Autor Tópico: Gosto pessoal VS qualidade  (Lida 1610 vezes)

C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.480
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Online: 17 de Agosto de 2016, 05:36:03
Vcs conseguem desassociar suas preferencias pessoais a qualidade de algo.

Por exemplo, vcs conseguem ver a qualidade tecnica e criativa de uma foto, filme, etc, mesmo nao se identificando com a obra? (ou melhor dizendo, nao gostando da obra).

Esse assunto surgio enquanto discutia no outro topico. Parece que entre as discussoes, o maior conflito esta na falta de entendimento de algumas questao basicas. Por exemplo, falar das qualidades de um sensor full frame e haver pessoas a julgar isso como critica a sensores menores.

Eu por exemplo, sai de um forum pq eu falava da minha preferencia e qualidades da fotografia analogica, e fui atacado por pessoas que ficaram muito irritadas pq vinham a minha preferencia e assunto sobre fotografia analogica como critica ou inferiorizacao a fotografia digital. E o mesmo se repete no topico sobre o "A IMPORTANCIA DO PLANO DE FUNDO".


Entao eu pergunto. Vcs conseguem fazer distincoes de influencia e consequentemente preferencia pessoais, com a qualidade alueia ao qual reconhecem apesar de nao gostarem. Ou vcs acham que tudo o que vcs nao gostam ou sente afinidade eh ruim e mal feito. e VICE VERSA.

Quando alguem fala da qualidade de um computador Apple, vcs conseguem ver isso desassociado a criticas ou negativismo demais computadores? Ou vc acha que se algo eh bom inevitavelmente o que esta do outro lado disso esta sendo chamado de ruim? Falar das qualidades do auto focus significa falar que focar manualmente eh ruim, para vc?


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.999
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 17 de Agosto de 2016, 05:53:04
Acho que em fotografia não é possível remover suas preferências ou gostos pessoais na hora da avaliação de uma foto.

Fotografia é igual a estilo ou moda. Fotografia não é uma ciência ou algo objetivo. Alguns grupos vão gostar de um estilo fotográfico baseado em gostos e parâmetros bem pessoais, e outras pessoas simplesmente não vão aprovar esses parâmetros por não terem o mesmo gosto.

Um negócio que eu odeio é foto de família feliz, casais posando sorrindo, animais de estimação. Acho extremamente cafona e exageradamente sentimental, e nenhuma foto por mais bem executada que seja vai ser boa pra mim. Posso considerar a foto bem executada, mas não boa.

Se eu assisto um filme com uma temática que odeio -- super heróis, por exemplo -- eu nunca vou considerar o filme bom, por mais bem executado tecnicamente que ele seja.

Só não acho que a sua analogia usando o exemplo de computadores da Apple seja apropriado. Computadores podem ser avaliados mais objetivamente, fotografia ou arte não.


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.999
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 17 de Agosto de 2016, 05:57:28
E eu acho que o mundo seria um lugar melhor se nós, de uma vez por todas, assumirmos o fato de que usamos nosso gosto pessoal para julgar fotografia.

Muitas vezes as pessoas entram em debates sem fim como se estivessem discutindo uma verdade absoluta, quando na realidade estão debatendo gosto pessoal sem nem ao menos se darem conta disso. Ao invés de dizer "X é melhor que Y" deveriam estar dizendo "eu gosto de X mais que Y".


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.480
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #3 Online: 17 de Agosto de 2016, 06:47:59
Acho que em fotografia não é possível remover suas preferências ou gostos pessoais na hora da avaliação de uma foto.

O que???? Quer dizer que o bom e o ruim eh baseado unicamente no seu gosto e experiencia pessoal?
Discordo completamente.

Eu proponho um exercicio que farei quando voltar para casa. Que sera pegar uma obra que eu nao goste mas que eu veja sua qualidade artistica e tecnica.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.480
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #4 Online: 17 de Agosto de 2016, 06:54:24
E eu acho que o mundo seria um lugar melhor se nós, de uma vez por todas, assumirmos o fato de que usamos nosso gosto pessoal para julgar fotografia.

Muitas vezes as pessoas entram em debates sem fim como se estivessem discutindo uma verdade absoluta, quando na realidade estão debatendo gosto pessoal sem nem ao menos se darem conta disso. Ao invés de dizer "X é melhor que Y" deveriam estar dizendo "eu gosto de X mais que Y".

De fato, ate mesmo nao existe melhor ou pior. Tudo depende das cisrcunstancias. Mas existe o maior e menos sucesso na transmicao da comunicacao e existe finalidades e aplicidades.

O que eu vejo, eh que o maior erro esta em ver as circustancias, aplicidades e finalidades da obra quando elas as julgam. Sem, nada disso nao tem como avaliar as qualidades de uma obra a fundo. Quando se estuda uma obra de arte, a primeira coisa que se estuda eh a epoca que foi criada, depois as circustancias do autor, depois o contexto de criacao da obra, para so entao analisar, baseado em todo esse estudo anterior, os elementos e caracteristicas dentro da obra. Quando se olha para tudo isso vc enxerga as suas possiveis qualidades ou desqualidades, independente de vc gostar ou nao da obra.


Bucephalus

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.999
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 17 de Agosto de 2016, 06:56:41
O que???? Quer dizer que o bom e o ruim eh baseado unicamente no seu gosto e experiencia pessoal?
Discordo completamente.

Eu proponho um exercicio que farei quando voltar para casa. Que sera pegar uma obra que eu nao goste mas que eu veja sua qualidade artistica e tecnica.

Ué, se você for apreciar uma obra que não gosta mas que possui boa técnica você chegará a conclusão que... você não gosta da obra, apesar dela ter boa técnica.

Não acredito que arte tenha uma definição objetiva de qualidade, de bom ou de ruim. Tem nego que espirra tinta em uma tela sem nenhuma regra e se transforma em alguém famoso chamado Jackson Pollock. Como se explica isso?


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.394
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #6 Online: 17 de Agosto de 2016, 07:03:29
É um exercício constante... Muitas vezes não é fácil, mas me esforço bastante pra isso.

Se não gosto de uma imagem, de uma música, um filme, um livro, antes de abolir totalmente tento entender o que o autor quis com aquilo. Tem casos até que comecei a gostar da obra depois de uma pequena reflexão. Em outros casos nem o entendimento me fez gostar.

Mas, da forma como você colocou, de uma pessoa falar bem de uma coisa e eu entender que com isso está denegrindo as demais, nunca! Sempre entendi como preferência mesmo.
Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #7 Online: 17 de Agosto de 2016, 07:30:29
Uma vez li nos fins do livro da Sontag alguém que dizia que bom e mal gosto é somente preconceito de gosto. Depois de ler isso fiquei refletindo bastante e já estou quase conseguindo me livrar desse tipo de análise, do bom e do ruim :D. É que as vezes vejo umas coisas que tentam me trazer ao pensamento anterior ao desse texto. Mas aí eu me chicoteio e repito inúmeras vezes que o problema está na minha cabecinha limitada. Quero um dia alcançar o nirvana e somente observar, sem maiores juizos de valor.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.778
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #8 Online: 17 de Agosto de 2016, 08:38:07
Entao eu pergunto. Vcs conseguem fazer distincoes de influencia e consequentemente preferencia pessoais, com a qualidade alueia ao qual reconhecem apesar de nao gostarem. Ou vcs acham que tudo o que vcs nao gostam ou sente afinidade eh ruim e mal feito. e VICE VERSA.

Marcio, eu sei que você é um cara desencanado, então vou dar minha opinião com, um exemplo direto e reto.

Como eu já disse em outro tópico, a sua fotografia não me agrada, porem vejo que por traz dela existe muito mais do que um clique, a questão de não gostar é simplesmente gosto pessoal, mas a minha "bagagem" fotográfica eu sei que nem se compara a sua, então é exatamente como disse o spider, o problema está na minha cabecinha, pois é muito difícil eu gostar de algo que não esteja relacionado a minha área.

Então eu acredito que sim, é possível separar sentimento para avaliar uma imagem, porem, será uma avaliação um tanto fria, por que o sentimento vai ficar de fora e isso faz diferença.


robertostrabelli

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 155
  • Sexo: Masculino
  • Papógrafo Profissional
    • Blog
Resposta #9 Online: 17 de Agosto de 2016, 09:56:47
Opa!

Acompanhando a discussão e colocando lenha na fogueira com esse trecho do livro Subliminar, de Leonard Mlodinow:



 :snack:

"A liberdade, Sancho, não é um pedaço de pão."


pkawazoe

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 386
Resposta #10 Online: 17 de Agosto de 2016, 10:00:31
Acho que as pessoas confundem um pouco o significado da palavra "Crítica" e tendem a usar o gostos pessoais para a base de suas analises.

A critica é um exercício de analise que procura interpretar o objeto a partir de seus elementos constituidos.

O autor e a obra são coisas diferentes, é claro que a imagem(falando só de fotografia) depende da personalidade do autor, momento histórico, local, etc, etc....mas quando ela é realizada, ela é ela.....Ela tem sua própria individualidade sua autonomia, ou seja, quase toda imagem que é produzida atualmente, desde foto publicitaria, jornalística, pintura, gravura, etc e etc.
parte de algum referencial, tem influencia de alguma linguagem fotográfica ou não, estilo, experiência de vida do autor,educação formal, influencia familiar, etc, etc, etc ...o numero dessas causas somado ao tempo presente no momento do click do fotografo é que produz uma imagem., cabe ao critico ter um mínimo de repertório cultural e bom senso para saber que a analise dessa imagem parte de descobrir a suas infuências, significados e valores a partir de conceitos históricos, estéticos ....

O valor do objeto(imagem) não se adequa aos princípios de quem analisa ele tem valor próprio que deve ser revelado pelo critico.


Acontece que nem todos estão preparados para criticar uma foto, é algo difícil e leva tempo para aprender a maioria das pessoas se prende aos aspectos técnicos (dof, boken, fotometria, foco) pq é a única coisa que conhecem ou se prendem muito ao seu conteúdo, ou seja, quando vêem uma flor, interpretam com uma flor, se esquecem que as vezes as imagens tbm tem um caráter abstrato.
algo que tbm me preocupa é essa crescente busca por fotos nítidas e bem fotometradas .......sobra gente que busca técnica e falta linguagem, conceitos.

Uma outra coisa é opinião, que é uma idéia formada a partir de valores e gostos pessoais
e ela não representa a verdade, mas apenas um ponto de vista,
esse tipo de conceito é o que mais vigora no mundo contemporâneo,
na arte, no facebook, em jornais e revistas, programas de TV,
a opinião se tornou a maior fonte de disseminação de informação nos dias de hoje.
apesar de ser um direito, o mau uso desse recurso causa mais problemas que soluções…..
« Última modificação: 17 de Agosto de 2016, 10:18:15 por pkawazoe »


Elder Walker

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.193
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #11 Online: 17 de Agosto de 2016, 11:03:42
Que tópico interessante... em poucas respostas já temos diversos "caminhos" para serem discutidos.

Gostei muito do formato da resposta do Roberto Dellano. Eu também vejo algumas fotos com uma carga de elogios abaixo dela na galeria e fico "hã?", mas sei que no fundo é porque eu nunca tive uma bagagem cultural e artística muito forte, então possivelmente apenas não entendi ou absorvi aquela caso em especial. Pegando ainda o gancho no exemplo dele para com as fotos suas, Márcio, eu mesmo comentei numa de suas últimas galerias que normalmente não entendo a maior parte de suas fotos, mas que naquele caso eu tinha adorado. Vai entender? Mas o fato é que creio que isso mostre como eu procuro filtrar o que é meu gosto de todo o restante em contexto.



Canon 5D + EF 17-40mm f/4 L + EF 50mm f/1.8 STM + EF 85mm f/1.8 USM + Yongnuo 565EX + YN-622C


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.186
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #12 Online: 17 de Agosto de 2016, 11:39:08
Seria como um texto bem escrito sobre um assunto que não gostamos.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.480
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #13 Online: 17 de Agosto de 2016, 11:40:10
Ué, se você for apreciar uma obra que não gosta mas que possui boa técnica você chegará a conclusão que... você não gosta da obra, apesar dela ter boa técnica.

Não acredito que arte tenha uma definição objetiva de qualidade, de bom ou de ruim. Tem nego que espirra tinta em uma tela sem nenhuma regra e se transforma em alguém famoso chamado Jackson Pollock. Como se explica isso?

Se vc estudar o contexto da epoca, do pintor e da criacao de suas obras, vc acha explicacao.

Por mais que nao pareca Pollock respeitava regras. Ele nao jogava mais ou menos tintas de determinadas cores de acordo com a construcao do prazer que obtia do resultado das cores, formas e textura.


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.000
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 17 de Agosto de 2016, 11:40:34
Eu ainda não tenho bagagem pra avaliar o trabalho de ninguém, mas às vezes já consigo ver algo, geralmente técnico e não de leitura da fotografia em si. Outras vezes vejo fotografias de alguns aqui e penso "cafona pra caramba, nunca faria isso", mas me impeço de comentar porque eu não me julgo apto a tal, além disso é gosto pessoal, não qualidade. Por outro lado, existem fotógrafos aqui que dão verdadeiras aulas sobre arte fotográfica nos mais variados segmentos e é basicamente por isso que estou aqui, para aprender e pegar um pouquinho de conhecimento com as pessoas.


O CROIX pra mim é um dos caras que melhor lê fotos aqui no fórum, as críticas são diferentes, percebe-se uma distinção brutal em relação a muitos outros e assim como ele existem outros muito bons que eu também adoro receber críticas. Muitas vezes críticas como horizonte torto (que eu sempre deixo) são aceitas também porque a técnica precisa ser reforçada, mas o que eu acho curioso são comentários sobre fotos SUB ou SUP (expostas), pra mim uma fotografia não deixa de ser arte porque o sujeito subexpôs ou superexpôs uma fotografia, muito pelo contrário, mas existem momentos em que de fato o cara errou e é preciso estabelecer uma diferenciação do erro e do intencional e é nesse momento que vejo que as críticas de alguém que entende agregam mais que as de quem não entende, pois uma foto sub intencional ou não será criticada da mesma forma por quem não entende e está preocupado apenas com seu gosto pessoal.


Abraços.
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978