Autor Tópico: Modelo de Negocio (finanças)  (Lida 347 vezes)

Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.440
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Online: 23 de Fevereiro de 2017, 22:52:18
Pessoal,

Sempre trabalhei sozinho, sem socio.  Com parceiros sim, sendo ou contratando freelancer.
Se juntar com alguém para uma empreitada, um só nome e site e etc, quais os modelos para finanças que podem ser adotados?
Num primeiro momento sem um CNPJ único, cada um sendo MEI  :D

Como a coisa desenrola na parte das finanças?

Abs

M Rezende
« Última modificação: 23 de Fevereiro de 2017, 22:53:55 por Rezende_SP »


guizaunzin

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.399
  • Sexo: Masculino
  • http://www.saycheese.fot.br
    • Say Cheese Fotografia de Casamento
Resposta #1 Online: 24 de Fevereiro de 2017, 10:30:00
Fala man, eu poderia te responder essa se eu fizesse tudo certinho, mas não faço uahuahua.

Hoje nós somos um MEI, mas nele vc não pode ter sócio, no máximo um funcionário registrado. Então basicamente meu "sócio" é um Freela meu. Então se quer ter um modelo de sociedade, com capital social e os caramba o MEI não é a melhor escolha. A gente ia migrar pra ME mas achamos os custos meio altos.

Agora CADA um com um MEI aí já muda. Pode fechar o contrato com um dos CNPJs e o outro emitir uma nota de prestação de serviços pra você, algo nesse modelo eu imagino.  ;)
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2017, 10:31:11 por guizaunzin »
http://www.saycheese.fot.br
https://www.instagram.com/saycheesebr/

Canon 5D Mark3 + 5Dc + Sigma 30mm 1.4 ART + Canon 50mm 1.8 STM + Canon 85mm 1.8


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.190
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #2 Online: 24 de Fevereiro de 2017, 10:42:05
Como você mesmo já comentou, vais ter duas opções:

- A fácil e descomplicada (cada um com seu MEI);
- A "Correta" e burocrática e cara e ... (ME).

EU... se fosse fazer algo nesse sentido, optaria pelo plano A até que o movimento e faturamento fosse tanto que me obrigasse a partir para o B.

Finanças? simples:
Pega uma planilha do excel, lança todas as despesas e receitas, divide por 2 e boas.

Lembrando sempre que esse tipo de parceria requer em primeira instância: CONFIANÇA, mas esse não é o objeto do tópico.


Marcelo Rezende

  • Trade Count: (16)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.440
  • Sexo: Masculino
    • Marcelo Rezende Fotografia
Resposta #3 Online: 26 de Fevereiro de 2017, 11:02:21
amador47sc e guizaunzin, obrigado!

Então...mas oque quero saber e quais os modelos para a divisão das receitas alem de somar tudo (receitas e despesas) e dividir.
Por exemplo, quem captou o cliente, quem efetivamente fechou com o cliente, tem porcentagens maiores dessa receita?
Se em um evento trabalha um e não trabalha o outro?

 :snack:

Abs
M Rezende


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.464
Resposta #4 Online: 26 de Fevereiro de 2017, 15:16:58
Quando trabalhei numa sociedade menos "casual" trabalhávamos assim:

 - cachet para trabalhos, afinal seja qual for o profissional que vai fazer (você, sócio ou 3ºs) eles tem que receber
 - venda ou captação de clientes: no caso o mercado que atuei na época trabalhava com comissão do 1º trabalho, mas numa empresa de um amigo era comissão por todos os trabalhos, já que todo atendimento comercial era feito por este individuo
 - equipamento: ou era comprado pela empresa ou pelos sócios, sendo pelos sócios, lucro e despesas proporcionais as cotas
- Lucro em partes equivalentes ou acordo inicial
- pró-labore: esse não tinha, era só os cachet, mas vi no Sebrae os caras falando sobre divisão proporcional a horas, um sócio que fica 20% do tempo na empresa não pode ganhar igual a um que fica full time



CristianoSoares

  • Trade Count: (17)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.868
Resposta #5 Online: 26 de Fevereiro de 2017, 19:32:15
amador47sc e guizaunzin, obrigado!

Então...mas oque quero saber e quais os modelos para a divisão das receitas alem de somar tudo (receitas e despesas) e dividir.
Por exemplo, quem captou o cliente, quem efetivamente fechou com o cliente, tem porcentagens maiores dessa receita?
Se em um evento trabalha um e não trabalha o outro?

 :snack:

Abs
M Rezende

Imagino uma situação assim:

Captar clientes: ganha 10% do trabalho.
Não entendo que fechar com o cliente tenha um valor adicional, apenas se um dos dois for mais habilidoso com vendas e fique sempre responsável, nesta situação pode-se determinar um custo fixo (ou uma outra porcentagem de comissão, o custo fixo pode dar problema nos meses de pouco movimento) para ser o vendedor da empresa. Outra situação é quem captou fechar, nesta situação entra nos mesmos 10%.
Colocar um valor fixo para o evento (ou ensaio) - quem fizer ganha o valor, se for evento para os dois os dois ganham igual (supondo que o equipamento é da empresa ou cada um com o seu).
Outro fixo para tratamento (imagino que seja melhor um só, mantem tratamento uniforme) e diagramação.
Separa-se uma parte para despesas (aluguel, eletricidade, investimento, etc). Se o equipamento for da empresa, pode-se separar um valor (até um teto) para manutenção e investimentos.
O que sobrar (lucro) é dividido em duas partes iguais (supondo que seria uma sociedade igualitária, sem diferença de cotas ou de investimento inicial).


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.839
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #6 Online: 26 de Fevereiro de 2017, 20:13:40
Acho interessante a pagamento de cache como se cada um fosse um freela, assim consegue separa o lucro real da empresa.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


amador47sc

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (16)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.190
  • Sexo: Masculino
  • Aperfeiçoando o olhar em busca da melhor imagem
Resposta #7 Online: 27 de Fevereiro de 2017, 13:26:18
vou dar um pitaco.

não entra nessa de que "ah, eu fechei mais então tenho direito a mais". Isso é primeiro quesito pra brigar e desfazer sociedade.

Desculpa a comparação esdruxula

Sabe antigamente as carroças? eram puxados por dois cavalos, certo? Se um dos cavalos puxou mais, é sinal que ele vai ganhar mais capim no final do dia?  não !!

Sociedade é meio a meio. Metade do que entra e metade do que sai.

Lembrando sempre que esse tipo de parceria requer em primeira instância: CONFIANÇA


O que quero dizer é que cada um dos sócios tem que se esforçar ao máximo e dar sua parcela de contribuição.

Então aquele que fez o administrativo (foi no banco, correu atrás de algum conserto no escritório, negociou com o gerente um financiamento, etc) e não teve "faturamento" daí não vai ganhar nada?

Acho que não é por aí. Pense bem antes de iniciar uma sociedade pra não perder dinheiro e o sócio e pior, o amigo.