Autor Tópico: "Mercado" fotográfico  (Lida 378 vezes)

Romulo23bc

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 25
Online: 27 de Agosto de 2016, 17:36:41
Sempre tive a fotografia como um hobby que pratico por amor, mas recentemente estive sentindo uma certa necessidade de me profissionalizar no sentido de realizar trabalhos na área e gostaria de saber se alguém alguma dica pra quem está iniciando. O que fazer pra conquistar espaço?


guinicholas

  • Trade Count: (4)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 326
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 27 de Agosto de 2016, 19:27:27
Alguns pontos a se levar em conta:

- Experiencia e conhecimento que você possui.
- Área que pretende trabalhar dentro da fotografia.
- Planejamento do Negocio (identificar publico alvo, concorrência, pontos fortes x pontos fracos, diferenciais, investimento, localização...etc)
- Estruturando o Negocio (Logotipo, Identificação visual, Site, Pagina no Facebook, Escritório?, Estúdio?, fornecedores, maquiadores....etc)
- Marketing (Boca a boca, Facebook ads, Google Adwords, revistas locais, forum, feiras/eventos)
- Botar a mão na massa (Conforme for realizando trabalhos, novos trabalhos irão surgir através de indicações)
- Estudar mais e mais
- Ultimo mas não menos importante, saber se organizar pessoal e financeiramente.

 :D

Para conhecer meu trabalho acesse:
https://www.flickr.com/photos/guinicholas/
https://500px.com/guinicholas

Nikon D5300 / 11-16mm 2.8 / 17-55mm 2.8 / 35mm 1.8 / 70-200mm 2.8 / SB700 / e quase uma centena de livros :D


Rafaeldsr

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 228
Resposta #2 Online: 29 de Agosto de 2016, 23:03:27
Sem discordar do guinicholas, acho que é um erro comprar uma câmera sem saber nada e já querendo trabalhar profissionalmente. Na minha opinião é melhor (e bem melhor) ir aprendendo, fazendo cursos, lendo, comprando um equipamento básico (flash, tripé, lentes, backup e alguns outros acessórios) e fotografando por um bom tempo até começar a pensar em trabalhar com isso de fato. Vejo MUITO fotógrafo por aí que não faz fotos necessariamente ruins, mas que são só "mais do mesmo", sabe? Aquele carinha que aprendeu o feijão com arroz, faz a regrinha dos terços com "fundo desfocado" dizendo que esse é o estilo dele e trabalha com isso. Não sei vocês, mas eu nunca contrataria um fotógrafo assim, nada contra regra dos terços e bokeh, desde que a pessoa realmente saiba o que está fazendo, não apenas seguindo regrinhas. Eu mesmo tenho a câmera há 1 ano e nem penso em trabalhar profissionalmente ainda, no máximo fiz uns bicos sem intenção nenhuma de cobrar mas o "cliente" era amigo meu e fez questão de me pagar alguma coisa, cobrei um valor bem baixo também só pra não fazer desfeita, mas não gostei de fazer isso, prefiro estar satisfeito com meu trabalho antes de realmente embarcar nessa.

OBS: Só agora fui ler que vc fotografa há tempo, então ignore tudo aqui, não vou apagar pq escrevi bastante kkk
Iniciante.
Canon T5i. 50mm 1.8 STM. Tamron 17-50mm. 55-250mm STM. YN-568EXII.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 456
Resposta #3 Online: 03 de Setembro de 2016, 00:19:22
Minha humilde opinião:

Tente antes de mais nada encontrar seu estilo, faça o que gosta, ao meno se for frustrante financeiramente, terá prazer em fazer seu trabalho, como experiência quero dizer.Com isso encontrará seu público, e direcionará seu foco.

Esteja preparado financeiramente, pois demora bem mais do que pensamos, mesmo com experiência, amigos e indicações, vai ter que ralar bastante até ser reconhecido como profissional e poder viver exclusivamente disso.

Tem o lance de pesquisar mercado, pessoalmente prefiro calcular o investimento, despesas fixas, equipamento, etc.
Dai saberei quanto terei que cobrar para lucrar e me manter no negócio, muita gente me acha maluco, mas não comparo meu preço com de outros profissionais, tem também o preço de penetração de mercado, acho isso roubada, pois uma vez cobrado X valor, quando tiver que migrar para seu preço real, será difícil e perderá muitos clientes, por que na maioria, quem vem por preço, vai embora pelo mesmo motivo.

Tenho poucos clientes ainda, porém, os que conquistei entendem o que faço e compram meu olhar, e isso, não dá para comparar com outros, é seu, é único. Cobre de maneira justa e terá retorno.
Se ficar comparando seus preços com os demais verá que não faz sentido, por quê cada um tem seus métodos e despesas para quanto cobrar.

Dizem por aí que tem que saber vender,se tiver essa habilidade, é um plus.
Particularmente sou péssimo nisso, vendo com paixão, mas é um negócio, e estou tentando aprender a vender sem empurrar nada garganta abaixo, como muitos fazem por aí.







« Última modificação: 03 de Setembro de 2016, 00:26:53 por Macrolook »
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Romulo23bc

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 25
Resposta #4 Online: 09 de Setembro de 2016, 15:56:44
Sem discordar do guinicholas, acho que é um erro comprar uma câmera sem saber nada e já querendo trabalhar profissionalmente. Na minha opinião é melhor (e bem melhor) ir aprendendo, fazendo cursos, lendo, comprando um equipamento básico (flash, tripé, lentes, backup e alguns outros acessórios) e fotografando por um bom tempo até começar a pensar em trabalhar com isso de fato. Vejo MUITO fotógrafo por aí que não faz fotos necessariamente ruins, mas que são só "mais do mesmo", sabe? Aquele carinha que aprendeu o feijão com arroz, faz a regrinha dos terços com "fundo desfocado" dizendo que esse é o estilo dele e trabalha com isso. Não sei vocês, mas eu nunca contrataria um fotógrafo assim, nada contra regra dos terços e bokeh, desde que a pessoa realmente saiba o que está fazendo, não apenas seguindo regrinhas. Eu mesmo tenho a câmera há 1 ano e nem penso em trabalhar profissionalmente ainda, no máximo fiz uns bicos sem intenção nenhuma de cobrar mas o "cliente" era amigo meu e fez questão de me pagar alguma coisa, cobrei um valor bem baixo também só pra não fazer desfeita, mas não gostei de fazer isso, prefiro estar satisfeito com meu trabalho antes de realmente embarcar nessa.

OBS: Só agora fui ler que vc fotografa há tempo, então ignore tudo aqui, não vou apagar pq escrevi bastante kkk


kkkkk Sem problema, concordo em número e grau. E tiro isso pra mim também, sempre busco aprender coisas novas. Também não me vejo ainda cobrando, mas buscar informações com quem já está aí é sempre bom até pra se prevenir de erros comuns como citados por você.


Romulo23bc

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 25
Resposta #5 Online: 09 de Setembro de 2016, 16:00:42
Minha humilde opinião:

Tente antes de mais nada encontrar seu estilo, faça o que gosta, ao meno se for frustrante financeiramente, terá prazer em fazer seu trabalho, como experiência quero dizer.Com isso encontrará seu público, e direcionará seu foco.

Esteja preparado financeiramente, pois demora bem mais do que pensamos, mesmo com experiência, amigos e indicações, vai ter que ralar bastante até ser reconhecido como profissional e poder viver exclusivamente disso.

Tem o lance de pesquisar mercado, pessoalmente prefiro calcular o investimento, despesas fixas, equipamento, etc.
Dai saberei quanto terei que cobrar para lucrar e me manter no negócio, muita gente me acha maluco, mas não comparo meu preço com de outros profissionais, tem também o preço de penetração de mercado, acho isso roubada, pois uma vez cobrado X valor, quando tiver que migrar para seu preço real, será difícil e perderá muitos clientes, por que na maioria, quem vem por preço, vai embora pelo mesmo motivo.

Tenho poucos clientes ainda, porém, os que conquistei entendem o que faço e compram meu olhar, e isso, não dá para comparar com outros, é seu, é único. Cobre de maneira justa e terá retorno.
Se ficar comparando seus preços com os demais verá que não faz sentido, por quê cada um tem seus métodos e despesas para quanto cobrar.

Dizem por aí que tem que saber vender,se tiver essa habilidade, é um plus.
Particularmente sou péssimo nisso, vendo com paixão, mas é um negócio, e estou tentando aprender a vender sem empurrar nada garganta abaixo, como muitos fazem por aí.

Obrigado pela contribuição! As variáveis são muitas realmente, ficarei bem atento a essas questões  :D