Autor Tópico: O segredo..  (Lida 1600 vezes)

Linda Ternura

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 98
Online: 15 de Fevereiro de 2017, 19:38:04
Trabalho a 1 ano com fotografia e cobro barato.  :D Foi assim que consegui meus primeiros clientes. Só que agora quero cobrar mais e agora meus clientes evaporaram.
Pois bem, faço infantil a R$250,00 e casamentos com cerimônia e recepção no cd por R$600,00 e ofereço meus serviços pelo Facebook e Instagram.

Não fotografo mal, me julgo até melhor que muita gente rica que cobra um absurdo, e ruim, faz o básico e tem evento direto!
O problema aqui mora nos clientes que ofereço meus serviços, isso tenho certeza, pois os que cobram mais, nem oferecem pelo Facebook. Como que esse povo consegue clientes meu Deus? :ponder:
Para incrementar na resposta, não tenho site e nem casa ou escritório pra receber as pessoas.

Gostaria de saber o segredo.. a questão... o ponto.. como chegar lá.. como esse povo faz pra conseguir esses clientes

Vlw  :ok: :D :clap :snack:
« Última modificação: 15 de Fevereiro de 2017, 19:46:21 por Linda Fotografia »


andreluigo

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • *
  • Mensagens: 1.829
  • Sexo: Masculino
  • Só sei que nada sei!
    • André Gomes Fotografias
Resposta #1 Online: 15 de Fevereiro de 2017, 20:09:26
Vivo situação semelhante...

Aqui na minha cidade, pelo menos, o povo vive de aparências! Sem exceção...
Todo mundo quer mostrar o que não é... Não tem onde cair morto, mas a roupa é de grife, o carro é parcelado e tudo atrasado, restaurantes, bares, e pubs é só o mais caro mesmo sem ter condições, barbearia a R$ 50,00/R$ 60,00 o corte de cabelo, etc... Onde quero chegar? Status, nome!
Preferem pagar mais caro para alguém que às vezes nem faz tão bem, mas é muito conhecido...

Ainda não consegui contornar isso!
Canon 80D || 5Dc
Tamron 17-50mm 2.8 || 85mm 1.8 USM || 50mm 1.8 STM || 55-250 STM || 10-18 STM
Godox TT685c || X1T-c (Tx+Rx) || YN600EX RT II
Tripé Digipod TR672AN || Tripés de Iluminação (2x)
Sombrinha Difusora/Rebaterora || Octabox Godox 80cm


Linda Ternura

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 98
Resposta #2 Online: 15 de Fevereiro de 2017, 21:36:23
Vivo situação semelhante...

Aqui na minha cidade, pelo menos, o povo vive de aparências! Sem exceção...
Todo mundo quer mostrar o que não é... Não tem onde cair morto, mas a roupa é de grife, o carro é parcelado e tudo atrasado, restaurantes, bares, e pubs é só o mais caro mesmo sem ter condições, barbearia a R$ 50,00/R$ 60,00 o corte de cabelo, etc... Onde quero chegar? Status, nome!
Preferem pagar mais caro para alguém que às vezes nem faz tão bem, mas é muito conhecido...

Ainda não consegui contornar isso!

Não é cara...

O povo não compartilha o conhecimento.. um tópico polêmico desses e nada de comentários.

😱


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 2.108
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #3 Online: 15 de Fevereiro de 2017, 21:54:29

O problema aqui mora nos clientes que ofereço meus serviços, isso tenho certeza, pois os que cobram mais, nem oferecem pelo Facebook. Como que esse povo consegue clientes meu Deus? :ponder:

Vlw  :ok: :D :clap :snack:

Propaganda é a alma do negócio... você pode ter matado a charada... para quem você oferece seus serviços?
Vejo aqui onde moro que um dos fatores que fazem diferença na contratação de um fotógrafo é um ponto comercial, estão sempre com clientes, outro ponto fundamental é o encontro com o cliente, mostrar portifólio, álbum, arte... muitos clientes só fecham negócio com você se virem algum material.
Facebook e Instagram são muito bons para mostrar o trabalho, mas para conseguir trabalhos é complicado... as vezes você tem muitas curtidas, comentários e interessados, mas nenhum fecha... nesse aspecto o contato pessoal é melhor.
Corpo a corpo também dá certo... já fui muito para fila de cartório em dia de casamento popular entregar folheto e oferecer serviço.
Trabalho muito também com indicações, por isso é importante fazer um bom trabalho e ser amigável com o cliente.  :ok:


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.314
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #4 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 08:00:44
Trabalho a 1 ano com fotografia

O povo não compartilha o conhecimento.. um tópico polêmico desses e nada de comentários.

Desculpe o jeito que vou falar colega, mas você pelo jeito, é imediatista, quer as coisas para ontem.

Você fez a postagem as 19:38 e as 21:36 já estava reclamando que o povo não comenta no seu tópico que supões que seja polemico, e não é.

1 ano com fotografia não é nada para fazer seu nome e clientela (a menos que você seja muito foda na fotografia e no marketing).

Faça uma simples pergunta para si mesma e obterá a resposta. (Para mim funcionou)

Qual o meu diferencial?

É o seu diferencial que vai definir se o que você cobra será pago pelo seu cliente.







vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.661
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #5 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 09:34:11
Desculpe o jeito que vou falar colega, mas você pelo jeito, é imediatista, quer as coisas para ontem.

Você fez a postagem as 19:38 e as 21:36 já estava reclamando que o povo não comenta no seu tópico que supões que seja polemico, e não é.

1 ano com fotografia não é nada para fazer seu nome e clientela (a menos que você seja muito foda na fotografia e no marketing).


Concordo.

O erro, que eu cometi também, foi começar cobrando barato.
Ai você tem 02 estrategias:
-Fazer aumento graduais ao longo do anos, de preferencia com uma gama grande de pacotes para não perder os clientes de uma vez.
-Aumentar de vez e perder 99% dos clientes atuais.

Eu estava fazendo a primeira opção, até que a crise me pegou no segundo semestre do ano passado.
Aproveitei a queda no numero de clientes e fiz um aumento abrupto.
Passei o segundo semestre todo sem nenhum trampo.
Até que dezembro as coisas melhoraram, e agora em fevereiro fiquei praticamente sem datas livres.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Brupikk

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.422
  • Sexo: Masculino
    • Bruno Piccoli Fotografia
Resposta #6 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 09:35:19
As coisas não acontecem tão rápido assim como você imagina, ainda mais se você não está preparada.
E por não estar preparada, eu falo do básico. Vamos começar pelo site. Você disse que não tem site, provavelmente foi a primeira coisa que eu fiz, 3 anos atrás, quando comecei a fotografar. Eu não tinha nem portfólio ainda, fotografava minha filha e minha esposa pra treinar. Mas o site estava no ar, e aos poucos eu fui populando ele. Os clientes precisam entender que você é profissional, e não uma "amadora" que comprou uma câmera, começou a fotografar e criou uma página no facebook. O site é onde eles vão te conhecer.
Em paralelo eu estudava fotografia todos os dias. Todos os dias.
E fotografava, fotografava muito.

O facebook abre portas sim, pois através dele, se você fotografar legal, seus amigos vão aos poucos começar a entrar em contato quando precisar de fotógrafo. E se você fizer um trabalho bom, vão te indicar para outras pessoas.
Comigo pelo menos foi assim. Mas eu só comecei a oferecer meu trabalho quando achei que minha fotografia estava compatível com o desejo das pessoas em busca dela.
Depois que você já tem algum portfólio, pode oferecer seu trabalho como freela para outros fotógrafos de eventos, de preferência do público que você quer atingir. Se o fotógrafo permitir você utilizar algumas fotos para o seu portfólio, melhor ainda.
Como é o seu tratamento de fotos? Levei em torno de 2 anos para conseguir chegar no tratamento que me deixa satisfeito.

Meu primeiro ensaio cobrei R$200.
Hoje eu cobro R$900 inicial o ensaio só com as fotos digitais, e com opcionais como álbum, slideshow, etc para serem acrescentados nesse valor.
Aniversário infantil comecei cobrando R$350, hoje o inicial é R$900 também, com as fotos digitais, mas a maioria fecha com álbum, que já é um valor maior.
Claro que não aumentei os valores direto, foi sendo um aumento gradual conforme o tempo.
Uma coisa que fiz foi investir em uma máquina de cartão de crédito, a possibilidade de poder parcelar te ajuda com valores um pouco mais altos.

Casamentos eu fiz muito freela pra pegar experiência e ter um material inicial bom para poder cobrar o mínimo que eu achava justo, já que a maioria dos fotógrafos deixou eu usar as minhas fotos como portfólio (e deixava isso claro para os clientes). Quando eu comecei a fotografar os meus casamentos, o inicial já era pelo menos R$2.500.  (hoje até tenho uma opção mais em conta para mini-wedding, normalmente de dia, sem festa)
Sobre os casamentos, hoje eu cobro o valor inicial R$3.500 só com as fotos digitais em pendrive. Tenho alguns opcionais para adicionar e outros pacotes, que chegam a R$9.500 atualmente (e eu já fechei esse de R$9.500 mais de uma vez, mas a maioria fecha um pacote intermediário em torno de R$5.000). Para o ano que vem provavelmente vou alterar esses valores, conforme for agregando valor ao meu trabalho (não é só uma questão de aumentar preço).
Tem fotógrafos na minha região que cobram mais de R$8.000 inicial.

Por falar em portfólio, você tem álbuns impressos para mostrar ao seu cliente? Como os noivos vão ver o seu trabalho final?

Se você não tem site, álbuns, como os noivos vão sonhar em querer te contratar?
Como você passa seu orçamento para eles? É uma lista de valores ou algo que chame atenção, com fotos, etc?

Sim, tudo isto custa dinheiro, eu sei. Você provavelmente vai dizer que não tem dinheiro para tudo isso.
Eu também não tinha, comecei com uma Rebel e lente do kit que comprei parcelada em 12x. E fazendo os freelas eu fui ganhando o dinheiro que precisava para o que achava importante.
Hoje eu tenho três câmeras 6D, lentes, flashes, muitas baterias, pilhas e cartões de memória, entre outras coisas.
Falando sobre equipamento, você tem câmera de backup? Se ela der problema durante um evento, o que você faz?
Já aconteceu comigo, e eu tinha outra câmera comigo. (Tem seguro do seu equipamento?)
Ensaio você consegue remarcar, evento não. Você tem a responsabilidade de registrar tudo, independente do que aconteca.
Por falar nisso, você faz contrato? Se não faz, deveria.

São muitas coisas que você tem que se preocupar antes de querer fechar eventos, poderia ficar horas escrevendo. Tenha certeza de que está fazendo tudo da maneira correta.

A maior parte dos meus clientes vem de indicações. Mas o facebook e instagram ajudam sim, já fechei contratos pelos dois. Inclusive eu patrocino alguns posts de vez em quando e recebo muitos contatos através deles.

Como é seu atendimento? Isso é um dos pontos fundamentais também.

A respeito de ter escritório, é bom mas não é essencial. Eu não tenho até hoje, encontro meus clientes em cafés próximo a eles. É um custo fixo muito alto para manter.

Apesar da crise, os últimos 8 meses foram os melhores para mim. Fechei muitos contratos e tenho vários casamentos para esse ano, além de algumas solicitações para 2018. Não tenho agenda cheia, mas tenho feito muitos trabalhos. Acho que mais 1 ou 2 anos e vou estar bem perto de onde quero chegar.

No seu caso, minha sugestão seria você ir aumentando aos poucos, conforme for fechando contratos.
Não tem segredo, é paciência e muito trabalho.

As pessoas sonham com seus casamentos, você tem que fazer parte do sonho delas. Você tem que inspirar elas. Elas tem que querer você no casamento delas, não outra pessoa.

Este é o link do meu site, se quiser conhecer um pouco do meu trabalho: http://brunopiccoli.com
Estou alterando ele, vou incluir novamente a galeria de ensaios e atualizar algumas coisas ainda, mas basicamente é isso.


Não que eu seja um exemplo de alguma coisa, mas acho que já consegui trilhar um pouco desse caminho que você está buscando, então espero que algo dessas coisas que comentei ajude você.


Abraços!
« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2017, 10:04:52 por Brupikk »
Bruno Piccoli
http://piccolifotografia.com
http://instagram.com/piccoli.fotografia
https://www.facebook.com/FotografiaPiccoli
Canon 6D + Canon 6D + Canon 6D + 24-105mm f/4 + 70-200mm f/4 + 50mm f/1.8 + 35mm f/2.0 + 40mm f2.8


andreluigo

  • Solidário
  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • *
  • Mensagens: 1.829
  • Sexo: Masculino
  • Só sei que nada sei!
    • André Gomes Fotografias
Resposta #7 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 09:56:04
As coisas não acontecem tão rápido assim como você imagina, ainda mais se você não está preparada.
E por não estar preparada, eu falo do básico. Vamos começar pelo site. Você disse que não tem site, provavelmente foi a primeira coisa que eu fiz, 3 anos atrás, quando comecei a fotografar. Eu não tinha nem portfólio ainda, fotografava minha filha e minha esposa pra treinar. Mas o site estava no ar, e aos poucos eu fui populando ele. Os clientes precisam entender que você é profissional, e não uma "amadora" que comprou uma câmera, começou a fotografar e criou uma página no facebook. O site é onde eles vão te conhecer.
Em paralelo eu estudava fotografia todos os dias. Todos os dias.
E fotografava, fotografava muito.

O facebook abre portas sim, pois através dele, se você fotografar legal, seus amigos vão aos poucos começar a entrar em contato quando precisar de fotógrafo. E se você fizer um trabalho bom, vão te indicar para outras pessoas.
Comigo pelo menos foi assim. Mas eu só comecei a oferecer meu trabalho quando achei que minha fotografia estava compatível com o desejo das pessoas em busca dela.
Depois que você já tem algum portfólio, pode oferecer seu trabalho como freela para outros fotógrafos de eventos, de preferência do público que você quer atingir. Se o fotógrafo permitir você utilizar algumas fotos para o seu portfólio, melhor ainda.
Como é o seu tratamento de fotos? Levei em torno de 2 anos para conseguir chegar no tratamento que me deixa satisfeito.

Meu primeiro ensaio cobrei R$200.
Hoje eu cobro R$900 inicial o ensaio só com as fotos digitais, e com opcionais como álbum, slideshow, etc para serem acrescentados nesse valor.
Aniversário infantil comecei cobrando R$350, hoje o inicial é R$900 também, com as fotos digitais, mas a maioria fecha com álbum, que já é um valor maior.
Claro que não aumentei os valores direto, foi sendo um aumento gradual conforme o tempo.
Uma coisa que fiz foi investir em uma máquina de cartão de crédito, a possibilidade de poder parcelar te ajuda com valores um pouco mais altos.

Casamentos eu fiz muito freela pra pegar experiência e ter um material inicial bom para poder cobrar o mínimo que eu achava justo, já que a maioria dos fotógrafos deixou eu usar as minhas fotos como portfólio (e deixava isso claro para os clientes). Quando eu comecei a fotografar os meus casamentos, o inicial já era pelo menos R$2.500.  (hoje até tenho uma opção mais em conta para mini-wedding, normalmente de dia, sem festa)
Sobre os casamentos, hoje eu cobro o valor inicial R$3.500 só com as fotos digitais em pendrive. Tenho alguns opcionais para adicionar e outros pacotes, que chegam a R$9.500 atualmente (e eu já fechei esse de R$9.500 mais de uma vez, mas a maioria fecha um pacote intermediário em torno de R$5.000). Para o ano que vem provavelmente vou alterar esses valores, conforme for agregando valor ao meu trabalho (não é só uma questão de aumentar preço).

Por falar em portfólio, você tem álbuns impressos para mostrar ao seu cliente? Como os noivos vão ver o seu trabalho final?

Se você não tem site, álbuns, como os noivos vão sonhar em querer te contratar?
Como você passa seu orçamento para eles? É uma lista de valores ou algo que chame atenção, com fotos, etc?

Sim, tudo isto custa dinheiro, eu sei. Você provavelmente vai dizer que não tem dinheiro para tudo isso.
Eu também não tinha, comecei com uma Rebel e lente do kit que comprei parcelada em 12x. E fazendo os freelas eu fui ganhando o dinheiro que precisava para o que achava importante.
Hoje eu tenho três câmeras 6D, lentes, flashes, muitas baterias, pilhas e cartões de memória, entre outras coisas.
Falando sobre equipamento, você tem câmera de backup? Se ela der problema durante um evento, o que você faz?
Já aconteceu comigo, e eu tinha outra câmera comigo. (Tem seguro do seu equipamento?)
Ensaio você consegue remarcar, evento não. Você tem a responsabilidade de registrar tudo, independente do que aconteca.
Por falar nisso, você faz contrato? Se não faz, deveria.

São muitas coisas que você tem que se preocupar antes de querer fechar eventos, poderia ficar horas escrevendo. Tenha certeza de que está fazendo tudo da maneira correta.

A maior parte dos meus clientes vem de indicações. Mas o facebook e instagram ajudam sim, já fechei contratos pelos dois. Inclusive eu patrocino alguns posts de vez em quando e recebo muitos contatos através deles.

Como é seu atendimento? Isso é um dos pontos fundamentais também.

A respeito de ter escritório, é bom mas não é essencial. Eu não tenho até hoje, encontro meus clientes em cafés próximo a eles. É um custo fixo muito alto para manter.

Apesar da crise, os últimos 8 meses foram os melhores para mim. Fechei muitos contratos e tenho vários casamentos para esse ano, além de algumas solicitações para 2018.

No seu caso, minha sugestão seria você ir aumentando aos poucos, conforme for fechando contratos.
Não tem segredo, é paciência e muito trabalho.

As pessoas sonham com seus casamentos, você tem que fazer parte do sonho delas. Você tem que inspirar elas. Elas tem que querer você no casamento delas, não outra pessoa.

Este é o link do meu site, se quiser conhecer um pouco do meu trabalho: http://brunopiccoli.com
Estou alterando ele, vou incluir novamente a galeria de ensaios e atualizar algumas coisas ainda, mas basicamente é isso.


Não que eu seja um exemplo de alguma coisa, mas acho que já consegui trilhar um pouco desse caminho que você está buscando, então espero que algo dessas coisas que comentei ajude você.


Abraços!


 :clap: :clap: :clap: :worship: :worship: :worship:
Canon 80D || 5Dc
Tamron 17-50mm 2.8 || 85mm 1.8 USM || 50mm 1.8 STM || 55-250 STM || 10-18 STM
Godox TT685c || X1T-c (Tx+Rx) || YN600EX RT II
Tripé Digipod TR672AN || Tripés de Iluminação (2x)
Sombrinha Difusora/Rebaterora || Octabox Godox 80cm


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 10:39:31
Normalmente o fotografo acha que fotografa bem, e que é só fotografar e pronto. Mas não funciona de maneira tão simples assim.

Vou te contar um segredo: "Vc escolhe os seus clientes"!!!

Entendeu???
Se vc for atrás de cliente que paga R$ 600,00 vc terá um monte deles. E seu produto será entregue de um jeito para que com 600,00 vc consiga ganhar alguma coisa, e não fique no prejuízo. E as indicações que vierem desses clientes será com a expectativa de pagar algo parecido. Veja, o que vc esta vendendo é fotografia barata, com um preço muuuito baixo.

Se vc quiser ganhar mais dinheiro, terá rever o seu produto e sair atrás de outro nível de clientela.

Precisa fotografar com um diferencial estético, e terá que fazer os seus clientes enxergarem isso. Terá que montar um pacote com vantagens e benefícios e terá que convencer o seu cliente que vale a pena pagar por isso. Terá que mostrar para o mercado que vc é um fotografo que vale mais dinheiro.

Ou seja, sua fotografia é um produto, vc vende soluções e precisa se posicionar no mercado. Pense a respeito!!!

Entenda tbm que em um, dois ou 5 anos as coisas não acontecem. "Ah mas eu sou um gênio"... ora, se fosse um gênio já teria conseguido.

E pra começar a se inspirar (entre outros fotógrafos) procure uns vídeos do Everton Rosa (canal no YouTube). Tem até um vídeo onde ele explica o porque ele cobra 200 mil em um casamento. Presta atenção no o jeito que o cara fala e na maneira como ele se veste. Perceba a maneira como ele trata a fotografia e veja como se relaciona com os clientes. Conheça a história de vida dele.

Pense no seu produto e encontre o seu lugar no mercado. Boa sorte!!!
« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2017, 10:53:05 por Lindsay »
Fotografando com a memória


Douglas Soares

  • Trade Count: (24)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.257
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 11:11:00
Desculpe o jeito que vou falar colega, mas você pelo jeito, é imediatista, quer as coisas para ontem.

Você fez a postagem as 19:38 e as 21:36 já estava reclamando que o povo não comenta no seu tópico que supões que seja polemico, e não é.

1 ano com fotografia não é nada para fazer seu nome e clientela (a menos que você seja muito foda na fotografia e no marketing).

Faça uma simples pergunta para si mesma e obterá a resposta. (Para mim funcionou)

Qual o meu diferencial?

É o seu diferencial que vai definir se o que você cobra será pago pelo seu cliente.

As coisas não acontecem tão rápido assim como você imagina, ainda mais se você não está preparada.
E por não estar preparada, eu falo do básico. Vamos começar pelo site. Você disse que não tem site, provavelmente foi a primeira coisa que eu fiz, 3 anos atrás, quando comecei a fotografar. Eu não tinha nem portfólio ainda, fotografava minha filha e minha esposa pra treinar. Mas o site estava no ar, e aos poucos eu fui populando ele. Os clientes precisam entender que você é profissional, e não uma "amadora" que comprou uma câmera, começou a fotografar e criou uma página no facebook. O site é onde eles vão te conhecer.
Em paralelo eu estudava fotografia todos os dias. Todos os dias.
E fotografava, fotografava muito.

O facebook abre portas sim, pois através dele, se você fotografar legal, seus amigos vão aos poucos começar a entrar em contato quando precisar de fotógrafo. E se você fizer um trabalho bom, vão te indicar para outras pessoas.
Comigo pelo menos foi assim. Mas eu só comecei a oferecer meu trabalho quando achei que minha fotografia estava compatível com o desejo das pessoas em busca dela.
Depois que você já tem algum portfólio, pode oferecer seu trabalho como freela para outros fotógrafos de eventos, de preferência do público que você quer atingir. Se o fotógrafo permitir você utilizar algumas fotos para o seu portfólio, melhor ainda.
Como é o seu tratamento de fotos? Levei em torno de 2 anos para conseguir chegar no tratamento que me deixa satisfeito.

Meu primeiro ensaio cobrei R$200.
Hoje eu cobro R$900 inicial o ensaio só com as fotos digitais, e com opcionais como álbum, slideshow, etc para serem acrescentados nesse valor.
Aniversário infantil comecei cobrando R$350, hoje o inicial é R$900 também, com as fotos digitais, mas a maioria fecha com álbum, que já é um valor maior.
Claro que não aumentei os valores direto, foi sendo um aumento gradual conforme o tempo.
Uma coisa que fiz foi investir em uma máquina de cartão de crédito, a possibilidade de poder parcelar te ajuda com valores um pouco mais altos.

Casamentos eu fiz muito freela pra pegar experiência e ter um material inicial bom para poder cobrar o mínimo que eu achava justo, já que a maioria dos fotógrafos deixou eu usar as minhas fotos como portfólio (e deixava isso claro para os clientes). Quando eu comecei a fotografar os meus casamentos, o inicial já era pelo menos R$2.500.  (hoje até tenho uma opção mais em conta para mini-wedding, normalmente de dia, sem festa)
Sobre os casamentos, hoje eu cobro o valor inicial R$3.500 só com as fotos digitais em pendrive. Tenho alguns opcionais para adicionar e outros pacotes, que chegam a R$9.500 atualmente (e eu já fechei esse de R$9.500 mais de uma vez, mas a maioria fecha um pacote intermediário em torno de R$5.000). Para o ano que vem provavelmente vou alterar esses valores, conforme for agregando valor ao meu trabalho (não é só uma questão de aumentar preço).
Tem fotógrafos na minha região que cobram mais de R$8.000 inicial.

Por falar em portfólio, você tem álbuns impressos para mostrar ao seu cliente? Como os noivos vão ver o seu trabalho final?

Se você não tem site, álbuns, como os noivos vão sonhar em querer te contratar?
Como você passa seu orçamento para eles? É uma lista de valores ou algo que chame atenção, com fotos, etc?

Sim, tudo isto custa dinheiro, eu sei. Você provavelmente vai dizer que não tem dinheiro para tudo isso.
Eu também não tinha, comecei com uma Rebel e lente do kit que comprei parcelada em 12x. E fazendo os freelas eu fui ganhando o dinheiro que precisava para o que achava importante.
Hoje eu tenho três câmeras 6D, lentes, flashes, muitas baterias, pilhas e cartões de memória, entre outras coisas.
Falando sobre equipamento, você tem câmera de backup? Se ela der problema durante um evento, o que você faz?
Já aconteceu comigo, e eu tinha outra câmera comigo. (Tem seguro do seu equipamento?)
Ensaio você consegue remarcar, evento não. Você tem a responsabilidade de registrar tudo, independente do que aconteca.
Por falar nisso, você faz contrato? Se não faz, deveria.

São muitas coisas que você tem que se preocupar antes de querer fechar eventos, poderia ficar horas escrevendo. Tenha certeza de que está fazendo tudo da maneira correta.

A maior parte dos meus clientes vem de indicações. Mas o facebook e instagram ajudam sim, já fechei contratos pelos dois. Inclusive eu patrocino alguns posts de vez em quando e recebo muitos contatos através deles.

Como é seu atendimento? Isso é um dos pontos fundamentais também.

A respeito de ter escritório, é bom mas não é essencial. Eu não tenho até hoje, encontro meus clientes em cafés próximo a eles. É um custo fixo muito alto para manter.

Apesar da crise, os últimos 8 meses foram os melhores para mim. Fechei muitos contratos e tenho vários casamentos para esse ano, além de algumas solicitações para 2018. Não tenho agenda cheia, mas tenho feito muitos trabalhos. Acho que mais 1 ou 2 anos e vou estar bem perto de onde quero chegar.

No seu caso, minha sugestão seria você ir aumentando aos poucos, conforme for fechando contratos.
Não tem segredo, é paciência e muito trabalho.

As pessoas sonham com seus casamentos, você tem que fazer parte do sonho delas. Você tem que inspirar elas. Elas tem que querer você no casamento delas, não outra pessoa.

Este é o link do meu site, se quiser conhecer um pouco do meu trabalho: http://brunopiccoli.com
Estou alterando ele, vou incluir novamente a galeria de ensaios e atualizar algumas coisas ainda, mas basicamente é isso.


Não que eu seja um exemplo de alguma coisa, mas acho que já consegui trilhar um pouco desse caminho que você está buscando, então espero que algo dessas coisas que comentei ajude você.


Abraços!

Normalmente o fotografo acha que fotografa bem, e que é só fotografar e pronto. Mas não funciona de maneira tão simples assim.

Vou te contar um segredo: "Vc escolhe os seus clientes"!!!

Entendeu???
Se vc for atrás de cliente que paga R$ 600,00 vc terá um monte deles. E seu produto será entregue de um jeito para que com 600,00 vc consiga ganhar alguma coisa, e não fique no prejuízo. E as indicações que vierem desses clientes será com a expectativa de pagar algo parecido. Veja, o que vc esta vendendo é fotografia barata, com um preço muuuito baixo.

Se vc quiser ganhar mais dinheiro, terá rever o seu produto e sair atrás de outro nível de clientela.

Precisa fotografar com um diferencial estético, e terá que fazer os seus clientes enxergarem isso. Terá que montar um pacote com vantagens e benefícios e terá que convencer o seu cliente que vale a pena pagar por isso. Terá que mostrar para o mercado que vc é um fotografo que vale mais dinheiro.

Ou seja, sua fotografia é um produto, vc vende soluções e precisa se posicionar no mercado. Pense a respeito!!!

Entenda tbm que em um, dois ou 5 anos as coisas não acontecem. "Ah mas eu sou um gênio"... ora, se fosse um gênio já teria conseguido.

E pra começar a se inspirar (entre outros fotógrafos) procure uns vídeos do Everton Rosa (canal no YouTube). Tem até um vídeo onde ele explica o porque ele cobra 200 mil em um casamento. Presta atenção no o jeito que o cara fala e na maneira como ele se veste. Perceba a maneira como ele trata a fotografia e veja como se relaciona com os clientes. Conheça a história de vida dele.

Pense no seu produto e encontre o seu lugar no mercado. Boa sorte!!!

 :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Quer saber o segredo?
Muito trabalho
Muito estudo
E muita paciência
 :ok:

« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2017, 11:12:36 por Douglas Soares »


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.974
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #10 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 11:12:11
Os colegas já deram dicas valiosas. Já dá pra ter noção de como agir daqui pra frente.

Profissionalmente, um ano de fotografia é praticamente nada. A não ser que tenha algum diferencial muito bom, mas é raro.
E todo profissional sabe que existe um "Tempo de Retorno" em qualquer negócio. Não dá pra ser imediatista.

E trabalhar profissionalmente exige postura profissional: tem que gastar com publicidade, aceitar formas de pagamento além do dinheiro em mãos, estar atento as tendências atuais do mercado, etc.


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.231
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 11:23:36
menos a dica do Everton... kkkk


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Brupikk

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.422
  • Sexo: Masculino
    • Bruno Piccoli Fotografia
Resposta #12 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 11:32:10
Mais uma coisa, como você entrega seu trabalho?
Eu entrego atualmente assim:



Com essa pendrive dentro da caixinha:




Sabe qual a primeira coisa que a noiva faz quando recebe o trabalho?
Não é olhar as fotos.

Antes de ver o resultado ela tira uma foto assim da caixa e posta no instagram/facebook, normalmente em menos de 10 minutos depois de receber.
Divulgação para você. Lembre-se, a maioria dos contratos são indicações/referências. 

Sim, tem custo pra pendrive, sim tem custo para as taças, sim tudo tem custo, e os custos tem que ser considerados quando você define o valor que cobra.
 
Esse ano pretendo melhorar mais um pouco minha entrega.
« Última modificação: 16 de Fevereiro de 2017, 11:32:45 por Brupikk »
Bruno Piccoli
http://piccolifotografia.com
http://instagram.com/piccoli.fotografia
https://www.facebook.com/FotografiaPiccoli
Canon 6D + Canon 6D + Canon 6D + 24-105mm f/4 + 70-200mm f/4 + 50mm f/1.8 + 35mm f/2.0 + 40mm f2.8


Lindsay

  • Trade Count: (18)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.328
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 12:16:15
Mais uma coisa, como você entrega seu trabalho?
Eu entrego atualmente assim:



Com essa pendrive dentro da caixinha:




Sabe qual a primeira coisa que a noiva faz quando recebe o trabalho?
Não é olhar as fotos.

Antes de ver o resultado ela tira uma foto assim da caixa e posta no instagram/facebook, normalmente em menos de 10 minutos depois de receber.
Divulgação para você. Lembre-se, a maioria dos contratos são indicações/referências. 

Sim, tem custo pra pendrive, sim tem custo para as taças, sim tudo tem custo, e os custos tem que ser considerados quando você define o valor que cobra.
 
Esse ano pretendo melhorar mais um pouco minha entrega.

Bacana mesmo!!! É isso ai, parabéns pelo capricho!!!
Fotografando com a memória


LFelipe

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 285
  • Sexo: Masculino
  • Edifiquemo-nos!
Resposta #14 Online: 16 de Fevereiro de 2017, 13:09:38
 :worship: :worship: :worship:

Esse tópico está sendo uma aula!