Autor Tópico: Foto gigante que a NASA fez de Andrômeda.  (Lida 810 vezes)

Leo Terra

  • SysOp
  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.740
  • Sexo: Masculino
  • “Deus disse: 'Haja luz'. E houve luz.” (Gen 1,3)
    • http://www.leoterra.com.br
Online: 08 de Agosto de 2016, 01:04:10
A NASA divulgou uma foto incrível de Andrômeda composta por 411 fotos do Hubble.
No vídeo vocês podem ver o resultado dessa maravilha que, quando composta, atinge 4.3GB...
 :snack:
« Última modificação: 08 de Agosto de 2016, 01:04:47 por Leo Terra »
Leo Terra

CURSOS DE FOTOGRAFIA: www.teiadoconhecimento.com



ATENÇÃO: NÃO RESPONDO DÚVIDAS EM PRIVATIVO. USEM O ESPAÇO PÚBLICO PARA TAL.
PARA DÚVIDAS SOBRE O FÓRUM LEIA O FAQ.


faloure

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 111
  • Sexo: Masculino
  • Navegador de Ilusões
Resposta #1 Online: 08 de Agosto de 2016, 01:35:11
Adoro olhar fotos de aglomerados estrelares.
Segundo os astrônomos Andrômeda está em rota de colisão com nossa galaxia.
Nikon D5100 ~ Dx Nikkor 35mm F/1.8G ~ Nikkor 50mm F/1.8G ~ Nikkor 18-55mm F/3.5-5.6G


marciomendes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 87
Resposta #2 Online: 08 de Agosto de 2016, 11:11:47
Espetacular!!!   :ok: :ok: :ok:


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.670
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #3 Online: 08 de Agosto de 2016, 16:22:43
Achei que tem muito ruido. Cade o Exif?  :D

Se tivessem contratado um profissional isso nao teria acontecido.  :D

Sugiro comprar uma lente mais clara para a proxima vez.  :D


adrianojsmoreira

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 421
Resposta #4 Online: 08 de Agosto de 2016, 18:14:34
Achei que tem muito ruido. Cade o Exif?  :D

Se tivessem contratado um profissional isso nao teria acontecido.  :D

Sugiro comprar uma lente mais clara para a proxima vez.  :D

kkkkkkkkkkkkkkkk "quanto voce usou de ISO?" "qual sua máquina?"

Agora falando sério: que foto espetacular. É como ver uma outra dimensão, um outro mundo onde as coisas já aconteceram e o que vemos são apenas luzes do passado (eita, virei até poeta kkkk)


rpetribu

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 177
  • Sexo: Masculino
  • Rafael Petribú
Resposta #5 Online: 08 de Agosto de 2016, 18:22:47
Na boa.... Impossível estarmos sozinhos  :hysterical:
[VENDO] Canon T6S + Pacote de Lentes + Brindes
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=128462.0


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #6 Online: 22 de Agosto de 2016, 12:29:50
tenho uma certa experiencia com astrofotografia, O hubble não passa de um telescópio comum, menos potente inclusive do que outros em terra, mas ele conta com uma grande vantagem: não tem a distorção atmosférica para atrapalhar a captura das imagens.

Basicamente ele é um telescópio newtoniano com espelho primário de 2,4m de diâmetro (é um baita espelho) com um conjunto de sensores CCD e filtros. Tecnicamente seria como se você tivesse uma lente catadióptrica de distancia focal 57600mm f/24 conectado a uma câmera digital sem os filtros. No espaço! esse alto valor de abertura implica em uso de longa exposição, horas de exposição, que graças ao sistema de estabilização do satélite é possível obter fotos sem riscos. O Ruido é inevitável, já que no espaço existem partículas carregadas que colidem com o sensor durante a captura (aquela tampa do hubble é para evitar danos no caso de radiação alta). há uma forma de minimizar que é usando a técnica de capturar o que chamam de "dark frames" e o ruido é então compensado no pos processamento. A cor da foto é uma falsa cor, obtida da captura dos canais RGB cada um usando um filtro especifico - no caso do hubble (paleta Hubble) consiste em expor o canal R (Vermelho) com o filtro para emissão do Hidrogênio, o canal G (verde) com o filtro do Oxigênio e o canal B (azul) com o filtro do enxofre.

Uma foto longa exposição (em terra) implica em seguir precisamente o movimento de rotação da Terra, evitar trepidações, e raramente se consegue uma exposição tão longa, então o artificio é fazer varias exposições curtas e integrá-las com softwares apropriados.

tentei resumir ao maximo. o universo (da astrofoto é enorme!)

Joaquim

 


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #7 Online: 22 de Agosto de 2016, 17:05:37
Algumas fotos que tenho:
https://www.flickr.com/photos/40557209@N08/

tenho uma certa experiencia com astrofotografia, O hubble não passa de um telescópio comum, menos potente inclusive do que outros em terra, mas ele conta com uma grande vantagem: não tem a distorção atmosférica para atrapalhar a captura das imagens.

Basicamente ele é um telescópio newtoniano com espelho primário de 2,4m de diâmetro (é um baita espelho) com um conjunto de sensores CCD e filtros. Tecnicamente seria como se você tivesse uma lente catadióptrica de distancia focal 57600mm f/24 conectado a uma câmera digital sem os filtros. No espaço! esse alto valor de abertura implica em uso de longa exposição, horas de exposição, que graças ao sistema de estabilização do satélite é possível obter fotos sem riscos. O Ruido é inevitável, já que no espaço existem partículas carregadas que colidem com o sensor durante a captura (aquela tampa do hubble é para evitar danos no caso de radiação alta). há uma forma de minimizar que é usando a técnica de capturar o que chamam de "dark frames" e o ruido é então compensado no pos processamento. A cor da foto é uma falsa cor, obtida da captura dos canais RGB cada um usando um filtro especifico - no caso do hubble (paleta Hubble) consiste em expor o canal R (Vermelho) com o filtro para emissão do Hidrogênio, o canal G (verde) com o filtro do Oxigênio e o canal B (azul) com o filtro do enxofre.

Uma foto longa exposição (em terra) implica em seguir precisamente o movimento de rotação da Terra, evitar trepidações, e raramente se consegue uma exposição tão longa, então o artificio é fazer varias exposições curtas e integrá-las com softwares apropriados.

tentei resumir ao maximo. o universo (da astrofoto é enorme!)

Joaquim


adrianojsmoreira

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 421
Resposta #8 Online: 23 de Agosto de 2016, 02:16:40
tenho uma certa experiencia com astrofotografia, O hubble não passa de um telescópio comum, menos potente inclusive do que outros em terra, mas ele conta com uma grande vantagem: não tem a distorção atmosférica para atrapalhar a captura das imagens.

Basicamente ele é um telescópio newtoniano com espelho primário de 2,4m de diâmetro (é um baita espelho) com um conjunto de sensores CCD e filtros. Tecnicamente seria como se você tivesse uma lente catadióptrica de distancia focal 57600mm f/24 conectado a uma câmera digital sem os filtros. No espaço! esse alto valor de abertura implica em uso de longa exposição, horas de exposição, que graças ao sistema de estabilização do satélite é possível obter fotos sem riscos. O Ruido é inevitável, já que no espaço existem partículas carregadas que colidem com o sensor durante a captura (aquela tampa do hubble é para evitar danos no caso de radiação alta). há uma forma de minimizar que é usando a técnica de capturar o que chamam de "dark frames" e o ruido é então compensado no pos processamento. A cor da foto é uma falsa cor, obtida da captura dos canais RGB cada um usando um filtro especifico - no caso do hubble (paleta Hubble) consiste em expor o canal R (Vermelho) com o filtro para emissão do Hidrogênio, o canal G (verde) com o filtro do Oxigênio e o canal B (azul) com o filtro do enxofre.

Uma foto longa exposição (em terra) implica em seguir precisamente o movimento de rotação da Terra, evitar trepidações, e raramente se consegue uma exposição tão longa, então o artificio é fazer varias exposições curtas e integrá-las com softwares apropriados.

tentei resumir ao maximo. o universo (da astrofoto é enorme!)

Joaquim

 :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o   :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Quanta informação boa, Joaquim. Eu nunca havia pensado em como ele capta as fotos.

Cara, me veio uma dúvida. As fotos são feitas em longa exposição. Isso significa que provavelmente o que vemos na foto, no que diz respeito a luminosidade, não é o que veríamos se estivéssemos lá. O espaço é mais escuro do que mostram os filmes ou fotos do Hubble?

É realmente um assunto fascinante.  Valeu!


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #9 Online: 23 de Agosto de 2016, 22:00:53
Exatamente. As fotos da NASA só se vê daquele jeito em fotos mesmo. Andrômeda por exemplo, é um objeto gigantesco! Do tamanho de quatro luas lado a lado mas
 só vemos uma manchinha titica de nada em.noites muito.escuras. Se achar que vai ver melhor com um telescópio vai ficar decepcionado. Mas tem muitas coisas que o telescópio ajuda a ver, mas DSO. (sigla de objeto do espaço profundo) só sai bem em fotos.
« Última modificação: 23 de Agosto de 2016, 22:03:22 por ps7jn »


ps7jn

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 60
Resposta #10 Online: 23 de Agosto de 2016, 22:07:45
Complementando, Andrômeda é tão grande que da pra fotografar com uma lente de 50mm (200mm também dá) precisa.de uns 30"@ISO 3200 pelo menos. Um tripé fixo já registra mas se puder seguir no céu seria melhor. Da pra achar com o app Google skymap.