Autor Tópico: O problema com as lentes modernas  (Lida 476 vezes)

Lucas M. Dias

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.191
  • Sexo: Masculino
Online: 14 de Março de 2016, 23:01:09
Artigo muito interessante que li agora, vale a pena para refletir um pouco sobre equipamento.

Ao meu ver o real problema não são as lentes, mas sim os fotógrafos atuais e sua obsessão por todos esses pontos citados. E não só pelas lentes, por câmeras também :ok:

http://petapixel.com/2016/03/14/problem-modern-lenses/


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.619
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #1 Online: 14 de Março de 2016, 23:21:27
Por isso que eu gosto da máxima "belo equipamento, agora mostre as fotos que é o que interessa"
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.731
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #2 Online: 14 de Março de 2016, 23:25:09
bacana. Tava lendo agora mesmo uma coisa interessante no blog do Eric Kim

Araki:
Citar
"The photographer had been a slave of the camera for a long time. Good camera, good lens, Leica, etc. These were the masters of a photographer. But in a way, Daido Moriyama is a photographer who started to make the camera his own slave. Photography is not about the camera.

Of course we need the camera. If you want to write a romantic love letter, we need some tool to write it with. But anything– a pencil or a ball pen is fine. It is like this in photography, and he is a pioneer for that."

palavras do Daido:
Citar
"If you use a SLR, you see things like this [holds camera to eye]. And when you do this, you want to have perfect focus."

"The moment which you want to capture does not fit your feeling, if you do this. If you are using a compact camera, it is simple."

Análise do Eric:
Certainly the benefit of shooting with a compact camera in the streets is the fact you don’t have to always worry about the camera settings. You can simply point, click, and let the camera do the rest (autofocus, exposure, etc). According to Daido, it allows you to focus more on the photography and the feeling of the moment– rather than fumbling around with settings on the camera.

Daido certainly isn’t the type of photographer who tested out dozens of cameras, lenses, and configurations. He just took the first camera he was given, and went out and photographed what he found interesting.


take away point: Don’t worry about your camera so much. Just go out and shoot.
« Última modificação: 14 de Março de 2016, 23:27:03 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5DMarkII | Fujifilm X100T | https://www.instagram.com/electroma.core/


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.186
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #3 Online: 14 de Março de 2016, 23:27:36
Eu estava achando o artigo bem sem noção até que confirmei nos comentários.

Nada haver com nada aquela comparação de nariz e testa 3d.
Os exemplos podemos atribuir a diferença unicamente na iluminação, não tem sombras nas fotos que ele diz ser flat.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.731
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #4 Online: 14 de Março de 2016, 23:35:28
Tradução (marromenos) dos trechos q achei importante

"O fotógrafo tem sido um escravo da câmera há muito tempo. Boa câmera, boas lentes, Leica, etc. Esses eram os mestres dos fotógrafos. Mas de alguma maneira, foi Daido Moriyama que começou a escravizar a câmera. Fotografia não é sobre câmera."

"De acordo com Daido, ela permite que você foque mais na fotografia e as sensações do momento ao invés de ficar bisbilhotando e cutucando desastradamente as configurações da máquina."

"Ele simplesmente pegou a primeira câmera que foi presenteado à ele e saiu fotografando assuntos que achava interessante ."

fonte: http://erickimphotography.com/blog/2013/03/27/5-lessons-daido-moriyama-has-taught-me-about-street-photography/
« Última modificação: 14 de Março de 2016, 23:38:33 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5DMarkII | Fujifilm X100T | https://www.instagram.com/electroma.core/


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.999
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 15 de Março de 2016, 01:52:25
Acho que papo de fotografia tá ficando igual a papo de enólogo. Vinho é difícil de medir empiricamente, então começam as análises subjetivas que não tem base na realidade e só existem na cabeça da pessoa escrevendo a respeito. Incrível como fotografia, tanto em discussões de equipamentos como em discussões de imagens, tá seguindo o mesmo nível de "as roupas novas do rei". O que foram aqueles exemplos de "nariz e cabeça 3D"? Pelo amor de deus.

Até achei que o cara estava fazendo algum sentido quando ele falou sobre como não devemos adquirir lentes somente por conta da nitidez, e como usar análise de crops em 100% foi o que distorceu a percepção do que é uma boa ou uma má lente. Beleza, concordo 100% nessa parte.

Quando ele tratou de algo objetivo, como o número de elementos nas lentes modernas, eu ainda continuei lendo pra ver qual era o propósito dessa análise, afinal estava baseado em algo mensurável. Mas aí o bagulho desandou completamente. "Olhe como a imagem de uma lente moderna é achatada e sem vida, e como essa lente antiga produz uma imagem rica e dimensional!". Uhm, não... especialmente quando as imagens foram tiradas sob luzes completamente diferentes, em ambientes diferentes, provavelmente com aberturas diferentes. E mesmo que elas tivessem sido controladas, a qualidade medida é puro vapor: a sensação de "vida real" da imagem.

Ah mano, fala sério. Parece papo de hippie que tomou ácido pela primeira vez e tá vendo significado religioso em tudo que passa pela frente.


lee.

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.731
  • Sexo: Masculino
  • fotógrafo desde 2009
    • electromacore
Resposta #6 Online: 15 de Março de 2016, 02:17:08
entrei agora pra ver a matéria  :hysterical:

a parte do "nariz achatado" pegando uma asiática de nariz achatado de verdade com uma foto de uma européia nariguda pra falar "olha como nessa lente ela tem nariz pronunciado" foi realmente de lascar hein?

e aparentemente o assunto q postei não tem tanto a ver com o tópico :/ Li só o comentário do autor do tópico e achei q era outra coisa  :ponder:

Enfim... podem ignorar as postagens anteriores
« Última modificação: 15 de Março de 2016, 02:18:45 por lee. »
"Not sharper photographs, not larger photographs, but better photographs — photographs that say something, that mean something, even if only to us."
________________________________________________________
Canon 5DMarkII | Fujifilm X100T | https://www.instagram.com/electroma.core/


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.186
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #7 Online: 15 de Março de 2016, 06:52:31
Surreal. e aquele triangulo com a linha da realidade?
Li ainda pra ver se explicava como ele colocou cada lente ali, mas ele montou da cabeça dele mesmo.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Lucas M. Dias

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.191
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 15 de Março de 2016, 10:19:59
Engraçado é ver as mesmas pessoas que já comentaram sobre sensores FF mais "tridimensionais" criticarem essa "análise" :assobi:


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.619
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #9 Online: 15 de Março de 2016, 10:34:55
Engraçado é ver as mesmas pessoas que já comentaram sobre sensores FF mais "tridimensionais" criticarem essa "análise" :assobi:


A tal "tridimensionalidade", que diga-se de passagem é um termo bem idiota, refere-se ao "corte", no sentido de destacar acima do normal, um objeto no plano preferencial de foco.  O termo "corte" vem da impressão de ter-se recortado perfeitamente o objeto com uma lâmina. Isso dá a impressão do objeto estar em um plano destacado da imagem, daí chamarem de "tridimensonalidade".

Isso é uma característica quase que totalmente da lente. As diferenças não relativas às lentes são devidas a diferenças na percepção por conta de tecnologias bem diferentes entre sensores, por exemplo, entre Bayer e X-Trans, onde este último tem teoricamente menos propensão ao moiré, e entre esses dois e o Foveon, que além de ter menos moiré, não tem um problema sério que é o "color alias".

O tamanho do sensor não contribui tanto nesse efeito 3D. Se você pegar uma FF qualquer e uma Sigma Foveon com a mesma lente, o efeito será imensamente mais potente na Sigma, mesmo sendo um sensor APS.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj