Autor Tópico: Anatidae  (Lida 424 vezes)

Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Online: 10 de Maio de 2017, 02:12:17
Esta história é sobre gente que pensa dentro da caixa.

Sempre odiei empregos, preferia trabalhar por projetos ou empreita, nada contra, coisa minha, gostava da rua, de lugares diferentes, um tuareg urbano, quem sabe?
Rotina é bom, mas fazer algo diferente é muito melhor, algo que traga novas experiências, amizades, aprendizados e por que não, problemas.
Mas emprego sempre foi a solução mais garantida de se ganhar uma merreca, alugando suas horas de vida para fazer algo que na maioria das vezes repudiamos, enfim, o velho bordão é a desculpa: Preciso pagar as contas! Enquanto o sonho não se realiza, vivemos no pesadelo alheio.
Certa vez, vi um anúncio, precisavam de um designer e que entendesse um pouco sobre fotografia, soubesse "fotoshope", que vestisse a camisa, fosse ao banco pagar contas e quando o chefe precisasse, fazer fotos de festa da empresa...
Um lixo, mas pelo anúncio, a remuneração poderia valer a pena, pelo jeito, eram bem desinformados sobre artes visuais e muito mais sobre exploração humana.
Na entrevista, uma cidadã que se dizia do RH, queria conversar comigo, me deu os parabéns por ter ido bem em uma prova ridícula de aptidão, começava aili meu teste com ela, sobre o que tinha lido sobre PNL e retórica.

She - Por que o senhor quer trabalhar aqui?
Me - Por que é o melhor lugar! Sorriu e continuou.

She - O que pode oferecer a esta empresa?
Me - Todas habilidades possíveis, empenho, determinação, lealdade, dedicação, não vestirei a camisa, irei tatua-la no braço direito! Ela fez uma cara de "uau, esse é em escravo interessante."

She - Onde se vê dentro de alguns anos?
Me- Dentro desta empresa, como um money maker, com minhas habilidades poderei aumentar o valor percebido pelos clientes através do design. Fez aquele sinal com a cabeça de "muito bem."

She - Se fosse ser um animal, qual seria?
Olhei seriamente para ela, respirei fundo e soltei:
Me - Um pato! Os olhos dela se esbugalharam, naquele momento vi ali um curto circuito cerebral, travou o sistema, error, blue screen, um puta tilt.

She - Perdão, o senhor disse gato?
Me- Não senhorita, entonei sério, olhei nos olhos e disse:
Me- PATO mesmo, que faz quá quá.
Ela começou a rir muito depois do quá quá, foi incontrolável, ria de gargalhadas, quanto mais tentava segurar pior era, eu me mantive sério, depois da crise, ela começou a me perguntar o por quê? esperava ouvir um leão, gavião, falcão, gato, mas pato, pato não, por quê um cara com o perfil bacana, poliglota, graduado, bem apessoado desejaria ser um pato.
Disse a ela, quer saber mesmo, não faz ideia? Bom, vou lhe dizer, apenas quando me contratarem, assim saberá o motivo.
Ela me disse que não funcionava assim, que a palavra final não era dela, então lhe disse: Que pena rs, com sorte, se for contratado, saberá, até mais!
No dia seguinte me ligaram para dizer que fui contratado, se poderia começar na manhã seguinte, disse não poderia ser, pois estava terminando um freelance, somente depois de 5 dias.
Passado este tempo, fui trabalhar, recebido por uma secretária, ouvi murmúrios, esse é o cara do pato, ah, olha ele, parece sério...
Um dos colaboradores passou por mim e disse "quac quac", percebi muita zoeira e curiosidade.
No escritório da moça do RH estão umas 3 pessoas, donos da empresa, que logo me perguntam, por que o pato?
Digo, calma, falarei assim que me mostrarem a empresa, meu local de trabalho, o equipamento, quero saber se estou apto a servi-los.
Espantados me mostraram a empresa, o lugar onde trabalharia, o equipamento (lixo defasado), nada de ergonomia, o refeitório era sofrível, e o salário... uma migalha cascuda. Antes de voltarmos, pergunto, tem estacionamento? Tenho um carro, está financiado, sem seguro, poderei guarda-lo aqui dentro? Me levam até o local, vi fuscas, gol quadrado, audi, SUV, porsche e um Bugatti.Já tinha visto tudo que precisava.

Terminando o "tour", voltamos ao escritório, novamente, falaram qual era o motivo do pato,e comecei a lhes dizer, olha, adoraria poder ficar, mas não creio que serei útil, pois as ferramentas que trabalho precisam ser adquiridas, para poder dar qualidade preciso desse suporte, o salário também precisaria ser dobrado, pois com esse valor não conseguirei pagar minhas despesas fixas, precisarei ter dois empregos, e assim, cansado, não renderei o que merecem.
Outra coisa, as habilidades descritas no anúncio, precisam ser profissionais, com esse valor pode contratar dois "sobrinhos" ou 4 estagiários, mas esse barato costuma sair muito caro, principalmente com comunicação visual, não quer que sua empresa desenvolva arte porno ou pejorativa, é mais comum que se imagina, retiro o tablet e lhes mostro logos que pareciam pênis ou pedofilia subjetiva.

Olham um para o outro, me pedem alguns minutos, voltam e concordam com as condições, então soltam, tá, e o pato?
Ah é verdade, bem, o pato é engraçado, adoro aquele jeitão manquitola dele andar, parecem ser bem macios, são sociaveis, sabem mergulhar, pescar, nadar, voar, nossa, são aves migratórias, tem um senso de direção maravilhoso, são ótimos no ar, viajam milhares de qulômetros, conhecem lugares lindos e veêm muita coisa lá do céu, quando chovem, se abrigam na terra, quando há escassez de alimento na terra ou na água, alçam voo, se está frio, vão para o sul.
Ou seja, tem várias habilidades, talvez não seja expert em nenhuma, mas consegue se adaptar a qualquer situação, pois polivalência é a chave do sucesso em um mundo veloz.

Talvez seja um pato feio, ou um cisne, e se for o Tio Patinhas? Patos são carismáticos, a maioria dos personagens infantis são patos, Donald, Patolino, Howard, admitam, são divertidos, e outra, que mal um pato vai te fazer? Nenhum,ao contrário, patos de borracha são o máximo, mulheres e crianças adoram!
E na gastronomia são uma iguaria, umas das carnes mais saborosas do mundo.
Há muito mais em um pato, porém o estereótipo limita nossa visão.

Não durei 8 meses lá, patos não conseguem conviver com hienas...
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.349
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #1 Online: 14 de Maio de 2017, 10:37:00
Macrolook, belo relato como todos os outros. Mas quero fazer um off pra te perguntar algo.

Estava lendo o tópico sobre formatura agora a pouco e me veio na cabeça se você já se deparou com alguma empresa ou comissão "corrupta" de formatura? Se já tem algum relato pra compartilhar?
 :D


Elder Walker

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.378
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #2 Online: 29 de Maio de 2017, 09:06:17
Saí de férias por 20 dias e volto já lendo um relato ou conto desses, muito bacana! Chego a me perguntar (não duvidando, que fique claro, mas como curiosidade mesmo) se você dá uma "arredondada" nas histórias, aquela valorizada ou detalhe que pode fazer diferença na hora de escrever ou se foi exatamente assim, tanto essa quanto as outras que já compartilhou por aqui...
Canon 5D + EF 17-40mm f/4 L + EF 50mm f/1.8 STM + EF 85mm f/1.8 USM + Yongnuo 565EX + YN-622C


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #3 Online: 29 de Maio de 2017, 12:10:58
Macrolook, belo relato como todos os outros. Mas quero fazer um off pra te perguntar algo.

Estava lendo o tópico sobre formatura agora a pouco e me veio na cabeça se você já se deparou com alguma empresa ou comissão "corrupta" de formatura? Se já tem algum relato pra compartilhar?
 :D
Olá amigo Dellano, tenho um relato sim, ligado a formatura, é de cair o queixo pra recolher com uma pá.
Muita correria, assim que tiver tempo escreverei, minha letra é muito feia e as vezes nem eu entendo, preciso "traduzir" e resumir os detalhes, pois esses relatos são 100% reais.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Macrolook

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 472
Resposta #4 Online: 29 de Maio de 2017, 12:15:44
Saí de férias por 20 dias e volto já lendo um relato ou conto desses, muito bacana! Chego a me perguntar (não duvidando, que fique claro, mas como curiosidade mesmo) se você dá uma "arredondada" nas histórias, aquela valorizada ou detalhe que pode fazer diferença na hora de escrever ou se foi exatamente assim, tanto essa quanto as outras que já compartilhou por aqui...
Oi, lisonjeado, a ideia é passar os problemas enfrentados com a ajuda de fotografia ou mesmo apenas informativo, estou juntando meus relatos (mais de 300) e escrevendo, posto aqui, pois há um público relacionado, desculpem meu português, mas tento ser o mais realista possível.
Tenho que arredondar, mas nada que mude o contexto, apenas para ficar melhor para a leitura, embora prefira narrativa, não domino a arte da escrita, apenas transcrevo o acontecido o mais fiel possível, e pasmem, poupo vocês apenas da truculencia e analfabetismo sem graça.
“Fotografia é poder de observação, não de aplicação da tecnologia.” Ken Rockwell.


Elder Walker

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.378
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #5 Online: 29 de Maio de 2017, 13:41:32
Oi, lisonjeado, a ideia é passar os problemas enfrentados com a ajuda de fotografia ou mesmo apenas informativo, estou juntando meus relatos (mais de 300) e escrevendo, posto aqui, pois há um público relacionado, desculpem meu português, mas tento ser o mais realista possível.
Tenho que arredondar, mas nada que mude o contexto, apenas para ficar melhor para a leitura, embora prefira narrativa, não domino a arte da escrita, apenas transcrevo o acontecido o mais fiel possível, e pasmem, poupo vocês apenas da truculencia e analfabetismo sem graça.

Sinta-se encorajado a postar todos os 300 relatos! Mesmo que não tenham relação com fotografia, certamente terá um público aqui no papo furado.  :ok:
Canon 5D + EF 17-40mm f/4 L + EF 50mm f/1.8 STM + EF 85mm f/1.8 USM + Yongnuo 565EX + YN-622C