Autor Tópico: Cobrar valores baixos  (Lida 1927 vezes)

phernanda

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 51
Online: 06 de Junho de 2017, 00:31:08
Olá pessoal

Será que vale a pena cobrar valores bastante baixos no começo para se inserir no mercado.
Uma menina da minha cidade, iniciando na fotografia, divulgou ensaios de meia hora por R$50,00.
Apareceu 250 pessoas pra fotografarem com ela, mesmo que ela tenha um portfólio bem mais ou menos.
Pensando bem, ela vai tirar uma boa graninha com essas 250 pessoas, mas será que vale a pena cobrar um valor tão baixo pra conquistar clientes - melhorar o equipamento, ou mais tarde ela conseguirá valorizar o trabalho dela para um valor mais decente sem se sentir prejudicada por ja ter trabalhado quase de graça?


marcelogimenes

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 404
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 06 de Junho de 2017, 02:32:17
Bom, todos ou quase todos vão dizer que isso não compensa, eu digo que compensa, veja, bruto ela vai ganhar 12.500,00. Na minha conta, ela pode atender 5 pessoas de manha e 5 a tarde, em um mês ela fotografa tudo...  E ai, 12.500 em um mês é pouco? Quem condena ta ganhando isso?
Ta vamos lá, 50,00 é uma miséria, parece ser, mas é um 30 minutos, 45 que seja, vamos lá então em 1 hora, pela edição e tudo mais não é. Eu já fui fazer freelance em formatura que da hora que eu sai de casa, chegar na cidade, fotografar, dormir e voltar no outro dia deram lá suas 36 horas, me pagaram 450,00, veja quanto deu por hora. Eu ainda não tenho coragem de fazer isso pq olha, trabalha igual um condenado kkkk, mas, vai que uma hora a coisa aperta. Esses clientes do cinquentao são só clientes do cinquentao, conforme ela for aumentando os preços precisará atingir e conseguir novos publicos, esse ai já era.
D610 | D7100 | 50mm 1.8G | 85mm 1.8G | 24-120 f/4G | 2x YN- 568ex | 2x YN-622n | YN-622n-TX | Manfrotto 190xpro3 |


erickdlm

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.765
  • Sexo: Masculino
  • Não é a câmera, é o fotógrafo...
Resposta #2 Online: 06 de Junho de 2017, 06:59:07
Olá pessoal

Será que vale a pena cobrar valores bastante baixos no começo para se inserir no mercado.
Uma menina da minha cidade, iniciando na fotografia, divulgou ensaios de meia hora por R$50,00.
Apareceu 250 pessoas pra fotografarem com ela, mesmo que ela tenha um portfólio bem mais ou menos.
Pensando bem, ela vai tirar uma boa graninha com essas 250 pessoas, mas será que vale a pena cobrar um valor tão baixo pra conquistar clientes - melhorar o equipamento, ou mais tarde ela conseguirá valorizar o trabalho dela para um valor mais decente sem se sentir prejudicada por ja ter trabalhado quase de graça?
Se ela conseguir dar conta dos 250 clientes e fizer um bom trabalho, para ela deu certo sim! Será muito trabalhoso? será... mas ela estará trabalhando. O que não pode é ela cobrar e fazer um trabalho ruim, aí fica complicado.
Mais tarde o que vai acontecer quando ela valorizar mais seu trabalho e cobrar um valor mais justo? Ela terá menos clientes, porque estava atendendo determinada faixa e passará a atender outra, só isso... Acontece com quase todos. Depois se tudo der certo, ela irá aumentando sua clientela com o tempo. :ok:

Cada um cobra o que quiser pelo seu trabalho e ninguém tem nada a ver com isso. (tem gente que dá até xilique se a pessoa cobra barato, já vi no facebook, tentam ridicularizar a pessoa expondo o anúncio)
Infelizmente existe no mercado milhares de pessoas que se acham no direito de dizer quanto outra pessoa deve ou não cobrar por seu trabalho (não só em fotografia). Cada um sabe onde aperta o calo, geralmente os que reclamam de prostituição no mercado e que não se deve cobrar tão barato não aparecem na hora de pagar as contas. Esses não conseguem se diferenciar pela qualidade do serviço prestado e acabam achando que sua falta de clientes é por causa dos que cobram mais barato. (EMHO)  :ok:


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.562
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #3 Online: 06 de Junho de 2017, 07:44:08
Quantos meses do ano ela vai conseguir 250 clientes?
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


marciodeluca

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 354
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro por formação, mas fotógrafo por opção!
    • Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
Resposta #4 Online: 06 de Junho de 2017, 07:49:37
As pessoas devem levar em conta que o trabalho de fotografar não acaba depois que o ensaio termina - cobrando R$ 50,00 por ensaio de meia hora, ela vai ter que tratar as imagens depois. Se ela fizer um trabalho realmente pensado e bem feito (ela terá que dirigir a pessoa que será fotografada), creio que não terá mais que 10 fotografias de cada ensaio, o que lhe dará pelo menos mais uma meia hora de tratamento.

Pensando no montante em dinheiro, estamos falando em R$ 12.500,00, mas pensando em horas, ela terá pelo menos 250 horas de trabalho, que não é contínuo e sendo assim. Se ela conseguir dividir estas 250 horas de trabalho dentro de um mês, acho que vamos perceber que vale muito à pena, isso pensando no dinheiro.

Quanto ao trabalho que isso vai dar, se levarmos em consideração que ninguém começa ganhando fortunas trabalhando pouco, acho que é um ótimo começo, além do fato de em pouco tempo, ela ter um bom volume de material para montar um portfólio muito bom.

Ou seja: se ela fizer um trabalho muito bem feito, com certeza em pouco tempo ela poderá cobrar R$ 100,00 por cada ensaio de meia hora, até que ela chegue num ponto que possa cobrar R$ 1.000,00 num ensaio que leve toda a manhã.
Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
www.marciodeluca.com.br/site
A arte de fotografar está no saber quando apertar o botão de disparo e não no quanto o apertar.


Roberto Dellano

  • Trade Count: (11)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.988
  • Sexo: Masculino
  • RTFM
    • Roberto Dellano Fotografia
Resposta #5 Online: 06 de Junho de 2017, 08:40:35
As pessoas devem levar em conta que o trabalho de fotografar não acaba depois que o ensaio termina - cobrando R$ 50,00 por ensaio de meia hora, ela vai ter que tratar as imagens depois. Se ela fizer um trabalho realmente pensado e bem feito (ela terá que dirigir a pessoa que será fotografada), creio que não terá mais que 10 fotografias de cada ensaio, o que lhe dará pelo menos mais uma meia hora de tratamento.

É óbvio que por esse valor ela não vai fazer um tratamento avançado nas imagens, e para um tratamento básico, se a fotometria estiver ok, a câmera faz com qualidade, é só fotografar em JPG, gravar em um cd e entregar.


10 fotos por ensaio?
Em meia hora de ensaio eu tiro 100 fotos, deleto metade, e a outra metade envio em forma de provas virtuais para o cliente escolher 30, e sempre o cliente compra fotos extras, pois nesta metade que envio não vai foto repetida.

Quantos meses do ano ela vai conseguir 250 clientes?

Eu to achando muita coisa também.

Aqui em Sorocaba está cheio desses fotógrafos de 49,90 e o trabalho deles é escasso como qualquer outro. Eu mesmo, em outra fase, já cheguei a cobrar 120,00 por um ensaio, e não pintava quase nada.


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.833
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #6 Online: 06 de Junho de 2017, 08:51:20
O problema não é se desvalorizar cobrando barato: a questão neste caso é se os R$ 50 cobrem os custos e se possibilita algum lucro.

Os ensaios são na casa dela ou dos clientes? Cobrar R$ 50 por meia hora de ensaio, mas perder 1 ou 2 horas se deslocado em cada é perder tempo e dinheiro.

Quanto ao tratamento e depreciação dos equipamentos nem preciso citar...


Manoel Jr

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 55
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 06 de Junho de 2017, 09:00:45
Se ela conseguir dar conta dos 250 clientes e fizer um bom trabalho, para ela deu certo sim! Será muito trabalhoso? será... mas ela estará trabalhando. O que não pode é ela cobrar e fazer um trabalho ruim, aí fica complicado.
Mais tarde o que vai acontecer quando ela valorizar mais seu trabalho e cobrar um valor mais justo? Ela terá menos clientes, porque estava atendendo determinada faixa e passará a atender outra, só isso... Acontece com quase todos. Depois se tudo der certo, ela irá aumentando sua clientela com o tempo. :ok:

Cada um cobra o que quiser pelo seu trabalho e ninguém tem nada a ver com isso. (tem gente que dá até xilique se a pessoa cobra barato, já vi no facebook, tentam ridicularizar a pessoa expondo o anúncio)
Infelizmente existe no mercado milhares de pessoas que se acham no direito de dizer quanto outra pessoa deve ou não cobrar por seu trabalho (não só em fotografia). Cada um sabe onde aperta o calo, geralmente os que reclamam de prostituição no mercado e que não se deve cobrar tão barato não aparecem na hora de pagar as contas. Esses não conseguem se diferenciar pela qualidade do serviço prestado e acabam achando que sua falta de clientes é por causa dos que cobram mais barato. (EMHO)  :ok:

Melhor definição possível que bate com meu ponto de vista.


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.897
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #8 Online: 06 de Junho de 2017, 09:23:56
O problema não é se desvalorizar cobrando barato: a questão neste caso é se os R$ 50 cobrem os custos e se possibilita algum lucro.

Esse é um dos maiores motivos porque os autônomos quebram em pouco tempo de empresa, não saber calcular os custos. Eu chego a duvidar se esses R$50 cobrem os custos, por mais curto que seja o ensaio. As pessoas esquecem de colocar na conta coisas básicas como desgaste do equipamento, transporte, telefone, internet, energia elétrica... E também esquecem de colocar na conta o tempo gasto.

Acho que no começo não tem mesmo muito jeito de cobrar caro, mas não pode cobrar barato pra sempre. Acredito que se, desses 250 interessados, ela fechar apenas uns 20, já está de bom tamanho para praticar, construir portfolio e já na sequência aumentar esses preços.


roberto souza

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 171
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 06 de Junho de 2017, 09:39:07
Esse tipo de serviço esta muito comum, e as pessoas que procuram realmente não estão muito interessadas na qualidade do produto que vai ser entregue. Estes dias mesmo um conhecido me pediu um orçamento para ensaio da filhinha que esta prestes a completar um mês de vida, passei o orçamento e depois de uns 5 dias ele me falou que havia fechado com uma fotografa no peixe urbano, por 30% do valor que eu havia cobrado. Falei para ele ser feliz e fechar com ela.
Após alguns dias vi no Face dele as fotos....... :doh: :doh: :doh:
Do jeito que saiu da máquina ela enviou, nem um pequeno ajuste de exposição ela corrigiu
Perguntei para ele o que tinha achado das fotos e ele adorou.....
Nikon D610 D7000 / D90 /NIKON 17-55 2.8mm / 50mm 1.8 / SB900 YUNGNOU685


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.833
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #10 Online: 06 de Junho de 2017, 09:42:09
Esse é um dos maiores motivos porque os autônomos quebram em pouco tempo de empresa, não saber calcular os custos. Eu chego a duvidar se esses R$50 cobrem os custos, por mais curto que seja o ensaio. As pessoas esquecem de colocar na conta coisas básicas como desgaste do equipamento, transporte, telefone, internet, energia elétrica... E também esquecem de colocar na conta o tempo gasto.

Acho que no começo não tem mesmo muito jeito de cobrar caro, mas não pode cobrar barato pra sempre. Acredito que se, desses 250 interessados, ela fechar apenas uns 20, já está de bom tamanho para praticar, construir portfolio e já na sequência aumentar esses preços.

Pois é Humberto.
Custos fixos e variáveis fazem parte de toda profissão/empresa, e muitos ignoram.

Cobrar um valor baixo no início pode ser uma estratégia, mas levar prejuízo é falta de planejamento (ou de juízo). A não ser que ela more com os pais (e não precisa pagar energia elétrica, telefone, internet, aluguel, etc), ganhou uma câmera básica, não tenha família para sustentar, ai dá pra cobrar esse valor... :D


roberto souza

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 171
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 06 de Junho de 2017, 09:47:03
Outro caso que até agora não entendi.....

Me solicitaram orçamento para ensaio de gestante, passei meu orçamento e o cliente falando comigo pelo watsap deu uma chorada no preço, estava no meio da negociação quando ele manda a seguinte mensagem:

"R$160,00 - 80 fotos no dvd 2 figurinos, 3 fundos e maquiagem + coroa de flores com 2 poster 20x30 e 20 fotos 10x15 impressas para 3 pessoas fotos em estúdio
Parcelamos em até 3x sem  juros"
Nikon D610 D7000 / D90 /NIKON 17-55 2.8mm / 50mm 1.8 / SB900 YUNGNOU685


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.551
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #12 Online: 06 de Junho de 2017, 09:47:06
Você pode atender 250 clientes cobrando R$50. Ou atender 125 clientes cobrando R$100. Ou ainda atender 25 clientes cobrando R$500. O valor final recebido será o mesmo, mas há uma grande diferença no valor do lucro final. E, mais s importante que isso, a qualidade entregue com certeza será melhor, já que mais tempo para dedicar a cada cliente reflete em melhores fotos, tratamento da imagem melhor e um relacionamento cliente-empresa mais voltado a fidelização. Quem atende um cliente de R$50 vai amanhã perder para alguém que cobra R$45, porque ele está atrás de preço, não de valor. Já teve bastante discussão sobre isso envolvendo o esquema de peixe urbano e Groupon. Pode valer a pena no primeiro momento, mas normalmente é uma grana que vem e não volta.... Rs
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : http://www.gutomarcondes.com.br/blog e conheçam mais sobre a profissão no dia a dia. Conheçam também http://www.fotografosocial.com.br e http://www.gutomarcondes.com.br
Não respondo MP com dúvida de equipamentos/fotografia. Abra um tópico pois isso é importante para o fórum !


vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.562
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #13 Online: 06 de Junho de 2017, 10:07:59
Tem que ver os custos ainda.
Esse ano tomei vergonha e comecei a controlar meu caixa mensalmente, com entradas e saídas.
Antes eu tinha somente um controle de vendas e uma planilha para calcular o valor minimo de cada trampo fazendo x ensaios por ano.
É assustador como o faturamento bruto engana, ainda mais colocando depreciação do equipamento como saída mensal.
"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.897
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #14 Online: 06 de Junho de 2017, 10:17:00
É assustador como o faturamento bruto engana, ainda mais colocando depreciação do equipamento como saída mensal.

Pois é, eu me assustei também quando comecei a fazer um controle mais rigoroso das minhas contas. A gente sempre tem na cabeça uma ideia aproximada de quanto entra em caixa por evento, mas não tem a menor ideia dos custos fixos e variáveis enquanto não coloca no papel. E também é assustador o tanto de custo que nossa profissão possui...