Autor Tópico: Materializando imagens ( impressão Fine Art ):  (Lida 901 vezes)

Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.712
  • O RAW é um diamante...bruto
Online: 19 de Junho de 2017, 10:00:38
Caros, enfim, depois de muito tempo enrolando realizei algo que queria muito, e estou feliz pois fui surpreendido positivamente.
É claro que uma foto impressa perde um pouco de contraste, mas ver a foto em tamanho grande com tamanha riqueza e fidelidade de detalhes foi algo emocionante.

Trabalho materializado pelo Estúdio 256 de impressão Fine Art, em papel Hahnemühle Albrecht Dürer 210 gms 100% algodão, protegido por vidro cristal, passe-partout importado e moldura, alto padrão de qualidade e acabamento, um trabalho impecável.




cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.982
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 19 de Junho de 2017, 10:08:51
é isso aí Raphael, dá outra cara ver impressa. Parabéns! Curiosamente fiz uma imagem similar este fim de semana.


Muitas vezes vejo críticas às imagens expostas aqui no fórum que na minha opinião são um tanto demasiadas porém até compreensíveis pois estamos nos acostumando a ver a imagem "retroprojetada" já que a mesma é iluminada pelo monitor. Hoje eu vejo com olhos diferentes muitas imagens e até consigo apreciar, mesmo que haja um sharpen relativamente excessivo ou coloração aumentada, essas coisas muitas vezes tendem a se equilibrar na impressão.


Belíssima imagem! Como dica eu deixo pra você tentar suas próximas paisagens noturnas em papel Baryta para comparar, verá que os detalhes são preservados e o contraste também.


Grande abraço !
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


Elder Walker

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (8)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.189
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #2 Online: 19 de Junho de 2017, 10:50:35
Show de bola, Rapha! Eu não entendo nada de impressão, tipos de papel etc... mas se só de ver algumas fotos minhas "reveladas" nos laboratórios comuns da minha cidade já fico bobo, imagino que essa sua deva ser algo especial.
Canon 5D + EF 17-40mm f/4 L + EF 50mm f/1.8 STM + EF 85mm f/1.8 USM + Yongnuo 565EX + YN-622C


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.389
Resposta #3 Online: 19 de Junho de 2017, 10:52:40
Parabéns Raphael

Se fosse responsável por um curso de fotografia, a foto em grande formato substituiria o diploma



kleberpicui

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 837
  • Sexo: Masculino
    • Shutterstock
Resposta #4 Online: 19 de Junho de 2017, 11:03:52
É isso aí, Raphael! Foto é feita pra colocar no papel e de preferência numa parede.

Show de bola, Rapha! Eu não entendo nada de impressão, tipos de papel etc... mas se só de ver algumas fotos minhas "reveladas" nos laboratórios comuns da minha cidade já fico bobo, imagino que essa sua deva ser algo especial.

Partilho desse mesmo sentimento, Elder. Mesmo com impressões de baixo custo.
Kléber

Vender fotos na internet: http://submit.shutterstock.com/?ref=976367


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.712
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #5 Online: 19 de Junho de 2017, 13:53:49
Esse é um mundo novo pra mim tbm, e percebi que nem tudo são flores. Os tratamentos que faço para apresentar as fotos na web não são adequados para as impressões, no sentido de que definitivamente, mesmo com alguns ajustes feitos na hora da impressão, elas jamais sairão conforme esperava ou desejava. Pra início de conversa perde-se consideravelmente o contraste.

Quanto as cores, certamente alguns matizes nunca terão a força que mostram no RGB da tela, mas ainda assim eu penso que isso não justifica deixar a imagem super saturada ( a não ser que seja essa a ideia, tanto na tela quanto na impressão ). Uma imagem pronta ( clicada, tratada e salva ) deve ser como é pra ser, sem variações, ganhos ou depreciações.

Em outros testes que fizemos com uma foto bem complexa, com o gradiente do crepúsculo de contraste e cores fortes, só a mudança do papel fez com que tivéssemos dois resultado bem diferentes. 

O catálogo de papéis é bem grande, então ainda irei precisar experimentar mesmo outros tantos, vou anotar a tua dica, Carlos.

Obrigado pelos comentários!


cfcsosa

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.982
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 19 de Junho de 2017, 14:02:13
Esse é um mundo novo pra mim tbm, e percebi que nem tudo são flores. Os tratamentos que faço para apresentar as fotos na web não são adequados para as impressões, no sentido de que definitivamente, mesmo com alguns ajustes feitos na hora da impressão, elas jamais sairão conforme esperava ou desejava. Pra início de conversa perde-se consideravelmente o contraste.

Quanto as cores, certamente alguns matizes nunca terão a força que mostram no RGB da tela, mas ainda assim eu penso que isso não justifica deixar a imagem super saturada ( a não ser que seja essa a ideia, tanto na tela quanto na impressão ). Uma imagem pronta ( clicada, tratada e salva ) deve ser como é pra ser, sem variações, ganhos ou depreciações.

Em outros testes que fizemos com uma foto bem complexa, com o gradiente do crepúsculo de contraste e cores fortes, só a mudança do papel fez com que tivéssemos dois resultado bem diferentes. 

O catálogo de papéis é bem grande, então ainda irei precisar experimentar mesmo outros tantos, vou anotar a tua dica, Carlos.

Obrigado pelos comentários!

Raphael, a questão dos contrastes e saturação está ligada diretamente a escolha do papel, o papel algodão irá requerer mais clarity, contraste  saturação para aparecer mais. O ideal é fazer como você fez, finalizar ao lado do cara que irá imprimir.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro
-------------------
flickr.com/photos/cfcsosa
instagram.com/cfcsosa
500px.com/cfcsosa1978


marciodeluca

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 354
  • Sexo: Masculino
  • Engenheiro por formação, mas fotógrafo por opção!
    • Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
Resposta #7 Online: 19 de Junho de 2017, 14:38:05
Esse é um mundo novo pra mim tbm, e percebi que nem tudo são flores. Os tratamentos que faço para apresentar as fotos na web não são adequados para as impressões, no sentido de que definitivamente, mesmo com alguns ajustes feitos na hora da impressão, elas jamais sairão conforme esperava ou desejava. Pra início de conversa perde-se consideravelmente o contraste.

...
Parabéns Raphael - excelente trabalho!

Você tocou num assunto que sempre tive uma pulga atrás da orelha: se o tratamento que fazemos para "impressões simples" ou mesmo para álbuns, é o mesmo tratamento que devemos fazer para uma impressão fine art.

Não manjo nada de impressão, pois o meu trabalho sempre foi voltado para publicidade (fotografia de produtos) ou editoriais de jornais ou revistas (shows e esportes), onde pouco ou nada um tive que lidar com impressão e os seus comentários tanto no inicio do post, como neste que cito, ajudam a criar (para mim) um caminho a se pensar, pois pode ser que cruze pelo meu caminho a oportunidade de realizar algum trabalho que venha requerer impressão e, mesmo que não seja fine art, tenho/temos que estar munidos de um norte para realizar um trabalho, tão bom quanto este seu.
Márcio de Luca - Photolive: fotografia com vida
www.marciodeluca.com.br/site
A arte de fotografar está no saber quando apertar o botão de disparo e não no quanto o apertar.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.712
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #8 Online: 19 de Junho de 2017, 14:53:06
Raphael, a questão dos contrastes e saturação está ligada diretamente a escolha do papel, o papel algodão irá requerer mais clarity, contraste  saturação para aparecer mais. O ideal é fazer como você fez, finalizar ao lado do cara que irá imprimir.

Pois é. Realmente sem estar perto e ver a prova antes de bater o martelo não tem como ( ou então que te enviem uma prova, só que ai caso tenha alguma alteração, vai ficando dispendioso ). Mas esse é um assunto no qual ainda irei me aprofundar, ao ponto de já saber prever o que deve ser ajustado para que o trabalho in loco seja o menor possível, e as dores de cabeça tbm. Se tiveres algo com o qual queiras contribuir sobre, sou todo ouvidos!
Valeu! 



Parabéns Raphael - excelente trabalho!

Você tocou num assunto que sempre tive uma pulga atrás da orelha: se o tratamento que fazemos para "impressões simples" ou mesmo para álbuns, é o mesmo tratamento que devemos fazer para uma impressão fine art.

Não manjo nada de impressão, pois o meu trabalho sempre foi voltado para publicidade (fotografia de produtos) ou editoriais de jornais ou revistas (shows e esportes), onde pouco ou nada um tive que lidar com impressão e os seus comentários tanto no inicio do post, como neste que cito, ajudam a criar (para mim) um caminho a se pensar, pois pode ser que cruze pelo meu caminho a oportunidade de realizar algum trabalho que venha requerer impressão e, mesmo que não seja fine art, tenho/temos que estar munidos de um norte para realizar um trabalho, tão bom quanto este seu.

Agora um adendo interessante: Vez por outra mando imprimir em um minilab desses onde antigamente "revelávamos" as fotos, algumas que seleciono, com família, meus acampamentos e claro, algumas das minhas paisagens, e mesmo sem nunca ter feito qualquer ajuste elas ficam ótimas, bem próximas ao visto na tela.
Com certeza o operador das impressões da um tapa, mas aqui creio que entra o que o Carlos mencionou, o tipo de papel.


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.389
Resposta #9 Online: 19 de Junho de 2017, 16:22:50
Lendo o que todos falam, o assunto é um pouco mais controverso

O que seria interessante em qualquer impressão é dar um pouco mais de contraste em meios tons e a avaliação da foto tem que ser feita na mesma luz da calibração do seu monitor

Cada papel tem uma característica, a grosso modo o fosco perde contraste e quem não quer perder isto, usa outra papel, um baritado por exemplo ou um papel de fibra vegetal vai puxar o verde


Quanto as cores, certamente alguns matizes nunca terão a força que mostram no RGB da tela, mas ainda assim eu penso que isso não justifica deixar a imagem super saturada ( a não ser que seja essa a ideia, tanto na tela quanto na impressão ). Uma imagem pronta ( clicada, tratada e salva ) deve ser como é pra ser, sem variações, ganhos ou depreciações.

Em outros testes que fizemos com uma foto bem complexa, com o gradiente do crepúsculo de contraste e cores fortes, só a mudança do papel fez com que tivéssemos dois resultado bem diferentes. 


O papel tem grande influencia na matiz de cor, contraste, saturação, etc e obviamente não vai ficar igual ao monitor a não ser ao papel brilho

A prova digital ajuda bastante na decisão do papel, junto com a textura desejada





vangelismm

  • Trade Count: (7)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.169
  • Sexo: Masculino
    • MedinaFotografia
Resposta #10 Online: 19 de Junho de 2017, 19:22:04
Complicado. Ainda acho que o fotografo deveria se preocupar em fazer uma única edição e quem for imprimir que faça os ajustes pra ficar o mais próximo possível. Afinal é quem conhece os detalhes do ofício.

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

"A perspectiva de uma imagem é controlada pela distância entre a lente e o assunto; mudando a distancia focal da lente muda o tamanho da imagem , mas não altera a perspectiva . Muitos fotógrafos ignoram este fato, ou não têm conhecimento de sua importância." -  Ansel Adams, Examples – The Making of 40 Photographs


MoisesFontana

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 19 de Junho de 2017, 19:35:13
Bah, que Baita quadro/impressão hein! :clap: :clap: :clap:

Quanto custa aproximadamente uma brincadeira dessa Raphael?

Nikon D7200/Sigma 17-70mm/Nikkor 55-300mm - Samsung NX3000/16-50mm PZ/50-200mm


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.712
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #12 Online: 20 de Junho de 2017, 09:41:43
Complicado. Ainda acho que o fotografo deveria se preocupar em fazer uma única edição e quem for imprimir que faça os ajustes pra ficar o mais próximo possível. Afinal é quem conhece os detalhes do ofício.

Concordo, sempre pensei assim. Talvez meus pitacos do lado do responsável pela impressão não tenha ajudado muito, pois ele realmente tem noção melhor do que precisaria ser feito, e inclusive usa um preset que simula na tela o que pode sair na impressão, mas mesmo esse preset não é lá muito fiel.
Ainda assim o fato do cliente ver o impresso e fazer a avaliação é imprescindível.


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.712
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #13 Online: 20 de Junho de 2017, 09:42:27
Bah, que Baita quadro/impressão hein! :clap: :clap: :clap:

Quanto custa aproximadamente uma brincadeira dessa Raphael?

Caro, bem mais do que eu imaginava....kkk


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.389
Resposta #14 Online: 20 de Junho de 2017, 23:23:52
Complicado. Ainda acho que o fotografo deveria se preocupar em fazer uma única edição e quem for imprimir que faça os ajustes pra ficar o mais próximo possível. Afinal é quem conhece os detalhes do ofício.

Enviado de meu Moto G Play usando Tapatalk

Concordo, sempre pensei assim. Talvez meus pitacos do lado do responsável pela impressão não tenha ajudado muito, pois ele realmente tem noção melhor do que precisaria ser feito, e inclusive usa um preset que simula na tela o que pode sair na impressão, mas mesmo esse preset não é lá muito fiel.
Ainda assim o fato do cliente ver o impresso e fazer a avaliação é imprescindível.

Respeito, mas não concordo

O papel mais "fiel" ao monitor é o brilho que também tem no fine art, um papel sem branqueador ótico

Acredito que o fotógrafo é responsável pela direção artística do seu material, assim como o material que vai pra revista, outdor, etc e o print não foge a essa regra.

Papel fine art tem vai dar uma impressão diferente do papel comum. Não tenho ideia de como fazer um print em fine art para ficar igual ao RGB puro, mas acredito que se fosse esta a intenção o fabricante forneceria um "action" para a correção.

A função do impressor é auxiliar o fotógrafo explicando o comportamento destes papeis, agora saber o que o fotógrafo quer, exige um pagamento melhor  :D

Quando o SS saiu do filme arrastou o"personal laboratorista" para a pós, mas a direção e aprovação era dele

Claro que é uma linha de trabalho que acredito ser a correta e pode ser totalmente equivocada  :doh: