resolvi viver de fotografia (sou formado em algo que não tem nada haver com fotografia), estava com um equipamento razoável, porém, depois de alguns trabalhos vivendo o sonho da fotografia, meu carro foi roubado e nele, estavam dois corpos, cada um com uma lente e uma cinquentinha extra - o carro tinha seguro, mas o equipamento não.

Minha primeira decisão (isso mesmo, decisão!) foi voltar para minha profissão que sou formado, mas tenho alguns amigos que sabem bater bem, então tomei porrada de todos os lados e mudei de ideia. Foi um sacrifício grande comprar tudo de novo, demorei quase 3 anos para ter um equipamento bom novamente.

Ou seja, se você tomar a decisão de desistir, tomara que você tenha alguns amigos como os que eu tenho, que vão surtar de verdade ao saber que você jogou a toalha.

Em suma, não faça isso - a dificuldade existe em qualquer profissão ou rumo que você tomar em sua vida e a dúvida vai te acompanhar a vida inteira. Sendo assim, não desista, supere as dificuldades, dê o tempo que for necessário ao tempo, mas continue correndo atrás do seu sonho.
Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
www.marciodeluca.com.br/site
A arte de fotografar está no saber quando apertar o botão de disparo e não no quanto o apertar.