Autor Tópico: Após percorrer 38 cidades em um ano, fotógrafo lança livro sobre o Mais Médicos.  (Lida 338 vezes)

vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.846
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Citar
É um manifesto humanista, mais do que um livro de fotografia. É assim que Araquém Alcântara, um de nossos maiores fotógrafos de natureza — ele prefere ser chamado de fotógrafo brasileiro — qualifica a última publicação que lançou. O livro Mais Médicos é um registro do programa do governo federal que levou mais de 18 mil médicos a 4 mil municípios do País. “Eu queria ir a esses lugares onde o Estado está chegando pela primeira vez”, conta Alcântara, em seu escritório na Vila Olímpia, zona oeste de São Paulo. “Eu sei como é, minha infância foi assim. Meus pais, analfabetos, nunca foram a médico nenhum”.

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/samuel/43168/apos+percorrer+38+cidades+em+um+ano+fotografo+lanca+livro+sobre+o+mais+medicos+e+um+manifesto+humanista+diz.shtml

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.107
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Aparentemente ele gosta de filtro vermelho.
Grande contraste.
http://www.marciofaustino.com/
https://www.instagram.com/marcio_faustino_photographer/

Regras sao para reproducao, e para criadores que nao ouvem ou confiam em sua voz interna [ainda]. Uma foto sincera eh a que tem sua propria voz e ritmo.


angelo di candia

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.081
  • Sexo: Masculino
  • "eu te invento, ó realidade!", clarice lispector
    • http://www.petsoundsland.blogspot.com

com filtro ou sem filtro, analógico ou digital, é um mestre seminal, da fotografia mais brasileira que existe.

fico a imaginar o preto e branco magistral dele se enchendo de humanidade.

que venha logo a exposição. que saia do prelo logo o livro.



lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.813
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Não me levem a mal mas pelo menos nessas fotos eu só consigo pensar que elas estão esteticamente bonitas mais por conta do tratamento e por ser monocromática que pela composição em si ou pelo tema por trás do ensaio. Só para esclarecer sou um completo amador e não sei se isso diminui o valor da minha percepção e opinião mas é o que conclui com a experiência que tenho.

Obviamente que seria necessário ver todo o trabalho antes de dar a palavra final. Acho que o maior valor desse trabalho ficou pela abordagem das questões sociais (provavelmente um trabalho acompanhado de relatos por escrito junto com os registros durante a viagem)

a foto que mostra o interior de uma casa com o bebê no chão, por exemplo, consigo imaginar uma foto em cor bem +-. Nada de surpreendente. Faço essa inversão de estilo pra julgar mais friamente e não elogiar levianamente só pq ficou bonitinha sem cor. Sou do tipo que gosta de fotografia em preto e branco q que gosta de fotografia colorida tbm. Gosto muito das duas abordagens e alterno entre os dois estilos de tempos em tempos. Só pra esclarecer que a crítica não é tendenciosa.

Tbm entendo que é meio nada a ver fazer essa conversão pra julgar pois a linguagem visual é outra. Análise crítica é diferente para uma mono e para uma colorida, obviamente. Só que não consigo deixar de fazer isso pra analisar certas características da imagem. Eu parto do pressuposto que se uma foto é boa, vai ficar boa colorida ou não. Se ela fica melhor de um jeito ou de outro são outros quinhentos. Se eu percebi que a foto em si é "fraca" ao re-imaginar colorida, é porque eu "abri" meus olhos e fui além.

Não estou querendo nem entrar no mérito sobre o tema "mais médicos", de ideologias, visão política nem nada. Longe disso. Crítica é voltada apenas na qualidade estética e nada alem disso. A fotografia sem nenhum contexto.

Resumindo. Isso não diminui o trabalho dele e entendo o que ele quer passar. Vai muito além de fotografias bonitas.  :assobi: Só pra não me citarem aqui pra dar aquela bronca básica "mas mas mas vc não entendeu, parça". Obs. final: Eu disse qualidade estética. Não disse qualidade técnica

obs2: No google achei muitas fotos excelentes desse cara. É um grande fotógrafo sem dúvidas. Mas da matéria, não gostei
« Última modificação: 11 de Fevereiro de 2016, 23:03:25 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.846
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
É um documentário social, precisa de um pouco de empatia com o próximo para ser apreciado.

A foto do bebe não foi feita para ser surpreendente ou ganhar prêmios de melhor fotografia.

Ela foi feita para refletir, desde os remédios enfileirados em frente a tv, passando pelo amontado de coisas ao fundo que mais parecem entulhos, até esse pano esticado no chao.
Um pano que por acaso tem um ser humano que talvez passe o dia todo largado ali ou até mesmo a noite toda tb.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.813
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Desculpe mas acho que vc não me entendeu.

Eu deixei claro que o valor do trabalho em questão é mais social. Eu tenho sensibilidade e empatia o suficiente pra interpretar as imagens e não foi o meu foco de crítica. Separei a questão do apelo/contexto social, da técnica e estética e quis focar apenas na estética.

Ninguém aqui falou que a foto precisa ser surpreendente pra ganhar prêmios. Até porque imagino que nem tenha sido a intenção do fotógrafo (por santo Deus, espero que não). Ser um documentário social não o livra das críticas. Seja lá qual for.

Enfim. Ele tem trabalhos muito melhores no campo da fotografia. Talvez esse seja o melhor trabalho dele no conjunto de assuntos que ele quis desenvolver e expor.
« Última modificação: 12 de Fevereiro de 2016, 03:26:04 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5D Mark.II | Fujifilm X100 T | https://www.instagram.com/electroma.core | https://www.electromacore.com