Autor Tópico: Novas Cameras Nikon - DL1850, DL2485 e DL24500  (Lida 1158 vezes)

digopenna

  • Trade Count: (3)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 128
  • Sexo: Masculino
Online: 23 de Fevereiro de 2016, 09:38:04
A compact featuring the widest lens on the market is among three new cameras released by Nikon today, each with a 1-inch sensor. The three compacts weigh in at different focal lengths which form part of their names, DL18-50, DL24-85 and DL24-500. Very imaginative, Nikon. All three include Nikkor lenses and the same basic specs; They all have the same 20.8MP one-inch BSI CMOS sensor and the new EXPEED 6A image processor.

Each camera is fitted with a Hybrid AF system, featuring 105 phase-detect with 171 contrast-detect points, meaning you can shoot at 20 fps with continuous autofocus. They're also capable of shooting 60fps when moved to single AF. All three are capable of up to ISO12800 and offer and 4K/UltraHD video recording at 30fps. WiFi and NFC are included across the board, as is a 3-inch touch-enabled OLED display. See below for a breakdown.

DL18-50


The DL18-50 has a focal length of (you guessed it) 18-50mm, giving it one of the widest lenses of any compact on the market. The lens has a three-stop ND filter and perspective correction is built in, which should help with architecture and landscape photography. It includes Nikon’s 'Nano Crystal Coating', which cuts down flare and ghosting. The seven-bladed shutter tops out at 1/1600 sec, although the electronic shutter can reach 1/16000 sec. The DL18-50 also includes full manual exposure control with support for RAW. An 18-50mm lens on a compact camera is certainly intriguing, and this model will be a strong secondary camera for landscape enthusiasts.


DL24-85


Next up is the DL24-85, with a focal length of DL24-85. This time around, we have a f/1.8-2.8 24-85mm equiv. but is missing the Nano Crystal Coating and ND filter found in its sister model. The focus here is on macro photography, with a minimum focus distance of just 3cm. Manual priority AF is included, as are focus peaking and bracketing.


DL24-500


Finally, the DL24-500 offers a monster zoom range with a 24-500mm equiv. lens, and a huge f/2.8-5.6 aperture range. Its two siblings have a tilting screen, but here the 3-inch OLED display is fully articulating. Video shooters will be happiest with this model, as it’s the only one of the three to include a mic input jack, with support for Nikon's ME-1 shotgun mic.

All three serve very different purposes, and each target a different type of photographer. In terms of pricing, the DL24-85 and DL18-50 will be released in April, at US$645 and US$800, respectively. The DL24-500 will ship earlier, in March, and should cost around $1,000.


Claudio.fapereira

  • Trade Count: (21)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.663
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 23 de Fevereiro de 2016, 10:05:08
Nikon continua apostando nos sensores de 1 polegada! Fico dividido... Até gosto do sistema 1 da Nikon e a RX100 da Sony é um grande sucesso, alem da RX10. Acredito que estas três maquininhas vieram "substituir" ou complementar o sistema 1 e competir pesado com a Sony e outras que atuam nestes segmentos de super zoom e cameras compactas.
Sigma 35 1.4, Nikkor 85mm 1.8D, Nikkor 58mm 1.4, Zeiss 135mm 2.0, Sigma 50-150 2.8 + SB-900
E-M1 MkII + Oly 12 2.0, Pana 25 1.4, Pana 42.5mm 1.2, Oly 14-54 2.8-3.5 II, Oly 50-200 2.8-3.5 non SWD, Oly 50mm 2.0, TC 1.4X
Sony A7 RII + Sony 85mm f/1.4, Sony 50mm 1.4, Sony 24-70mm 2.8,  Zeiss 55mm 1.8, Rokkor 58mm 1.2, Sony 28mm 2.0, conversores para 21mm e 16mm, Sony 70-200 f/4, Leica R 50mm 2.0, Leica R 90mm 2.0, Nikkor 85mm 1.4 AIS
Sony RX1R MKII


Rafa_Meira

  • Trade Count: (2)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.221
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 23 de Fevereiro de 2016, 11:08:15
A Nikon está apostando em Mirrorless. Lançou logo uma série delas. Mas fico em dúvida se 1" é realmente a melhor escolha. Podiam ter investido em M4/3, que já é mais estabelecido.


Carlos HP

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.742
  • Sexo: Masculino
  • Em busca de tempo!
    • Do Infinito ao Bokeh
Resposta #3 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 11:38:04
A minha esperança é a nikon estar usando o CX como experiência para sistema de foco,  responsividade da câmera,  vida de bateria,  etc. para ganhar experiência e entrar no mercado com sensor maior quando seu setor de marketing entender que não tem mais jeito.  Entrar no m4/3,  campo da Olympus e Panasonic talvez seja entrar em desvantagem para a marca -  venda de lentes. Para eles o ideal seria manter a baioneta F,  mas não deve ser muito viável sob o ponto de vista de tamanho,  mas como sistema talvez. Uma mirrorless um pouco mais compacta, com o sensor da D5, para usar com primes...
Fotos: Flickr e 500px
Blog: Do Infinito ao Bokeh
Equipamentos: Lenstag


Claudio.fapereira

  • Trade Count: (21)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.663
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 12:09:11
Pois é... Sempre analisamos com nosso viés de usuários e Hobistas avançados.

O sistema 1 da Nikon é muito bom com lentes claras (1.2 a 1.8) e ISO até 800 (ideal até 400/600).

Tomara que este sensor novo (que é o mesmo da J5) seja um pouco melhor em ISOs de 800 ou mais.

Mas o sistema 1 foi desenhado justamente para estes usuários mais avançados - a maioria de nós. É ILC, possui lentes caras - 32mm é 900USD (!), excelente FPS, etc. E talvez não tenha sido bem sucedido porque naquilo que mais valorizamos - IQ - ele fica bem atrás de m4/3 e APS-C.

Mas, para usuários menos avançados, estas máquinas funcionam bem. Tenho amigos que gostam de fotografia, viajam muito e estão super satisfeitos com a Sony RX100, que aliás indico para este uso específico.

Ter a marca Nikon em uma máquina relativamente pequena e ainda poder escolher entre Superzoom, WA (landscape) e zoom convencional pode ser interessante. Imagino que a Nikon tenha feito pesquisas de mercado e tenha visto que este nicho deve ser rentável.
Sigma 35 1.4, Nikkor 85mm 1.8D, Nikkor 58mm 1.4, Zeiss 135mm 2.0, Sigma 50-150 2.8 + SB-900
E-M1 MkII + Oly 12 2.0, Pana 25 1.4, Pana 42.5mm 1.2, Oly 14-54 2.8-3.5 II, Oly 50-200 2.8-3.5 non SWD, Oly 50mm 2.0, TC 1.4X
Sony A7 RII + Sony 85mm f/1.4, Sony 50mm 1.4, Sony 24-70mm 2.8,  Zeiss 55mm 1.8, Rokkor 58mm 1.2, Sony 28mm 2.0, conversores para 21mm e 16mm, Sony 70-200 f/4, Leica R 50mm 2.0, Leica R 90mm 2.0, Nikkor 85mm 1.4 AIS
Sony RX1R MKII


Claudio.fapereira

  • Trade Count: (21)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.663
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 01 de Março de 2016, 00:50:24
Passei por esta revisão da J5, que tem o mesmo sensor destas novas compactas da Nikon.

http://www.imaging-resource.com/PRODS/nikon-j5/nikon-j5-conclusion.htm

Parece que a performance melhorou significativamente, para ISOs altos e dynamic range. O que é animador para estes lançamentos, que passam a ser mais interessantes ainda. O review diz que o ISO 1.600 é usável.

Vamos aguardar.
Sigma 35 1.4, Nikkor 85mm 1.8D, Nikkor 58mm 1.4, Zeiss 135mm 2.0, Sigma 50-150 2.8 + SB-900
E-M1 MkII + Oly 12 2.0, Pana 25 1.4, Pana 42.5mm 1.2, Oly 14-54 2.8-3.5 II, Oly 50-200 2.8-3.5 non SWD, Oly 50mm 2.0, TC 1.4X
Sony A7 RII + Sony 85mm f/1.4, Sony 50mm 1.4, Sony 24-70mm 2.8,  Zeiss 55mm 1.8, Rokkor 58mm 1.2, Sony 28mm 2.0, conversores para 21mm e 16mm, Sony 70-200 f/4, Leica R 50mm 2.0, Leica R 90mm 2.0, Nikkor 85mm 1.4 AIS
Sony RX1R MKII


efilho

  • Trade Count: (23)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.788
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 01 de Março de 2016, 07:55:21
Essas Nikon são excelentes, mas o desempenho do sensor de 1" realmente não me agradou quando tive uma Sony RX100/3. Viajei com uma XT-1, uma E-PL5 e comprei lá fora a recém-lançada "pequena notável". Fiquei muito entusiasmado com ela, mas ao voltar para casa e selecionar os resultados percebi que as imagens ficavam bem atrás das "colegas de viagem", EXCETO em situações de "Sunny 16". Ou seja, sob condições ideais de iluminação os resultados eram praticamente iguais, mas escureceu mais um pouco as fotos perdiam para o m4/3 e o APS-C. Isso fazia com que não se justificasse carregá-la, exceto nas situações nas quais as outras câmeras seriam um estorvo em discrição e conforto. Nessas situações eu percebi que o iPhone dava conta do recado, e acabei vendendo a Sony. Não sinto falta.   :ok:
« Última modificação: 01 de Março de 2016, 07:56:17 por efilho »