Autor Tópico: E Se... Como seria a Formula 1 se Senna estivesse vivo? (parte 1)  (Lida 1852 vezes)

Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Esse texto eu vou publicar em breve em meu site, mas acho que seria legal ver a opnião do pessoal sobre essa questão.
Por ser grande, vou dividi-lo em 2 partes, está bem?

E se...
Como seria a Formula 1 se Senna estivesse vivo?



Foto by: static.derapate.it

Como muitas pessoas estão de férias e como essa época do ano há poucas matérias sobre a Formula 1, acho que esse artigo vai passar seu tempo e usar um pouco sua imaginação. Talvez você vai gostar de ler! =)

Eu já li e assisti muitas teorias como seria a Formula 1 se Senna não tivesse morrido naquele acidente em 1994.

Todas são bem interessantes e válidas e outras um pouco tendenciosas. Mas isso é normal. É muito difícil criar um quadro ou uma realidade alternativa alterando o passado. Uma simples mudança, poderia mudar completamente o presente e o futuro.

Uma explicação extrema sobre o que pode acontecer se alterar algo na linha do tempo, uma pequena alteração no passado, uma simples árvore plantada, onde originalmente não havia, poderia causar uma mudança catastrófica no futuro do universo inteiro. (hehehe).

Mas falando sério, a explicação acima faz sentido. Vamos pensar no caso do Ayrton Senna. Se alterássemos o passado para que o Senna sobrevivesse o acidente naquele 1 de maio de 1994 seria completamente diferente não só para ele, mas para as pessoas que estavam assistindo a corrida, para sua família e para as pessoas que estavam ligadas diretamente à ele, pilotos, ex-pilotos, mecânicos, engenheiros, médicos, jornalistas, etc. Alterando a rotina dessas pessoas, alteraria a rotina de um segundo grupo de pessoas ligadas ao primeiro grupo, alterando o terceiro grupo causando uma reação em cadeia descontrolada. Portanto, não tem como imaginar exatamente como seria o mundo se o Senna estivesse vivo hoje.
Mas, para não complicar muito, vamos deixar de lado a Ciência Quântica e vamos nos concentrar apenas em alguns fatos ligados à F-1 que aconteceram e poderiam acontecer com a presença do Senna após o dia 1 de maio de 1994. As variáveis seriam imensas, mas vamos escolher algumas. Vou tentar ser imparcial. Não quero puxar saco de nenhum piloto.

A linha do tempo que vou seguir é se o Senna tivesse batido naquela curva, mas tivesse sobrevivido, certo?

Para o texto não ficar muito longo, eu vou dividir ele em duas partes.

Parte 1

Se Senna estivesse vivo, quem seria o campeão em 1994, 1995, 1996 e 1997?


Foto by: wtf1.co.uk (Emilio Littel)

Para a maioria dos torcedores e para os especialistas Senna seria tetracampeão em 1994.

É uma ideia lógica, já que Hill, também piloto da Williams daquele ano, disputou o título do campeonato até a última corrida contra Schumacher. Se Damon Hill, mesmo sendo, como piloto, inferior ao Senna e ainda sim levou a disputa até a última corrida, quanto mais o Senna teria vencido facilmente o Schumacher.

Além disso, Schumacher só venceu porque além da ausência de Senna, tinha vários supostos cambalachos proibidos no carro (Até hoje nem tudo foi comprovado) e ainda foi necessária uma atitude antidesportiva por parte dele. Na última corrida do ano, ele bateu sozinho no muro e quebrou o carro. Assim que o Hill iria ultrapassa-lo,  Schumacher jogou seu carro para cima do carro de Hill que fez com que este abandonasse a corrida. Ambos abandonaram a corrida e a combinação de resultados deu o título ao alemão.

Em 1995, acredita-se que ele seria campeão novamente já que a Williams estava mais equilibrada. Em 1996 Hill foi campeão com a Williams e 1997 Jaques Villeneuve. Obviamente nenhum deles seria campeão com o Senna presente na Williams. Nessa linha de raciocínio, Senna seria o maior campeão da história, com 8 títulos e Schumacher com 4 títulos.

Mas como dissemos no início, uma pequena mudança no passado muda todo o futuro. O que vou apresentar é uma ideia mais ampla do que poderia ter acontecido....

Em 1994, Schumacher ou Senna?

Lembre-se que em 1994, havia apenas 16 corridas e o sistema de pontos era de 10, 6, 4, 3, 2, 1. Senna iria para o 4º GP do ano sem marcar nenhum ponto. Senna tinha abandonado as 3 primeiras edições. Schumacher por outro lado teria 30 pontos de vantagem.

A Williams de Senna era muito instável. No braço ele conseguia sempre fazer o melhor tempo na Classificação para o Grid, mas o carro de Schumacher era mais rápido em corrida. O que aconteceu no GP de Interlagos, serve de parâmetro o que aconteceria pelo menos em boa parte da temporada.

Schumacher com trapaça ou não, venceria a maioria das corridas do mesmo jeito ou então ficaria em segundo ou em terceiro. Portanto, não seria tão simples assim para o Senna alcançar o Schumacher.

Com o Senna, Schumacher dificilmente levaria as suspensões que o deixou fora de duas ou três corridas. Lembrando que essas suspensões que facilitou a vida do Hill. Muito provavelmente a FIA decidiu punir não só pelas irregularidades, mas também para equilibrar o campeonato dominado por Schumacher.

Com um rival à altura, Schumacher precisaria dar mais de si e se o carro tivesse cambalacho, teria que ter mais cambalachos para vencer aquele campeonato.

Sendo assim, eu acredito que, Schumacher seria o campeão daquela temporada.

E em 1995, Schumacher ou Senna?

Com as manobras de Flavio Briatori, o carro da Benetton em 1995 estava muito forte com os motores Renault e tinha um piloto mais confiante. Schumacher venceu aquela temporada com relativa facilidade.

A Williams estava também mais confiável, comparado ao carro de 1994. Parte do problema foi incompetência de seus dois pilotos.
Com um piloto como Ayrton Senna, acredito que Senna levaria o troféu do ano. Sem dúvida!

E o que dizer de 1996 e 1997? Seria mesmo Senna campeão com a Williams? Lembra do início do artigo, quando eu disse que quando uma coisa muda, muda todo o resto? Então! O que facilitou a vida do Hill e do Villeneuve foi a contratação do Schumacher pela Ferrari, um carro que ainda estava se desenvolvendo para se tornar campeão.

Mas pense bem: Se Schumacher não tivesse vencido aqueles dois campeonatos, dificilmente ele seria contratado pela Ferrari em 1996. Senna queria encerrar sua carreira na Ferrari e Ferrari precisaria do melhor piloto do momento. E ao invés do Schumacher, e se fosse o Senna o contratado pela equipe da italiana? Novamente surgem outras possibilidades....
Quem levaria o título em 1996 e 1997? Essa pergunta eu vou responder no próximo artigo!

O que acharam dessa linha de raciocínio? Gostaram dessa história alternativa? Gostaria de ouvir a opinião de voces, só não precisa me xingar em heheh  ;)
« Última modificação: 02 de Janeiro de 2017, 01:32:20 por Danilo_cs »
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 12.318
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • thalessouto.com
Resposta #1 Online: 02 de Janeiro de 2017, 09:01:31
Interessante o texto. Mais tarde comento pelo computador.

Enviado de meu Lenovo A7010a48 usando Tapatalk

D610 + AF-S 50 1.8 G + Tamron 24-70 2.8 VC G2 + YN685 + tripé fuleiro de 35 dólares
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales
www.flickr.com/photos/tsouto


Nataniel

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 565
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 02 de Janeiro de 2017, 09:39:13
Olá Danilo_cs!
Sou de 1971, acompanhava a fórmula 1 desde o tempo em que Senna corria pela Toleman e Lotus (achava o carro da Lotus bem legal), junto com um tio, meu irmão e alguns amigos da rua, nos reuníamos até mesmo quando eram de madrugada, ora na casa de um, ora na casa de outro, nos reuníamos para assistir a Fórmula 1 e raramente para assistir futebol, lembro que o cara que mais incomodava era o Nigel Mansell, eu tinha até um caderno que usava para ir marcando as pontuações.
A corrida em 1994 não era pra ter ocorrido, dado aos fatos que antecederam, na sexta o Barrichello teve um grave acidente, no sábado o Ratzenberger, faleceu na pista, o que foi omitido, pois desta forma a corrida seria cancelada.
Por dinheiro (questões de patrocinadores, direitos de transmissão, etc) a corrida ocorreu e levou o carismático Senna e (sem querer tirar o foco do tópico) também agora por dinheiro, várias vidas foram levadas na viagem da Chapecoense. Maldito dinheiro.
Na morte do Senna há muitas questões a serem esclarecidas, pelas imagens que vi (e ao meu entender) ele já estava desacordado quando bateu no muro, em um dos vídeos que vi, há uma teoria que ele foi alvejado por um rifle, e outras tantas.
Belo texto o seu e com certeza a Fórmula 1 seria muito diferente se Senna estivesse presente e hoje poderíamos (gostaria) vê-lo como dono de Equipe.  :worship:
Saudades eternas de nosso Snow. Felicidades diárias com nossa Alanis


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #3 Online: 02 de Janeiro de 2017, 11:26:42
Interessante o texto. Mais tarde comento pelo computador.

Enviado de meu Lenovo A7010a48 usando Tapatalk

Opa...Vou aguardar...  :ok:

Belo texto o seu e com certeza a Fórmula 1 seria muito diferente se Senna estivesse presente e hoje poderíamos (gostaria) vê-lo como dono de Equipe.  :worship:

As teorias são várias! Claro que a morte dele ocorreu devido a uma cascata de eventos catastróficos, tanto operacional (as novas regras da F1, falta de escape suficiente, a corrida que deveria ter sido suspensa), condições da pista e problemas mecânicos que iniciou bem antes daquele fim de semana que desencandeou a quebra na barra de direção. Mas o golpe final mesmo foi a barra de suspensão que acertou a cabeça dele. A propósito há um vídeo que da para perceber a barra de direção solta e o Senna olhando para ver o que aconteceu....daí em poucos segundos ele escapa da pista e bate!

Eu acho que se ele fosse dono de equipe, seria mais ou menos naquela época em que o Prost era dono de sua equipe...

Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.987
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #4 Online: 03 de Janeiro de 2017, 10:40:47
Acho que faltou (pelo menos não achei no texto), mas a idade também influenciaria.

Senna tinha 34 anos em 1994. Schumacher era 9 anos mais novo.

Existem estudos indicando que para muitos esportes de alto desempenho, o avanço da idade diminui o rendimento e/ou reflexos da pessoa.

Nos últimos anos, os campeões de F1 conquistaram os títulos antes dos 30.
Se Senna conquistasse 8 títulos, no melhor das hipóteses ele estaria com 38 ou 39 anos.


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #5 Online: 03 de Janeiro de 2017, 11:09:23
Acho que faltou (pelo menos não achei no texto), mas a idade também influenciaria.

Senna tinha 34 anos em 1994. Schumacher era 9 anos mais novo.

Existem estudos indicando que para muitos esportes de alto desempenho, o avanço da idade diminui o rendimento e/ou reflexos da pessoa.

Nos últimos anos, os campeões de F1 conquistaram os títulos antes dos 30.
Se Senna conquistasse 8 títulos, no melhor das hipóteses ele estaria com 38 ou 39 anos.

Ótima observação Rick  :ok:
Isso acontece mesmo. Mas eu abordaria essa questão na parte 2 hehehhe  :D
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.987
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #6 Online: 03 de Janeiro de 2017, 14:12:19
Ótima observação Rick  :ok:
Isso acontece mesmo. Mas eu abordaria essa questão na parte 2 hehehhe  :D

Perdão, foi a empolgação... :D
Vou esperar pela próxima parte. Fiquei curioso.


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #7 Online: 03 de Janeiro de 2017, 17:50:04
Perdão, foi a empolgação... :D
Vou esperar pela próxima parte. Fiquei curioso.

kkkk!!
Eu vou postar ja! Só não sei se posto neste tópico mesmo, ou em um novo
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.196
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #8 Online: 03 de Janeiro de 2017, 19:47:11
Ele teria morrido, mesmo se o braço da suspensão não tivesse transfixado o crânio dele!
Assim como morreu o Jules Bianchi.
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #9 Online: 03 de Janeiro de 2017, 21:22:36
Ele teria morrido, mesmo se o braço da suspensão não tivesse transfixado o crânio dele!
Assim como morreu o Jules Bianchi.

Ah quem diga que o único ferimento mais grave foi a suspensão que o atingiu. Mas parece também que ele recebeu a pancada do muro na cabeça....

Interessante que mesmo com toda a cadeia de "eventos catastróficos" se pelo menos tivesse a mera proteção de pneus alí, o acidente não seria tão grave. E olha que na época já era muito comum o uso da barreira de pneus. Só não entendo porque nunca quiseram usar alí, ainda mais que já houve dois acidentes muito graves lá, do Piquet e do Berger..
« Última modificação: 03 de Janeiro de 2017, 21:25:24 por Danilo_cs »
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.987
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #10 Online: 04 de Janeiro de 2017, 08:53:55
Lembro da corrida como se fosse ontem: o Barrichello sofreu acidente na sexta, um piloto austríaco morreu no sábado e ocorreu a tragédia com o Senna no domingo.

Achei estranho que, mesmo com a morte do europeu, a corrida não foi cancelada no dia seguinte. Não havia clima.


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.196
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #11 Online: 04 de Janeiro de 2017, 10:06:26
Ah quem diga que o único ferimento mais grave foi a suspensão que o atingiu. Mas parece também que ele recebeu a pancada do muro na cabeça....

Interessante que mesmo com toda a cadeia de "eventos catastróficos" se pelo menos tivesse a mera proteção de pneus alí, o acidente não seria tão grave. E olha que na época já era muito comum o uso da barreira de pneus. Só não entendo porque nunca quiseram usar alí, ainda mais que já houve dois acidentes muito graves lá, do Piquet e do Berger..
O ferimento mais grave não é visivel nem por ressonância magnética e se chama "Lesão Axonal Difusa" foi o que aconteceu com o Jules Bianchi e com o Schumacher
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr


Nataniel

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 565
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 04 de Janeiro de 2017, 11:43:11
Achei estranho que, mesmo com a morte do europeu, a corrida não foi cancelada no dia seguinte. Não havia clima.

Por dinheiro (maldito), questões de direito de transmissão, patrocinadores...
Se tivesse sido cancelada, talvez nem estaríamos falando sobre isso, ou estaríamos falando em outro contexto.
O dinheiro (ganância) também foi responsável pelo que houve no voo da Chapecoense
Saudades eternas de nosso Snow. Felicidades diárias com nossa Alanis


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #13 Online: 04 de Janeiro de 2017, 12:45:31
Lembro da corrida como se fosse ontem: o Barrichello sofreu acidente na sexta, um piloto austríaco morreu no sábado e ocorreu a tragédia com o Senna no domingo.

Achei estranho que, mesmo com a morte do europeu, a corrida não foi cancelada no dia seguinte. Não havia clima.

Por dinheiro (maldito), questões de direito de transmissão, patrocinadores...
Se tivesse sido cancelada, talvez nem estaríamos falando sobre isso, ou estaríamos falando em outro contexto.
O dinheiro (ganância) também foi responsável pelo que houve no voo da Chapecoense

O Senna foi incentivado a boicotar, mas ele também não quis. Ele queria vencer a corrida para homenagear o Roland Ratzenberger (o piloto austriaco). Mas também não queria sair daquela corrida com tanta desvantagem no campeonato, já que as duas anteriores ele havia abandonado.

O ferimento mais grave não é visivel nem por ressonância magnética e se chama "Lesão Axonal Difusa" foi o que aconteceu com o Jules Bianchi e com o Schumacher


É aquele negócio que o Cérebro vira tipo uma gelatina por causa da pancada? Diz o Sid Watrkins, médico chefe e amigo do Senna que o socorreu, disse que não fosse a suspensão lá, ele poderia ter saído do carro sozinho. Agora se foi exagero da parte dele dizer isso ou não, eu não sei.

Um detalhe interessante que, o único sobrevivente, o Rubinho, só sobreviveu porque foi o único que bateu na barreira de pneus. Tanto o Roland como o Ayrton bateram direto no muro. Lembrando que além destes, teve mais acidentes aquele fim de semana. Teve outros 3...

Aproveitando vou deixar um link sobre isso aqui para o pessoal que tiver curiosidade de ler http://www.superdanilof1page.com.br/materia/san-marino-imola-triste-gp-materia2.php

Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.196
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #14 Online: 04 de Janeiro de 2017, 14:18:43

É aquele negócio que o Cérebro vira tipo uma gelatina por causa da pancada? Diz o Sid Watrkins, médico chefe e amigo do Senna que o socorreu, disse que não fosse a suspensão lá, ele poderia ter saído do carro sozinho. Agora se foi exagero da parte dele dizer isso ou não, eu não sei.
Basicamente é como romper o cabo flex...
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr