Autor Tópico: Fotos Noturnas  (Lida 278 vezes)

JonasBranda

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 4
  • Sexo: Masculino
Online: 02 de Março de 2017, 19:11:48
Bom, primeiramente, olá! Sou novo no fórum, mas pego bastante dicas aleatórias por aqui! Recentemente comecei a brincar com processamento e revelação das imagens, então me animei a comprar uma D7100 com o Nakamura (minha anterior era uma D3100) e tive oportunidade de estrear a máquina no carnaval, com a lente kit 18-140mm da Nikon.

Aproveitei para praticar algumas técnicas de fotografia noturna que andei lendo por ai.

 Aproveitando o ensejo, pergunto se é possível obter um foco satisfatório do primeiro plano e do céu, ao mesmo tempo? Ou só objetos que estão no mesmo campo focal (não sei se é esse o termo) que o céu vão ficar focados? Pergunto porque tenho a impressão de já ter visto fotos noturnas com pessoas em primeiro plano, e elas pareciam focadas (de repente a distância que elas estavam era bem maior, mas dava a impressão de ser perto).

Outra pergunta: alguém sabe o tipo de correção mais adequada, durante a edição, para minimizar o ruído de iso elevado? Nessas, eu apliquei correções de luminância e só. Alguma dica nesse sentido?

Seguem as fotos (em resolução maior, estão melhores. reduzi para colocar no forum). Todas foram tiradas com ISO entre 1600/3200, f3.5, 30sec, 18mm.

Abraços


Noite em Itapuã by JonasB84, no Flickr

Noite em Itapuã by JonasB84, no Flickr

Noite em Itapuã by JonasB84, no Flickr



iclassi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 142
  • Sexo: Masculino
  • Anderson Barros
    • Anderson Barros Fotografia
Resposta #1 Online: 02 de Março de 2017, 19:47:02
Boa noite amigo belas fotos também sou novo na área pelo que andei estudando fotos noturnas para ter nitidez você pode fechar mais a sua lente e usar um iso baixo por exemplo 200 já que para fotografar a noite você vai precisar de um tripé com tempo longo de exposição.  abraço
também gostei da composição e enquadramento.
« Última modificação: 02 de Março de 2017, 19:48:24 por iclassi »
2x Canon 6D | Canon EF 24-70mm f/2.8L II USM | Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM | 2x Yongnuo Yn-600EX-RT | 2x Radio Yongnuo Yn-E3-RT

http://www.barrosfotografia.com.br
https://www.flickr.com/andersonsbarros
https://www.instagram.com/andersons.barros


paulchess10

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 502
  • Sexo: Masculino
    • Astronomia Observacional e Astrofotografia Amadora
Resposta #2 Online: 02 de Março de 2017, 19:56:18
Olá amigo!
Gostei das fotos.
Fotografar o céu noturno é uma modalidade bacana, que demanda o aprendizado de técnicas diferenciadas.
Tenho alguma experiência em astrofotografia. Na minha assinatura tem os links para meus portfólios.
Respondendo às suas dúvidas:

1 - geralmente não é possível focar 100% o céu e o restante da paisagem ao mesmo tempo.
O caminho costuma ser fazer fotos com o foco no céu e depois na paisagem. Ao fim do processo, você empilha.
Na hora de focar a Via Láctea, mire numa estrela bem brilhante, amplie a magnificação do LCD para o máximo possível  e use o foco manual para deixar a estrela bem pontual.

2 - O melhor caminho para tratar a questão do ruído do ISO, e também evidenciar detalhes da Via Láctea, o melhor jeito é tirar vários frames da mesma região do céu e integrá-las com um software próprio para astrofotografias. Eu uso o Deep Sky Stacker. O site trabalha com RAWs da maioria das câmeras e tem um tutorial em português no próprio site.

Algumas dicas pontuais:

- ISO alto gera ruído. Tempo de exposição muito elevado, a depender da distância focal, faz com que as estrelas tracejem. É necessário encontrar um equilíbrio. A questão do ISO melhora bastante com a integração de frames. Quanto ao tempo de exposição, há uma conta para calcular o tempo máximo recomendado, conforme a distância focal, mas no momento não me recordo.

- No Brasil, um dos papas na matéria é o Carlos (Kiko) Farbain:
https://www.facebook.com/kikofairbairn.fotografia/
https://www.astrobin.com/users/kiko.fairbairn/

- O Rodrigo Andolfato também é fera:
https://andolfato.blogspot.com.br/

- Se você fechar um pouquinho a lente, ao invés de deixar na abertura máxima, as estrelas vão ficar mais nítidas, principalmente as mais brilhantes, que tendem a virar bolotas na abertura máxima. Isso partindo do pressuposto que você está mantendo o foco no céu, e não no primeiro plano.

- Seguem alguns links para estudo:
http://observatoriolupus.blogspot.com.br/2013/10/guia-para-astrofotografia-de-grande.html
http://observatoriolupus.blogspot.com.br/2014/02/guia-para-astrofotografia-de-grande.html
https://andolfato.blogspot.com.br/2015/10/conceitos-basicos-da-captura-em.html
https://andolfato.blogspot.com.br/2013/04/dicas-basicas-para-quem-quer-comecar-na.html

Precisando de alguma coisa estamos aí!
Em tempo: ainda acho que seria bacana se o fórum tivesse uma seção fixa sobre astrofotografia.
« Última modificação: 02 de Março de 2017, 20:02:21 por paulchess10 »


Ricardo Ghion

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.941
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 02 de Março de 2017, 20:37:05
" há uma conta para calcular o tempo máximo recomendado, conforme a distância focal"

A conta é assim, se a lente é 16mm, vc divide 500/16 = 31 segundos de exposicão mais do que isso as estrelas vão ficar riscadas no céu, esse calculo numa Full Frame, por exemplo se for numa cropada uma lente de 16 mm * 1.6  = vira uma 25,6 mm, ai faz a conta como disse 500/25,6 = 19 segundos de exposição.
Ricardo Ghion


waldyrneto

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 764
  • Sexo: Masculino
    • Meu Portfólio
Resposta #4 Online: 02 de Março de 2017, 20:39:32
Ola Jonas, bem vindo  :ok:

Vamos lá... é possível fazer uma foto com estrelas e primeiro plano focados. Para isso você tem que respeitar a regra da distância hiperfocal, que é função do tamanho do sensor, abertura e distancia focal. Procure se informar sobre hiperfoco. Tem aplicativos de hiperfoco para smartphone inclusive.

Veja essa foto minha - https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/30428317096/in/dateposted-public/

E veja como eu fiz - http://amagiadamontanha.blogspot.com.br/2016/10/equilibrando-uma-luz-dificil.html

É preciso usar grandes aberturas, pois é assim que você vai conseguir baixar o ISO para uma faixa de ruido aceitável. Mas essas grandes aberturas vão complicar um pouco o hiperfoco. Mas se usar a teoria certinho a foto fica perfeita.

No tratamento eu basicamente faço a redução de ruído na luminância e na cor. E também ajusto o white balance. Às vezes o ruido fica excessivo por conta da exposição exagerada. Com uma exposição na medida o céu fica mais natural. Alguns exemplos:

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/29572167892/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/28382871094/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/27773332504/in/dateposted-public/

E se as estrelas não ficarem pontinhos pequenos é porque não focou corretamente. Se a lente tem escala de foco é possível focar no infinito. Se a noite tem lua, é possível focar na lua. Se não tem uma coisa ou outra, use a tabela de hiperfoco e ilumine com uma lanterna algo na distância que você precisa para ter hiperfoco. (distância hiperfocal).

Para a estrela ficar como pontinho (e não como risquinho) tem que usar a regra: tempo = 600 / distancia focal. Tem gente que, por segurança, recomenda 500 / distância focal.

[]´s     Waldyr Neto


Fotos: www.flickr.com/photos/waldyrneto
Artigos & Workshops: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br


d_acqua

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 866
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 02 de Março de 2017, 23:06:50
Bom, o principal a galera já disse. O que mais gostei foram das composições, achei bem interessante, principalmente a primeira dos cactos. O que menos gostei foi da cor avermelhada. Faltou corrigir o WB, afinal céu é azul.  :assobi:

Continue postando!
Daniel

Instagram: @danacqua


JonasBranda

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 4
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 03 de Março de 2017, 09:00:46
Bom, o principal a galera já disse. O que mais gostei foram das composições, achei bem interessante, principalmente a primeira dos cactos. O que menos gostei foi da cor avermelhada. Faltou corrigir o WB, afinal céu é azul.  :assobi:

Continue postando!

Obrigado pelo comentário! Ressaltei a cor avermelhada/violeta propositalmente. Gosto da impressão "hubble" que fica. Claro, é gosto próprio. Enfim, sobre o céu ser azul, acho bem interessante este estudo: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/02/160221_civilizacoes_antigas_cor_azul_rb


Ola Jonas, bem vindo  :ok:

Vamos lá... é possível fazer uma foto com estrelas e primeiro plano focados. Para isso você tem que respeitar a regra da distância hiperfocal, que é função do tamanho do sensor, abertura e distancia focal. Procure se informar sobre hiperfoco. Tem aplicativos de hiperfoco para smartphone inclusive.

Veja essa foto minha - https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/30428317096/in/dateposted-public/

E veja como eu fiz - http://amagiadamontanha.blogspot.com.br/2016/10/equilibrando-uma-luz-dificil.html

É preciso usar grandes aberturas, pois é assim que você vai conseguir baixar o ISO para uma faixa de ruido aceitável. Mas essas grandes aberturas vão complicar um pouco o hiperfoco. Mas se usar a teoria certinho a foto fica perfeita.

No tratamento eu basicamente faço a redução de ruído na luminância e na cor. E também ajusto o white balance. Às vezes o ruido fica excessivo por conta da exposição exagerada. Com uma exposição na medida o céu fica mais natural. Alguns exemplos:

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/29572167892/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/28382871094/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/waldyrneto/27773332504/in/dateposted-public/

E se as estrelas não ficarem pontinhos pequenos é porque não focou corretamente. Se a lente tem escala de foco é possível focar no infinito. Se a noite tem lua, é possível focar na lua. Se não tem uma coisa ou outra, use a tabela de hiperfoco e ilumine com uma lanterna algo na distância que você precisa para ter hiperfoco. (distância hiperfocal).

Para a estrela ficar como pontinho (e não como risquinho) tem que usar a regra: tempo = 600 / distancia focal. Tem gente que, por segurança, recomenda 500 / distância focal.


Waldyrneto, muito obrigado pelas dicas e exemplos - são preciosos. Adorei suas fotos no Flickr. Em breve terei oportunidade de ir a Chapada dos Veadeiros e poderei testar todas as técnicas.

Olá amigo!
Gostei das fotos.
Fotografar o céu noturno é uma modalidade bacana, que demanda o aprendizado de técnicas diferenciadas.
Tenho alguma experiência em astrofotografia. Na minha assinatura tem os links para meus portfólios.
Respondendo às suas dúvidas:

1 - geralmente não é possível focar 100% o céu e o restante da paisagem ao mesmo tempo.
O caminho costuma ser fazer fotos com o foco no céu e depois na paisagem. Ao fim do processo, você empilha.
Na hora de focar a Via Láctea, mire numa estrela bem brilhante, amplie a magnificação do LCD para o máximo possível  e use o foco manual para deixar a estrela bem pontual.

2 - O melhor caminho para tratar a questão do ruído do ISO, e também evidenciar detalhes da Via Láctea, o melhor jeito é tirar vários frames da mesma região do céu e integrá-las com um software próprio para astrofotografias. Eu uso o Deep Sky Stacker. O site trabalha com RAWs da maioria das câmeras e tem um tutorial em português no próprio site.

Algumas dicas pontuais:

- ISO alto gera ruído. Tempo de exposição muito elevado, a depender da distância focal, faz com que as estrelas tracejem. É necessário encontrar um equilíbrio. A questão do ISO melhora bastante com a integração de frames. Quanto ao tempo de exposição, há uma conta para calcular o tempo máximo recomendado, conforme a distância focal, mas no momento não me recordo.

- No Brasil, um dos papas na matéria é o Carlos (Kiko) Farbain:
https://www.facebook.com/kikofairbairn.fotografia/
https://www.astrobin.com/users/kiko.fairbairn/

- O Rodrigo Andolfato também é fera:
https://andolfato.blogspot.com.br/

- Se você fechar um pouquinho a lente, ao invés de deixar na abertura máxima, as estrelas vão ficar mais nítidas, principalmente as mais brilhantes, que tendem a virar bolotas na abertura máxima. Isso partindo do pressuposto que você está mantendo o foco no céu, e não no primeiro plano.

- Seguem alguns links para estudo:
http://observatoriolupus.blogspot.com.br/2013/10/guia-para-astrofotografia-de-grande.html
http://observatoriolupus.blogspot.com.br/2014/02/guia-para-astrofotografia-de-grande.html
https://andolfato.blogspot.com.br/2015/10/conceitos-basicos-da-captura-em.html
https://andolfato.blogspot.com.br/2013/04/dicas-basicas-para-quem-quer-comecar-na.html

Precisando de alguma coisa estamos aí!
Em tempo: ainda acho que seria bacana se o fórum tivesse uma seção fixa sobre astrofotografia.

Valeu pelo comentário! Ótimas dicas. Vou dar uma estudada com calma e olhas suas fotos.

Abração a todos.